Produtos e novidades em Celular e Smartphone

Como empresas se mobilizam para ajudar vítimas do terremoto no Nepal

Google, Facebook, Apple... tecnologia ajuda a encontrar sobreviventes do terremoto do Nepal.

Terremoto Nepal
por Ricardo Bergher - Especialista em Tecnologia.

No último sábado, dia 25 de abril, um terremoto de grande intensidade destruiu cidades do Nepal – o terremoto teve magnitude de 7,8 e foi o mais devastador nos últimos 80 anos no país. O desastre natural também atingiu a Índia e a China, fazendo vítimas inclusive nesses países. Até o momento, mais de 3.800 mortes já foram confirmadas no Nepal, mas esse número está aumentando conforme o tempo passa e as equipes de buscas conseguem ampliar suas áreas de resgate.

Enquanto o mundo está de olho na proporção do terremoto e a intensa busca por sobreviventes, a tecnologia também se faz presente, comprovando que, para um momento de tragédia, a tecnologia também pode ser uma aliada.

Empresas como Google, Facebook e Apple, reconhecidas mundialmente por seus serviços e produtos inovadores, fizeram uso das suas tecnologias para divulgar ferramentas bem úteis e, com isso, ajudar as vítimas do terremoto do Nepal. Confira:

Person Finder do Google

O recurso Person Finder ("Buscador de Pessoas") não é tão novo assim – foi usado pela primeira vez em 2010, no terremoto do Haiti. Agora, o recurso ganhou o nome de Person Finder: 2015 Nepal Earthquake, e há duas opções: Estou procurando por alguém e Eu tenho informações sobre alguém. Quem tiver algumas informações sobre pessoas que estavam na região no momento do terremoto pode inserir essas informações. Do outro lado, estão as pessoas bem ansiosas, em busca de informações sobre amigos e parentes. No Person Finder, é possível procurar (e quem sabe encontrar!) o nome da pessoa.

Facebook e sua ferramenta Safety Check

Para desastres naturais, o Facebook também não ficou de fora, e conta com a ferramenta Nepal Earthquake: Facebook Safety Check (tem como objetivo uma "Verificação de Segurança"). Se a rede social detectar pessoas que estão em uma área atingida pelo terremoto, o Facebook envia uma notificação (que as pessoas podem visualizar, por exemplo, pelo smartphone). Para responder a notificação, é preciso clicar no botão I´m safe (Eu estou seguro) para dar sinal de vida para amigos e parentes.

Também é possível usar o recurso para conferir se algum conhecido está na área atingida e receber notificações avisando que o sobrevivente está bem.

É claro que a gente sabe que, nessas horas, pode ser complicado ter acesso a celular, internet... principalmente em áreas completamente devastadas, que sofrem com a falta de energia elétrica e até mesmo água. Mas, não podemos nos esquecer dos esforços de várias empresas, governos e organizações neste momento de tragédia.

Agora vamos falar da Apple

Outra empresa que se mobilizou para ajudar os sobreviventes do terremoto foi a Apple. A marca da maçã começou a convidar pessoas que usam o iTunes para realizarem uma doação à Cruz Vermelha Americana. É possível doar valores entre US$ 5 e US$ 200.

Não é de hoje que a Apple se destaca além dos seus produtos. A empresa também ajudou em outros desastres, como no tsunami do Japão e no furação Sandy, que atingiu vários países, entre eles os Estados Unidos.

Quando a tecnologia pode ajudar a salvar vidas...

Os resgastes continuam, e vários países já se manifestaram, oferecendo ajuda internacional. Além de países, a gente viu aqui que existem empresas de olho nessa tragédia – e empresas dispostas a encontrarem sobreviventes. Legal saber que a tecnologia, tão presente no nosso dia a dia, ainda pode fazer a diferença nesses momentos.

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em celular e smartphone