Zoom indica em Celular e Smartphone

Qual a idade certa para o primeiro celular?

Será que já está na hora da criança ganhar um celular?

por Ricardo Bergher - Especialista em Tecnologia.

É só dar uma volta no shopping nos fins de semana ou passar em frente às escolas para perceber que a grande maioria das crianças hoje já está com um celular na mão. Embora os pequenos adorem jogar os divertidos games que já vêm instalados nos aparelhos e sintam a necessidade de se comunicar com os pais e os amigos, nem sempre eles estão preparados para encarar esta responsabilidade. Lembre-se também que você não precisa apostar em smartphones caríssimos como o primeiro celular.

Alguns especialistas indicam que a idade ideal para que a criança ganhe um celular é entre 9 e 10 anos, enquanto que outros afirmam categoricamente que somente a partir dos 13 anos é que elas deveriam ter seu primeiro celular. Mas seja qual for a idade escolhida, o que sempre deve prevalecer é o bom senso. Antes de escolher um celular para criança, pense se o seu filho realmente precisa.

Filhos que já vão para a escola sozinhos, ou que passam muito tempo em casa sem os pais, são crianças que muitas vezes podem precisar de um celular até para emergências. Essa não é uma regra, mas as características acima podem indicar que você já precisa de um celular para criança, seja para que você consiga falar com ele com mais facilidade, seja para que ele desenvolva atitudes ainda mais responsáveis.

Além de todas estas questões, entra em cena também o fator financeiro. Para que você não fique com dor no bolso após a criança ganhar o celular, é interessante que o aparelho possua um plano pré-pago, para que desta forma ninguém gaste mais do que se deve e para que você consiga controlar melhor o uso. Além disso, o indicado é que o primeiro celular da criança seja um celular básico. É importante que a criança entenda o aparelho como meio de comunicação e não como meio de distração.

Celulares com internet podem não ser uma boa pedida nesses casos, pois podem aumentar a falta de concentração e atenção da crianças nas tarefas escolares, por exemplo. Contudo, vale lembrar, no caso de optar por celulares mais modernos e cheios de aparatos, que é importante alertar seu filho sobre a importância de usar com responsabilidade o aparelho, deixando para curtir as funções de entretenimento de forma mais moderada. Portanto, se o seu filho já está pedindo um celular, considere se ele realmente precisa e, principalmente, se você está preparado para dar um celular para criança.

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em celular e smartphone