Quantum Go ou Moto G: qual o melhor intermediário?

Antes de decidir entre comprar o Moto G 3ª geração ou o Quantum Go, dê um Zoom no nosso comparativo.

Quantum Go ou Moto G: qual o melhor intermediário?
Ricardo BergherEditor(a)

Publicado e atualizado 5 min. de leitura.

Quantum Go e Motorola Moto G 3ª geração são dois lançamentos bastante comentados de 2015. De um lado, temos o já consolidado Moto G da Motorola em sua terceira edição. Do outro, o Quantum Go, produzido no Brasil pela Positivo, sendo o primeiro celular da Quantum.

Você pode estar se perguntando se o Quantum Go é tão competitivo assim a ponto de poder ser comparado com o Moto G 3ª geração. Pois bem, trata-se de um smartphone que veio realmente para brigar por uma posição entre os aparelhos intermediários, e não poupou esforços para isso. Quer saber tudo sobre eles? Confira o nosso comparativo e escolha o melhor para você, Quantum Go ou Moto G 2015.

Quantum Go

Quantum Go

Moto G 3ª geração

Motorola Moto G 3ª geração

Tela5'' HD (720x1280 pixels)5'' HD (720x1280 pixels)ProcessadorOcta core (1,3GHz)Quad core (1,4GHz)Memória RAM2GB1GBInternet3G e Wi-Fi ou4G, 3G e Wi-Fi4G, 3G e Wi-FiArmazenamento16GB ou 32GB8GB ou 16GBAceita cartão de memóriaSim (até 32GB)Sim (até 32GB)Dual chipSimSimCâmera frontal5MP5MPCâmera traseira13MP13MPFilma emFull HDFull HDBateria2.300 mAh2.470 mAh

Leia também: Moto G ou Zenfone Go? Confira a nossa comparação

Conheça as diferentes versões dos aparelhos

Assim como nas gerações anteriores, o Moto G 2015 chegou em diferentes versões. Todas elas acessam a internet por 4G e vêm, basicamente, com a mesma configuração, variando no armazenamento e em alguns itens extras. Há, por exemplo, uma versão do Moto G 3ª geração com TV digital, com capinhas coloridas, e até com um fone de ouvido Bluetooth.

Já o Quantum Go chegou em três versões, todas elas com TV digital e processador octa core de 1,3GHz, com variações no armazenamento e no acesso à internet, que pode ser somente por 3G ou também por 4G.

Tela e design: qual você prefere?

O Quantum Go chegou com "cara" de top de linha da Sony. Seu acabamento traseiro em vidro e as bordas em material que imita alumínio dão um ar bastante sofisticado ao aparelho, que inclusive é mais fino e leve que o Moto G.

Mais especificamente, o Quantum Go tem espessura de 6,5mm, e o Moto G, 11,6mm. No peso, são 115g no Quantum Go e 155g no Moto G 3ª geração.

Quanto ao design do smartphone Motorola em questão, é mais despojado, com uma textura na parte de trás, que também é arredondada e proporciona uma boa pegada.

Na tela, temos praticamente um empate: Quantum Go e Moto G têm 5 polegadas com resolução HD e uma densidade de 294 pixels por polegada (ppi).

Aliás, tanto a tela quanto a parte de trás do Quantum Go contam com a proteção Gorilla Glass 3, também encontrada no display do Moto G 3ª geração.

Agora, as tecnologias usadas nos displays são diferentes, e aí você vai ter que escolher a que você prefere. No Moto G, por exemplo, a tela IPS apresenta cores mais reais, que ao mesmo tempo parecem meio "lavadas" ao lado do display AMOLED com cores vivas e preto profundo do Quantum Go.

Mas uma vantagem indiscutível do Moto G 3ª geração é a proteção contra água. A Motorola não recomenda que você coloque o aparelho na água propositalmente, mas a certificação IPX7 garante que ele não vá parar de funcionar caso fique submerso em água doce a até 1 metro, por no máximo 30 minutos.

Quantum Go supera o Moto G no desempenho

Vamos começar por uma questão que pode passar despercebida pela maioria dos usuários: as versões só com 3G do Quantum Go não trazem o mesmo processador do aparelho com 4G.

A diferença não é tão grande assim que atrapalhe no desempenho. Afinal, os três modelos são octa core de 1,3GHz e têm 2GB de RAM. Porém, vale deixar claro que o Quantum Go 4G traz o MediaTek MT6753 de 64 bit, e os modelos só com 3G rodam com o MediaTek MTK6592M de 32 bit.

No hardware do Moto G 3ª geração encontramos um Qualcomm Snapdragon 410, que tem quatro núcleos rodando a 1,4GHz. Ah, e ele tem 1GB de RAM.

E como você deve estar achando, sim, o Quantum Go tem desempenho melhor que o Moto G, e testes de benchmark confirmam isso. Outro ponto legal no Quantum Go é que a marca não fez muitas modificações no Android 5.1, o que ajuda a deixar o aparelho mais fluido.

Também não vamos tirar o mérito do Moto G 3ª geração, que traz Android 5.1 sem modificações na interface e aguenta praticamente todos os aplicativos com fluidez. Mas se você gosta de realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, e curte jogar games mais pesados, prefira o Quantum Go.

Uma desvantagem do processamento do Quantum Go está no consumo de energia. Além dele ter capacidade de bateria um pouco menor que a do Moto G, o MediaTek de oito núcleos precisa de mais energia para trabalhar do que o Snapdragon quad core do Moto G, fazendo com que o aparelho da Motorola aguente mais tempo acordado.

Se você está mais propenso a comprar o Quantum Go, não desanime por isso: o smartphone deve aguentar um dia de uso moderado sem problemas.

Flash duplo do Moto G leva vantagem quando o assunto é câmera

Com a mesma quantidade de megapixels nas câmeras frontal e traseira, o Quantum Go e o Moto G 3ª geração apresentam resultados parecidos na captura de imagens. Mas, no geral, o Moto G se sai melhor nas fotos noturnas.

O Moto G 2015 também ganha pontos pelo seu flash duplo, que faz com que as cores fiquem mais naturais. Enquanto isso, o Quantum Go traz flash simples.

Mas o Quantum Go também tem suas vantagens. Com o recurso Quantum Resolution, o aparelho transforma uma imagem de 13MP em 24MP. Bacana, né? Outro detalhe é que a câmera frontal do Quantum Go captura até 84º e a do Moto G tem campo de visão de 72º. Sendo assim, o dispositivo da Quantum é o mais indicado para fazer selfies em grupo, por exemplo.

E antes de passar para o próximo tópico, é bom lembrar que o Moto G 3ª geração vem com aquela famosa função do Moto X que abre a câmera quando você chacoalha o aparelho de um lado ao outro.

Para você, qual é o melhor: Moto G ou Quantum Go?

Chegou a hora que todo mundo mais espera: saber se o ideal é comprar o Quantum Go ou o Moto G. E se você veio direto nessa parte do texto, é bom diminuir a expectativa, porque dizer que um aparelho é melhor que o outro é um pouco relativo, principalmente no caso do Quantum Go e do Moto G 3ª geração.

O Quantum Go, por exemplo, se sai melhor que o Moto G 3ª geração no processamento, tem TV digital em todas as versões, seu acabamento tem um ar mais premium, e o modelo com 3G ainda é mais barato que o Moto G.

Já o Moto G 3ª geração acessa a internet por 4G em todas as versões, tem proteção contra água, câmera com flash duplo e bateria que dura mais.

Então, para escolher entre o Moto G 2015 e o Quantum Go, veja do que você precisa no seu dia a dia, e escolha o smartphone que atenda melhor às suas necessidades.

Continue navegando pelo Zoom e compare os preços.