Review Huawei nova 5T: um celular avançado com corte de custos

Smartphone tem processador Kirin 980 e memória RAM de 8 GB para rodar jogos pesados sem engasgos.

Ana MarquesEditor(a)

Publicado e atualizado 11 min. de leitura.

O Huawei nova 5T é um celular avançado que chegou ao Brasil em abril de 2020 pelo preço sugerido de R$ 2.999. Pouco mais de um mês após seu lançamento, o smartphone é encontrado por cerca de R$ 2.700 no varejo nacional, disputando o mercado com concorrentes de peso, como Samsung Galaxy S10 e o Xiaomi Mi 9.

Seu grande destaque é o conjunto de processamento e memória: o celular leva o mesmo chip do P30 Pro, o Kirin 980, que trabalha com a ajuda de 8 GB de RAM. Com essas configurações, a Huawei promete excelente performance para games e outros aplicativos exigentes.

Por outro lado, o telefone sofre baixas na câmeras e em alguns outros pontos da ficha técnica – o que pode incomodar consumidores que estão em busca de um smartphone completo em todos os quesitos.

Huawei nova 5T tem câmera quádrupla na traseira. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Huawei nova 5T tem câmera quádrupla na traseira. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Leia também: Review Galaxy S10 Plus: Samsung brilha com 5 câmeras e tela AMOLED Dinâmica

Para saber se o Huawei nova 5T é o smartphone ideal para você, veja a nossa análise completa, feita após trinta dias de uso, nas linhas a seguir.

Avaliação do Huawei nova 5T:

Prós:

  • Alta performance em games e apps exigentes (Kirin 980 + 8 GB de RAM)
  • Design atraente
  • Ótima autonomia de bateria
  • Carregamento rápido
  • Bom aproveitamento de tela
  • Vídeos em 4K (câmera traseira)
  • Estabilização eletrônica na câmera frontal

Contras:

  • Sem proteção contra água e poeira
  • Não suporta carregamento sem fios
  • Modo noturno com baixa definição
  • App de câmera é pouco intuitivo
  • Carregador com pinos Tipo A (achatados)
  • Leitor de digitais na lateral
  • Sensibilidade da tela deixa a desejar

Design

Um smartphone incrivelmente bonito – com digitais por todo lado

Huawei nova 5T tem traseira em vidro. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Huawei nova 5T tem traseira em vidro. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

O Huawei nova 5T tem um acabamento de tirar o fôlego. Na traseira, a pintura reflete de acordo com a incidência de luz, oferecendo uma mistura de padrão holográfico com um degradê bastante sutil. Não há muitos detalhes, fora o conjunto de câmeras disposto na vertical e o nome da marca no canto inferior esquerdo.

Por ser totalmente em vidro, há aquela sensação de smartphone premium, caro. Mas um ponto negativo é que ele acaba coletando toda e qualquer impressão digital possível, e elas ficam bem visíveis – é como um ímã de marcas de dedo, o que acaba deixando o glamour da pintura um pouco ofuscado no dia a dia.

Leitor de digitais do Huawei nova 5T fica na lateral. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Leitor de digitais do Huawei nova 5T fica na lateral. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

A lateral conta com os botões de volume e o de ligar/desligar o smartphone. Este último fica embaixo do leitor de digitais. Eu não sou fã desse posicionamento para o sensor de digitais, já que é muito fácil encostar ali sem querer diversas vezes e acabar bloqueando o acesso do celular por alguns segundos. Aconteceu comigo durante os testes com maior frequência do que eu gostaria.

Na parte inferior você encontra a saída de áudio e a porta USB-C. Não há a conexão P2 (3,5 mm) para fones de ouvido. Mas a Huawei envia fones com plug USB tipo C na caixa, então você ainda poderá ouvir suas músicas sem incomodar ninguém. Eu não vejo um problema nessa mudança. Estamos em 2020 e os fones de ouvido sem fio estão dominando o mercado – fazendo um rápido parênteses aqui: você consegue comprar um bom modelo de fone de ouvido true wireless por pouco mais de R$ 100, então faça esse favor a você mesmo e esqueça os cabos de uma vez (ao menos para ouvir música no smartphone).

Huawei nova 5T não tem entrada para fones de ouvido (P2). A conexão pode ser feita via USB-C. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Huawei nova 5T não tem entrada para fones de ouvido (P2). A conexão pode ser feita via USB-C. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Uma característica presente em smartphones avançados concorrentes que não dá as caras no Huawei nova 5T é a resistência à água e poeira. Diferentemente do P30 Pro, do Galaxy S10 e do iPhone 11, por exemplo, esse modelo aqui não tem certificação IP67 ou IP68, então estará mais vulnerável em ambientes como praia ou piscina. Também não é uma boa ideia levá-lo para tomar uma ducha.

Fones de ouvido do Huawei nova 5T. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Fones de ouvido do Huawei nova 5T. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Tela

Alta resolução e tecnologia IPS LCD

O Huawei nova 5T tem tela de 6,26 polegadas com resolução Full HD+. É um tamanho padrão para os dias atuais, tendendo para o que no futuro devemos chamar de uma tela "pequena". Se encaixa bem nas mãos e entrega imagens nítidas. Eu, sinceramente, não faço questão de uma resolução Quad HD+o meu Galaxy S10+ chega a essa resolução e eu acabo deixando em Full HD+ para poupar bateria. Portanto, nesse quesito, tudo "ok" para o painel do nova 5T.

Tela do Huawei nova 5T tem recorte para câmera frontal. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Tela do Huawei nova 5T tem recorte para câmera frontal. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

A tecnologia, porém, é IPS LCD, que é menos econômica do que a Super AMOLED, e acaba entregando uma experiência inferior em contrastes. Cabe ressaltar que, ainda assim, as cores são muito boas, e a intensidade de brilho é bastante agradável.

O aproveitamento do display é um ponto forte desse celular. As bordas ao redor do painel são bem finas, e não há notch: a câmera frontal fica alocada em um pequeno furo, no canto superior esquerdo. Desse modo, o smartphone oferece uma experiência imersiva bem interessante (quando o aplicativo reprodutor de mídia é compatível com o zoom na tela).

Tela do Huawei nova 5T tem bordas finas para maior imersão e entrega boa experiência com cores. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Tela do Huawei nova 5T tem bordas finas para maior imersão e entrega boa experiência com cores. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Algo que deixou a desejar foi a resposta ao toque. O Huawei nova 5T já vem de fábrica com uma película de proteção, e isso pode ter influenciado na sensibilidade do display. O fato é que senti muita dificuldade na digitação com esse smartphone, mesmo tentando trocar o teclado SwiftKey (padrão) pelo Gboard.

Sistema operacional

Sim, ainda há apps do Google no Huawei nova 5T

O Huawei nova 5T chega com o Android 9 Pie e, segundo a marca, tem atualização prevista para o Android 10 (apesar de ela não ter chegado durante o período em que testei o smartphone – o que é ruim, já que a EMUI com Android 9 não traz ainda o tema escuro).

Huawei nova 5T ainda conta com Play Store e apps do Google. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Huawei nova 5T ainda conta com Play Store e apps do Google. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

O celular também já vem de fábrica com a Play Store e todos os aplicativos padrão do Google instalados. Apesar de a Huawei ter sofrido sanções por parte do Governo dos Estados Unidos, perdendo o acesso a diversos serviços, isso não se aplica ao nova 5T, pois, segundo a própria fabricante, ele já havia sido homologado, assim como o P30 Pro (e as sanções só atingem os aparelhos lançados depois dessa decisão).

A interface da Huawei é uma das mais poluídas atualmente, em termos de apps pré-instalados. Quem prefere um Android mais puro, pode acabar se decepcionando.

Apps no Huawei nova 5T. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Apps no Huawei nova 5T. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Desempenho

Alta performance, sem engasgos ou lentidão

O grande foco do Huawei nova 5T é entregar máximo desempenho, até para as tarefas mais exigentes. Para isso, o celular traz o processador Kirin 980 (octa-core de até 2,6 Hz), o mesmo do P30 Pro.

Esse chip é fabricado em processo de 7 nanômetros, o que aumenta sua eficiência energética e sua capacidade de processamento – traduzindo: em comparação a processadores com processos de fabricação maiores, geralmente utilizados em smartphones intermediários e de entrada, ele consome menos bateria e consegue entregar maior velocidade.

Huawei nova 5T rodou Free Fire sem engasgos. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Huawei nova 5T rodou Free Fire sem engasgos. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Já a memória RAM é de 8 GB – quantidade generosa, que tende a evitar travamentos e proporcionar uso fluido de apps em segundo plano e outras ações simultâneas. Há também o recurso GPU Turbo 3.0, que otimiza o desempenho do sistema durante as jogatinas e proporciona resposta mais rápida ao toque. Em nossos testes, o smartphone rodou de forma lisa, sem engasgos ou lentidão jogos como Candy Crush Soda, Asphalt 9, PUBG Mobile e Free Fire.

O armazenamento do Huawei nova 5T é de 128 GB. Isso siginfica que você terá bastante espaço para guardar suas fotos, vídeos, aplicativos e demais arquivos. O telefone não tem entrada para cartão microSD e não permite a expansão da memória interna.

Câmeras

Huawei nova 5T faz boas fotos, mas a interface é pouco intuitiva

Com um conjunto de câmera quádrupla na traseira, o Huawei nova 5T entrega imagens satisfatórias para a maioria dos usuários. Porém é importante ter em mente de que esse não é um celular focado em fotografia profissional, como o P30 Pro. Ainda assim, ele consegue uma boa versatilidade com seu conjunto de lentes e recursos de software.

A maior crítica aqui fica à interface do app de câmera, que é pouco intuitiva. O efeito retrato, que desfoca o fundo da imagem, por exemplo, só funciona com rostos. Caso você queira aplicar o desfoque em fotos com objetos (e não pessoas), é necessário usar o modo "Abertura", que fica escondido no menu interno da câmera. Com esse recurso, além de controlar o nível de desfoque por meio da abertura de lente, você também pode aplicar filtros.

Modo Abertura permite desfocar e alterar cor de fundo das fotos. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Modo Abertura permite desfocar e alterar cor de fundo das fotos. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

O sensor principal é de 48 megapixels e tem abertura de lente f/1.8. No modo "AI Ultra Clarity" (que também fica escondido, dessa vez nas configurações da câmera), as fotos obtidas são especialmente ricas em detalhes, mas requer que o objeto, o cenário e o fotógrafo estejam estáticos, além de boa iluminação, caso contrário, vai tudo por água abaixo.

No geral, as feitas com a câmera principal têm boa qualidade e nitidez. O smartphone conta com Modo Noturno, que consegue entregar um bom processamento de cores em ambientes escuros, mas peca em detalhes se comparado com concorrentes.

Modo Noturno: comparativo entre Huawei nova 5T e Galaxy S10+. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Modo Noturno: comparativo entre Huawei nova 5T e Galaxy S10+. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Ainda na traseira, você encontra uma lente ultra-wide, para fotografar paisagens ou qualquer outro tema com ângulo mais aberto.

À esquerda, foto com lente ultra-wide, e à direita, foto com lente principal. Ambas as fotos foram tiradas exatamente do mesmo lugar. (Imagem: Divulgação/Ana Marques/Zoom)
À esquerda, foto com lente ultra-wide, e à direita, foto com lente principal. Ambas as fotos foram tiradas exatamente do mesmo lugar. (Imagem: Divulgação/Ana Marques/Zoom)

Há ainda uma lente macro, para detalhes próximos, mas a resolução do sensor é de apenas 2 MP. Os resultados são razoáveis e é necessário que o local esteja bem iluminado para que as fotos macro fiquem realmente boas. Por fim, há um sensor de 2 MP para ajudar na profundidade, tornando mais preciso o recorte em fotos com Modo Retrato.

Foto tirada com lente macro do Huawei nova 5T. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Foto tirada com lente macro do Huawei nova 5T. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Zoom explica: Ultra-wide, macro, telefoto: conheça os tipos de lente de câmera do celular

O Huawei nova 5T também faz um bom trabalho em selfies, com sensor frontal de 32 megapixels. As cores, no entanto, tendem a ficar esverdeadas quando há iluminação intensa demais – culpa do excesso de saturação que o pós-processamento aplica na tentativa de deixar as imagens mais "chamativas".

Selfie tirada com Huawei nova 5T. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Selfie tirada com Huawei nova 5T. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Você também pode fazer selfies com Modo Retrato, apesar de não ter uma lente dupla. Mas os recortes não são tão precisos como os do Galaxy S10+, por exemplo.

Selfie com Modo Retrato no Huawei nova 5T. Repare que há pequenos erros de reconhecimento do fundo. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Selfie com Modo Retrato no Huawei nova 5T. Repare que há pequenos erros de reconhecimento do fundo. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Passando agora para a parte de vídeos: o smartphone da Huawei faz gravações em 4K a 30 quadros por segundo (fps) com a câmera traseira, ou em Full HD (1080p) a 30 ou 60 fps. Há estabilização eletrônica de imagem (EIS) – mas não a óptica (OIS), que tende a ser mais eficaz.

Na câmera frontal, a resolução máxima de gravação é Full HD a 30 fps. Aqui a Huawei também adota a estabilização eletrônica, que ajuda bastante a evitar trepidações indesejadas, especialmente na hora de fazer selfies em vídeos para postar nas redes sociais.

Bateria

Autonomia para um dia inteiro longe das tomadas

Com 3.750 mAh, o Huawei nova 5T surpreende em autonomia de bateria, conseguindo ficar longe das tomadas por mais de um dia, com uso moderado, e até dois dias, com pouco uso. A marca é melhor do que a de muitos celulares com bateria de 4.000 mAh e 4.500 mAh, o que se deve à boa otimização de software em conjunto com o processador econômico.

O carregador que acompanha o nova 5T tem pinos achatados e duplos (tipo A), o que pode acabar sendo um incômodo, já que não é o padrão adotado no Brasil atualmente. O smartphone é compatível com carregamento rápido de 22,5 W e consegue abastecer 50% da bateria em pouco mais de vinte minutos.

Carregador do Huawei nova 5T. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Carregador do Huawei nova 5T. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Custo-benefício

Vale a pena comprar o Huawei nova 5T?

O Huawei nova 5T cumpre a sua proposta de ser um celular com alta performance e tem um preço na mesma linha dos smartphones concorrentes. No entanto, há modelos mais completos no mercado, que além de máximo desempenho, contam com câmeras melhores e mais recursos extras, como carregamento sem fios, resistência à água. O preço é competitivo. Lançado por R$ 2.999, o telefone já é vendido por a partir de R$ 2.700 no varejo nacional. Mas, nesse segmento, ele concorre com o Galaxy S10, um grande concorrente, difícil de bater.

Ainda assim, caso você esteja em busca de um novo smartphone avançado, que não tenha tanto apelo para fotografia, e prefira o visual do nova 5T em vez do celular da Samsung, não deverá se arrepender. Vale considerar ainda a nossa lista de prós e contras, no início deste artigo, para ter certeza que esse é o telefone ideal para o seu dia a dia.

Huawei nova 5T, smartphone avançado da Huawei, foi lançado por R$ 2.999 no Brasil. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Huawei nova 5T, smartphone avançado da Huawei, foi lançado por R$ 2.999 no Brasil. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Ficha técnica do Huawei nova 5T

  • Tela IPS LCD de 6,26 polegadas Full HD+ (19,5:9)
  • Processador Kirin 980 (octa-core de até 2,6 GHz)
  • Memória RAM de 8 GB
  • Armazenamento de 128 GB (sem expansão)
  • Câmera traseira quádrupla: 48 MP (f/1.8) + 16 MP (ultra-wide) (f/2.2) + 2 MP (macro) (f/2.4) + 2 MP (profundidade) (f/2.4)
  • Vídeo em até 4K @ 30 fps ou Full HD (1080p) @ 60 fps, EIS
  • Câmera frontal de 32 megapixels (f/2.0), filma em 1080p @ 30 fps, EIS
  • Bateria de 3.750 mAh com carregamento rápido de 22,5 W
  • Leitor de digitais
  • Reconhecimento facial
  • Android 9 Pie
  • Cores: preto e azul
  • Dimensões: 154,3 x 74 x 7,8 mm
  • Peso: 174 gramas
  • Preço de lançamento: R$ 2.999

Compare preços

Encontre as melhores ofertas para o Huawei nova 5T no Zoom

Concorrentes: