TIM anuncia primeira antena 5G do Brasil; projeto tem tecnologia da Huawei

Antena fica em Florianópolis; Santa Rita do Sapucaí (MG) e Campina Grande (PB) também receberam investimentos.

TIM anuncia primeira antena 5G do Brasil; projeto tem tecnologia da Huawei
Ricardo BergherEditor(a)

Publicado e atualizado 2 min. de leitura.

A operadora de telefonia TIM anunciou a chegada da primeira antena 5G ao Brasil. Instalada em Florianópolis (SC), o equipamento irá operar na frequência de 3,5 GHz. De acordo com a operadora, a cidade catarinense será um centro de referência na tecnologia, com foco no desenvolvimento de produtos e serviços.

Outras duas cidades também receberão investimentos nesta fase inicial da implantação do 5G pela TIM: Campina Grande (PB) e Santa Rita do Sapucaí (MG). A ideia é que estes dois municípios se tornem as primeiras “cidades inteligentes” do país, com aplicações voltadas para agricultura, indústria, entretenimento, saúde, carros autônomos e realidade virtual.

Leia também: Internet 5G no Brasil: previsão de chegada é adiada para 2023

5G

Galaxy S10 tem versão compatível com 5G, mas o modelo não chegou ao Brasil – Foto: Reprodução/Shutterstock

Tecnologia Huawei está presente na implantação

O projeto da TIM conta com tecnologia da Huawei, mas a empresa não comentou os problemas enfrentados pelos chineses junto ao governo norte-americano e como isso pode afetar o projeto. Outras duas operadoras, no entanto, se mostraram preocupadas com o assunto durante o Painel Telebrasil 2019.

Tanto a Claro quanto a Oi fizeram um pedido para que o Brasil não participe das sanções contra a Huawei, acusada de espionagem pelo governo de Donald Trump. O presidente da Claro, José Felix, chegou a dizer ao site Telesíntese que “Seria um inferno se o governo mexesse nessa questão”.

Huawei

Huawei passa por crise devido à disputa entre China e Estados Unidos – Foto: Reprodução/Shutterstock

Muito além da velocidade

A TIM também firmou parceria com a Fundação CERTI, que busca soluções inovadoras para viabilizar comercialmente a nova rede. É claro que o primeiro impacto que será sentido pelo público é uma velocidade muito maior de conexão, mas a rede 5G vai oferecer muito mais do que isso.

Na verdade, uma rede que disponibiliza conexões acima de 1 Gb/s é o motor esperado para que a Internet das Coisas (IoT) se torne uma realidade e isso abre múltiplas oportunidades de negócio.

Florianópolis, Santa Rita do Sapucaí e Campina Grande funcionarão como espécies de laboratórios para essas novas oportunidades. Empresas de tecnologias e instituições de pesquisa devem receber incentivos para que sejam desenvolvidos novos produtos, aplicações e soluções baseadas no 5G.

Leia também: