Chrono Trigger: tudo sobre o histórico RPG amado até hoje

Chrono Trigger é um jogo de RPG dos anos 90 que marcou uma geração de jogadores. Entenda como o jogo inovou o gênero e continua sendo adorado até hoje.

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 13 min. de leitura.

Compartilhe:

Já se passaram mais de 25 anos desde o lançamento do jogo Chrono Trigger no saudoso Super Nintendo. Mesmo tantos anos e jogos lançados depois, o título continua sendo um dos videogames de RPGs mais famosos e amados.

Desenvolvido por uma verdadeira equipe dos sonhos, Chrono Trigger foi revolucionário e ajudou a moldar o gênero dos videogames de RPG. Se você ainda não jogou Chrono Trigger, então confira tudo que precisa saber sobre o jogo, incluindo:

  • sobre o que se trata Chrono Trigger;
  • quem criou o jogo;
  • qual o diferencial da história de Chrono Trigger;
  • quem são os personagens cativantes do jogo;
  • como jogar Chrono Trigger hoje em dia;
  • curiosidades e mais!

O que é Chrono Trigger?

Chrono Trigger é um famoso RPG feito para o Super Nintendo (Foto: Shutterstock/Matthieu Tuffet)
Chrono Trigger é um famoso RPG feito para o Super Nintendo (Foto: Shutterstock/Matthieu Tuffet)

Chrono Trigger é um jogo de RPG sobre um grupo de aventureiros que viaja no tempo para salvar o mundo. Ele foi desenvolvido e publicado pela Square (hoje Square Enix) em 11 de março de 1995. Inicialmente, Chrono Trigger foi feito para o Super Nintendo (ou SNES), mas, com os anos, o game ganhou portabilidade para outros consoles, como PlayStation e Nintendo DS.

Chrono Trigger foi um sucesso imediato, principalmente no Japão. Somente no SNES foram vendidas 2,3 milhões de cópias, sendo 2 milhões apenas no Japão, enquanto os outros 300 mil foram nos Estados Unidos. Posteriormente, as versões de PlayStation 1 e Nintendo DS ainda venderam mais 1,5 milhão de cópias mundo afora.

As críticas foram extremamente favoráveis. Alguns veículos, como GamePro e Eurogamer, chegaram a dar nota máxima para Chrono Trigger. Até mesmo em agregadores de avaliações, que consideram nota de várias pessoas, Chrono Trigger passa dos 90% de aprovação.

Quem criou o jogo?

Chrono Trigger foi desenvolvido por um time repleto de profissionais talentosos e experientes em jogos de RPG. Já na época eles eram chamados de “equipe dos sonhos” da Square, principalmente pela participação de Hironobu Sakaguchi, Yuji Horii e Akira Toriyama.

Hironobu Sakaguchi, responsável pelo design de Chrono Trigger, foi o criador do Final Fantasy, outro sucesso da Square. Já Yuji Horii, que criou Dragon Quest, um RPG famoso da Enix, trabalhou no roteiro de Chrono Trigger. Na equipe de arte, Akira Toriyama também participou de Dragon Quest, mas ele é mais conhecido como autor do mangá Dragon Ball.

Qual o motivo do sucesso de Chrono Trigger?

A animação de Chrono Trigger é um diferencial do jogo dos anos 90 (Foto: Divulgação/Square Enix)
A animação de Chrono Trigger é um diferencial do jogo dos anos 90 (Foto: Divulgação/Square Enix)

O segredo de Chrono Trigger para todo o sucesso é um conjunto de fatores. Para começar, ele se baseia no que é de mais clássico no gênero de RPG. Chrono Trigger tem elementos como personagens jogáveis com habilidades diferentes e objetivos secundários que estão no jogo não apenas para cumprir requisitos, e sim como parte importante do jogo.

Mas não foi apenas isso. Chrono Trigger inovou em várias mecânicas, principalmente na batalha. Em vez de inimigos gerados aleatoriamente, comum em RPGs, os adversários aparecem fixos no mapa. Isso é por um bom motivo, afinal a batalha acontece ali mesmo, sem uma segunda tela de confronto. É uma mecânica de batalha que deu a Chrono Trigger uma jogabilidade mais dinâmica.

Além disso, Chrono Trigger é um jogo com uma grande ênfase à história. Os personagens, jogáveis ou não, são bem construídos. Você pode conhecer mais sobre eles com as missões e facilmente entender suas personalidades e objetivos. O jogo pode ser único para cada um desde a forma de jogar até o final, com até 13 desfechos possíveis dependendo do caminho que o jogador faz.

A história não linear de Chrono Trigger

Viagem no tempo é tema principal de Chrono Trigger (Foto: Divulgação/Square Enix)
Viagem no tempo é tema principal de Chrono Trigger (Foto: Divulgação/Square Enix)

Uma das características mais marcantes de Chrono Trigger é a sua história única e inovadora. É um jogo de RPG que tem algo que até hoje em dia os jogos têm dificuldade em atingir: uma total liberdade na narrativa.

Chrono Trigger é um jogo sobre viagem no tempo e usa esse princípio para seguir um formato não linear. Essa construção do jogo deixa o jogador livre para viajar entre passado e futuro e desvendar a história aos poucos ou enfrentar o principal inimigo de uma vez logo no começo.

A história de Chrono Trigger começa em 1000 AD com Crono, Marle e Lucca na Millennial Fair no reino de Guardia. Durante o evento, Lucca demonstra uma recém-inventada máquina do teleporte e Marle se voluntaria para testar.

O problema é que a máquina não funciona corretamente e cria uma fenda temporal que leva Marle para 400 anos no passado. Para salvar a garota, Crono e Lucca decidem ir atrás dela. Como se não bastasse, eles também descobrem um futuro apocalíptico e então ganham um novo objetivo: voltar no tempo para impedir o culpado e evitar a catástrofe.

A partir dessa história, o jogador tem liberdade total. Você conta com diversas subtramas e já na primeira jogada você já tem a possibilidade de ver 5 finais, dependendo de duas escolhas importantes que você faz no game. O que você decide fazer e o que obtém no caminho afetam diretamente qual versão do final de Chrono Trigger que você recebe.

Depois de terminar o game pela primeira vez, você habilita o New Game+, no qual você começa com todos os atributos e nível que terminou a partida anterior pode enfrentar o chefão final em qualquer ponto da história. E não brincamos quando falamos em qualquer ponto. Existe a possibilidade de ir encarar Lavos já nos primeiros minutos de New Game+, antes mesmo da ida de Marle ao passado. Mas enfrentar Lavos com apenas o protagonista é uma das maiores "pedreiras" que você vai passar no game. No total, são 14 possibilidades de final.

Personagens de Chrono Trigger

Como um bom RPG, Chrono Trigger tem vários personagens jogáveis (Foto: Divulgação/Square Enix)
Como um bom RPG, Chrono Trigger tem vários personagens jogáveis (Foto: Divulgação/Square Enix)

Os personagens de Chrono Trigger, jogáveis e não jogáveis, foram desenvolvidos para retratar as várias eras visitadas pelos personagens. Como resultado, são até sete personagens jogáveis, sendo que a maioria deles é de outros períodos no tempo. Vale lembrar que, como cabe ao jogador explorar na linha do tempo de Chrono Trigger, não é obrigatório se aliar a todos eles, senso possível concluir o jogo sem eles.

Além disso, não podemos deixar de mencionar os personagens não jogáveis (NPCs) e também o vilão do Chrono Trigger. Afinal, todos são bem construídos e têm seu papel na narrativa de um dos RPGs mais famosos e amados de todos os tempos. Veja a seguir os personagens principais e os NPCs mais importantes de Chrono Trigger que você precisa conhecer para se apaixonar pelo jogo.

Crono

Crono é o protagonista corajoso (Foto: Divulgação/Square Enix)
Crono é o protagonista corajoso (Foto: Divulgação/Square Enix)

Crono é o protagonista silencioso de Chrono Trigger, que usa apenas expressões para se comunicar, e o primeiro personagem jogável. Ele mora na vila de Truce com sua mãe. Acaba conhecendo Marle por acaso na feira, o que o leva para uma aventura pelo tempo. Ele aprende a usar espada (katana) e magia de luz como armas.

Marle

Marle é uma jovem curiosa e independente (Foto: Divulgação/Square Enix)
Marle é uma jovem curiosa e independente (Foto: Divulgação/Square Enix)

Outra personagem jogável de Chrono Trigger é Marle, uma garota naturalmente curiosa e que logo se revela uma princesa que quer fugir da vida de realeza. Por isso, após uma briga com seu pai, ela foge para ir à Millennial Fair. Lá, ao testar o teleporte de Lucca, seu próprio pingente causa uma interferência no mecanismo, abrindo a fenda temporal. Ela usa um arco (crossbow) como arma e gelo como magia.

Lucca

Lucca é a inventora prodígio (Foto: Divulgação/Square Enix)
Lucca é a inventora prodígio (Foto: Divulgação/Square Enix)

A terceira personagem jogável de Chrono Trigger é Lucca, uma inventora prodígio e amiga de infância de Crono. Ela é responsável pela criação do teleporte e também já criou um robô de treino chamado Gato. Com sua inteligência e engenhosidade ela é capaz até de consertar máquinas do futuro. Ela usa uma arma e um martelo como armas, além da magia de fogo.

Robo

Robo é uma máquina futurística que foi consertado pela Lucca (Foto: Divulgação/Square Enix)
Robo é uma máquina futurística que foi consertado pela Lucca (Foto: Divulgação/Square Enix)

Robo é uma máquina futurística que foi desativada no apocalipse de Chrono Trigger. Ele é reativado em 2300 AD pela Lucca. Como forma de agradecimento, ele se junta ao grupo como personagem jogável, mesmo sem ter suas memórias. Robo tem uma ligação próxima com humanos e a sua história complexa e emotiva é revelada aos poucos através de sidequests. Ele luta com seu braço de robô e atira raios que imitam magias, já que ele é incapaz de usar magia em si.

Frog

Frog é um cavaleiro medieval amaldiçoado que virou um sapo (Foto: Divulgação/Square Enix)
Frog é um cavaleiro medieval amaldiçoado que virou um sapo (Foto: Divulgação/Square Enix)

Frog, ou Sapo, é um sapo humanizado que vive na idade média. Ele nasceu como humano, até que o feiticeiro Magus matou seu amigo e o amaldiçoou, trocando sua forma humana por uma de sapo. Frog é também um personagem jogável de Chrono Trigger e pode se juntar aos demais protagonistas em sua busca por vingança. Suas armas são uma espada (broadsword) e magia de água.

Ayla

Ayla é uma líder que vive no tempo das cavernas (Foto: Divulgação/Square Enix)
Ayla é uma líder que vive no tempo das cavernas (Foto: Divulgação/Square Enix)

Voltando ainda mais no tempo, a próxima personagem jogável de Chrono Trigger é Ayla, a líder de uma vila na era dos homens das cavernas. Ela é uma líder forte que luta contra os Reptiles, uma raça reptiliana, para garantir a sobrevivência da humanidade. Sua forma de falar é simplória, o que às vezes causa desentendimentos com Crono e os colegas. Ela luta com combate físico de corpo a corpo. Ayla é de uma era antes de humanos aprenderem a usar magia, por isso também é incapaz de usá-la.

Magus

Magus é um feiticeiro misterioso e possível aliado (Foto: Divulgação/Square Enix)
Magus é um feiticeiro misterioso e possível aliado (Foto: Divulgação/Square Enix)

Magus é um feiticeiro que começa como antagonista da história. No entanto, conforme você explora os diferentes períodos do tempo, você conhece mais sobre a história dele. Em um certo ponto, ele também pode se tornar um personagem jogável de Chrono Trigger, mas a entrada dele no grupo depende das suas ações. A arma de Magus é uma foice. Ele também é capaz de usar todas as magias, incluindo a magia das sombras, que é única dele.

Lavos

Lavos é um alienígena e principal vilão o jogo (Foto: Divulgação/Square Enix)
Lavos é um alienígena e principal vilão o jogo (Foto: Divulgação/Square Enix)

Entre os NPCs, a figura mais relevante de Chrono Trigger é Lavos, o principal vilão do jogo. Lavos é um alienígena parasita extremamente poderoso. Ele caiu na terra milhões de anos antes, na era dos homens das cavernas, e hibernou até o ano de 1999 AD, quando acordou e foi o responsável pelo apocalipse. Foi após descobrir esse futuro que Crono e seus amigos resolveram viajar pelo tempo para buscar uma forma de derrotar o vilão usando os portais que estão relacionados com Lavos.

Rainha Zeal

Zeal é uma rainha corrompida pelo poder (Foto: Divulgação/Square Enix)
Zeal é uma rainha corrompida pelo poder (Foto: Divulgação/Square Enix)

A Rainha Zeal é uma antagonista de Chrono Trigger que comanda o reino que leva seu nome no ano de 12000 BC. Inicialmente, ela era uma rainha amável, mas se tornou uma monarca manipuladora que desejava obter o poder de Lavos a ponto de usar sua filha mais velha, Schala, em seus planos. Zeal tinha um conselho formado pelo feiticeiro Dalton, por um profeta misterioso e pelos seus filhos Schala e Janus.

Schala

Schala é uma princesa, filha de Zeal (Foto: Divulgação/Square Enix)
Schala é uma princesa, filha de Zeal (Foto: Divulgação/Square Enix)

Schala é a princesa do reino de Zeal e irmã mais velha de Janus. A maioria dos habitantes de Zeal, por conseguirem usar magia, descriminavam aqueles que não tinham essas habilidades. Schala era uma exceção, sendo uma princesa humilde e gentil que não descriminava os outros. Ela é forçada por sua mãe a usar seus poderes mágicos para controlar Lavos, o que traz consequências trágicas na história dela em Chrono Trigger.

Dalton

Dalton é o não tão leal conselheiro da Rainha Zeal (Foto: Divulgação/Square Enix)
Dalton é o não tão leal conselheiro da Rainha Zeal (Foto: Divulgação/Square Enix)

Em Chrono Trigger, Dalton é um feiticeiro e conselheiro da Rainha Zeal. Apesar da posição de confiança, Dalton na verdade é egoísta e deseja obter o poder de Lavos para si mesmo. Ele tem exército próprio de Golems que usa para atacar o grupo de protagonistas e ainda usa um avião chamado The Blackbird como fortaleza.

Gurus

Os três Gurus oferecem conselhos e itens únicos (Foto: Divulgação/Square Enix)
Os três Gurus oferecem conselhos e itens únicos (Foto: Divulgação/Square Enix)

Os Gurus de Chrono Trigger são três figuras inteligentes e poderosas que viviam no Reino Zeal. Quando a rainha se corrompe com sede pelo poder, eles tentam impedi-la, mas são enviados para eras diferentes. Cada um deles oferece conselhos e um item especial para os protagonistas.

O Guru da Vida (chamado Melchior ou Gasch) cria a espada mágica Masamune. O Guru do Tempo (Gaspar ou Hash) um item capaz de milagres chamado de “Time Egg” ou “Chrono Trigger”. Por fim, o Guru da Razão (Balthazar ou Bosch) criou Epoch, uma máquina do tempo que dá liberdade para viajar sem depender dos portais.

Chrono Cross, a sequência

Chrono Cross se passa no mesmo universo, mas com personagens novos (Foto: Divulgação/Square Enix)
Chrono Cross se passa no mesmo universo, mas com personagens novos (Foto: Divulgação/Square Enix)

Após o sucesso de Chrono Trigger, os desenvolvedores criaram uma sequência em 1999 para o PlayStation chamada Chrono Cross. A história de Chrono Cross usa temas e recursos similares ao Chrono Trigger, mas com personagens novos.

A história segue Serge, um jovem que descobre a existência de mundos paralelos, incluindo um em que ele morreu quanto criança. Assim, ele parte em uma jornada para entender a divergência entre essas realidades e a verdade sobre seu próprio passado.

Chrono Cross foi criado por uma equipe um pouco diferente do Chrono Trigger. Dessa vez, quem dirigiu foi Masato Kato, roteirista principal de Chrono Trigger, que sentia seu trabalho incompleto e com pontas soltas. Por causa disso, apesar de Chrono Cross ter uma história nova, alguns personagens de Chrono Trigger reaparecem e outros são citados para dar desfecho aos seus arcos.

Chrono Cross foi outro sucesso de mercado, vendendo mais de 1,5 milhão de cópias no ano de lançamento. As críticas foram bem positivas, com nota máxima no GameSpot e uma aprovação de 94% no agregador Metacritic.

Como jogar Chrono Trigger em 2021?

Chrono Trigger é um jogo que vale a pena jogar até hoje (Foto: Divulgação/Square Enix)
Chrono Trigger é um jogo que vale a pena jogar até hoje (Foto: Divulgação/Square Enix)

Se você quer jogar Chrono Trigger pela primeira vez ou então voltar ao passado e reviver a experiência do jogo, existem algumas maneiras. Se você ainda tem consoles antigos, a versão original de Chrono Trigger foi lançada para o Super Nintendo. Essa mesma versão de Chrono Trigger ainda pode ser jogada no Nintendo Wii pelo Virtual Console.

A versão de Chrono Trigger para o PlayStation 1, de 1999, inclui cenas animadas novas, além de outros extras. Já a versão de Nintendo DS, de 2008, segue a versão do PS1, mas inclui ainda mais cenas que fazem uma ligação maior com Chrono Cross.

Não tem consoles antigos? Sem problemas. Chrono Trigger está disponível para smartphones Android e iOS pela loja de aplicativos e para computador pela Steam. Ambos seguem a versão completa do DS, com adaptações e ligeiras melhorias.

Curiosidades de Chrono Trigger

Chrono Trigger tem vários fatos curiosos do desenvolvimento (Foto: Divulgação/Square Enix)
Chrono Trigger tem vários fatos curiosos do desenvolvimento (Foto: Divulgação/Square Enix)

Chrono Trigger pode não ser um jogo novo, mas ainda tem algumas curiosidades que são legais de saber. São fatos que tornam o jogo mais interessante para quem ainda não o conhece. Ou então, quem sabe, podem até ser novidades para quem jogou Chrono Trigger na época.

Os gatos de Crono

Você sabia que dá para criar gatos em Chrono Trigger? Desde o começo do jogo o Crono já tem um gato em sua casa e pode conseguir um segundo na Tent of Horrors. Para ter mais gatos você precisa juntar pontos na Millennial Fair e comprar ração. Quanto mais ração, mais gatos podem aparecer, com máximo de 11.

O oitavo personagem jogável

A seleção de personagens jogáveis mudou durante o desenvolvimento de Chrono Trigger. O roteirista Masato Kato inicialmente desenvolveu oito personagens. Seus desenhos originais envolviam armaduras grandiosas e complexas. Coube a Akira Toriyama desenvolver as imagens finais com base nas ideias do grupo.

Alguns personagens de Chrono Trigger, como o protagonista e a Lucca, não mudaram muito. Mas no processo um personagem que seria um monstro foi substituído pelo Frog. Já o oitavo personagem jogável, que acabou descartado, teria a aparência de um velho sábio. Pela história do jogo, o tal sábio seria Gaspar, o Guru do Tempo, que lutaria com seu cajado e suas roupas do tempo de Zeal.

Evolução das versões

Chrono Trigger cresceu com cada nova versão após o Super Nintendo. As principais mudanças são otimizações e as cenas extras não alteram a história em si. Mas são extras que podem interessar os jogadores que gostam de completar o jogo, já que as versões a partir do Nintendo DS (incluindo versão mobile e de PC) têm um final extra. O 13º final foi criado para fazer uma ligação com Chrono Cross, mas também revela o verdadeiro destino de Schala.

Adaptações da tradução

Algumas dessas curiosidades têm relação com a tradução do jogo. Os tradutores da versão de Chrono Trigger em inglês fizeram adaptações de que os criadores sequer sabiam. Os três Gurus na versão japonesa de Chrono Trigger são chamados de Gasch, Hash e Bosch. Mas, na versão americana, eles ganharam nomes bíblicos baseados nos três reis magos Melchior, Gaspar e Balthazar.

Os três generais de Magus na Idade Média também passaram por um efeito similar. No Chrono Trigger original eles tem nomes de Vinegar, Soysau e Mayonnai. Na versão ocidental, a referência culinária se tornou uma homenagem a três músicos do rock: Ozzie (Black Sabbath), Slash (Guns N’ Roses) e Flea (Red Hot Chili Peppers).

A mudança mais curiosa de tradução do Chrono Trigger, no entanto, é da arma Masamune. Mesmo com um nome esperado pela referência ao famoso ferreiro que criou as katanas, na verdade esta foi mais uma adaptação do jogo americano. No japonês, a espada se chamava Grandleon e os ferreiros que a criaram são Guran (Masa) e Rion (Mune).

Outros produtos de Chrono Trigger para mostrar que é fã

Chrono Trigger tem um design icônico (Foto: Divulgação/Square Enix)
Chrono Trigger tem um design icônico (Foto: Divulgação/Square Enix)

Se você é fã das antigas de Chrono Trigger, então por que não relembrar o carinho pelo jogo e até exibi-lo com itens temáticos? Você pode usar uma caneca temática para dar forças naquele café da manhã ou então pendurar um quadro do jogo no seu quarto. Tem até mesmo skin de Chrono Trigger para Nintendo Switch para marcar seu console novo com seu jogo favorito.

Jogos que você pode curtir se gosta de Chrono Trigger

É fã nostálgico procurando jogos novos e antigos para curtir? Nós podemos ajudar também. Quem curte jogos retrô para voltar aos anos 90, vale conferir as listas com jogo do Sonic e também o melhor jogo do Mario para jogar em 2021.

Caso seu estilo sejam jogos mais parecidos com Chrono Trigger, então a nossa sugestão fica para a lista com os melhores jogos de RPG para curtir em 2021, que inclui um título novo da série Dragon Quest de Yuji Horii. E para se aventurar ainda mais, veja as dicas de jogos de ação e aventura.