Zoom indica em Console de Video Game

Conheça o Kinect

Para transformar o seu Xbox 360.

por Ricardo Bergher - Especialista em Tecnologia.

Muitas pessoas argumentam que não se interessam por videogames por conta dos joysticks, que seriam grandes e complicados. Se você for uma delas, certamente não poderá usar essa desculpa na hora de conhecer o Xbox 360: a Microsoft lançou um acessório que permite jogar sem controle, apenas movimentando o seu corpo. É o Kinect, a investida da empresa no filão dos jogos casuais sensíveis a movimentos que tanto fazem sucesso no concorrente Nintendo Wii.

O Kinect nada mais é do que uma câmera, conectada via cabo USB no console e posicionada no centro da televisão (acima ou abaixo dela). Emitindo luzes infravermelhas (invisíveis ao olho nu), o acessório "enxerga" o jogador, podendo detectar qualquer movimento, seja qual for a parte do corpo, ou saber se ele está sentado ou em pé, por exemplo.

Antes mesmo de jogar você pode experimentar as vantagens do Kinect. Apenas movimentando a mão, é possível mover um curso na tela e escolher alguma opção do menu, como Iniciar Jogo ou logar na Xbox Live. O produto também "ouve" comandos do jogador, que pode ordenar o videogame a desligar ou pausar um vídeo. Por enquanto, isso é feito em inglês, mas a Microsoft promete futuramente oferecer suporte à língua portuguesa através de uma atualização do sistema.

Para que o Kinect funcione perfeitamente, você vai precisar de espaço. Não apenas para permitir um movimento mais livre por parte do jogador, sem o risco de esbarrar em algum objeto ou alguém, mas para que a câmera detecte corretamente os jogadores. A Microsoft recomenda 1,8m de distância em relação ao sensor em títulos para um jogador, ou 2,5m para dois jogadores.

O Kinect surpreende e funciona muito bem. Ele não só detecta movimentos como é capaz de reconhecer o jogador. Posicione-se em frente à televisão, acene com um "tchauzinho" e seu avatar correspondente aparecerá na televisão! Caso não dê certo, provavelmente é porque você não calibrou o seu avatar corretamente. Toda essa precisão impede que, por exemplo, um outro jogador posicionado ao seu lado ou que passe rapidamente na sua frente confunda a câmera e atrapalhe sua jogada.

Contudo, não é raro ocorrer atrasos na resposta, com seu avatar pulando segundos depois de você fazer o movimento. Isso atrapalha um pouco a imersão e o desempenho do jogador, já que você pode falhar em alguns objetivos simplesmente porque seu avatar não foi rápido da forma que deveria.

Não espere também jogar games tradicionais com o novo acessório:  apenas jogos para Kinect serão compatíveis. Nem poderia ser diferente: seria impossível solucionar muitas questões de design criadas exclusivamente para o uso de botões. De que forma seria possível fazer o seu personagem se mover por um longo cenário, por exemplo? Percebe-se assim o quanto o Kinect acaba limitando a criação dos desenvolvedores e consequentemente seus jogos.

Apesar disso, jogar sem qualquer uso de controles pode ser uma alternativa bastante interessante. Há bons títulos que fazem uso dessa tecnologia de forma original e que não fariam sentido com um joystick, como Dance Central, que "lê" todos os passos de dança de seu corpo, e Fruit Ninja Kinect, um sucesso nos smartphones agora no console da Microsoft, onde o objeto é cortar o maior número de frutas na tela (dessa vez, utilizando seu braço como uma espada).

Sem dúvida, é bem divertido usar o Kinect, por mais que você não vá jogar games muito avançados, só a diversão de controlar o jogo apenas com os movimentos do corpo já vale a pena.

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em console de video game