Produtos e novidades em Console de Video Game

Lançamento: The Division 2 é o novo game de tiro da Ubisoft

The Division 2: Novo game da série de looter shooters da Ubisoft conserta os erros do anterior? Confira!

Jogos
por Ricardo Bergher - Especialista em Tecnologia.

The Division 2 é o novo lançamento da Ubisoft para PC, PS4 e Xbox One. Quer saber mais sobre o game? Reunimos todas as informações a respeito do jogo para você saber o que está por vir.

O primeiro jogo da série, The Division, saiu em 2016 e recebeu muitas críticas no lançamento, e sofreu ao longo dos anos uma série de mudanças que melhoraram bastante a experiência dos jogadores. A continuação pretende usar essa base e progredir ainda mais.

Washington, D.C., adaptada em tamanho real

Enquanto o game original mostrava a destruição causada por um vírus mortal liberado em Nova York durante o feriado de Ação de Graças, The Division 2 transfere a ação para a capital dos Estados Unidos: Washington, D.C. Um feito surpreendente da equipe foi adaptar a cidade metro a metro, ou seja, não se trata de uma versão da capital, mas um retrato adaptado para o universo do jogo.

Povoando a cidade, estão gangues e grupos que aproveitaram o caos e as mortes em massa para difundir ideias extremistas e ainda mais confusão. Você e outros agentes da Divisão ficam encarregados de normalizar a situação.

Interação com o mundo de The Division 2 promete ser mais completa

Um dos maiores problemas de The Division era fazer com que as ações de cada jogador tivessem impacto na situação da cidade de Nova York. Isso vai mudar em The Division 2, que vai pegar emprestado o conceito de bases a serem conquistadas de Far Cry. Assim como na série-prima, também da Ubisoft, existem zonas a serem libertadas e que se transformam em áreas seguras para o jogador obter missões, trocar itens e tudo o mais.

Essa mudança adiciona um dinamismo necessário a um mundo aberto grande como o do jogo.

Zonas Cegas têm vários modos de combate multiplayer

Embora o grosso da jogabilidade de The Division consista no combate entre jogador e inimigos, há também um local em que é possível o combate multiplayer - as zonas cegas. É dentro delas que é possível encontrar itens mais raros e poderosos e o combate é possível - mas não obrigatório.

Neste novo título, a Massive Entertainment, desenvolvedora do jogo, incluiu mais duas zonas cegas, cada uma das três com um estilo: uma é mais voltada para o combate a curta distância, outra favorece combate à distância e a terceira é mais aberta, facilitando a furtividade no campo de batalha. Enquanto a experiência no jogo principal acomode até oito jogadores em cada “instância” do mundo, dentro das zonas cegas até doze podem jogar ao mesmo tempo - se ajudando ou não. Lá dentro os jogadores são divididos de acordo com o nível, evitando batalhas desbalanceadas.

Uma inovação é a introdução das zonas cegas ocupadas. Quando uma das áreas ficar assim, é possível atirar em pessoas na mesma equipe que você e os indicadores com a identidade de cada jogador desaparecem, tornando a experiência realmente caótica e tensa: imagine dar um tiro na cabeça do seu amigo pensando que é um inimigo.

Roubar o loot de outros jogadores faz com que você fique com um status específico, chamado Rogue. Isso reflete de várias maneiras na jogabilidade: surge um local para comprar itens exclusivo para quem está com o status, por exemplo. Prosseguir com as ações agressivas na zona cega resulta na alteração do status, tornando cada vez mais atrativo para outros jogadores eliminar o agente “renegado”.

Outra mudança importante sobre o loot: antes todo o equipamento encontrado numa zona cega era contaminado e precisava ser retirado através de helicóptero, o que chamava a atenção de jogadores ao redor, principalmente os mais predatórios. Isso resulta na chance de perder todo o progresso sofrido dentro da área. Agora nem todos os itens serão contaminados, fazendo com que nenhuma visita à zona cega seja em vão.

O jogo também traz modos multiplayer mais comuns, incluindo o de capturar uma área e um mata-mata com times de 4 jogadores se enfrentando.

Monte um clã para se proteger

The Division 2 é preferencialmente uma experiência multiplayer. Embora os desenvolvedores garantam que é possível jogar sozinho, a verdade é que esse tipo de jogo é feito para experienciar em grupos. Para facilitar isso, a Massive Entertainment incluiu o sistema de clãs, que pretende juntar jogadores com os mesmos interesses. Se o jogador quer seguir a trama principal sem interrupções, ele pode achar um grupo para isso através dos clãs. Se prefere passar o tempo lutando na zona cega, também.

Jogar com um clã por um tempo também traz benefícios na jogabilidade, desbloqueando elementos para incentivar a parceria.

The Division 2 promete mais realismo nos combates

Quase todos os jogos do gênero (conhecido como looter shooter, ou seja, um jogo de tiro com foco nos itens obtidos) têm um problema: conforme o jogador sobe de nível, os inimigos começam a ficar bizarramente resistentes a tiros. Seis tiros na cabeça de um inimigo sem capacete podiam não ser o suficiente.

The Division 2 tenta reduzir esse problema, tornando a armadura mais realista, especialmente na questão visual: a armadura vai se desfazer conforme for baleada.

Além do nível 30

Chegar ao nível 30 do jogo faz com que o personagem não receba mais pontos de experiência comuns. A partir daí, o jogador seleciona uma classe de especialização, progredindo numa nova árvore de habilidades e ganhando acesso a armas exclusivas. Cada classe atende a um perfil de jogador: atiradores, sobreviventes e usuários de explosivos. As classes de especialização também dão acesso a granadas especiais.

Equipamentos e habilidades também sofreram mudanças

Mudanças grandes ocorreram no sistema de equipamento. Embora o gênero seja focado em loot, as modificações para armas são agora recompensas por cumprir objetivos, em vez de encontradas aleatoriamente ao jogar.

A árvore de habilidades foi alterada também, agora com cinco tipos de habilidade com sub-divisões: todas têm pelo menos quatro versões, que correspondem a funções diferentes, como cura, dano, explosão e assim vai. Isso torna a experiência mais customizável.

The Divison 2 terá atualizações gratuitas

A natureza do gênero impõe a necessidade de atualizações constantes. Dessa vez, as atualizações maiores, que podem ser consideradas expansões, serão gratuitas para os jogadores e serão divididas em três episódios, lançadas ainda este ano, e que criarão a base para futuras expansões.

O game já está disponível para compra

Uma polêmica surgiu na reta final antes do lançamento, apontando que o patch inicial do jogo exige entre 88 e 92 GB livres em disco rígido na versão para PS4.

As outras plataformas não estão livres da situação: jogadores no PC ou da versão para Xbox One terão de baixar entre 48 e 52 GB, então fique atento!

The Division 2 foi lançado no dia 15 de março para PC, PS4 e Xbox One. Confira os preços!

 

Leia também:

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em console de video game