Zoom indica em Filmadora

Qual o melhor meio de armazenamento nas filmadoras digitais?

Entenda a capacidade dos diferentes modelos de filmadoras

por Ricardo Bergher - Especialista em Tecnologia.

Quem já mexeu com vídeos no computador, seja baixando ou transferindo arquivos entre máquinas diferentes, já deve ter percebido que muito deles ocupam bastante espaço de memória. Por isso, é importante se informar sobre os vários formatos de armazenamento disponíveis antes de comprar uma uma filmadora digital e sempre buscar aquela com a maior capacidade possível, mesmo que custe um pouco mais caro.

Filmadoras com armazenamento interno

A melhor opção talvez seja os discos rígidos internos. Há modelos que chegam a 240 GB, permitindo a gravação de mais de 100 horas em alta definição. Mas atenção: o tempo total de vídeos armazenados em uma memória cheia depende da resolução escolhida e até mesmo da iluminação obtida naquele momento, entre outros detalhes. Isso significa que os arquivos de uma filmadora HD ocupará muito mais espaço que aqueles em resoluções convencionais, por exemplo.

Uma alternativa são as filmadoras com memória flash internas, que possuem uma durabilidade maior e são menores no tamanho.  Por outro lado, são mais caras e por isso é difícil encontrar um modelo que ofereça bastante espaço de armazenamento. A desvantagem das memórias flash e dos discos rígidos internos são o fato de não serem removíveis e só poderem transfeir gravações para outros dispositivos através de um cabo USB (quando a filmadora é lida como se fosse um pen drive comum).

Você pode optar também por filmadoras com cartão de memória

Existem os também os modelos de câmera com cartão de memória. O mais comum é a filmadora SD, utilizado na maioria das câmeras compactas. Ele pode ser encontrado em três tamanhos: o normal (32mm x 24 mm),  mini (21,5 x 25) ou o minúsculo Micro (11 x 15).  Quanto menor, mais caro é. Por outro lado, ele poderá ser compatível com mais disposivos, pois quando uma filmadora só aceitar o formato maior você pode utilizar um adaptador (que pode estar incluído na compra do micro SD ou não).

Já quanto ao espaço de armazenamento da filmadora, quanto mais, melhor, lógico. E mais caro também! Os convencionais SD podem chegar até 2 GB de espaço. Depois, foram lançados os SDHC, que aguentam até 32 GB, e os mais recentes SDXC, com capacidade máxima de 2000 GB. Mas pesquise bem sobre sua filmadora antes de decidir por um cartão de memória: algumas não oferecem compatilidade com os cartões SDHC ou SDXC.

Outro formato bem conhecido é o Memory Stick, exclusivo para câmera Sony. Apesar de ainda usado hoje em dia, acabou não vingando muito, já que são maiores, mais caros, e têm a desvantagem de não poderem ser usados em produtos que fazem concorrência com a Sony.

Há também o MiniDV , muito popular no passado por oferecer a gravação de horas de conteúdo em um hardware de menor preço. Com o barateamento dos cartões de memória para câmera digital, o miniDV se tornou uma solução ultrapassada, por ser muito maior do que qualquer cartão de memória e ter uma capacidade de armazenamento menor em muitos casos.

Da filmadora direto para a mídia de DVD

Para completar, existe a opção de gravar direto o vídeo da filmadoras em DVD ou mini DVD. As principais vantagens são o custo menor (um DVD de 4,5 GB pode ser encontrado por cerca de R$ 2 atualmente) e o fato de serem um formato com o qual muitos consumidores já estão familiarizados. Por outro lado, é muito menos durável, não podem ser reutilizados e, portanto, são mais onerosos no longo prazo se você quiser utilizar sua nova filmadora repetidas vezes durante anos.

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em filmadora