Cooktop elétrico, por indução ou a gás: qual a diferença entre eles?

Entenda como cada um dos modelos de cooktop funciona e escolha o ideal para a sua cozinha

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

Compartilhe:

Instalar um cooktop em casa é sempre sinal de modernização e de levar mais tecnologia para a cozinha. Por não ter forno, ele é mais compacto que um fogão tradicional e pode ser instalado em pias, bancadas e ilhas - depende de como você deseja que fique o visual da sua cozinha. Na hora de comprar, porém, muita gente fica na dúvida entre os modelos a gás, elétrico e de indução.

Para te ajudar a escolher a melhor opção para o seu dia a dia, hoje o Zoom vai te contar, exatamente, as diferenças entre cada um dos tipos de fogão cooktop. Vem descobrir antes de comprar o seu!

Vantagens do fogão cooktop

Antes de saber diferenciar os modelos de fogão cooktop, vale a pena descobrir quais são os pontos positivos do aparelho, certo? Por isso, vale destacar que a principal vantagem do eletro em relação ao fogão tradicional é a praticidade: ele ocupa menos espaço, são, geralmente, mais tecnológicos e ainda cooperam para a modernização da decoração da sua cozinha.

Indicado para cozinhas planejadas, já que precisa de um corte numa bancada de madeira ou pedra para ser instalado, o fogão cooktop é suficiente para quem não usa o forno no preparo das refeições. Agora, se você precisa do outro eletrodoméstico, é necessário deixar um espaço para ele no projeto da sua cozinha - e se engana quem acha que ele precisa ser elétrico: você também pode comprar um forno a gás separado do fogão.

Outra vantagem é que os cooktops costumam ser mais simples de limpar - principalmente os de mesa de vidro que não têm grades. Esse ponto é tão determinante que inspirou uma revolução nos fogões tradicionais e, hoje em dia, você pode encontrar vários modelos com a mesa de cocção de vidro temperado ou vitrocerâmica.

Cooktop a gás

A versão mais "tradicional" do fogão cooktop pode funcionar com o gás encanado ou o de botijão

Os cooktops à gás funcionam como os fogões tradicionais, porém não dispõem de forno. (Imagem: Divulgação/Consul)
Os cooktops à gás funcionam como os fogões tradicionais, porém não dispõem de forno. (Imagem: Divulgação/Consul)

Para quem quer sair do fogão tradicional, mas sem mudar muito o dia a dia, o cooktop a gás é a melhor opção. A instalação dele acontece da maneira tradicional: basta conectar a mangueira do gás de botijão ou a conexão do registro de gás encanado na saída do fogão. Em alguns casos pode ser necessário solicitar a conversão do seu eletrodoméstico ao fabricante.

No que se trata do uso, não há mistério: geralmente com acendimento superautomático ou automático (duas maneiras que necessitam de eletricidade para funcionar), essa categoria de cooktop tem fogo nos queimadores e trempes metálicas para apoiar as panelas. Vale destacar que os cooktops a gás são os mais baratos e que consomem menos energia elétrica para funcionar.

Quer saber como o fogão cooktop é instalado? Dá uma olhada no nosso passo a passo!

Cooktop elétrico

Nesse modelo, o calor é gerado por uma resistência elétrica, como a dos chuveiros

Os cooktops elétricos ficam entre os modelos à gás e os de indução no quesito tecnologia. (Imagem: Divulgação/Fischer)
Os cooktops elétricos ficam entre os modelos à gás e os de indução no quesito tecnologia. (Imagem: Divulgação/Fischer)

Se você quer dar um toque a mais de modernidade à sua cozinha, pode apostar nos cooktops elétricos. A instalação deles é simples: basta ligar o aparelho à tomada como acontece com os outros eletrodomésticos espalhados pela casa. Esses modelos têm o acabamento plano, geralmente feito de vidro temperado ou com uma placa vitrocerâmica.

No caso do cooktop elétrico, o calor que passa para as panelas é gerado por diferentes resistências elétricas embaixo de cada uma das bocas. Ou seja: elas esquentam quando são acionadas, passam o calor para o vidro e, dali, ele esquenta a panela para possibilitar a cocção. Ao usar um desses modelos é necessário tomar muito cuidado: mesmo que não haja fogo visível, a superfície esquenta e pode causar queimaduras na pele - por isso, alguns modelos têm o recurso indicador de quentura.

Cooktop por indução

Panelas específicas são necessárias para o uso desse modelo de fogão cooktop

Os cooktops por indução demandam uma panela específica no uso. (Imagem: Divulgação/Fischer)
Os cooktops por indução demandam uma panela específica no uso. (Imagem: Divulgação/Fischer)

A versão mais sofisticada e tecnológica da nossa lista também é a mais segura e cara. O cooktop de indução gera calor por ondas eletromagnéticas que saem de uma corrente elétrica gerada por uma bobina de cobre que fica dentro dele. Em outras palavras, vale dizer que ele só esquenta o que é compatível, ou seja: o que tem um campo magnético. É o contato entre uma superfície magnética com a superfície do fogão que vai tornar a transmissão de calor possível - e é por isso que as panelas para cooktop por indução devem ser diferentes (de ferro fundido, aço inox ou com fundo triplo).

Vem descobrir mais sobre as panelas para cooktop por indução aqui!

Também é essa tecnologia que faz o fogão de indução ser mais seguro, já que ele não esquenta a ponto de queimar a sua mão caso você toque nas bocas durante o uso. O cuidado ainda é necessário porque as panelas ficam quentes, mas o risco de acidentes é bem reduzido. A instalação do cooktop por indução deve ser feita por um profissional que vai ligar o aparelho direto na rede elétrica da casa, sem a necessidade de tomadas.

Leia também: