Entenda antes de comprar em Fogão

Quais os tipos de acendimento dos fogões?

Automático, superautomático e manual: conheça vantagens e desvantagens.

por Gustavo Martins - Especialista em Casa.

Depois de instalado, o fogão entra no ritmo da casa. Como a cozinha é o centro vivo da habitação, a agitação nessa área é incrível e, claro, o fogão ou cooktop são muito requisitados.

Frente a essa demanda, qual tipo de acendimento do fogão será o mais indicado? Qual se adaptará melhor ao seu perfil de uso?

No mercado, hoje, temos três tipos: o manual, o automático e o superautomático. O fogão manual é mais básico e exige que você tenha acendedores ou a tradicional caixa de fósforos sempre à mão. É um modelo não muito indicado para quem tem crianças, pois provocar vazamentos de gás ao brincarem nos botões de acendimento, já que os queimadores liberam gás e é preciso aproximar o fósforo para acender o fogão.

O fogão automático é aquele em que giramos o botão e apertamos um disparador da faísca. Mais prático, permite o controle mais detalhado da chama. Só tem uma desvantagem: quando o fornecimento de energia cai, voltamos ao estilo manual.

Existe ainda um terceiro tipo, o fogão superautomático. Mais moderno, simplifica o painel de operações do fogão, pois o movimento de girar e apertar libera o gás (quando esse for o tipo de queimador) e a faísca. É bem prático e rápido.

 

PONTOS POSITIVOS

PONTOS NEGATIVOS

Fogão Automático

- Melhor controle de chama

- Demanda conexão com a rede elétrica

Fogão Superautomático

- Pode ser acionado apenas com uma mão   

- Mais seguro

- Demanda conexão com a rede elétrica

- Pode ser difícil acostumar no início com a maneira correta de girar o botão

 Fogão Manual

- Dispensa energia elétrica

- Não é muito seguro para as crianças

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em fogão