JBL Wave 100 TWS dentro de case cinza com ponteiras ao lado de fora e carregador laranja em fundo preto

JBL Wave 100 TWS é bom? Testamos o fone de ouvido custo-benefício

O JBL Wave 100 TWS é a mostra de que a marca quer se popularizar ainda mais sem abrir mão da qualidade. Bateria e cabo curto são pontos fracos

Gabriel FrickeEditor

Publicado e atualizado 8 min. de leitura.

Compartilhe:

JBL Wave 100 TWS é o nome do novo fone de ouvido Bluetooth de uma das marcas mais famosas do segmento de áudio. Como a sigla em inglês diz, ele é True Wireless Stereo (verdadeiro som estéreo sem fio) e proporciona uma experiência sonora bem imersiva. Lançado em outubro de 2021, esse produto é a mostra de que a fabricante quer se popularizar ainda mais, mas sem abrir mão da qualidade de sempre.

Com foco nos graves, o JBL Wave 100 TWS é uma ótima alternativa para quem sonha ter um fone de ouvido Bluetooth da marca sem gastar tanto. Seu valor de lançamento foi R$ 299. Esse preço permanece no site oficial da JBL. Entretanto, já é possível encontrá-lo por menos nas varejistas. Em nosso site, o menor preço registrado foi de R$ 189. Atualmente, ele sai por R$ 265,05*.

JBL Wave 100 TWS esquerdo e direito na cor cinza em superfície preta virados para cima
JBL Wave 100 TWS é tentativa da JBL se popularizar ainda mais, mas sem perder qualidade (Foto: Mosaico)

*Esse preço foi coletado na data de publicação deste review, dia 15 de dezembro de 2021. Contudo, é importante sempre verificar o Histórico de Preços e, se o produto não tiver chegado no valor que pode pagar, criar um Alerta de Preço. Quando for adquirir o JBL Wave 100 TWS ou qualquer outro item em nosso site, vale a pena estar logado para aproveitar o dinheiro de volta. Se quiser saber mais, após ler o artigo, entenda como funciona o cashback do nosso site.

Abaixo, destrinchamos as características que mais chamaram a atenção desse item para te ajudar a fazer sua escolha. Foram duas semanas de teste com ele, e você verá nossas impressões e avaliações sobre os pontos positivos e negativos. E, no fim das contas, poderá decidir se o JBL Wave 100 TWS é bom para você! A propósito, as ofertas dele em nosso site estão logo em seguida.

Design do fone JBL Wave 100 TWS é "curioso"

O design é um ponto de atenção do JBL Wave 100 TWS. Ele é alvo de críticas por parte da mídia especializada no segmento. Inicialmente, me causou estranhamento também. Mas vamos por partes. O principal motivo para essas reclamações é a falta de uma tampa no estojo carregador do fone de ouvido.

Fone JBL Wave 100 TWS dentro de caze na cor cinza disposto em superfície preta
JBL Wave 100 TWS possui um design curioso (Foto: Mosaico)

A fabricante optou por isso para deixar o JBL Wave 100 TWS mais prático de usar. Se você é um usuário assíduo, talvez tire e devolva seu fone de ouvido Bluetooth várias vezes ao dia para o estojo. Eu, particularmente, não acho que abrir uma tampinha dê tanto trabalho assim. Ao menos, a JBL investiu no magnetismo para evitar que ele caia do estojo carregador. Portanto, dá para virar de cabeça para baixo, e ele não vai cair. Menos mal...

Ao longo das duas semanas em que testei esse aparelho, contudo, fui me acostumando com a falta de tampa na case, que tem a logotipo da fabricante. Depois de um tempo, parei de achar isso um problema. E, de fato, esse design diferencia o modelo de muitos outros na mesma faixa de valor, então a JBL pode ter pensado nisso como um modo de diferenciar visualmente o JBL Wave 100 TWS.

A questão que pode ser negativa a longo prazo é que, por não ter tampa, caso caia água ou entre muita poeira na case, pode danificar o seu fone JBL Wave 100 TWS. É preciso reforçar que ele só possui a certificação IPX2 para proteção de respingos de líquido. Há concorrentes, nessa mesma faixa, com IPX4, então vale a pena ficar ligado. Para mim, não chega a ser um problema, já que, no máximo, vou correr com os fones.

Modelo tem duas opções de cores e é bastante confortável

O aparelho que testei veio na cor marfim (que lembra um cinza). Porém, ele está disponível também em preto. Eu, particularmente, acho essa segunda opção mais bonita e investiria nela se fosse fazer essa compra. Mas é questão de gosto.

Sobre o desenho do JBL Wave 100 TWS, para comparar, ele lembra um pouco o JBL 115TWS, contudo, a parte "mais fina" é a que tem o encaixe que entra no ouvido. Nesse outro modelo, é o contrário. A logo da JBL está presente na traseiras e cada fone, e ele vem com três ponteiras para ajustar melhor para cada usuário.

JBL Wave 100 TWS dentro de estojo com a traseira em destaque aparecendo entrada de carregador
JBL Wave 100 TWS tem carregador USB-C (Foto: Mosaico)

Achei esse produto bastante leve e confortável. Ou seja, não incomoda depois de usar o dia todo (eu fiquei com ele conectado ao computador durante reuniões e usei para ouvir música ao longo do meu dia de trabalho. Lembrando que ele tem 10,2g, e a case carregadora pesa 36,1g.

Cabo para recarga poderia ser mais comprido

Por fim, vale destacar algo que eu considero um problema de muitos fones. Estou testando um Live Free NC+ TWS também e tem a mesma questão: o tamanho do cabo laranjinha para recarga. Ele, que de um lado é USB-A e do outro USB-C, é extremamente curto.

Carregador laranja, ponteiras de silicone e JBL Wave 100 TWS em case cinza
JBL Wave 100 TWS com carregador laranja e ponteiras extras (Foto: Mosaico)

Peguei a fita métrica e vi que são somente 27cm de comprimento. Na minha casa, ele não chega da tomada na parede na minha mesa lateral e nem no sofá, mas também não alcança o chão. Ou seja, eu acoplo um adaptador do meu celular nele do lado do USB-C e acabo usando ele próprio para deixar a case em cima com os fones dentro. Lembrando que, para recarregar, basta colocar os dois dentro do estojo e conectar à tomada.

JBL Wave 100 TWS é bom na qualidade sonora, honrando o nome da marca

O JBL Wave 100 TWS não faz feio na questão da qualidade sonora. Pelo contrário. Em meus testes, ele chamou a atenção pelo som equilibrado. Um exemplo bacana é com a música "Cold Heart, de Elton John e Dua Lipa. Logo no início, ela tem um baixo bem marcante e batidas no fundo que, com o equilíbrio desse fone de ouvido Bluetooth, não incomodam nem no volume mais alto. Não fica aquele chiado no finzinho da batida, sabe?

Fone JBL Wave 100 TWS dentro de case cinza ao lado de carregador laranja enrolado em superfície preta
JBL Wave 100 TWS tem ótima qualidade sonora (Foto: Mosaico)

Na voz aguda do cantor Adam Levine, da banda Maroon 5, misturada com os instrumentos em várias faixas, ele se sai bem também e não "embola". Ou seja, são graves potentes, mas não agressivos, médios um tanto quanto claros, e agudos estáveis. Para quem curte música pop, como eu, é bastante indicado.

Muito disso se deve à tecnologia JBL Deep Bass. A marca promete "graves profundos alimentados pelos drivers de 8 mm". E ela cumpre a sua promessa, juntando essas baixas frequências com as mais altas de maneira harmônica. Comparando com concorrentes como o Redmi AirDots 3, testado recentemente por aqui, dá para ver que o JBL Wave 100 TWS se sai melhor. Leia o review do AirDots 3, da Xiaomi, depois que terminar de saber os detalhes do modelo da JBL. Se te interessou, a oferta está logo abaixo:

Recursos e conectividade

Dá para controlar a música de maneira fácil pelos próprios fones. Lembram que eu falei que a logo da JBL está desenhada em cada um deles? Pois é. São os botões para controle das canções. Apertando uma vez, você pausa ou dá play na reprodução no JBL Wave 100 TWS. Caso pressione duas vezes, pulará para a próxima faixa. Dando três toques, você retorna para a anterior. Simples, né?

Ah, e se você apertar e segurar o botão, vai acionar o assistente virtual do seu celular. Um ponto que, na minha opinião, é negativo, é que não é possível alterar o volume pelo JBL Wave 100 TWS. Você precisará mudar no seu smartphone. Isso pode ser ruim caso você não queira tirá-lo do bolso.

Conexão estável e microfone bom, mas sem cancelamento de ruído ativo

A conexão é Bluetooth 5.0, portanto, bem estável. Deixei o JBL Wave 100 TWS conectado ao meu notebook Avell na sala. Fui andando até a área da minha casa, após passar a cozinha. Foi aí que ele começou a engasgar. Mas consegui chegar bem longe do computador ainda escutando a música. Um ponto positivo, certamente. A latência é baixa. Ou seja, quando você dá play em uma faixa musical ou vídeo, não há muito delay (atraso).

JBL Wave 100 TWS dentro de case cinza com logo da JBL em superfície preta
JBL Wave 100 TWS tem conexão Bluetooth 5.0 (Foto: Mosaico)

O microfone embutido é muito bom. Usei em reuniões ao longo do dia, e as pessoas relataram a clareza em minha voz. Infelizmente, ele não possui cancelamento de ruído ativo. Para quem não sabe o que significa, é quando o fone de ouvido utiliza o software e o processador para acabar com os sons externos. Mas, para faixa de valor, até que faz sentido.

Ao invés disso, por ser intra-auricular e encaixar bem dentro do ouvido, ele tem cancelamento passivo de ruídos que é até bacana. Por ser bem distraído, eu não costumo ligar cancelamento de ruído ativo na rua justamente para ouvir o barulho dos carros ou bicicletas, então não chega a ser uma questão para mim. Mas se você quer mais isolamento, talvez seja interessante investir, pelo menos, num Galaxy Buds Live ou Galaxy Buds 2.

Autonomia de bateria poderia ser maior

A JBL prometeu até 20h de reprodução combinada. O que significa isso? São 5h de reprodução nos fones de ouvido e 15h usando o estojo carregador. Portanto, é um valor bem baixo, já que há concorrentes que conseguem chegar a mais tempo. Nesse ponto, o JBL Wave 100 TWS peca um pouco.

Eu fiz a conexão via Bluetooth tanto no meu notebook Avell quanto no Samsung Galaxy S21 Ultra e testei usando o YouTube para ver vídeos, além do Spotify para reproduzir minhas playlists. Ouvi minha retrospectiva de 2021 inteirinha, usei durante reuniões via Google Meet ao longo do dia e, quando saí para ir ao mercado, o direito desligou. Poucos minutos depois, o esquerdo "dormiu" também.

Como eu tenho trabalhado a maior parte do tempo em home office e saído pouco, isso não chega a ser tão impactante. Mas, se eu não começar meu dia com ele em 100% de recarga, certamente ele acabará no meio de alguma reunião online. Comparando a concorrentes na mesma faixa, o Edifier X5 (que é mais em conta), aguenta 1h a mais. Ah, para finalizar, ele demora umas 2h para a recarga completa!

Afinal, o JBL Wave 100 TWS é bom? Vale a pena investir?

Minha conclusão é de que, sim, vale a pena investir no JBL Wave 100 TWS. Pelo preço, a qualidade sonora compensa. Ele supera a maior parte de seus concorrentes na mesma faixa nesse quesito. É, talvez, a melhor opção para quem deseja ter seu primeiro fone de ouvido Bluetooth da JBL sem gastar tanto assim.

Fones JBL Wave 100 TWS fora da case, que está no fundo, em cima de superfície áspera preta
Fone JBL Wave 100 TWS é bom e vale a pena para compra (Foto: Mosaico)

Seus pontos negativos, como a autonomia de bateria e o cabo curto, não chegam a ser impeditivos para a compra. O cabo, por exemplo, pode ser substituído por outro USB-C e USB-A que, por sorte, eu já tenho em casa. Já na questão da bateria, os concorrentes da mesma faixa entregam mais, porém não tanto assim e, por isso, prefiro priorizar um produto confortável e que me traz graves de qualidade.

Caso se interesse, temos review do Galaxy Buds 2, citado aqui no texto. E, se tiver dúvidas sobre esse segmento, consulte nosso guia de como escolher um fone.