O Sony WH-XB700 é um headphone do tipo on-ear lançado pela fabricante japonesa no Brasil em junho de 2019. O fone de ouvido tem conexão Bluetooth e o seu maior destaque fica por conta da compatibilidade com a Google Assistente, que oferece praticidade para o dia a dia e deixa o seu uso mais completo.

O dispositivo traz a tecnologia Extra Bass, que de acordo com a Sony é indicada para quem curte graves valorizados – especialmente indicado para ouvir música eletrônica e hip hop.

Mas a grande questão é: vale a pena pagar o preço sugerido inicial de R$ 699,99 por esse headphone? Para te ajudar a responder essa pergunta, testamos o WH-XB700 por 10 dias, e a análise completa você confere nas linhas abaixo.

Sony WH-XB700 headphone na cor azul

Sony WH-XB700 é vendido nas cores azul ou preto - Foto: Ana Marques/Zoom

WH-XB700 tem construção em plástico, mas é leve e confortável (para um fone on-ear)

A primeira coisa a se considerar quando tratamos de um headphone on-ear é o conforto que ele oferece. Por natureza, o formato que tem as almofadas sobre as orelhas (e não ao redor delas), pode incomodar um pouco. Aqui, portanto, é muito importante prestar atenção ao que a fabricante faz para tornar a experiência o mais agradável possível – principalmente se você costuma passar horas com os fones no ouvido.

Botões do headphone Sony WH-XB700

Sony WH-XB700 tem almofada macia e botões para controle da Assistente, Liga/Desliga e entrada USB-C - Foto: Ana Marques/Zoom

A boa notícia é que apesar de uma construção em plástico, que inspira certa fragilidade, a Sony investiu em almofadas bem acolchoadas ao redor dos drivers. O mesmo vale para o aro na parte superior, que entra em contato com o topo da cabeça. O dispositivo também é bastante leve, o que é bacana também para quem o quer usá-lo na rua e precisa transportá-lo (na mão, ao redor do pescoço ou na bolsa).

A ideia da Sony é justamente proporcionar o uso do headphone fora de casa ou do estúdio – no dia a dia, enquanto você está no transporte público ou passeando no shopping, por exemplo. Por isso, o estilo também conta. O Sony WH-XB700 é um fone bonito, com aparência bastante sóbria, e você pode comprá-lo nas cores azul escuro ou preto.

Sony WH-XB700 na caixa

Sony WH-XB700 possibilita rotação parcial dos drivers para guardar o fone de forma prática - Foto: Ana Marques/Zoom

Graves presentes, mas médios também são valorizados

A qualidade sonora do WH-XB700 faz jus à marca Sony. Como promete a tecnologia Extra Bass, há valorização dos graves, o que é bacana não só para as músicas com batidas mais presentes, mas também para criar maior imersão em games (eu usei bastante para jogar PUBG Mobile, e a experiência de ouvir as explosões nesse fone foram muito agradáveis).

Mas as outras frequências também encontram seu espaço. Isso quer dizer que é possível assistir a filmes e séries da Netflix sem que a fala dos personagens fique abafada. A nitidez dos médios e agudos agrada a quem procura um fone versátil para ser usado no dia a dia.

Sony WH-XB700 no stand de lançamento

Sony WH-XB700 exposto em stand no lançamento, que ocorreu em São Paulo - Foto: Ana Marques/Zoom

Apesar de não contar com cancelamento de ruído, como o mais caro WH-XB900N, também anunciado em junho, o WH-XB700 tem a vedação natural proporcionada pela disposição on ear das almofadas, e ela faz um bom trabalho isolando sons externos quando você está na rua ou trabalhando no escritório e não pode (ou não quer) dar atenção a barulhos de conversas ou algo do tipo. Não chega a ser um recurso de cancelamento, mas torna a experiência mais agradável.

Praticidade para realizar funções com a Google Assistente

Como já explicamos lá no início no texto, o grande destaque desse fone de ouvido é a integração com a Google Assistente, que acaba tornando seu uso mais completo – além da simples reprodução de músicas.

O recurso depende do smartphone para funcionar, é bom deixar claro. Mas não exige que você esteja segurando o aparelho (o celular pode estar no bolso, ou na mochila, desde que próximo o suficiente do headphone para que a conexão aconteça).

Sony WH-XB700 botão Google Assistente

Botão “Custom” permite ativar a Google Assistente no Sony WH-XB700 - Foto: Ana Marques/Zoom

Pressionando o botão “Custom”, você pode parear o WH-XB700 com o software do Google por meio de alguns passos simples de configuração que associam a sua conta com o ID do fone. A partir daí, basta usar o mesmo botão para ativar a assistente e ditar comandos (ou fazer perguntas) – você ouvirá as respostas diretamente no fone e o processo é feito em segundo plano no celular, ou seja, sem interferir no que você está vendo ou executando na tela.

Por exemplo, se você apertar o botão e perguntar “Qual é a distância da terra para a lua?”, o Google vai responder no fone “384.400 quilômetros”. Esse recurso abre diversas possibilidades, como efetuar contas de matemática, saber as horas e a temperatura em determinada cidade, pedir para efetuar uma ligação, ouvir o conteúdo das suas notificações e muito mais.

Além da assistente do Google, também é possível utilizar o XB700 com a Alexa, assistente da Amazon. Mas, por enquanto, ela está disponível somente em inglês.

Bateria de longa duração

A bateria é outro ponto alto do WH-XB700. Durante os testes, pude usar o headphone por cerca de uma semana até precisar recarregá-lo (com um rotina de uso de 4 horas, em média).

E, quando você finalmente vai ligar o fone no carregador, há outro fator que anima: o Quick Charge faz com que você consiga rapidamente (em aproximadamente 10 minutos) o equivalente 1h30min de uso. A carga completa fica em torno de quatro horas.

Preço e custo-benefício: vale a pena comprar o Sony WH-XB700?

De modo geral, o WH-XB700 é um headphone muito bom e sai na frente devido à integração com a Google Assistente, do conforto e da qualidade sonora. Porém, o preço de lançamento de R$ 699 é alto para um fone de plástico sem cancelamento de ruído. Não é a toa que já houve uma redução de aproximadamente R$ 100 na própria loja da fabricante – na data de publicação deste review já era possível encontrar o WH-XB700 por R$ 599,96 por lá.

Por R$ 699,99, a própria Sony oferece o WH-CH700N, que tem o Noise Cancelling, maior duração de bateria (35 horas) e vai receber a tal integração com softwares de inteligência artificial por meio de uma atualização, de acordo com a fabricante. A diferença fica por conta da linha: o CH700N não faz parte da família Extra Bass, mas ainda assim oferece um bom nível de graves por contar com drivers de 40 mm. Ah, e ele também é mais pesado (cerca de 40 gramas a mais).

A dica é procurar boas ofertas. O Zoom indica o Sony WH-XB700, mas por um preço abaixo do sugerido no lançamento.

Ficha técnica do Sony WH-XB700:

  • Design on-ear
  • Driver: 30 mm
  • Frequência: 20 Hz – 20.000 Hz
  • Impedância: 37 Ohms
  • Sensibilidade: 103 dB/mW
  • Bateria com duração de até 30 horas
  • Quick Charge
  • Microfone embutido
  • Bluetooth 4.2
  • Google Assistente

Avaliação do Zoom:

Prós:

  • Integração com Google Assistente em Português (e Alexa em Inglês)
  • Leve e confortável
  • Graves potentes
  • Bateria de longa duração (30 horas)
  • Recarga rápida (Quick Charge)
  • Boa vedação (apesar de não ter cancelamento de ruído)

Contras:

  • Construção em plástico
  • Preço de lançamento alto