Zoom indica em Livros

Clarice Lispector: conheça 7 livros da autora de A Hora da Estrela

Dê um Zoom nas obras mais importantes de uma das escritoras mais famosas do Brasil.

Livros
por Luiza Ramalho - Especialista em Livros e Música.

Quem nunca citou uma frase de Clarice Lispector, não é mesmo? Esta mulher ucraniana nascida em 1920, naturalizada brasileira e que se declarava pernambucana. Mãe de dois filhos, jornalista e escritora, Clarice  é vista como uma das mais importantes autoras do século XX, se tornando assim muito influente na literatura brasileira e no modernismo.

Clarice Lispector

A autora nos deixou em 1977 deixando como legado grandes obras que se mantém muito atuais. Contos, crônicas, livros, novelas, entrevistas… A autora escreveu de tudo durante sua vida.

Pensando na relevância das suas obras e vida, separamos 7 livros de uma das maiores escritoras brasileiras. Dê um Zoom!

Aprendendo a Viver, uma coletânea de crônicas emocionantes

Este livro é composto de uma coletânea de crônicas feitas para o Jornal do Brasil por Clarice de 1967 até 1973.

Também foram publicados no livro A descoberta do mundo, de 1984. Em 2004, nesta edição, também foram selecionados textos mais íntimos e confessionais da autora. É a vida vista por Clarice, como esse ícone encarava e via o mundo.

Título original Aprendendo a Viver
Editora Rocco
Número de páginas 220
Primeira publicação 2004

A Hora da Estrela, última obra escrita por Clarice

Escrito em 1977, é considerado um clássico da terceira fase do modernismo brasileiro. Rodrigo S.M., o narrador fictício começa a escrever sobre a personagem deste livro em meio a conflitos.

A personagem é Macabéa, mulher nordestina, órfã, que foi criada por uma tia e após o falecimento desta vai para o Rio de Janeiro.  Ao começar a trabalhar como datilógrafa, é mantida no emprego pela piedade que seu patrão tem.

Obra que traz reflexões ao levar cada leitor a se colocar no lugar de Macabéa. O livro teve uma bela adaptação para o cinema em 1985, mas nada como desfrutar destas linhas tão bem escritas.

Título original A Hora da Estrela
Editora Rocco
Número de páginas 87
Primeira publicação 1977

Água Viva, um poema para refletir sobre a vida

Água Viva é um poema narrado na primeira pessoa e escrito como uma carta, um diário, sem um enredo tradicional, contendo todas as emoções e complexidades de um ser humano.

Este livro, de 1973, foi lançado quatro anos antes da morte de Clarice e por muitas vezes a autora se mistura com a personagem, que é uma pintora solitária. Esta obra foi ganhadora do prêmio Golfinho de Ouro e Calunga.

Título original Água Viva
Editora Rocco 
Número de páginas 96
Primeira publicação 1973  

A Paixão Segundo G.H., um romance que transforma

Como sempre, Clarice vem mergulhada no emocional nessa obra; neste caso, de sua personagem G.H., uma profissional muito bem-sucedida, mas que precisa se encontrar, se conhecer por dentro.

Este processo se desenvolve em um quarto de empregada e de frente a uma barata viva. Logo no início da leitura se percebe as preocupações e as incertezas que por muitas vezes vai além das palavras. Se entregue a esta leitura e busque esta paixão que G.H. procura entender.

Título original A Paixão Segundo G.H.
Editora Rocco
Número de páginas 180
Primeira publicação 1964

A Maçã no Escuro: mais um pouco da incerteza humana e suas resoluções

Esta obra é considerada como uma das suas obras mais importantes, foi concluída em 1956, mas lançada somente em 1961, além de ter sido ganhador do prêmio Carmem Dolores Barbosa neste mesmo ano.

A história fala de Martin e sua fuga não só do crime que cometeu, mas de si mesmo, além da busca de liberdade. Nesta fuga, o encontro com Vitória e Ermelinda garantem o enredo da obra.

O livro é dividido em três partes: Como Se Faz Em Homem, Nascimento do Herói e A Maçã no Escuro. Mais uma vez, a densidade e delicadeza de Clarice nos faz encarar os sentimentos.

Título original A Maçã no Escuro
Editora Rocco
Número de páginas 336
Primeira publicação 1961

Laços de Família, o primeiro livro de contos de Clarice Lispector

Nesta obra existem 13 contos sobre amarras familiares, domésticas e cotidianas. Destes contos, 12 são narrados na terceira pessoa, apenas O Jantar é narrado em primeira.

Considerado o ápice de sua carreira e um belíssimo livro, as personagens são pessoas comuns que, como todo ser humano, estão sempre em busca de algo. Clarice mantém a linguagem que permite o pensamento fluir livremente ao falar sobre família e o impacto dessa relação nas vivências individuais.

Título original Laços de Família
Editora Rocco
Número de páginas 136
Primeira publicação 1960

Perto do Coração Selvagem, o romance de estreia de Clarice Lispector

Perto do Coração Selvagem narra a história de Joana. A narrativa da obra é feita a partir de suas lembranças. Órfã, a personagem é encaminhada a um internato por seus tios por acharem sua natureza imoral e lá ela vive até sua vida adulta.

Em meio aos seus questionamentos, dentro das suas atitudes mais simples e corriqueiras existem Otavio e Ligia que fazem parte de algo muito íntimo de Joana. Um casamento sem amor, triângulos amorosos e busca de uma felicidade fazem parte da trama escrita por Clarice.

Título original Perto do Coração Selvagem
Editora Rocco
Número de páginas 202
Primeira publicação 1943

Leia também:

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em livros