Zoom indica em Livros

Hilda Hilst: confira 4 dos melhores livros da autora

Poesia, crônicas, teatro e prosa; conheça as obras da homenageada na FLIP 2018.

Livros
por Luiza Ramalho - Especialista em Livros e Música.

Em 2018, Hilda Hilst foi a autora homenageada na FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty). A escolha de homenageá-la reforça a ideia de que a literatura da autora extrapola fronteiras e influencia toda uma cena artística contemporânea.

Sabendo que Hilst é uma das maiores escritoras brasileiras, trouxemos quatro obras da autora que resumem e apontam muito bem o quão importante é a voz dessa escritora paulista para a literatura nacional. Mas antes vamos saber um pouquinho mais sobre ela! Dê um Zoom!

Clique aqui e descubra o autor homenageado da FLIP 2019

Conhecendo a autora

Hilda Hilst

Hilst foi uma cronista, poeta, ficcionista e dramaturga brasileira considerada uma das maiores escritoras em língua portuguesa do século XX. Em seus quase cinquenta anos de carreira Hilda recebeu diversos prêmios como o prêmio APCA, importante prêmio oferecido pela Associação Paulista de Críticos de Arte e o Prêmio Jabuti.

Sua literatura é repleta de fraturas e abismos, muita das vezes apontando questionamentos filosóficos que obrigam o leitor a mergulhar de cabeça em sua narrativa. Ler o o universo literário de Hilda Hilst é mergulhar em um mar denso e profundo.

Sua escrita oscila entre o violento, o erudito, o pornográfico, o chulo e o lírico. O sagrado e o profano permeiam toda sua obra, suas personagens são moralmente questionáveis, assim como seus devaneios.

Júbilo, Memória, Noviciado da Paixão foi o livro mais vendido da Feira Literária Internacional de Paraty de 2018

Júbilo, Memória, Noviciado da Paixão foi lançado pela primeira vez em 1974. Esse é o primeiro livro de poesias de Hilda, após a autora estrear na ficção. O livro funciona muito bem como uma introdução ao universo de Hilst, pois apresenta temas que a consagraram como uma grande escritora.

A devoção mística, a ansiedade pelo encontro, a entrega passional e o temor da morte se fazem presentes nas páginas de Júbilo, Memória, Noviciado da Paixão podendo aqui o leitor se deliciar com um primeiro contato com as contradições e tensionamentos de uma das maiores escritores de nossa língua.

Título original Júbilo, Memória, Noviciado da Paixão
Capa Elisa von Randow
Editora Companhia das Letras
Número de páginas 132
Ano de lançamento 1974

Em 132 Crônicas estão presentes textos inéditos de Hilda Hilst

132 Crônicas: Cascos & Carícias e Outros Escritos é a reunião mais completa das crônicas de Hilda Hilst até o momento. As crônicas de Hilda fazem-se de um lado comentário da conturbada vida política de seu tempo, do outro, revelam o estilo transgressor e irreverente da autora.

As crônicas apresentadas no livro foram produzidas entre 1992 e 1995, no Correio Popular de Campinas. Isso sem falar em dois textos inéditos encomendados pela Playboy e nunca publicados. Um livro repleto de textos ácidos, lúcidos e bem-humorados, todos com a exclusiva assinatura de Hilda Hilst.

Título original 132 Crônicas: Cascos & Carícias e Outros Escritos 
Prefácio Zélia Duncan
Editora Nova Fronteira
Número de páginas 400
Ano de lançamento 2018

Da Prosa conta com textos de apoio de escritores da nova geração

Da Prosa reúne pela primeira vez toda a obra ficcional de Hilda Hilst. Contando com textos de apoio de Carola Saavedra e Daniel Galera, dois aclamados escritores da nova geração e ambos apreciadores do trabalho de Hilda. Em ordem cronológica, Da Prosa é organizado em dois volumes, vendidos juntos em um único box.

A escrita ficcional da autora inicia-se nos anos 1970 com Fluxo-floema e se desenvolve ao longo dos anos. Dentro das obras presentes em Da Prosa vale ressaltar o controverso e polêmico O Caderno Rosa de Lori Lamby (1990), escrito a partir do ponto de vista de uma menina de oito anos que vende seu corpo incentivada pelos pais e Cartas de um Sedutor (1991), uma das obras mais conhecidas da autora livro que faz parte da tetralogia obscena de Hilda Hilst, que descreve o dia-a-dia de Karl, um homem rico, imoral e que busca explicações para a sua vida no sexo.

Da Prosa é o livro definitivo para fãs fervorosos e curiosos que pretendem se aventurar de um modo mais intenso no universo chulo e lírico de Hilda Hilst.

Título original Da Prosa
Textos de apoio Daniel Galera, Carola Saavedra e Alcir Pécora
Capa Elisa von Randow 
Editora Companhia das Letras
Número de páginas 888 
Ano de lançamento 2018

Teatro Completo reúne toda a obra dramatúrgica da autora

A dramaturgia de Hilda Hilst infelizmente não é tão valorizada quanto sua prosa e poesia, por isso Teatro Completo se faz presente nessa lista. Toda a produção dramatúrgica da autora é composta por oito obras escritas entre 1967 e 1969, vale ressaltar que é nessa época que o teatro universitário ganha uma ênfase cultural no país, sendo um símbolo de resistência contra a ditadura militar.

Havia uma urgência na autora de se comunicar de forma mais rápida com as pessoas, por isso o direcionamento para o teatro. Seus textos dramatúrgicos apresentam uma relação entre o ético e o poético, com construções de alegorias onde o político se faz pano de fundo. Vale ressaltar aqui as peças O Rato no Muro e As Aves da Noite.

É um teatro solitário, pois se desenvolve na virada da autora da cidade para o campo e que representa uma difícil revolução poética, pois se utiliza da poesia própria do humano como instrumento de mudança.

Título original Teatro Completo - O Verdugo Seguido de A Morte do Patriarca - Vol.2
Editora L&PM
Número de páginas 176
Ano de lançamento Peças escritas de 1967 a 1969

Leia também:

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em livros