Zoom indica em Livros

Os 20 Melhores Livros de Todos os Tempos em 2018

Veja os livros que marcaram época e continuam nas estantes de diversas gerações!

melhor livro de todos os tempos
por Luiza Ramalho - Especialista em Livros e Música.

Você é uma dessas pessoas que adora sentar no sofá em um domingo preguiçoso, abrir um bom livro e mergulhar em sua história, esquecendo o mundo à sua volta? Então você chegou ao lugar certo!

Pois aqui, neste artigo, vamos te ajudar a escolher sua próxima leitura, com base nos melhores livros de todos os tempos!

E se prepare, pois tem pra todos os gostos: pra quem quer dar risada, morrer de medo ou se emocionar com um romance de tirar o fôlego! Preparados? Confira!

 

Leia também: Os Melhores Livros para Ler do Momento

20. Começamos com o clássico 1984, de George Orwell

Um dos romances mais importantes do século XX, citado e lido de 1949 até os dias de hoje, 1984 é uma distopia que fala sobre o totalitarismo, representado na figura do Grande Irmão (ou Big Brother, se você preferir).

Acompanhamos a história de Winston Smith, um funcionário que parece insignificante, mas que, conforme a trama vai evoluindo, começa a questionar o abuso de poder do Partido e do Grande Irmão.

Apesar de ter sido escrito há muitos anos, 1984 ainda tem uma importância absurda para o entendimento das relações de poder em nossa sociedade, sua leitura pode ser considerada obrigatória.

19. Ainda na linha de distopias, temos Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley

Ainda sobre autoritarismo em um futuro distante, Aldous Huxley nos leva para dentro de uma sociedade dividida em castas, onde as pessoas são biológica e psicologicamente condicionadas a aceitar as regras de convivência, sem direito a contestação.

Um mundo onde a linha de montagem e a produção em série são base de tudo e se não gostou, pode ir embora (ou não).

18. Clássico dos clássicos: com vocês, Otelo, de William Shakespeare

Não poderíamos deixar de fora dessa lista um dos poetas mais importantes da literatura. No seu livro Otelo, Shakespeare constrói uma trama que tornou clássico um dos piores sentimentos do mundo: o ciúme.

Recheada de inveja, mentiras e fofocas, a história gira em torno do respeitado general Otelo, o mouro de Veneza, sua esposa Desdêmona, o fiel escudeiro Cássio (razão de seu ciúme incontrolável) e o sub-oficial Iago. É um ótimo passatempo para quem é fã das histórias cheias de intrigas.

17. Os Cem Anos de Solidão de Gabriel

Nobel da Literatura em 1982, Gabriel García Márquez é um dos mais importantes escritores do século. Sua obra é um grande compilado de clássicos, mas resolvemos destacar nessa lista o livro Cem Anos de Solidão, que conta a saga da família Buendia, passando por diversas gerações, no fictício vilarejo de Macondo.

Com mais de 50 milhões de exemplares vendidos e traduzido para 36 línguas, o romance é um dos mais importantes do mundo! E você não vai perder a oportunidade de lê-lo, não é?

16. Um livro aclamado não só no nosso planeta: Guerra dos Mundos, de H. G. Wells

Publicado em 1898, o livro de ficção científica Guerra dos Mundos, nos coloca frente a frente com habitantes de outros planetas em uma guerra aterrorizante!

Então se você está em busca de uma indnicação de livro de aventura que vai te deixar de cabelo em pé, pode apostar nessa obra, que até já originou um filme do mesmo nome.

15. Entenda o Nazismo pelo olhar de uma garotinha judia em O Diário de Anne Frank

Apesar de ser um relato, O Diário de Anne Frank merece muito estar na lista de melhores livros de todos os tempos. Não só por ser uma das obras mais lidas do mundo, mas por conter uma narrativa tocante e muito real sobre o regime nazista.

Dizem que para não repetir os erros do passado, é preciso conhecê-los; e que forma melhor de fazer isso se não entrando na intimidade de uma garota que viveu esse passado?

14. Para toda a família: O Pequeno Príncipe

"O essencial é invisível aos olhos", é o que tenta nos mostrar Antoine de Saint-Exupéry através do nosso pequeno herói, habitante do Asteroide B 612.

Quase que uma leitura obrigatória para qualquer pessoa, O Pequeno Príncipe traz uma leitura simples, mas carregada de lições valiosas sobre a infância. E que serve para muito adulto também!

13. Quer se entreter por um bom tempo? Vá de Dom Quixote

Com duas partes, 126 capítulos e mais de mil páginas, a obra de Miguel de Cervantes é considerada uma das mais importantes da literatura espanhola.

Publicado em 1605 na Espanha, a história do fidalgo que sai pelo mundo enfrentando situações que ele mesmo cria em sua imaginação atravessa gerações.

Um divisor de águas para a literatura, Dom Quixote traz muitos elementos do romance moderno, fazendo uma paródia com os romances de cavalaria típicos da Idade Média.

12. A dualidade de Crime e Castigo

É preciso ler pelo menos um clássico da literatura russa durante a vida. E por que não começar por Crime e Castigo, de Dostoiévski?

Além de nos contar a história de Raskolnikov, um assassino de ocasião consumido pela culpa, o livro ainda é um grande ensaio sobre a mente humana e sobre a vida em sociedade.

E não se assuste com o tamanho: apesar de extensa, a leitura é bem fluída, consegue nos entreter sem ficar enfadonha.

11. Aprendendo a conviver com a tecnologia em Eu, Robô

Isaac Asimov, muito antes de nos sentirmos intimidados pela Inteligência Artificial, foi o primeiro a falar sobre a complexidade dos robôs.

Seu livro, Eu, Robô, é muito mais que mera ficção científica, ele também ajudou a criar diretrizes que norteiam nossa relação com a tecnologia!

10. A questão nunca respondida de Dom Casmurro

Tem brasileiro na lista de melhores livros de todos os tempos sim!

Machado de Assis, em seu livro Dom Casmurro, criou uma trama tão intrigante que até hoje os professores de literatura na escola se questionam: afinal, Capitu traiu ou não Bentinho?

Mas a leitura do clássico deve ir muito além dessa questão e levar em conta todas as outras camadas mais profundas do texto.

9. Já se imaginou acordando com um bicho asqueroso? aconteceu em A Metamorfose

Quem nunca se sentiu como Gregor Samsa, esmagado pela rotina monótona, onde se transformar em um inseto asqueroso preocupa menos do que perder um dia de trabalho?

Franz Kafka já se sentiu e nos presenteou com essa leitura incrível que é A Metamorfose, onde critica a sociedade industrial que nos faz perder aos poucos toda nossa humanidade.

8. Nos vemos do lado de lá, com Alice no País das Maravilhas

Lewis Carrol nos transporta para o mundo dos sonhos através do olhar da pequena Alice. Aventuras, bichos malucos e coisas belas nos aguardam!

Mas não se enganem: o País das Maravilhas também é cheio de lugares sombrios e criaturas maldosas. Todo o cuidado é pouco, mas eu tenho certeza que você, seja criança ou adulto, vai se deliciar e se divertir muito nesse mundo de fantasia.

7. O romance dos romances Orgulho e Preconceito

Se essa lista fosse de Melhores Dramas Românticos de Todos os Tempos, com certeza Orgulho e Preconceito estaria no topo!

Escrito no final do século 18 e publicado no início do século 19, é um dos romances mais falados (e mais adaptados) até hoje. Jane Austin conseguiu cativar um público fiel com a envolvente história de Lizzy e Mr. Darcy.

Mas o livro não é apenas mais uma história de amor: com certo tom humorístico, a autora aprofunda no psicológico de seus personagens, nos mostrando que não devemos nos deixar levar pelas aparências.

6. A odisseia moderna de Ulisses

Com mais de mil páginas escritas, James Joyce foi capaz de revolucionar a literatura em língua inglesa, contando a história aparentemente simples de um homem que sai da sua casa pela manhã e tem que retornar ao final do dia.

Exatamente: é um livro de mais de mil página que conta um dia na vida de nosso "herói", Leonard Bloom. Se você está iniciando na literatura agora, vá com calma: esse livro ainda não é para você. Mas se já é um veterano, não perca mais tempo e vá logo ler essa obra prima!

5. O Prometeu de Mary Shelley, Frankenstein

Considerada a primeira obra de ficção científica da história, o livro foi escrito por Mary Shelley quando ela tinha apenas 19 anos.

Pioneiro não só na ficção científica, mas também na literatura de horror, o monstro construído pelo cientista Victor Frankenstein serviu de inspiração para muitos outros que viriam e ajudou a popularizar essa temática.

4. Desembarcamos em uma terra desconhecida de O Senhor dos Anéis

Com línguas e povos inventados, além de uma precisão singular nos detalhes, J. R. R. Tolkien nos presenteia com um mundo imagético e sensacional: a Terra Média.

É nela que se passa a trilogia Senhor dos Anéis, que acompanha uma comitiva formada por povos de diversas etnias: hobbits, anões, magos, elfos, etc. em uma jornada para destruir o mal que permeia sua terra.

3. Uma revolta adolescente de O Apanhador no Campo de Centeio

Com mais de 65 milhões de cópias vendidas, O Apanhador no Campo de Centeio, de J. D. Salinger se tornou um ícone do sentimento adolescente em todo o mundo.

Na história, acompanhamos Holden Caulfield, um jovem de 16 anos, cheio de questões próprias da idade: conflitos, revoltas, angústias, etc.

O livro usa da própria linguagem adolescente na sua evolução, por isso é repleto de palavrões e linguagem sexual, típicas da adolescência (inclusive, o livro já foi censurado nos Estados Unidos diversas vezes por conta disso).

2. Mais um livro de distopia, Laranja Mecânica

Escrito em 1962 por Antony Burgess, a história se passa em um futuro próximo, onde a ultra-violência é a base da sociedade. Narra eventos extremamente chocantes vividos pelo jovem Alex, um amante da música clássica e líder de um grupo de delinquente, que ele chama de "drugues".

Aliás, a linguagem do livro é bem complexa, pois o autor inventou uma linguagem própria, com gírias estranhas que os adolescentes desse futuro distópico falariam. Mas não se preocupe, no final do livro tem um glossário explicando cada uma das palavras desconhecidas!

1. A revolução de Madame Bovary

Chegamos ao fim da nossa lista com esse, que é considerado por muitos um dos maiores romances ocidentais!

O livro Madame Bovary conta a história de Emma Bovary, uma mulher inconformada com sua própria realidade e por isso uma revolucionária. Escrito por Gustave Flaubert, que conseguiu capturar com perfeição as nuances psicológicas da personagem de sua vida!

É um livro muito importante e merece estar na lista dos melhores livros de todos os tempos, com certeza!

 

Leia também: Os Melhores Livros Mais Vendidos do Momento

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em livros