Notebook Samsung Galaxy Book Pro em mesa preta com selo "Testamos" ao lado

Samsung Galaxy Book Pro 360: o ultrafino 2 em 1 que não trava

Ultrafino premium, o Samsung Galaxy Book Pro 360 é o conjunto ideal para quem precisa trabalhar em lugares diferentes com frequência

Filipe SallesRedator

Publicado e atualizado 11 min. de leitura.

Compartilhe:

No início de 2021, a Samsung já havia declarado sua participação no mercado de ultrafinos e uma competição direta com o Galaxy Book S, que trouxe um notebook parecido ao da Apple, mas muito mais acessível e com sistema Windows 10. Mas ele só abriu as portas para o Samsung Galaxy Book Pro 360, que não se limitou a ser um concorrente da Apple, mas sim um ultrafino 2 em 1 cheio de características próprias.

Uma delas, inclusive, tirada da sua linha de tablets: a inclusão da S-Pen para uso com a tela de toque do notebook. Porém, vale mencionar que não estamos falando de um computador que se comporta como um tablet, mas de um notebook que "segura o tranco" como um computador e, por ser leve e fino, também pode ser usado tranquilamente como um tablet.

Sendo assim, veja a seguir o que achei do Samsung Galaxy Book Pro 360 de maneira detalhada. Antes disso, no entanto, não esqueçam de conferir como avaliamos notebooks aqui no site!

Prós e Contras

Ilustração mostrando prós e contras do Samsung Galaxy Book Pro 360

Prós

Antes de falar sobre os extras do Samsung Galaxy Book Pro 360, o importante é falar sobre o básico. Não adianta telinha bonita que dobra e caneta para mexer na tela se o PC leva 10 minutos só para ligar o Windows.

Felizmente, esse não é o caso desse notebook, que me ajudou nas tarefas do dia a dia sem apresentar lentidão e ligando rapidamente. Ou seja, ele é um modelo que vai te oferecer conforto no trabalho, sendo rápido e eficaz nas tarefas básicas e mais comuns em um PC.

Dito isso, os extras do notebook também vêm bem a calhar, especialmente se você é acostumado com tablets. A tela dobra facilmente e, por ser um notebook bem portátil, é possível segurá-lo bem para tarefas como leitura. A S-Pen que vem junto com o produto facilita usar a tela de toque, além de evitar mais gordura dos dedos. Algo que já acontece até em notebooks que não tem tela de toque.

Vale lembrar aqui outras características em comum com alguns dos melhores notebooks Samsung da atualidade: a maior facilidade em conectar o notebook aos smartphones e tablets da marca por meio do Samsung Flow e Samsung DeX.

Contras

Apesar de ser um notebook ultrafino potente, o Samsung Galaxy Book Pro 360 tem alguns pontos inconvenientes. Um deles é o touchpad, que tem dificuldade em reconhecer alguns comandos, tornando o uso da tela de toque necessário em alguns momentos que ele não deveria ser.

Assim como a maioria dos notebooks ultrafinos, a falta de algumas portas e conexões como a HDMI fazem falta para quem gosta de trabalhar com duas telas, como eu. Por outro lado, vale mencionar que é comum que notebooks do tipo não tenham entradas como essa, já que a sua principal proposta é de oferecer portabilidade, não a de oferecer muitas portas e conexões. Tanto que sua interação com smartphones e tablets da marca se dão por apps que não usam fios.

O que vem na caixa?

Samsung Galaxy Book Pro 360 com carregador e S-Pen
  • Notebook Samsung Galaxy Book Pro 360
  • Carregador
  • S-Pen
  • Folheto de garantia

Design e construção

Samsung Galaxy Book Pro 360 sobre mesa preta
O Samsung Galaxy Book Pro 360 serve tanto para o escritório quanto para o sofá (Foto: Mosaico)

O Samsung Galaxy Book Pro 360 impressiona por realmente ser bem fino e portátil. É aquele tipo de notebook que você trata que nem um recém-nascido, já que ele é tão pequeno e fino que você fica com medo de deixá-lo cair no chão. Sem contar que o notebook em si é bem bonito, feito em cor preta e bastante discreto, mas sem deixar de lado a elegância.

A afirmação acima se torna verdade ao dobrá-lo para trás para tentar usá-lo como tablet. Minhas primeiras tentativas de dobrá-lo foram bem tensas, mas na verdade é bem fácil de dobrar o notebook e isso não requer quase força alguma. E o notebook continua perfeito ao ser usado dessa forma, sendo bom para trabalhar, mas também para ler ou ver algum vídeo deitado no sofá ou na cama.

Samsung Galaxy Book Pro 360 dobrado para trás, mostrando a tela de toque e a S-Pen
A tela dobrável do notebook permite usá-lo como tablet, por isso o notebook vem com a S-Pen (Foto: Mosaico)

Ainda assim, são necessários alguns ajustes para usar bem o Samsung Galaxy Book Pro 360. Um deles é entender que, por ser mais fino e portátil, ele ocupa pouco espaço na mesa. Isso é muito bom para quem é minimalista, mas é necessário ajustar bem sua cadeira e mesa para não trabalhar em uma posição muito curvada.

Já o seu teclado é ótimo de usar. Apesar de ser mais compacto, até porque essa é a proposta do ultrafino, eles são grandes o suficiente para não causar confusão. Para quem tem mãos pequenas, o teclado desse notebook Samsung é um prato cheio. Por outro lado, não posso dizer o mesmo sobre o touchpad.

Apesar de o touchpad ser responsivo e não apresentar nenhum problema aparente, tive problema com algumas decisões de design da Samsung. A primeira delas é que o touchpad não suporta mais de um toque simultâneo. Isso torna particularmente difícil algumas ações simples, como destacar um trecho de texto. No meu tempo usando o Samsung Galaxy Book Pro 360, tive de recorrer à tela de toque para algumas atividades, mesmo que usar o touchpad fosse mais simples.

Touchpad do notebook Samsung Galaxy Book Pro 360
O touchpad tem um padrão novo, mas tive dificuldade em usar algumas funções básicas (Foto: Mosaico)

Outra característica marcante de notebooks ultrafinos como o modelo testado é o conforto que ele te oferece para trabalhar em qualquer lugar. Seja na cama, no sofá ou em uma cadeira desconfortável de aeroporto, você conseguirá trabalhar no Samsung Galaxy Book Pro 360 sem problemas ou desconforto. Especialmente por ser dobrável, te permitindo se adaptar e trabalhar em qualquer situação.

Tela

Quase sem bordas, a tela preenche quase o espaço inteiro, o que torna o notebook ultrafino bem elegante. Porém, tive dificuldade em usá-lo como tablet justamente por não ter um ponto de apoio para segurá-lo sem arriscar causar dano à tela.

Mas esse é apenas um detalhe, considerando que a tela de 13,3 polegadas do Samsung Galaxy Book Pro 360 é excelente. Isso acontece pois o notebook usa o padrão Super AMOLED, que melhora a fluidez da tela, exibindo movimentos com mais rapidez. Ou seja, ver um filme nela te dará uma experiência mais realista e impressionante por conta dos movimentos mais fluídos e naturais.

Outro ponto positivo no uso da tela AMOLED é a melhor iluminação e capacidade de brilho, facilitando o seu uso no verão, caso opte por trabalhar em uma área externa, por exemplo. Vale lembrar que trabalhar com o notebook desprotegido contra a luz solar não é nada recomendável e pode danificar o notebook. Nesses casos, tenha sempre em mãos algum tipo de guarda-sol ou algo que consiga ser usado como barreira.

Esse tipo de tela também garante uma fidelidade de cores melhor, ideal para quem trabalha com design, por exemplo. Principalmente para quem faz ilustrações digitais, já que o notebook e sua S-Pen podem não ser uma mesa digitalizadora, mas podem poupar ter que ativá-las para lidar com trabalhos simples.

Desenho feito na tela do Samsung Galaxy Book Pro 360 com a S-Pen que vem com o notebook
Mesmo que não seja tão eficiente quanto uma mesa digitalizadora dedicada, você conseguirá fazer alguns esboços e trabalhos na tela do notebook (Foto: Mosaico)

Como mencionei antes, não há uma placa de vídeo dedicada, o que torna o Samsung Galaxy Book Pro 360 uma opção inviável para jogos, em tese. Mas graças à serviços como GeForce Now e Xbox Cloud Gaming, fica aqui a dica: aproveite os jogos do serviço com a tela Super AMOLED dele e garanta uma experiência excelente ao jogar.

Usando a S-Pen

Acompanhando o Samsung Galaxy Book Pro 360, temos a S-Pen, mais comum em tablets e alguns modelos de smartphones da marca. A caneta é bem útil até para navegação, ajudando a agilizar o seu dia a dia. Sua presença é útil em apps de edição, facilitando executar pequenas correções em imagens.

Porém, é no modo tablet do notebook que a caneta diz a que veio. Evitando que suje a tela de toque toda vez que a toca, a S-Pen é bem precisa e funciona perfeitamente com esse computador. Um dos usos que mais tive com ela foi para marcar textos e guardar em anotações, algo bem comum na rotina de quem trabalha escrevendo.

Samsung Galaxy Book Pro 360 na vertical com um software de ilustração aberto
Você pode fazer ilustrações e projetos aliando a S-Pen com a tela de toque do notebook (Foto: Mosaico)

Mas esse não é o seu único uso. Apesar de não ter um apoio tão bom quanto uma mesa digitalizadora, a S-Pen pode ser utilizada com programas de design. Especialmente para fazer pequenas alterações ou trabalhar em projetos que não são tão complexos.

Apesar do meu pouco costume com ferramentas do tipo, a S-Pen veio bastante a calhar, já que usar os dedos pode causar alguns toques errados. Já a caneta oferece maior precisão para isso, além de não sujar a tela.

Desempenho

Um defeito comum em notebooks 2 em 1 e até mesmo em alguns ultrafinos é cobrar caro sem entregar desempenho. Claro que um notebook que vira tablet pode ser super conveniente, mas, como eu disse no começo deste artigo, um extra legal em um computador que não funciona é como cozinhar miojo e temperar com noz moscada para parecer sofisticado.

Como eu já dei o spoiler também no início do artigo, isso não acontece com o Samsung Galaxy Book Pro 360. Sinceramente, só faltou uma placa de vídeo dedicada para chamá-lo de um computador completo. Só que atualmente é bem difícil criar um notebook ultrafino com placa de vídeo potente.

Dito isso, o notebook cumpre perfeitamente todos os seus propósitos. Ele é muito fino e super leve, pesando apenas 1,04kg. O uso do notebook como tablet também funciona bem e é ergonômico e o desempenho não fica devendo.

Durante todos os dias de teste, não encarei qualquer lentidão. E olha que existem momentos onde o número de abas abertas era incontável, junto a softwares de mensagens e apps leves de edição de imagem.

Isso acontece graças ao processador Intel Core i7 de 11ª geração equipada nele, além dos 16GB de memória RAM e uso de SSD M.1 de 512GB. O que isso tudo significa? Um notebook que dificilmente travará e que é ligado em poucos segundos. Os programas instalados dele carregam na mesma velocidade.

Conectividade

Conexões USB-C do Samsung Galaxy Book Pro 360
O Samsung Galaxy Book Pro 360 possui poucas conexões, então pode ser difícil usar periféricos nele (Foto: Mosaico)

A conectividade é um ponto que costuma não ser bom para os notebooks ultrafinos. Justamente por sua estrutura, é difícil encaixar muitas portas, ou até mesmo usar algumas comuns em notebooks convencionais. Por isso, o Samsung Galaxy Book Pro 360 vem apenas com duas entradas USB-C e uma Thunderbolt 4.

Isso torna mais difícil conectá-lo à uma segunda tela, por exemplo. Ou até mesmo usar um teclado e mouse mais antigo que tenha em casa. Por outro lado, periféricos mais recentes serão compatíveis.

Mesmo que tenha menos entradas, o notebook é capaz de se conectar às redes Wi-Fi de 2,4GHz e 5GHz sem problemas, além de contar com Bluetooth. Além disso, ele traz os apps Samsugn Flow e Samsung DeX, que permite receber notificações e arquivos de celulares e tablets Galaxy. Ou até mesmo controlá-los direto pelo PC. O notebook também tem conectividade melhor com os fones sem fio Galaxy Buds Pro.

Autonomia de bateria

O Samsung Galaxy Book Pro 360 é um dos notebooks mais longevos que já testei, perdendo apenas para o seu rival da Apple. Com 63Wh, ela durou cerca de seis horas, ao usá-la para tarefas leves relacionadas ao meu trabalho aqui no Buscapé.

Isso significa quase um dia inteiro de trabalho, mas não chega a cumprir um dia inteiro sem precisar colocá-la na tomada. Ainda assim, sua duração é boa para momentos onde quer passar algumas horas em uma área externa da sua casa, ou caso precise trabalhar fora em lugares como cafés, hoteis ou aeroportos.

Vale mencionar também que a autonomia de bateria desse modelo é maior que a maioria dos computadores que já testei aqui no site, que costumam ter autonomia entre 3h30 e 4h30.

Custo-benefício do Samsung Galaxy Book Pro 360

Notebook Samsung Galaxy Book Pro 360 fechado
Será que todas essas funcionalidades valem o preço do notebook? (Foto: Mosaico)

No início de dezembro de 2021, o Samsung Galaxy Book Pro 360 pode ser encontrado por valores entre R$ 9.000 e R$ 10.000. Ou seja, estamos falando de um notebook premium, feito para quem quer investir bem em um computador.

Considerando as peças usadas e seus extras, como o modo tablet e a possibilidade de usar a S-Pen, podemos dizer que o notebook oferece um ótimo custo-benefício. Mas depende muito do seu objetivo. O Samsung Galaxy Book Pro 360 é perfeito para quem precisa de um computador que seja ótimo e pode ser usado em qualquer lugar com conforto.

Considerando sua performance, ele pode rodar até mesmo alguns produtos pesados, como os voltados à edição ou produção de imagens. Claro que, pela falta da placa de vídeo dedicada, programas demasiado profissionais não rodarão bem. Mas o uso de apps leves ou online é até encorajado, já que a S-Pen permite trabalhar com mais agilidade.

Agora, se procura um notebook convencional ou um modelo gamer, o investimento de R$ 10.000 será mais bem utilizado em outros modelos, que contam com placa de vídeo dedicada que possibilita aproveitar jogos exigentes ou programas profissionais mais pesados.

Produtos similares

MacBook Air M1 A2337

Todos os MacBooks são praticamente ultrafinos e é inegável que o Samsung Galaxy Book Pro 360 está no mercado para bater de frente com a Apple. Custando menos que o notebook avaliado, essa versão do MacBook não é dobrável e não conta com a tela de toque, mas tem boas especificações e também é bem rápido, travando raramente.

Vale considerar também que o MacOS é um sistema mais otimizado, que aproveita melhor os componentes do notebook. Sua tela Retina vem com resolução acima do que o notebook da Samsung oferece, competindo também em fidelidade de imagem. Para saber mais sobre ele, veja nosso review do MacBook Air M1 A2337!

Samsung Galaxy Book S

Notebook que antecedeu o Samsung Galaxy Book Pro 360, o Samsung Galaxy Book S continua uma boa escolha, considerando seu preço consideravelmente menor. Com configurações intermediárias de performance, o primeiro ultrafino da empresa coreana entrega uma boa experiência para quem precisa trabalhar em lugares diferentes com frequência.

Por outro lado, ele não tem alguns extras interessantes que o Book Pro 360 tem, como a possibilidade de usar o notebook em modo tablet ou a própria falta da tela de toque. Ele é mais voltado para quem precisa de um notebook rápido e portátil, mas sem firulas.

Dell Alienware M15 R6

É possível que você esteja buscando um notebook para trabalho, mas deseje jogar também nele. Se quer excelente performance e aproveitar os lançamentos em games, no entanto, o Dell Alienware M15 R6 é uma escolha melhor.

Mas vale notar que ele não é dobrável, não traz tela de toque e está bem longe de ser ultrafino, muito pelo contrário. Esse notebook oferece performance e um estilo mais voltado aos gamers, apesar de custar apenas um pouco mais que o notebook que avaliamos. A placa de vídeo GeForce RTX série 30 é a melhor atualmente, então você tem garantia de conseguirá jogar de tudo em excelente qualidade gráfica com o Alienware M15 R6.

Ilustração mostrando a ficha técnica do Samsung Galaxy Book Pro 360

Conclusão

O Samsung Galaxy Book Pro 360 é um notebook impressionante por tudo o que ele pode fazer. Especialmente para quem precisa de um computador rápido para trabalhar, mas que é possível de levar para qualquer lugar. A tela de toque é um adicional bem-vindo para quem está migrando do tablet para notebook, podendo ser usado também para leitura.

O fato dele ser ótimo para trabalhar e praticamente não travar ajuda muito, o tornando realmente um computador confiável para qualquer situação. Um dos seus poucos defeitos é o padrão do touchpad, diferente do convencional e que acabou me obrigando a usar a tela de toque mesmo quando eu não queria.

Ainda assim, é muito difícil dar uma nota menor que 9,0 para o excelente computador, que se destaca na maioria dos quesitos importantes na avaliação de um notebook.

Ilustração mostrando Samsung Galaxy Book Pro 360, o número de dias de teste a nota do notebook