Xiaomi lança RedmiBook 13, 14 e 16 com processadores Ryzen 4000

Dispositivos da fabricante chinesa possuem diversas opções de configuração, incluindo SSD de 1 TB.

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 2 min. de leitura.

A Xiaomi anunciou, na última terça-feira (26), uma atualização na sua linha de notebooks conhecida como RedmiBook. Lançados em versões de 13, 14 e 16 polegadas, os novos dispositivos da fabricante chinesa agora contam com processadores AMD Ryzen 4000 de 7 nanômetros, memória RAM de até 16 GB e armazenamento em SSD que pode chegar a 1 TB.

Os notebooks da linha RedmiBook chegam ao mercado chinês por a partir de 3.499 yuans, cerca de R$ 2.583 em conversão direta sem adição de impostos. Não há previsão de chegada ao Brasil ou preço nacional.

Leia também: Os Melhores Notebooks para Comprar em 2020

RedmiBook é compacto e pesa cerca de 1,2 kg (Foto: Divulgação/Xiaomi)
RedmiBook é compacto e pesa cerca de 1,2 kg (Foto: Divulgação/Xiaomi)

De acordo com a Xiaomi, a inclusão dos processadores Ryzen de 7 nm devem significar um aumento de até 60% no desempenho final do dispositivo. Além disso, o consumidor, no ato da compra pode escolher qual o tamanho de tela deseja, a quantidade de memória RAM e a capacidade do armazenamento em SSD, visto que a Xiaomi disponibiliza uma gama de opções.

Entre os processadores, a fabricante agora equipa seus notebooks com o Ryzen 5 4500U de seis núcleos ou o Ryzen 7 4700U de oito. O usuário também pode escolher por 8 ou 16 GB de RAM e 512 GB ou 1 TB de capacidade de armazenamento. Em relação à tela, o dispositivo da Xiaomi possui 90% de aproveitamento do display, contendo bordas extremamente finas. Todos os modelos possuem resolução Full HD (1920 x 1080 pixels).

Novo dispositivo da Xiaomi conta com SSD de até 1 TB (Foto: Divulgação/Xiaomi)
Novo dispositivo da Xiaomi conta com SSD de até 1 TB (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Os RedmiBooks chegam ao mercado para competir com grandes marcas como Apple e Asus, já que seus aparelhos são úteis para usuários mais exigentes que rodam programas pesados e jogos. Sobre a autonomia de bateria, a Xiaomi garante até 12 horas longe das tomadas e apenas 38 minutos para carregamento de 50% do dispositivo.

Sendo um dos mais leves e compactos do mercado mundial, de acordo com a fabricante chinesa, o dispositivo de 14 polegadas pesa cerca de 1,2 kg e possui interfaces USB-C, HDMI e USB convencional.

Os modelos chegam ao mercado chinês com preços entre 3.499 e 4.999 yuans (entre R$ 2.583 e R$ 3.690). Entretanto, vale lembrar que os dispositivos não devem desembarcar tão cedo no Brasil.

Fontes: Tom's Hardware, Gizmochina

Leia também: