O que é Microsoft Edge? Entenda o navegador padrão do Windows 10

Falamos mais sobre o que é Microsoft Edge, o navegador padrão da Microsoft nos sistemas Windows

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

Compartilhe:

O que é Microsoft Edge? Muitos usuários podem se fazer essa pergunta após uma atualização do Windows que instalou o navegador padrão da Microsoft em seus computadores. Usuários que experimentaram o Edge antes de 2020 provavelmente tiveram contato com a versão hoje considerada "Edge Legacy", enquanto o novo Edge é um navegador baseado no projeto de código aberto Chromium do Google, a mesma base do Google Chrome e do Opera.

O Microsoft Edge é o navegador padrão do Windows e oferece boa velocidade e performance com base na plataforma Chromium, a mesma do Google Chrome (Reprodução: Redação Zoom)
O Microsoft Edge é o navegador padrão do Windows e oferece boa velocidade e performance com base na plataforma Chromium, a mesma do Google Chrome (Reprodução: Redação Zoom)

A nova versão do Microsoft Edge chegou para todos os usuários através da atualização de junho de 2020 do Windows 10 e é a versão oficial atualmente. A versão anterior do Edge apenas estava disponível para Windows 10, enquanto a nova pode ser usada no Windows 10, Windows 8, Windows 7, macOS, Xbox One, Xbox Series X/S, Android e iPhone (iOS), integrado com sua conta Microsoft. Os notebooks abaixo vêm com esse programa, por exemplo.

Microsoft Edge: Visual e performance

O novo Microsoft Edge é extremamente parecido com o Google Chrome em um primeiro instante, com o mesmo tipo de interface, linhas e performance. Problemas de lentidão ou incompatibilidade que existiam no Edge Legacy foram resolvidos com a nova base e ele até parece mais rápido que o Chrome em alguns momentos.

Por padrão, o Edge utilizar o buscador Bing da Microsoft, mas usuários podem mudar essa definição nas configurações (Reprodução: Redação Zoom)
Por padrão, o Edge utilizar o buscador Bing da Microsoft, mas usuários podem mudar essa definição nas configurações (Reprodução: Redação Zoom)

As diferenças começam a aparecer aos poucos conforme o usuário utiliza o programa. A ferramenta de busca obviamente é o Bing, da Microsoft, mas o usuário pode mudar essa definição por padrão. As guias no topo também podem ser convertidas em guias laterais, o que pode ser mais prático para alguns usuários.

A função de guias inativas do Edge ajuda a economizar memória, mas inclui usuários nas decisões sobre quanto tempo as classifica como inativas (Reprodução: Redação Zoom)
A função de guias inativas do Edge ajuda a economizar memória, mas inclui usuários nas decisões sobre quanto tempo as classifica como inativas (Reprodução: Redação Zoom)

Uma função interessante no Microsoft Edge são as guias inativas, que ficam acinzentadas após duas horas sem uso e liberam memória. O próprio Google Chrome faz algo semelhante, porém não avisa o usuário e pode levar à perda de informações. No Edge, é possível até mesmo estabelecer o tempo necessário de inatividade.

Confira algumas das nossas listas de produtos!

Privacidade

Uma grande vantagem do Edge é seu controle de privacidade em três níveis, o qual oferece uma boa noção para o usuário da informação que está sendo rastreada em sua navegação. Em outros navegadores, muitas vezes essa informações está espalhada e o usuário precisa administrar em detalhes sua experiência online.

As opções de privacidade do Edge são mais claras do que a maioria dos navegadores, garantindo mais poder de decisão ao usuário sobre seus dados (Reprodução: Redação Zoom)
As opções de privacidade do Edge são mais claras do que a maioria dos navegadores, garantindo mais poder de decisão ao usuário sobre seus dados (Reprodução: Redação Zoom)

O Microsoft Edge possui três perfis de privacidade e começa por padrão no "Equilibrado", o qual permite alguns cookies, mas bloqueia rastreadores de site que o usuário não visitou. Há um nível "Básico" com permissões mais brandas e "Estrito" que bloqueia a maioria dos cookies de acordo com a preferência do usuário.

Coleções e extensões

Uma novidade do Edge é a função "Coleções", semelhante a um recurso anterior do Edge Legacy. Através dessa função, o usuário pode salvar um grupo de guias que tenha aberto como uma "Coleção", nomeá-la de acordo com sua preferência e revisitá-las posteriormente. Algo muito útil para pesquisas ou para organizar sua navegação.

As Coleções do Edge ajudam a manter suas sessões de navegação salvas para consulta posterior (Reprodução: Redação Zoom)
As Coleções do Edge ajudam a manter suas sessões de navegação salvas para consulta posterior (Reprodução: Redação Zoom)

Há algumas funções semelhantes em outros navegadores, como a Lista de Leitura do Chrome, porém não há tanta profundidade quanto o recurso "Coleções". Para obter uma experiência semelhante seria preciso utilizar extensões, como a conhecida OneTab do Google. O uso de extensões, no entanto, também pode ser trazido para o Edge.

Por usar como base o Chromium, o Edge é compatível com as mesmas extensões do Google Chrome, inclusive a OneTab. Dessa forma, usuários que tenham sua experiência de navegação muito atrelada a extensões ainda podem migrar para o Edge sem perda de funções se assim desejarem.

Conclusão

O Microsoft Edge é um grande avanço para a Microsoft desde a perda de popularidade e performance do Internet Explorer. Enquanto o Edge Legacy tinha muitos problemas, a abertura da empresa em utilizar a base Chromium, vastamente popular e aceita, permitiu criar um navegador rápido e prático para o usuário comum.

Conheça o canal do Zoom no YouTube