Ransomware: o que é e como proteger seu PC dele?

Estar seguro na internet é um desejo de todos. Uma das ameaças mais perigosas na internet atualmente é o ransomware. Dê um Zoom e descubra agora mais detalhes sobre o ransomware e como proteger seu PC dele

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

Compartilhe:

Quem utiliza o PC para trabalho ou para jogos está vulnerável a diversas ameaças. Uma das mais perigosas atualmente é o ransomware.

A melhor forma de evitar ser alvo de ataques desta prática é se informar. Entender o que o ransomware é, como ele age, como geralmente ele é instalado e as melhores formas de se proteger pode evitar muita dor de cabeça. Neste artigo, trazemos mais os detalhes sobre o ransomware. Dê um Zoom!

Dê uma olhada na nossa lista com os melhores periféricos!

O que é ransomware?

O ransomware é uma ameaça para os PCs (Foto: Reprodução/Shutterstock)
O ransomware é uma ameaça para os PCs (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Quem navega na internet está exposto a diversas ameaças. Os vírus estão por toda parte e, em uma desatenção, o pior pode acontecer.

Dentre os vírus mais perigosos, temos o ransomware. De forma resumida, essa ameaça é um código que torna os dados do computador inacessíveis através de um avançado método de criptografia.

Esse método é praticamente impossível de ser resolvido. E, com os dados do computador todos inacessíveis, os hackers pedem quantias exorbitantes para liberar o acesso às informações. Daí surge o nome deste vírus: ransom em inglês significa resgate.

Cabe lembrar que o pagamento dos valores estipulados pelos hackers não possui nenhuma garantia que irá liberar novamente os dados.

Quais os tipos mais perigosos de ransomware?

Existem diferentes tipos de vírus ransomware (Foto: Reprodução/Shutterstock)
Existem diferentes tipos de vírus ransomware (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Existem variações desse vírus e todas são muito prejudiciais ao usuário. As duas mais famosas são:

  • Ransomware Locker: impede que o usuário utilize e acesse o equipamento infectado;
  • Ransomware Crypto: impede que o usuário acesse as informações e dados do PC.

Criptografando os dados do PC, é praticamente impossível reverter a situação. Geralmente, é necessária uma chave de muitos caracteres para acessar novamente os dados. E quem possui essa chave são os hackers, que pedem uma quantia liberá-los.

Uma vez instalado, o vírus também busca qualquer equipamento que estiver conectado ao PC infectado, seja via cabo USB ou simplesmente estando na mesma rede.

Como o ransomware é instalado no PC?

Os hackers são muito inteligentes e pensam em diversas maneiras de instalar o vírus no PC do usuário sem que ele perceba.

Muitas dessas maneiras estão disfarçadas como avisos em sites para que o usuário atualize algum plugin ou aplicativo instalado no computador. O usuário clica pensando ser seguro e, nessa altura, o vírus é instalado e “sequestra” as informações.

Outra forma muito comum de infecção são links e até arquivos em anexo em e-mail.

A utilização de aplicativos ou jogos não originais também abre brecha para o ataque destes vírus. Sem o suporte oficial das empresas que desenvolveram, a segurança não é garantida e isso também pode ser a porta de entrada do vírus no PC do usuário.

Como se proteger do ransomware?

Saiba como se proteger do ransomware vírus (Foto: Reprodução/Shutterstock)
Saiba como se proteger do ransomware vírus (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Após ser infectado por um ransomware, é muito difícil reverter a situação. Com o acesso limitado ao PC, é provável que seja necessária uma formatação completa da máquina para apagar o vírus.

Por isso é importante manter um backup atualizado dos seus dados e, principalmente, se prevenir com algumas ações simples.

Não utilizar aplicativos e games não originais é uma das maneiras mais fáceis de evitar esse vírus.

Manter seu computador atualizado com os mais recentes protocolos de segurança evita o ataque de vírus. Esta atualização é feita de forma automática pelo próprio Windows, mas é importante que o usuário também sempre esteja atento.

É importante também não clicar em nenhum link ou arquivo suspeito. Se você não reconhece o remetente do e-mail, por exemplo, são grandes as chances de ser uma tentativa de instalar um ransomware. Procure confirmar a identidade do remetente e verifique se o arquivo e link são seguros.

O mesmo vale para qualquer aviso que você ver nos navegadores de internet. Se você visitar uma página mal intencionada, provavelmente aparecerão links para atualizações falsas.

Sempre que precisar atualizar um programa, uma dica é acessar o site da empresa do aplicativo e verificar se há novas versões. Atualmente, muitos programas, quando são iniciados, já indicam se existe uma nova versão. Assim, o usuário não precisa clicar em links externos, evitando qualquer risco.

E não podemos esquecer do bom e velho antivírus. Esse aplicativo é essencial em todo computador. Com ele ativo, há uma camada extra de proteção. Se houver um link ou arquivo suspeito, o antivírus irá emitir um alerta, notificando o usuário do risco.

Manter o antivírus atualizado também é fundamental. As atualizações surgem para cobrir qualquer vírus novo que esteja atuando na internet.

Existem excelentes opções de antivírus no mercado, tanto pagas quanto gratuitas. Vale a pena dar uma olhada na nossa lista com os melhores antivírus grátis!