Comedouro para cachorro: como escolher o melhor para cães?

Automático, lento, de plástico ou inox, entenda como comprar o melhor comedouro para o seu cachorro

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 5 min. de leitura.

Compartilhe:

Entre os primeiros itens que precisam ser comprados quando se é tutor de um cachorro estão o comedouro e o bebedouro. A escolha desses objetos e, principalmente, do comedouro, é uma tarefa importante – e para a qual deve-se estar atento, já que existe uma grande variedade de produtos no mercado. Na hora de adquirir um comedouro para o seu pet, é necessário levar em consideração alguns fatores.

Para saber qual é o melhor modelo de comedouro ou de bebedouro, é preciso entender, primeiro, como escolher o comedouro que atenda às necessidades do animal. O ideal é que você preste mais atenção no material (inox, alumínio, cerâmica e plástico), no tamanho (altura, diâmetro e capacidade), na funcionalidade (automático, lento, interativo, elevado e simples) e no design do pote de comida. Dê um Zoom e confira as dicas que separamos!

Leia também: Comedouro para cachorro: qual é o melhor para cães?

Veja como escolher o melhor comedouro para o seu cachorro! (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Veja como escolher o melhor comedouro para o seu cachorro! (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Qual é o melhor material de comedouro para cachorro: plástico, alumínio, inox ou cerâmica?

1. Comedouro para cachorro de plástico

O comedouro para cachorro de plástico é o mais barato, mas também é o menos indicado (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
O comedouro para cachorro de plástico é o mais barato, mas também é o menos indicado (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

O plástico é o tipo de material mais comum encontrado em comedouro e bebedouro para cachorro. Esse produto também é a opção mais barata encontrada no mercado. No entanto, os comedouros de plástico são os menos indicados para o cão. Isso porque o plástico está sujeito a arranhões e rachaduras, que podem alojar bactérias e outros germes. Por conta disso, esses potes devem ser higienizados ou substituídos constantemente.

Existe um material similar ao plástico, só que mais resistente, que é a melamina. Produtos feitos com esse material vêm ganhando bastante espaço no mercado, devido à resistência e diversidade de modelos e tamanhos. Mas, ainda que em menor intensidade, os comedouros de melamina oferecem os mesmos riscos dos de plástico. Caso você opte por comprar tigelas de melamina, é preciso ficar atento às possíveis ranhuras.

2. Comedouro para cachorro de alumínio

O comedouro para cachorro de alumínio é outra opção barata, mas que está sujeita a rachaduras (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
O comedouro para cachorro de alumínio é outra opção barata, mas que está sujeita a rachaduras (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Outra opção bastante popular e barata é o comedouro de alumínio. Esse tipo de produto, entretanto, é tão perigoso para a saúde do cachorro quanto o de plástico. Assim com o anterior, os potes de alumínio também estão sujeitos a arranhões e rachaduras, podendo acumular bactérias e germes em suas entranhas.

Além disso, ao longo do uso, o comedouro ou o bebedouro começam a soltar pedaços de alumínio na ração ou na água, o que pode ser prejudicial ao pet. Se você gosta do design do alumínio, o ideal é procurar comedouros e bebedouros para cachorro de inox, que é esteticamente parecido, mas não faz mal ao bem-estar do animal.

3. Comedouro para cachorro de inox

O comedouro para cachorro de inox é o modelo mais resistente e higiênico do mercado (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
O comedouro para cachorro de inox é o modelo mais resistente e higiênico do mercado (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Considerado por especialistas como o melhor material para comedouro e bebedouro para cachorro, o aço inox é bastante resistente, além de contar com um design simples, mas que combina com qualquer decoração. Esse produto não está sujeito a ranhuras que acumulam bactérias e germes, e também não solta pedaços que fazem mal à saúde do cão.

Um dos pontos positivos do comedouro de inox está no fato desse material ser facilmente higienizado, podendo ser lavado a mão ou até mesmo em máquina de lavar louças. Outro ponto positivo é o preço, que é mais caro que o comedouro de plástico, mas mais barato que o de cerâmica, por exemplo. Também é possível encontrar esse pote com ou sem antiderrapante.

4. Comedouro para cachorro de cerâmica

O comedouro para cachorro de cerâmica também é higiênico, mas é mais frágil (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
O comedouro para cachorro de cerâmica também é higiênico, mas é mais frágil (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

A porcelana é um material bem indicado para comedouro e bebedouro para cachorro, apresentando características parecidas com os potes de inox, já que não traz riscos à saúde do cão. O comedouro de cerâmica também é facilmente higienizável, além de poder ser utilizado no microondas para aquecer a comida do pet, ao contrário das tigelas de inox, alumínio e plástico.

Outro diferencial desse produto é a infinidade de modelos, com design mais bonito. No entanto, alguns dos pontos negativos do comedouro é o preço alto e a fragilidade do material. Além disso, existe a opção em vidro, que apresenta os mesmos benefícios dos potes de cerâmica, mas também é similar nos malefícios.

Qual é o tamanho e a altura ideal de comedouro para cachorro?

O tamanho e a altura do comedouro precisam ser compatíveis ao cachorro (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
O tamanho e a altura do comedouro precisam ser compatíveis ao cachorro (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Para escolher o melhor comedouro e bebedouro para o seu cachorro, é importante levar em consideração as características do cão, como o porte e a idade, por exemplo. O tamanho do pote de comida deve ser sempre proporcional ao tamanho do animal. Tanto potes pequenos para cachorros grandes, como potes grandes para cachorros pequenos, podem se tornar uma questão, principalmente para a postura e a digestão do pet.

A altura da tigela também é fundamental na hora de adquirir um comedouro. A indicação é o comedouro fique na altura dos cotovelos do cachorro. Cães altos ou idosos que comem em tigelas na altura do chão podem ter problemas de postura ou digestão. Para cachorros com problemas nas articulações, o sofrimento é ainda maior, pois esses animais sentem dor ao se abaixar. Para ajudar nesses casos, existem comedouros elevados ou com estrutura para para regular a altura da tigela.

Qual é o melhor comedouro para cachorro: automático, lento, elevado ou portátil?

O melhor comedouro para cachorro tem que ser confortável e atender às necessidades do pet (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
O melhor comedouro para cachorro tem que ser confortável e atender às necessidades do pet (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Além das opções comuns, existem diversos modelos de comedouro e bebedouro para cachorros que precisam de necessidades especiais. Entre os mais buscados pelos tutores de cães estão os comedouros automáticos, para cachorros que passam mais tempo sozinhos, os comedouros lentos, para cachorros que comem rápido demais, os comedouros elevados, para cachorros grandes ou idosos, e os comedouros portáteis, para levar em passeios e viagens.

O comedouro automático, como o nome indica, serve para liberar a ração na medida em que o cachorro se alimenta. Esse produto é indicado para tutores que não têm tempo de servir o cão ao longo do dia.

O comedouro lento é aconselhado para cachorros que comem rápido demais. Isso porque esse modelo conta com obstáculos, como relevos e orifícios, que contribuem para a digestão e a ansiedade do pet.

O comedouro elevado é indicado para evitar problemas na postura, digestão ou articulação do cachorro. Ele é mais aconselhado para cães grandes ou idosos, mas pode ser utilizado por bichinhos de diferentes portes e idades.

O comedouro portátil tem como diferencial o tamanho compacto. Esse modelo de pote é perfeito para levar ração, petiscos e água em pequenas quantidades para qualquer lugar.

Leia também: