Brinquedo para filhote: qual é o melhor para cachorro?

Seja uma bolinha, uma corda, de morder ou para buscar, veja quais brinquedos comprar para o seu cachorro

Letícia LamarcaEditor(a)

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

Compartilhe:

O espírito aventureiro dos cachorros fazem com que esses animais de estimação sejam ainda mais enérgicos. Nesse sentido, um brinquedo pode servir como um estímulo para que o pet se exercite física e mentalmente. No caso dos filhotes, que ainda estão em fase de crescimento, um mordedor, uma bolinha ou uma corda podem ajudar ainda mais no desenvolvimento do bichinho. Seja um brinquedo de morder, de puxar ou de saltar, é importante também que o cão goste do item e se divirta bastante.

Para escolher o melhor brinquedo para um filhote, o ideal é dar preferência aos acessórios de materiais diferentes, sem som e que são capazes de estimular a interatividade do cachorro. Além disso, é preciso estar atento ao material do brinquedo, a fim de não causar nenhum tipo de acidente ou problema ao pet. Como os filhotes precisam de mais atenção, nada mais justo do que comprar um brinquedinho adequado às necessidades desse momento, né? Dê um Zoom para conhecer o brinquedo ideal para o seu cãozinho!

Leia também: Brinquedo para cachorro: qual é o melhor modelo?

Veja a nossa lista com os melhores brinquedos para filhote de cachorro! (Reprodução/Shutterstock)
Veja a nossa lista com os melhores brinquedos para filhote de cachorro! (Reprodução/Shutterstock)

Bolinha para filhote de cachorro

O brinquedo ideal para gastar a energia do cão

A bolinha para cachorro é barata e, de quebra, gasta a energia do filhote (Reprodução/Shutterstock)
A bolinha para cachorro é barata e, de quebra, gasta a energia do filhote (Reprodução/Shutterstock)

Um dos brinquedos mais conhecidos pelos donos de cachorro, a bolinha é ótima para gastar a energia dos filhotes. O ideal é que ela seja de borracha e, de preferência, com textura. A borracha confere mais resistência ao produto, ao passo que a textura aguça o interesse do pet por ele. O formato em bola permite que o cão persiga o brinquedo pela casa ou pelo quintal, se exercitando ainda mais.

É importante que esse item não contenha detalhes ou peças pequenas, para evitar que alguma parte seja engolida pelo filhote. A bolinha costuma ser a mais barata entre os brinquedos para cachorro, além de ser um item que o cão pode dividir com o dono.

Mordedor para filhote de cachorro

O melhor brinquedo de morder para o bichinho

O mordedor para cachorro é um brinquedo de morder com textura diferenciada (Reprodução/Shutterstock)
O mordedor para cachorro é um brinquedo de morder com textura diferenciada (Reprodução/Shutterstock)

Outro brinquedo em que a preferência deve ser dada ao material de borracha e à textura mais diferenciada é o mordedor. Além disso, é necessário que o acessório escolhido tenha o tamanho adequado à boca do filhote. Afinal, esse é um brinquedo de morder e, portanto, o cachorro precisa conseguir abocanhar o objeto. A textura do item ainda ajuda a limpar os dentes do pet, massageando a gengiva que passa por um processo de desenvolvimento dos dentes.

O ideal, inclusive, é que esse brinquedo seja macio para os filhotes que ainda têm dentes de leite. Esses dentes são mais frágeis que os outros e, por isso, podem quebrar facilmente. Também é importante que esse tipo de brinquedo seja atóxico.

Corda para filhote de cachorro

O brinquedo para estimular os dentes do pet

A corda para cachorro é um tipo de mordedor ainda mais resistente (Reprodução/Shutterstock)
A corda para cachorro é um tipo de mordedor ainda mais resistente (Reprodução/Shutterstock)

A corda é um tipo de mordedor mais resistente. Esse é um brinquedo de morder, mas com uma textura diferente daquela dos acessórios de borracha. O legal é oferecer, nessa fase, diferentes tipos de textura ao cachorro, para que ele possa explorar novos territórios. Assim como o brinquedo anterior, a corda também estimula a mastigação e o crescimento dos primeiros dentinhos do filhote.

Esse tipo de produto costuma ser encontrado em diferentes tamanhos e formatos, em materiais como poliéster ou algodão. Por conta disso, o ideal é que ele seja macio e atóxico. Só tome cuidado se for brincar de "cabo de guerra" com esse brinquedo, para não machucar a arcada dentária do cãozinho.

Pelúcia para filhote de cachorro

O brinquedo que é uma companhia para o seu melhor amigo

Além de servir como brinquedo para cachorro, a pelúcia é uma ótima companheira para o pet (Reprodução/Shutterstock)
Além de servir como brinquedo para cachorro, a pelúcia é uma ótima companheira para o pet (Reprodução/Shutterstock)

O bichinho de pelúcia traz duas funções em um brinquedo só. Isso porque esse item pode servir tanto de mordedor como de companhia para o filhote. Além de macia, a pelúcia precisa ter uma costura para lá de resistente, a fim de evitar que o cachorro rasgue seu tecido. Fora isso, é fundamental que esse brinquedo seja atóxico ou hipoalergênico, principalmente no caso do pet vir a destrui-lo de alguma forma.

Para além da brincadeira, esse acessório se torna um apoio na hora do filhote dormir. A pelúcia também é um ótimo brinquedo para os momentos em que o dono não consegue, de fato, brincar com o cão, servindo como uma boa companheira para o filhotinho.

Para esconder petiscos

O brinquedo interativo que recompensa positivamente o filhote

O brinquedo interativo, que esconde petiscos, estimula a inteligência e as funções cognitivas do cachorro (Reprodução/Shutterstock)
O brinquedo interativo, que esconde petiscos, estimula a inteligência e as funções cognitivas do cachorro (Reprodução/Shutterstock)

Se você tem uma rotina agitada, é possível que nem sempre você consiga brincar ou dar a atenção que o seu filhote precisa. E está tudo bem. Existem brinquedos no mercado que podem satisfazer as necessidades do cachorro. Esse é o caso do petball, também conhecido como comedouro-brinquedo. É só preencher o interior desse item com um snack que o pet concentrará sua atenção em retirar o petisco do brinquedo.

Esse produto é interativo e ótimo para estimular a inteligência e exercitar as funções cognitivas do filhote enquanto o diverte. Ao fim da brincadeira, o cãozinho ganha uma recompensa positiva. Nada melhor, né?

Leia também: