O que significa FPS em jogos e como isso define o desempenho do PC?

Saiba a importância do FPS em jogos e entenda como processador e placa de vídeo influenciam na taxa

Murilo TunholiJornalista especializado em tecnologia e jogos. Formado pelo Centro Universitário IBMR. Atua nas editorias de Informática e Games.

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

Compartilhe:

Os gamers estão acostumados com termos técnicos, mas você sabe o que significa FPS em jogos? A sigla quer dizer frames per second, ou quadros por segundo, em português. Essa taxa de quadros define a fluidez com que as imagens são exibidas na tela do seu computador. Por isso, é comum associar o desempenho do PC à taxa de FPS nos games, principalmente na hora de comprar uma placa de vídeo nova.

Um quadro equivale a uma imagem estática, como uma foto. Em um vídeo ou jogo, as imagens são capturadas em sequência e exibidas em uma certa quantidade a cada segundo. Isso significa que um game que roda a 60 FPS exibe 60 quadros a cada segundo. O mesmo jogo sendo exibido em 30 FPS vai ser muito mais lento.

Nas linhas a seguir, nós do Zoom explicamos como os componentes do computador afetam a taxa de frames e a importância dos FPS para os gamers.

Leia também: O que é um SSD e para que serve?

A taxa de FPS pode dizer quão poderoso é um computador. (Foto: Shutterstock/Gorodenkoff)
A taxa de FPS pode dizer quão poderoso é um computador. (Foto: Shutterstock/Gorodenkoff)

Quais peças têm mais influência na taxa de FPS em jogos?

Todos os componentes do computador influenciam na taxa de FPS em jogos, mas o desempenho da placa de vídeo é o que mais pesa, já que ela é a responsável por renderizar os gráficos em 3D. Quanto mais poderosa e moderna for a GPU, mais fácil será para ela exibir imagens em alta resolução com mais quadros por segundo.

Uma GeForce RTX 2060, por exemplo, roda Fortnite a 131 FPS, segundo o site UserBenchmark. Já uma RTX 3080, que é muito mais potente e construída com arquitetura mais moderna, alcança 223 FPS no mesmo jogo.

A placa de vídeo é um dos componentes mais importantes quando o assunto é FPS (Foto: Shutterstock/Stanisic Vladimir)
A placa de vídeo é um dos componentes mais importantes quando o assunto é FPS (Foto: Shutterstock/Stanisic Vladimir)

Ter taxa de 30 FPS em jogos é o mínimo aceitável, enquanto 60 FPS já é o cenário ideal, visto que a maioria dos monitores disponíveis no mercado têm frequência de 60Hz. Nos painéis, essa frequência diz quantos frames podem ser mostrados a cada segundo. Ou seja, para enxergar os 223 FPS do Fortnite na RTX 3080, você vai precisar de um monitor gamer de 240Hz. É possível usar um display com frequência menor, mas a taxa de frames será limitada e o jogo não ficará tão fluido como poderia.

Saber a taxa de FPS nos jogos também ajuda a descobrir problemas, como lentidão e travamentos. Em games com gráficos mais pesados, como Cyberpunk 2077 e Watch Dogs Legion, os efeitos de iluminação e sombra dependem muito da placa de vídeo e costumam diminuir os FPS em computadores mais modestos. Para driblar esse problema, é possível diminuir a qualidade desses recursos e ganhar alguns frames a mais.

Outro componente que afeta diretamente a taxa de FPS em jogos é o processador. A placa de vídeo renderiza os gráficos e texturas, mas é o processador que recebe e envia as instruções no sistema. Ou seja, mesmo tendo uma GPU capaz de produzir texturas em resolução 4K, uma CPU fraca vai limitar a taxa de quadros e o jogo vai rodar mal e com o famoso "gargalo". Por isso, vale a pena investir em um chip mais potente e mais recente, já que arquiteturas mais modernas costumam entregar resultados melhores nos games.

Por que é importante ter taxa alta de FPS em jogos?

Em jogos competitivos, como Fortnite, ter taxa de FPS alta pode significar a vitória (Foto: Divulgação/Epic Games)
Em jogos competitivos, como Fortnite, ter taxa de FPS alta pode significar a vitória (Foto: Divulgação/Epic Games)

Como foi dito acima, quanto maior for a taxa de FPS, mais fluido o jogo vai rodar no computador. Em jogos competitivos, contudo, enxergar mais quadros por segundo pode significar a vitória em uma partida. Por exemplo, em games de tiro em primeira pessoa - ou first-person shooters, que também podem ser abreviado como FPS - ter um monitor com frequência alta e uma taxa de frames maior que a do oponente pode fazer com que você veja um inimigo virando em um canto com mais agilidade.

Os computadores equipado com componentes modernos também ganham vantagem por entregarem latência menor. Essa latência é o tempo que um comando no teclado ou mouse leva até que a imagem seja exibida na tela. No meio do caminho as instruções passam pelo processador e placa de vídeo antes de chegar ao monitor, ou seja, ter peças que se comunicam bem faz toda a diferença nos jogos competitivos.

Com informações de: PCMag, UserBenchmark e UserBenchmark

Leia também: