Processador AMD Ryzen 3 2200G é bom? Veja análise do chip

Analisamos o AMD Ryzen 3 2200G, que vem com placa de vídeo integrada Vega 8

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 3 min. de leitura.

Compartilhe:

Meta Description: O AMD Ryzen 3 2200G é um processador de entrada com placa de vídeo Vega 8 integrada. A configuração dá conta de atividades do dia a dia, edição de vídeo e jogos mais pesados, mesmo que seja em HD (1280 x 720 pixels) e com configuração gráfica no mínimo.

O AMD Ryzen 3 2200G é um processador AMD de segunda geração que vem equipado com uma placa de vídeo integrada Vega 8 (como indica o "G"no código do produto, que se refere à placa de vídeo integrada), ideal para quem procura um processador de entrada com placa de vídeo.

O modelo consegue dar conta de jogos leves e até alguns mais pesados, mas as configurações gráficas precisam estar no mínimo ou no médio para se alcançar boas taxas de quadro por segundo.

O modelo está na mesma faixa de que preço que o Intel Core i3 9100F, com a diferença de que, segundo o site User Benchmark, o chip da Intel é 19% mais rápido que o modelo da AMD. Porém, é importante ressaltar que o 9100F não placa de vídeo integrada.

Quer descobrir se mesmo assim o AMD Ryzen 3 2200G é um bom processador? Confira a análise de ficha técnica abaixo.

Conheça outros processadores da marca:

Desempenho do AMD Ryzen 3 2200G

O AMD Ryzen 3 2200G vem equipado com a placa de vídeo integrada Vega 8 (Foto: Divulgação/Shutterstock)
O AMD Ryzen 3 2200G vem equipado com a placa de vídeo integrada Vega 8 (Foto: Divulgação/Shutterstock)

O AMD Ryzen 3 2200G é um processador quad-core (quatro núcleos) com 4 threads. Sua velocidade de clock é de 3,5GHz, podendo chegar até 3,7GHz com o boost, valor baixo quando comparado com outros processadores, que muitas vezes passam dos 4GHz de frequência de boost.

O soquete utilizado na placa mãe é o AM4 e o processador acompanha uma placa de vídeo integrada Vega 8. O AMD Ryzen 3 2200G consegue dar conta de atividades sem dificuldades de atividades básicas como a escrita de textos e planilhas, e também de atividades mais pesadas, como edição de vídeos, devido à sua placa de vídeo integrada.

Desempenho em jogos

O processador se liga à placa-mãe pelo soquete AM4 (Foto: Divulgação)
O processador se liga à placa-mãe pelo soquete AM4 (Foto: Divulgação)

O processador está na categoria de entrada, portanto, sua configuração consegue rodar jogos mais leves sem dificuldade e alguns jogos mais pesados, mesmo que para isso o desempenho fique comprometido.

Segundo o site Tom's Hardware com todos os jogos rodando em HD (1280 x 720 pixels), a média de FPS dos jogos foi:

  • Battlefiel 1 - 70 FPS no médio;
  • Civilization VI - 50 FPS no médio;
  • Dota 2 - 59 FPS no normal;
  • Far Cry Primal - 58 FPS no low;
  • GTA V - 61 FPS no low;
  • The Witcher 3 - 38 FPS no mínimo.

Temperatura

O TDP (potência térmica do processador), que é geração de calor do dispositivo, é de 65W. Esse é um valor considerado baixo, o que significa que a CPU não esquenta muito. A temperatura máxima do AMD Ryzen 3 2200G é de 95°C, então não serão necessários coolers muito potentes para manter o chip com boas temperaturas.

Custo-benefício

Por se tratar de um processador com placa de vídeo integrada e que roda jogos mais pesados, mesmo que no HD e com configurações gráficas no mínimo para alcançar boas médias de quadros por segundo, o AMD Ryzen 3 2200G tem bom custo-benefício. O usuário pode optar por comprá-lo e não adquirir placa de vídeo, sendo esta uma economia interessante para os tempos de alta nos preços de produtos eletrônicos.

Conclusão: Ryzen 3 2200G é bom?

O AMD Ryzen 3 2200G é um processador de entrada com placa de vídeo integrada Vega 8 e que apresenta bom custo-benefício. Mesmo que não seja possível alcançar boas taxas de quadros por segundo com resolução em Full HD (1920 x 1080 pixels), a CPU é uma boa escolha para quem quer economizar na CPU e levar uma placa de vídeo integrada que vai quebrar o galho por bastante tempo.

Se o usuário optar pela compra, vale considerar a aquisição de uma placa de vídeo dedicada mais potente, pois assim é possível extrair mais desempenho do Ryzen 3 2200G. Em tempos de crise e alta no dólar, vale a pena considerar a aquisição do processador de entrada com chip de vídeo integrado que consegue dar conta de atividades do dia a dia, edição de vídeos e jogos.