Caixa azul do processador Intel Core i9

Processador i9: saiba tudo sobre a linha superpoderosa da Intel

O processador i9 foi feito para quem busca um processador com desempenho sem igual e tem orçamento de sobra

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 9 min. de leitura.

Compartilhe:

O processador i9 é a categoria de topo da Intel. Como um processador Intel Core i9, ele é uma evolução do já potente i7 e é capaz de fornecer um altíssimo desempenho em qualquer uso. Ele foi lançado recentemente, apenas em 2017. Desde então, vem recebendo atualizações em forma de gerações. Prática comum entre processadores, mas que torna o processador i9 ainda mais poderoso a cada lançamento.

Se você está a procura do melhor processador do mercado, um processador i9 certamente pode corresponder a qualquer expectativa. Mas, tudo tem um preço. Para saber por que ele é tão poderoso, se vale a pena e quais os melhores produtos da categoria, nós elaboramos um guia completo sobre o processador i9.

Alternativamente, se você quer potência de sobra, mas não é tão exigente, vale a lida do nosso artigo sobre processador i7. Se, pelo contrário, conseguir um preço mais baixo com um desempenho mais mediano é o bastante, então a nossa recomendação é ler sobre o processador i5. Você ainda pode comparar toda a linha, do i3 ao i9, na lista de melhor processador Intel de 2021.

O que é processador i9?

Processadores i9 enfileirados
O processador i9 é uma linha nova que promete ser o futuro dos processadores de ponta da Intel (Foto: Shutterstock/Tester128)

O processador Core i9 foi lançado em 2017 com o objetivo de atender um público de entusiastas. Ou seja, pessoas em interessada apenas no que há de melhor no mercado, sem se importar com valores.

O processador i9 começou como uma série de microprocessadores com processador Core i9 7900X, parte da Intel Core X-Series. Em 2018, a linha cresceu para usar o formato de processador padrão da empresa. O primeiro produto dessa nova fase foi o Core i9 9900K.

A fim de ser considerado um produto de ponta, o processador i9 promete um desempenho sem igual através de uma grande quantidade de núcleos, uma alta velocidade (tanto no clock base quanto no overclock), mais saídas térmicas e, consequentemente, maior gasto de energia.

O processador i9 foi feito para quem precisa de uma peça que vá muito além do essencial. Jogadores profissionais que requerem um processamento acelerado e um computador de alto desempenho que dure por anos podem se beneficiar do processador i9.

Profissionais e empresas que usam programas pesados de engenharia ou processamento de dados também entram no público do i9. Tanto é que o processador i9 chega mais perto do Intel Xeon, um processador voltado para servidores, do que do resto da linha Intel Core. Em relação à concorrência, o equivalente da AMD é o AMD Ryzen 9.

O processador i9 é indicado para quem busca opção premium para seu computador. Por isso que um produto dessa categoria, o Intel Core i9 10900, chegou no topo da nossa lista de melhor processador para PC.

Pessoas que querem portabilidade podem contar com um notebook i9 que usa o processador i9 para turbinar a máquina. Veja se vale a pena para você comprar um notebook i9 no nosso artigo!

Quanto custa um processador i9?

Caixa azul com processador i9 em cima
O processador i9 tem um preço bem salgado para a maioria dos usuários (Foto: Shutterstock/Victor Maschek)

Por causa das características de alta performance, um i9 processador não é para qualquer um. Ele ainda pode valer a pena por ter uma excelente durabilidade. Afinal, ele fornecerá um desempenho único por anos e não ficará obsoleto tão cedo. Mas, para ter um processador i9, você tem que estar disposto a desembolsar uma grande quantia.

Um processador i9 atualmente custa a partir de R$ 2.500. Esse valor vale para produtos de gerações mais “antigas” e versões base, com menos recursos, como processador i9 9900. Um processador i9 mais novo e de uma linha mais completa, como o processador i9 10900X, pode chegar a custar mais de R$ 10.000.

Como saber a geração de um processador i9?

Mão segurando processador i9
A geração de um processador i9 indica sua arquitetura e pode ser um critério de escolha do modelo (Foto: Shutterstock/Tester128)

Quando falamos em geração de um processador, isso se refere ao momento que ele foi lançado e à arquitetura utilizada. Coleções de determinadas gerações vem com tecnologias que gerações antigas não tinham. Por isso a geração de um processador i9 é uma indicação de sua capacidade.

No caso da linha Intel Core, o número da geração muda por igual em todas as séries. Por isso, o processador i9 não começou da “primeira geração” e sim da sétima geração. Isso porque ele utilizava a mesma arquitetura que outros modelos das linhas de Intel Core usavam na época.

Em qualquer processador da marca Intel, a geração é indicada pelo primeiro número após o nome da coleção de processadores. No caso do Intel Core i9, o número após o “i9” representa a geração.

Assim, o processador Intel Core i9 7900X é de sétima geração. Já o processador i9 9900k é de nona geração. E um dos modelos mais recentes, lançado em 2021, é o processador i9 11900, de 11ª geração.

Melhores modelos de processador i9 para comprar

Placa-mãe com memória e placa de vídeo encaixado, mas com processador i9 do lado de fora, prestes a ser encaixado
A linha de processador i9 tem alguns dos produtos mais potentes dessa categoria (Foto: Shutterstock/Tester128)

Como o processador i9 é poderoso por padrão e é uma coleção nova da Intel, qualquer modelo serve muito bem a maioria esmagadora dos usos. Mas é importante ficar de olho às variações para tirar o melhor custo-benefício desse produto que não é barato.

Por aqui, nós já mostramos como comparar processadores minuciosamente para escolher a melhor peça para o seu PC. Também já explicamos sobre o que é TDP e como ele pode ser usado nessa decisão, principalmente se quer uma máquina que esquenta menos. Esses critérios já facilitam ao considerar um processador i9.

Mas, para além disso, um detalhe importante é a série do processador i9. A série é indicada pelo sufixo, aquela letrinha que fica no final do nome dele. Quando ele não tem letra significa que é uma versão “padrão” que representa a categoria mas sem diferenciais além.

O sufixo “F” é para processador i9 que não tem placa de vídeo integrada. Já o “H” é usado para processadores i9 feitos para notebook. O “K” indica processadores i9 liberados para overclock. O “K” é frequentemente associado com outros sufixos.

O processador Core i9 11980HK, por exemplo, é um modelo para notebook e com overclock. Já o i9 11900KF não tem placa de vídeo, mas tem overclock. O Core i9 9900KS tem overclock e é uma edição especial, como indicado pelo “S”.

O processador i9 10900TE é outro que une dois sufixos. O “T” simboliza uma otimização de energia, gastando menos energia a custo de um desempenho ligeiramente menor. O “E” é usado para processadores para soluções integradas.

O sufixo que indica o processador i9 mais potente é o X, ou XE. A letra significa “extreme edition”, ou “edição extrema”. Esse tipo de processador i9 é projetado especificamente com mais núcleos e tecnologias para tirar o melhor desempenho possível. O processador Intel Core i9 10980XE é um exemplo.

Processador Intel Core i9 9900K

O processador Intel Core i9 9900K é um modelo de 9ª geração, com arquitetura Coffee Lake-S de 14nm. Lançado em 2018, ele tem oito núcleos e 16 threads. A frequência base do processador i9 9900K é 3.6GHz e a frequência turbo max é 5GHz. Por ser da série K, ele é desbloqueado para overclock.

O cache de CPU do processador i9 9900K é de 16MB e seu TDP é de 95W. Esse número mais alto de TDP indica que a potência é maior, mas também que é preciso ter uma solução térmica adequada. O processador i9 9900K usa soquete LGA 1151 para conectar com a placa-mãe. A placa de vídeo integrada do processador i9 9900K é a Intel UHD Graphics 630.

Processador Intel Core i9 10900

Como o nome já revela, o processador Intel Core i9 10900 sobe para a 10ª geração. Ele foi lançado em 2020 e usa arquitetura Comet Lake-S (14nm). Esse processador i9 tem 10 núcleos, 20 threads e 20MB de cache. Esse é um dos diferenciais da linha i9, já que a linha i7 só chega até oito núcleos (com 16 threads) e 16MB de cache.

O processador i9 10900, como versão “padrão”, tem frequência base de 2.8GHz e máxima de 5.2GHz usando o Thermal Velocity Boost da Intel. Ele é compatível com soquete LGA 1200. Seu TDP é mais baixo, 65W, o que significa que ele dissipa menos energia. Já a placa de vídeo é a mesma simples Intel UHD Graphics 630.

Processador Intel Core i9 9900

Voltando para a nona geração, o processador i9 9900 é mais “simples”, em teoria, mas ainda é melhor do que um processador i7 ou inferior. Na verdade ele foi lançado até depois da versão com overclock, sendo um processador i9 de 2019. Por causa disso, ele acaba saindo um pouco mais caro. Dito isso, o processador i9 9900 é bem parecido com o processador i9 9900K.

Ele tem oito núcleos e 16 threads, usa arquitetura Coffee Lake-S (14nm) e tem cache de 16MB. O soquete usado é o LGA 1151 e a placa de vídeo uma Intel UHD Graphics 630. A diferença está realmente no fato de não ter o overclock manual desbloqueado. A frequência base desse processador i9 é 3.1GHz e a frequência Turbo Max é 5GHz. O TDP acaba também sendo mais baixo, de 65W.

Processador Intel Core i9 10900K

Aqui, a história se repete. O processador i9 10900K tem as mesmas características básicas do seu “irmão” já apresentado, o processador i9 10900. Ainda assim vale a pena falar dele individualmente por ser uma boa opção para quem busca um processador i9 com overclock desbloqueado. Ele foi lançado em 2020 com a arquitetura de 10ª geração codinome Comet Lake-S (14nm).

O processador i9 10900K tem 10 núcleos, 20 threads e 20MB de cache. A compatibilidade com soquete LGA 1200 e a placa de vídeo integrada Intel UHD Graphics 630 também retornam neste processador i9.

Sua frequência base é de 3.7GHz, com máximo de 5.3GHz com o Intel Thermal Velocity Boost Frequency. O TDP sobe para 125W a fim de corresponder à potência, mas pode ser configurado para 95W para otimizar seu gasto e desempenho.

Processador Intel Core i9 10850K

Uma alternativa bem próxima ao i9 10900K é o processador i9 10850K. Também um modelo lançado em 2020 de 10ª geração com arquitetura Comet Lake-S (14nm), o i9 10850K é capaz de trazer um desempenho bem similar. Sem surpresas, o processador i9 10850K tem 10 núcelos, 20 threads, 20MB de cache e uma Intel UHD Graphics 630.

O processador i9 10850K também é compatível com LGA 1200. Por ser da série K, ele é desbloqueado para overclock. A frequência base desse processador i9 é 3.6GHz e pode alcançar 5.2GHz no Intel Thermal Velocity Boost Frequency. Seu TDP é de 125W, mas com a possibilidade de abaixar para 95W nas configurações otimizadas.

Processador Intel Core i9 10900X Série X

Caixa do processador i9 Série X preta com detalhes em roxo
O processador i9 10900X faz parte da série X de produtos de ponta para computadores poderosos (Foto: Divulgação/Intel)

Apesar de ter um nome familiar a outros da lista, o processador i9 10900X na verdade tem algumas diferenças cruciais. Para começar, ele tecnicamente não faz parte da coleção i9 e sim da Série X. Essa série inclui processadores variados com nomenclatura do i7 ao i9, mas com um ponto em comum: uma construção que pretende tirar o máximo do processador. Por isso o sufixo “X”.

O processador i9 10900X foi lançado e 2019 e usa uma arquitetura diferente, o Cascade Lake-X (14nm). Seu soquete também se difere por ser um LGA 2066. Outro destaque para o modelo é sua capacidade de RAM, já que ele suporta incríveis 256GB de memória DDR4.

Fora isso são 10 núcleos e 20 threads padrões da linha e 19,25 de cache. A frequência parte do básico de 3.7GHz e chega a 4.5GHz no turbo. O TDP é bastante elevado, com 165W. Assim, embora tenha alguns pontos em comum, é nos detalhes que o processador i9 10900X se diferencia. Por causa disso, ele tem um preço alto, custando cerca de 6 mil reais em agosto de 2021.

Processador Intel Core i9 10980XE Extreme Edition

Caixa do processador i9 extreme edition
O processador i9 10980XE é para verdadeiros entusiastas que querem peças com o máximo de desempenho possível (Foto: Divulgação/Intel)

Por último, o processador i9 10980XE é o mais potente deles, para quem deseja montar um PC superpoderoso. Esse processador i9 é de 10ª geração, lançado em 2019, e usa arquitetura Cascade Lake-X (14nm). A maior diferença é que ele é “Extreme Edition”, feita para verdadeiros entusiastas.

Para começar, o processador i9 10980XE tem incríveis 18 núcleos e 36 threads, bem acima da grande maioria dos processadores do mercado. O cache é igualmente superior, chegando a 24,75MB, ideal para o desempenho elevado do processador. A capacidade de RAM também chega a 256GB, se o usuário quiser.

O processador i9 10980XE usa soquete LGA 2066 e tem um TDP alto, de 165W. A frequência base dele é 3.8GHz. Já a frequência máxima com Intel Turbo Boost Max Technology 3.0 é de 4.8GHz. Toda a potência do processador i9 10980XE tem um custo. No Brasil, o preço de mercado dele em agosto de 2021 pode chegar a 10 mil reais.