Como escolher o tênis para academia ideal?

Montamos um Guia de Compras para você garantir o melhor tênis para academia

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 11 min. de leitura.

Compartilhe:

Saber como escolher o melhor tênis para academia é o primeiro passo rumo a uma vida mais saudável e ativa. É normal ter dúvidas sobre qual é o calçado ideal para praticar atividades físicas, principalmente por conta da quantidade de opções disponíveis no mercado. Independentemente do exercício que você quer praticar, é importante dedicar atenção ao tênis para preservar a sua saúde e bem-estar.

O tênis ideal para academia deve apresentar características fundamentais, como um bom amortecimento, estabilidade, flexibilidade e ventilação, além de ser adequado ao seu tipo de pisada. Dito isso, esse Guia de Compras, criado com a ajuda da influenciadora digital e maratonista Rafa Arlotta (@rafaarlotta), traz como objetivo ajudar você a entender tudo o que envolve a escolha de um tênis para academia. Confira agora!

Se você está procurando por um tênis para academia, não deixe de conferir a nossa lista com os melhores calçados de 2021!

Confira o nosso guia com tudo o que você precisa saber antes de comprar um tênis para academia (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Confira o nosso guia com tudo o que você precisa saber antes de comprar um tênis para academia (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

O que levar em consideração na hora da compra?

Antes mesmo de irmos para o nosso Guia de Compras, Rafa explica os pontos a se prestar atenção na hora de comprar um tênis para academia.

"Quando eu vou escolher um tênis para as minhas atividades de fortalecimento muscular, como a musculação, eu opto sempre um par que tenha solado mais baixo", conta.

Rafa destaca que um solado baixo entrega "mais estabilidade para executar movimentos de força". Ela completa: "Nesse momento, não me preocupo tanto com o amortecimento, apesar dele ser importante. O tênis para academia pode até mais firme nesse quesito".

Tipo de Pisada

Cada pessoa apresenta um tipo de pisada diferente, e isso permite compreender suas características anatômicas. Além disso, segundo a ortopedia, é possível classificar os pés por três tipos de categorias: o pé plano, o pé cavo e o pé normal. O tipo de pé pode ser considerado um dos fatores primordiais para uma escolha mais assertiva.

Outro aspecto determinante consiste na avaliação da disposição dos joelhos, bem como dos quadris e da flexibilidade das articulações. É a soma de todos esses pontos que permite entender o tipo de pisada de cada usuário. São três classificações: pisada neutra, pisada supinada e pisada pronada.

  • Dica: Se você não sabe qual é o seu tipo de pisada, o recomendado é procurar um médico ortopedista. O profissional será capaz de fazer uma avaliação física ou até mesmo confirmar o desgaste do solado do seu calçado ou tênis para caminhar antigo.

Pisada Neutra

A pisada neutra traz como característica principal a capacidade de o usuário realizar o impulso por meio de suas passadas. Para isso, ele deverá usar a parte frontal dos pés, já que o impulso é resultante da parte externa dos calcanhares. Em média, 45% da população mundial apresenta esse tipo de passada.

Na pisada neutra, também ocorre uma rotação leve para dentro, proporcionando o contato do solo com a parte externa do calcanhar. Aqui, a passada deve terminar na região central da planta do pé. Usuários com pisada neutra lidam com menos restrições de tênis para academia no mercado.

Pisada Supinada

No caso da pisada supinada, o usuário usa a parte externa dos pés e promove o impulso das passadas com o dedo mínimo. O esforço empregado nesse tipo de passada concentra-se nos calcanhares, bem como o lado externo, já que faz contato do lado externo com o solo, e finaliza com a base dos dedinhos.

A pisada supinada é mais comum em pessoas com o pé cavo, representadas por cerca de 5% da população mundial – são os chamados “supinadores”. Aqui, a escolha do tênis para academia deve envolver um bom sistema de amortecimento e controle de estabilidade.

Pisada Pronada

O terceiro tipo é a pisada pronada, que traz como característica promover o movimento com a parte lateral dos calcanhares e finalizar com o dedão. É comum que o pé realize uma rotação mais expressiva ou acentuada para dentro nesse tipo de pisada.

A pisada pronada é bastante comum, uma vez que 50% da população mundial apresenta esse perfil de pisada, que pode ser mais comum em mulheres. A sugestão, nesse caso, é optar por um tênis para academia com um sistema eficiente de amortecimento e que ajude, ainda, na estabilidade.

Amortecimento do Tênis

Para que o tênis seja confortável, é importante se atentar ao amortecimento (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Para que o tênis seja confortável, é importante se atentar ao amortecimento (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

O sistema de amortecimento do tênis para academia é um detalhe de relevância, principalmente para exercícios de caminhada ou corrida, mesmo que em esteira ergométrica. É importante lembrar que o impacto dos pés em relação ao chão pode ser de cerca de 1,5 vezes o peso corporal.

Portanto, a ideia do sistema de amortecimento do tênis para academia é justamente minimizar esse impacto e proporcionar mais estabilidade, flexibilidade e, é claro, conforto. Saiba mais sobre os componentes de um tênis, como o cabedal, a palmilha, a entressola, o solado e as tecnologias de amortecimento:

Cabedal

O cabedal refere-se à parte externa do tênis. Para facilitar, basta analisar o cabedal como um grupo de itens: corpo do calçado, língua ou lingueta. Sua função é estabelecer mais proteção para os pés e proporcionar bastante estilo, a fim de corresponder às tendência de moda.

Palmilha

A palmilha do tênis é fundamental para que os pés do usuário fiquem na posição correta. Existem diversos modelos ortopédicos, e outros que permitem que esse item seja removido para uma melhor higienização, o que pode ser um importante critério de decisão, uma vez que os pés transpiram mais durante as atividades físicas.

Entressola

A entressola do tênis fica situada no calçado de forma mais discreta, entre o cabedal e o solado. É justamente na entressola que ficam as espumas e os amortecedores, que ajudam a minimizar os impactos e permitem um melhor controle das passadas e demais movimentos.

Solado

O solado do tênis pode variar conforme o modelo e o fabricante, bem como o estilo de atividade física e o tipo de pisada. A pisada neutra promove um desgaste uniforme do solado, enquanto a pisada supinada resulta em um desgaste na parte externa. Na pisada pronada, o desgaste fica mais evidente na parte interna do solado.

  • Dica: É importante que o solado do seu tênis para academia garanta uma boa adaptação aos pés, bem como tração e estabilidade, ou seja, aderência. Isso permite o uso do calçado em diferentes ambientes, além de minimizar riscos de escorregar, por exemplo.

Tecnologias

Em relação às tecnologias de amortecimento dos tênis para academia, o mercado e as principais marcas apresentam algumas alternativas:

  • Boost (Adidas): Os tênis para academia da Adidas que trazem essa tecnologia consolidam a união entre maciez e amortecimento responsivo. Sua entressola é feita em partículas expandidas, que promovem ação conjunta para elevar a resposta nas passadas. Além disso, esses tênis para academia são ideais para usuários com pisada neutra que queiram conforto e retorno de energia em sua rotina. Os tênis com tecnologia Boost são versáteis, podendo ser usados tanto para treinar quanto para correr ou caminhar.
  • Wave (Mizuno): O conceito da tecnologia Wave, criada para os tênis para academia da Mizuno, é agregar maior efetividade no amortecimento e performance. Esse amortecimento mais eficiente ocorre por conta dos polímeros, que também são capazes de ajudar na durabilidade do calçado. São tênis para treinar, caminhar e correr com cabedal em material sintético e recortes em mesh, entressola EVA e ideais para quem apresenta pisada neutra.
  • Tecnologia Infinity Wave (Mizuno): A tecnologia Infinity Wave traz como objetivo minimizar impactos, amortecer e estabilizar, de maneira a dissipar melhor a energia que é acarretada pelo contato com o solo. Esses tênis para academia da Mizuno contam também com composição em Pebax, que ajuda a garantir que a placa Wave do calçado volte ao estado original de maneira instantânea. São modelos indicados para pessoas com pisada neutra.
  • Tecnologia Flytefoam (Asics): Os tênis para academia da Asics com tecnologia Flytefoam apresentam mais leveza na entressola, que é fabricada com microfibras de celulose somadas à espuma de EVA.
  • Tecnologia Flytefoam Propel (Asics): A fabricação dos tênis para academia da Asics com tecnologia Flytefoam Propel é feita com elastômero com elevada responsividade, também adicionada à espuma em EVA. Ela garante um ótimo retorno de energia e performance durante a atividade física.
  • Tecnologia Gel (Asics): Essa é uma tecnologia usada nos tênis para academia da Asics desde 1986. O objetivo da tecnologia Gel é garantir uma melhor proteção ao corpo, que é gerada em casa passada e mudança no centro de gravidade.
  • Tecnologias Lunarlon e Air Max (Nike): São duas tecnologias presentes nos tênis para academia da Nike que permitem leveza e respirabilidade. Tudo isso é somado ao revestimento, língua e colarinho, bem como ao cabedal sem a presença de costuras.

Estabilidade do Tênis

Outro critério primordial para garantir a escolha do melhor tênis para academia é a estabilidade e o apoio proporcionados pelo calçado. Esse aspecto permite manter os pés devidamente alinhados durante as atividades físicas. Ao treinar, um dos pés precisa estar em contato direto com o solo, e a estabilidade deve garantir que o usuário permaneça em uma posição correta e não corra riscos de escorregar.

Flexibilidade e Tração do Tênis

A flexibilidade e a tração do tênis para academia são fundamentais para manter as articulações protegidas durante os exercícios, desde o calcanhar até o dedão. Em exercícios aeróbicos na esteira, por exemplo, a flexibilidade e a tração são primordiais para que o usuário preserve toda a região do pé e evite riscos de lesões provocadas pelo atrito.

Respirabilidade do Tênis

A transpiração dos pés também deve ser um ponto de atenção na hora de fazer a escolha do melhor tênis para academia. Por isso, é importante que o modelo escolhido traga um boa capacidade de respirabilidade, não somente para o conforto, mas também para o bem-estar. Os modelos que apresentam um tecido ventilado na parte superior são os mais recomendados.

Mesh

O mesh é uma malha entrelaçada que ajuda a ventilar os pés (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
O mesh é uma malha entrelaçada que ajuda a ventilar os pés (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

O Mesh é uma espécie de malha entrelaçada que garante ventilação aos pés, além de ser um tecido mais leve e confortável, seja para treinar, correr ou caminhar. Por ser uma tela confeccionada em malha filtrante fio a fio com diâmetros simétricos, a flexibilidade do calçado durante os exercícios também é preservada. O Mesh pode ser encontrado em diversos tênis para academia.

Tipo de Exercício

O ambiente da academia é versátil para quem busca uma vida mais saudável e ativa. Lá, é realizar diferentes tipos de exercícios, como a musculação, os aeróbicos e os funcionais. Esse é um ponto que pode determinar a durabilidade do produto e sua performance. Dependendo da sua rotina de atividades físicas e da frequência dos seus treinos, é preciso avaliar o tipo de tênis mais adequado.

Musculação

Para musculação, o ideal é optar por um tênis com maior estabilidade (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Para musculação, o ideal é optar por um tênis com maior estabilidade (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Se você é adepto da musculação, o ideal é optar por um tênis para academia que resulte em uma melhor estabilidade. Durante os exercícios, é importante que você se mantenha estável e firme, pois o pode resultar em uma sobrecarga dos joelhos e da coluna. Portanto, prefira os tênis com amortecimento mais rígido e com uma leve diferença de altura entre o calcanhar e a planta do pé.

Aeróbico

Para aeróbicos, o melhor é focar em amortecimento e flexibilidade (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Para aeróbicos, o melhor é focar em amortecimento e flexibilidade (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Para quem pratica exercícios ou aulas aeróbicas, como spinning, jump ou dança, a melhor opção é investir em um tênis para academia que apresente um bom nível de amortecimento e, mais do que isso: flexibilidade. Esses pontos são fundamentais porque essas modalidades de aula exigem movimentos bruscos, além de gerar maior impacto.

Funcional

Para treinos funcionais, o recomendado é prestar atenção no equilíbrio (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Para treinos funcionais, o recomendado é prestar atenção no equilíbrio (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Aqui, o conceito para prestar mais atenção é um só: equilíbrio! O tênis para academia voltado para o treinamento funcional deve proporcionar leveza e, também, flexibilidade. Modelos de tênis com um solado uniforme e uma ligeira firmeza fazem a diferença para uma praticar uma atividade física como essa de forma ainda mais eficiente.

Crossfit

O crossfit é um treino para quem quer cuidar da saúde, manter o peso em dia e melhorar a performance. No entanto, para praticar crossfit com segurança, é importante ter o tênis adequado. O melhor tênis para crossfit precisa ter solado reto, reforçado e antiderrapante para oferecer tração em qualquer tipo de superfície. Além disso, o drop deve ser o menor possível.

O ideal é que o tênis para crossfit tenha um solado com reforço texturizado nas laterais. Isso ajuda em circuitos onde será necessário subir em cordas, fazer escaladas ou até mesmo levantar pesos. Por fim, se o cabedal for feito com tecido transpirável, melhor ainda. O Mesh, por exemplo, mantém uma boa temperatura nos pés e contribui com a estabilidade necessária para o crossfit.

Numeração do Tênis

A numeração do tênis para academia é um dos pontos que exige atenção por parte do usuário. O calçado ideal não pode apertar os pés ou até mesmo ficar largo. Em ambos os casos, a chance de lesões e o desconforto acabam sendo maiores. Por isso, é importante avaliar se os seus pés têm espaço suficiente para se movimentar dentro do tênis para que você se sinta mais confortável.

  • Dica: É comum que as numerações variem de um fabricante para o outro. Se você escolher um tênis para academia de um marca que não possui familiaridade, uma sugestão é optar por um número maior que o habitual. Isso deve evitar riscos de o tênis ficar justo ou machucar os seus pés.

Preço do Tênis

Em geral, o que pode impactar no preço do tênis para academia são as tecnologias o fabricante. Portanto, é importante fazer uma análise pessoal sobre o seu orçamento e até mesmo frequência de uso do produto. Se você precisa de um calçado mais robusto e com diferenciais para uma rotina constante de exercícios, investir um valor maior é a melhor alternativa. É possível encontrar tênis para academia com valores variados, entre R$70 e R$500, aproximadamente.

Dicas para escolher o melhor tênis para academia

Veja algumas dicas para não errar na hora de escolher o melhor tênis para academia (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Veja algumas dicas para não errar na hora de escolher o melhor tênis para academia (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Encontrar o tênis para academia que se adeque à sua rotina de exercícios não é algo simples, mas alguns aspectos podem te ajudar na sua tomada de decisão. Isso inclui, por exemplo, o conforto, a tecnologia, o amortecimento e outros pontos que ajudam a garantir a sua saúde e bem-estar. Nesse caso, algumas dicas podem fazer toda a diferença, como:

  • Avalie o tipo de atividade que você realiza ou pretende realizar na academia. Afinal, cada tipo de exercício trabalha o corpo de maneira diferente. O tênis ideal para academia deve garantir proteção, conforto e estabilidade.
  • Outro ponto a ser avaliado refere-se ao seu nível de treinamento e à frequência do treino. Quem ainda é iniciante, por exemplo, por optar por um tênis universal, que pode ser usado em diferentes atividades físicas. Ao definir um determinado tipo de treino, você pode aprimorar a sua performance com um tênis específico.
  • Uma ótima alternativa é experimentar o tênis para academia após finalizar as atividades físicas. Nesse momento, é comum que os pés estejam mais inchados, e será possível atestar o conforto. Nesse caso, avalie o ajuste do tênis em seus pés, e veja se ele possui uma boa ventilação. Ao comprar pela internet, coloque-o em casa antes de sair à rua e confira se ele está adequado para você.
  • Para averiguar o tamanho, é fundamental medir o comprimento do seu pé com meias apropriadas para atividades físicas. De preferência, aquelas que você usa habitualmente para treinar.
  • O seu estilo também pode contar na hora de fazer a melhor escolha de tênis para academia. É claro que esse não é um requisito que vai elevar a sua performance, mas é válido para uma compra satisfatória. Atualmente, existem muitas opções de cores e design para agradar aos mais variados gostos.
  • Considere ter mais de um tênis para academia. De acordo com especialistas, é importante ter um par de tênis para descanso.

Pronto! Agora que você sabe já todos os termos, tecnologias e diferenciais existentes no mundo dos tênis para academia, fica mais fácil encontrar o modelo ideal para você.

Veja mais sobre o universo de tênis: