Produtos e novidades em Celular e Smartphone

Asa de borboleta pode ajudar na criação de tela antirreflexo

Pesquisadores estudam a asa das “borboletas de vidro” para tentar eliminar o reflexo na tela de celular e mais produtos.

Tela antirreflexo
por Ricardo Bergher - Especialista em Tecnologia.

Ao usar alguns produtos, como celular, notebook ou tablet, se tem um ponto que pode incomodar é a tela com reflexo, não é? E é verdade que as telas estão cada vez mais modernas, com boa resolução, nitidez... porém basta a luz incidir sobre elas e pronto: atrapalha bastante a visualização. Mas você sabia que pesquisadores estão estudando as asas de uma borboleta para, quem sabe, garantir uma tela antirreflexo?

É isso mesmo. Lá na Alemanha, pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Karlsruhe avaliaram as asas da borboleta Greta oto. Essa borboleta é comum na América Central, e é chamada de Glasswing Butterfly (conhecida como "borboleta de vidro"). Se você observar essa borboleta, vai entender o motivo de ela ser chamada assim: a maior parte das suas asas é transparente.

E por que a Glasswing Butterfly foi a borboleta escolhida? De acordo com os pesquisadores lá da Alemanha, as asas desse inseto refletem de 2% a 5% da luz. Já o vidro, no estado bruto, pode refletir de 80% a 100%. Dá para notar a grande diferença!

Saiba mais sobre as asas da "borboleta de vidro"

Nesse estudo, os pesquisadores perceberam que a estrutura das asas da borboleta é irregular. Mas é claro que isso só foi possível usando um microscópio. Aí, analisando cada parte das asas, eles chegaram à conclusão de que, quanto mais irregular é a estrutura, menos luz as asas refletem. Além disso, eles perceberam que essa estrutura das asas também é hidrofóbica, ou seja: repele água e outros líquidos.

É claro que isso para a natureza faz todo sentido, e é até uma questão de sobrevivência. Ter asas de "vidro" ou transparente faz a borboleta se proteger de predadores. E agora essa asa de vidro está sendo usada para... a tecnologia!

E como a tecnologia pode ser ajudada pela natureza?

Depois desses estudos, o próximo passo dos pesquisadores é tentar criar um material inspirado nas asas da borboleta Greta oto. Se isso der certo, podemos ter uma tela de smartphones, tablets e notebooks capaz de refletir muito pouco a luz.

A gente só deixa claro que isso, por enquanto, é apenas um estudo, tudo bem? Ainda não tem uma previsão sobre quando uma tela à prova de reflexos pode chegar ao mercado. Mas é interessante a gente ficar por dentro dessas descobertas, principalmente quando a própria natureza ajuda a tecnologia a evoluir.

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em celular e smartphone