Produtos e novidades em Celular e Smartphone

Celular dobrável: os planos das principais fabricantes para smartphones flexíveis

Saiba em que etapa estão os modelos dobráveis das principais marcas do mercado de smartphones.

Celular dobrável
por Ricardo Bergher - Especialista em Tecnologia.

Se a moda dos celulares dobráveis vai pegar ou não, a gente não sabe. Mas as principais fabricantes de smartphones do mundo já estão na corrida para apresentar seus primeiros modelos ao público. Entre as vantagens de ter um celular flexível, a possibilidade de ter um aparelho com a tela do tamanho de um tablet, mas que ao mesmo tempo caiba no bolso quando dobrado, tem animado muita gente e mexido com as principais fabricantes.

Não por acaso, empresas como Samsung, Huawei, Xiaomi, Motorola e Google estão com suas equipes de desenvolvimento a mil para a criação destes novos aparelhos. E, apesar das dificuldades, algumas delas já têm até produtos à venda.

Se você também quer saber sobre as novidades em relação aos smartphones flexíveis, conheça, nas linhas a seguir, os aparelhos que podem estar nas suas mãos em pouco tempo.

Leia também: Celular importado: dicas e cuidados antes de comprar e usar no Brasil

Royole FlexPai: primeiro smartphone dobrável do mundo

Quando foi chegou ao mercado, em abril, o Flexpai, da chinesa Royole, teve todas as unidades esgotadas em apenas poucas horas. Seu preço no exterior é de aproximadamente US$ 1,3 mil.

O celular tem 7,8 polegadas no total, com resolução de 1920 x 1440 e pode ser dobrado em duas partes, virando um aparelho com duas telas de 4,3 polegadas, sem perder resolução. O processador é o Qualcomm Snapdragon 855, com placa gráfica Adreno 640 GPU. Ele conta ainda com câmera dupla (16 MP e 20 MP) e bateria de 3.800 mAh.

Contudo, o canal JerryRigEverything no YouTube fez recentemente um teste de resistência do Flexpai. A conclusão é de que o aparelho se quebra com relativa facilidade, o que ainda é um desafio para essa nova tecnologia tanto para a Royale quanto para outras fabricantes.

Samsung Galaxy Fold: entre idas e vindas, vendas começaram em setembro

Samsung Galaxy Fold designFoto: Após correções feitas pela Samsung, Galaxy Fold chegou ao mercado em setembro. Créditos: Divulgação/Samsung.

 

O lançamento do smartphone dobrável da Samsung virou uma verdadeira novela. O enredo começou em fevereiro, quando houve a empresa fez o anúncio do novo Galaxy Fold com uma tela de 4,8 polegadas com resolução HD+ que, em modo aberto, tem aparência semelhante à de um tablet, com tela de 7,3 polegadas e resolução QXGA+.

Alguns aparelhos em versão de testes foram distribuídos e jornalistas noticiaram que as telas do novo smartphone estavam apresentando problemas após apenas alguns dias de uso. A Samsung então adiou a chegada do produto às lojas, que seria no dia 26 de abril, por tempo indeterminado.

O problema, ao que tudo indica, era a entrada de partículas pelas dobradiças. A empresa levou meses fazendo correções e as vendas foram remarcadas para setembro.

Huawei Mate X chega às lojas em novembro

Mate X Huawei

O Mate X da Huawei já está em testes há meses e vem apresentando bons resultados em vários quesitos. Em junho, por exemplo, a empresa divulgou que o smartphone atingiu velocidade de 1 GB/s em laboratório com sua conexão à rede 5G.

A alta performance e as especificações robustas estão chamando a atenção. O aparelho terá o processador Kirin 980, memória RAM de 8 GB e 512 GB de armazenamento. A tela terá 8 polegadas, com resolução de 2480 x 2200 pixels que, quando fechada, se divide em duas de 6,6 e 6,25 polegadas.

O dispositivo foi anunciado em fevereiro e inicialmente chegaria ao mercado em junho, mas a data foi mudada para 15 de novembro. Os preços partem de 16.999 yuan, cerca de R$ 9,8 mil em conversão direta, sem impostos.

Motorola Razr V4: alta performance e vários adiamentos

A Motorola também está nesta corrida e tem uma proposta bem diferente da Samsung e da Huawei. Enquanto as concorrentes buscam o desenvolvimento de smartphones dobráveis com especificações bem robustas, o Motorola Razr V4 deve trazer especificações intermediárias e, é claro, preço mais acessível.

 As supostas especificações contam com processador Snapdragon 710, GPU Adreno 410, 4 GB ou 6 GB de memória RAM, e 64 GB ou 128 GB de armazenamento. A tela principal seria de 6,2 polegadas com resolução de 2142 x 876 pixels, e ficaria dobrada na parte de dentro do dispositivo. Já a parte exterior teria uma segunda tela com resolução de 800 x 600 pixels, mas que ainda não teve o tamanho revelado.

MotoRazrFoto: Aposta da Motorola para o mercado de dobráveis é em especificações intermediárias. Créditos: Divulgação/Motorola

 

A expectativa é de que o Razr V4 seja anunciado em um evento da marca marcado para o dia 13 de novembro, em Los Angeles.

Google, Xiaomi e ZTE: Novidades estão a caminho

Enquanto Samsung, Huawei e Motorola parecem estar com seus novos aparelhos bem encaminhados, outras marcas também estão de olho neste mercado e devem trazer novidades muito em breve.

O Google, em abril registrou a patente para um aparelho Pixel dobrável em três partes, que quando aberto teria uma tela de mais de seis polegadas. A empresa já admitiu estar trabalhando neste projeto, mas ainda não divulgou detalhes.

A chinesa ZTE é outra fabricante que já tem patente registrada para um smartphone dobrável, que seria parecido com o Razr V4 da Motorola. A ideia é ter um aparelho como os antigos celulares de flip, com tela dobrável na parte interna e um pequeno display para notificações na parte externa.

Mi Fold XiaomiFoto: Site usou a patente da Xiaomi para mostrar como pode ser o Mi Fold da Xiaomi. Créditos: Reprodução/Twitter

 

Já a Xiaomi parece estar um passo à frente. A empresa anunciou ainda em 2018 que estava trabalhando no Mi Fold, mas desde então pouco foi ouvido sobre o aparelho.  Recentemente, o site LetsGoDigital mostrou um modelo em 3D produzido a partir das informações da patente.

Encontre as melhores ofertas para celulares no Zoom:

 

 

 


Leia também:

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em celular e smartphone