Fotografias profissionais não são mais restritas às câmeras fotográficas super potentes. A tecnologia dos smartphones avançou de tal maneira que essa ideia caiu por terra, e a melhor parte são os preços mais acessíveis dos celulares.

Controlar a velocidade do obturador e a sensibilidade à luz no smartphone é possível. A dúvida que fica é: como fotografar bem com o seu celular? Para te ajudar a tirar ótimas fotos, preparamos um tutorial que explica os principais conceitos de fotografia e dá dicas para arrasar nos cliques. Preparado? Luz, câmera… Ação!

Leia também: Os Melhores Celulares para Fotos

A câmera por dentro

A diferença entre a pintura e a fotografia está na forma de registrar: um usa tinta e o outro a luz. Parece bobo, mas ter em mente que a fotografia só é possível com a luz é bastante importante. Afinal, fotografar é saber manipular a iluminação para registrar um determinado assunto.

São três os mecanismos das câmeras que nos permitem controlar a luz: o ISO, o diafragma e o obturador. Vamos descobrir o que é cada um deles nas linhas a seguir.

ISO (International Standards Organization)

O ISO é o responsável por “sentir” a luz. Esse sensor é capaz de tornar ambientes escuros em mais claros, por exemplo. Ao elevar o grau de sensibilidade do sensor, ele conseguirá detectar mais luz para o seu registro.

Imagino que você já tenha observado que as fotos noturnas ficam com bastante ruído. Isso acontece porque o ISO precisou elevar sua sensibilidade para trazer alguma iluminação para aquela foto e, por consequência, granulou a imagem.

Em outras palavras, quanto mais claro o ambiente for, menos será exigido do ISO e maior qualidade a sua foto terá. Se a sensibilidade estiver alta num ambiente bem iluminado, o resultado será uma foto com brancos excessivos (vulgo “foto estourada”).

Diafragma

Estamos falando agora da famosa abertura da lente. O diafragma funciona como os olhos humanos: quando se quer enxergar algo que está distante, nós apertamos os olhos pra conseguir focar. O mesmo se aplica para as lentes das câmeras: quanto mais fechado, mais nitidez do cenário da sua foto. Isso se chama profundidade de campo.

O charmoso efeito bokeh é feito com uma baixa profundidade de campo, ou seja, o fundo do cenário é desfocado e o diafragma está bem aberto, permitindo maior entrada de luz. Os smartphones de câmera dupla podem te oferecer esse efeito de fotografia com maior precisão por contarem geralmente com uma lente dedicada à profundidade, enquanto outra, com abertura menor, capta melhor os detalhes da cena.

Abertura do Diafragma

Abertura do diafragma - Foto: Reprodução/Pexels

Quando falamos em abertura de lente nas especificações de celulares, é comum encontrar a sigla f/ seguida por um número. Na verdade, trata-se de uma fração, o que faz com que quanto menor o número, maior seja a abertura focal.

Efeito Bokeh

Efeito Bokeh aplica desfoque no fundo da imagem - Foto: Taysa Bocard/Zoom

Existe uma questão importante a se atentar: quanto mais fechado o diafragma estiver, menos luz entra. Nesse caso, então, será preciso aumentar a sensibilidade do ISO para compensar a falta de luz.

Obturador

Quem determina por quanto tempo a câmera ficará exposta na luz é o obturador. Ele funciona como uma espécie de cortina que permite a passagem de luz. Toda vez que clicamos no botão de disparo, o obturador se abre e se fecha.

Quanto mais rápido, menos luz entra e mais rápido a foto é capturada. Em fotos noturnas, por exemplo, o obturador fica mais tempo aberto para que a câmera consiga registrar sua foto.  Assim, tremer ou borrar a foto é mais fácil, pois a câmera levou mais tempo para fazer a foto. Logo, para que a foto não borre é preciso que todos os elementos do cenário e a câmera estejam parados por mais tempo.

O efeito abaixo só foi possível com um obturador lento, ou seja, aberto por tempo suficiente para captar o rastro da luz. O mesmo se aplica para fotos de cachoeiras esfumaçadas. Mas nunca se esqueça de manter a câmera bem parada ou apoiada ou num tripé, senão seu registro sairá tremido.

Riscos de Luz

Riscos de luz - Foto: Taysa Bocard/Zoom

Se o seu objetivo for fotografar partidas de futebol, mantenha o obturador rápido, pois ele será capaz de congelar os movimentos. O tripé é dispensável em casos de obturador com alta velocidade. Em fotos cotidianas, é recomendável utilizar a velocidade de segurança 1/60s, que não é nem rápido demais e nem lento.

Colocando a câmera para funcionar

Como já dito anteriormente, fotografar é manipular a luz para registrar algum assunto. Isso é feito a partir da interação entre o ISO, o diafragma e o obturador. Tudo vai depender da quantidade de luz no cenário, os elementos do ambiente e seu objetivo.

Em um dia ensolarado numa praça, o ISO pode ser o menor, o diafragma mais fechado e o obturador rápido. Já num dia nublado, o sensor também pode ficar menos sensível, mas a velocidade do obturador e abertura da lente será menor que o exemplo anterior. E por aí vai. O importante é sempre lembrar de compensar a luz.

Dica extra: as diferentes luzes

Mesmo que o sol seja só um, ele pode nos oferecer diferentes luzes ao longo do dia. A parte da manhã é excelente para captar uma iluminação natural dourada. Já o sol do meio-dia oferece uma luz dura e muitas sombras.

A luz de lâmpadas fluorescentes são azuladas, enquanto de lâmpadas convencionais são amarelas. Para compensar e equilibrar o tons das cores da sua foto, é imprescindível o uso do equilíbrio de branco (white balance, ou WB) adequado para cada situação.

Inserindo os elementos na foto

Tirar foto não é apenas mirar e clicar. É preciso pensar na composição do seu cenário. Uma excelente dica de enquadramento é a regra dos terços.

Já observou que seu celular tem a opção de inserir uma grade que forma um jogo da velha na tela? Os pontos formados pelo cruzamento das linhas se chama “pontos de atenção”. Elementos que se encontrarem nesses pontos ganham destaque na fotografia, como no exemplo a seguir:

Modo Manual

Cachoeira fica em dos pontos de atenção da imagem - Foto: Reprodução/Pexels

Imagine uma grade sobre a foto e observe que a queda d’água se encontra num dos pontos de atenção.

Pronto para fotografar? Encontre o melhor celular para fotos com o menor preço aqui, no Zoom:

Leia também:

Mais sobre o /deumzoom