Motorola Edge+ chega ao Brasil com 5G; veja preço e ficha técnica

Tela curva, câmera de 108 MP e processador Snapdragon 865 são destaques.

Ana MarquesEditor(a)

Publicado e atualizado 9 min. de leitura.

Compartilhe:

A Motorola anuncia, nesta quinta-feira (02), o lançamento do Motorola Edge Plus no Brasil. O smartphone top de linha da fabricante foi apresentado internacionalmente em abril e traz praticamente tudo o que os consumidores mais exigentes pedem há anos: tela grande com alta resolução, câmeras avançadas, bateria de longa duração e desempenho top de linha. Até a compatibilidade com redes 5G faz parte do pacote de destaques. Mas tudo isso tem um preço bem alto: R$ 7.999.

Além da versão "Plus", a empresa também traz para o mercado nacional o Motorola Edge, celular que tem a mesma tela do modelo mais robusto, mas conta com alguns cortes de custos na ficha técnica, o que justifica o preço mais baixo, de R$ 5.499.

Leia também: Motorola Edge vs Edge+: entenda as diferenças entre os celulares

Motorola Edge+ chega ao Brasil na cor Thunder Grey. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Motorola Edge+ chega ao Brasil na cor Thunder Grey. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Para quem pode investir alto

De acordo com Thiago Masuchette, gerente de produto da Motorola, o Edge Plus é voltado para o consumidor que quer o que há de mais novo e avançado na indústria de smartphones, enquanto o Motorola Edge Plus serve ao usuário que também busca por funções premium, mas consegue abrir mão de algumas características presentes em modelos topo de linha – é o caso do processador Snapdragon 865.

Em sua faixa de preço, o Motorola Edge Plus concorre com o Galaxy S20 Ultra e o iPhone 11 Pro Max, modelos mais avançados da Samsung e Apple atualmente.

Internet 5G no Brasil? Em 2020?

Você pode estar se perguntando: de que adianta ter um celular compatível com internet 5G em 2020, se as redes móveis de altíssima velocidade ainda não funcionam por aqui? Bom, é aí que entra uma outra novidade desta quinta-feira. A operadora Claro, em parceria com a Motorola, anuncia a chegada da tecnologia 5G DSS em sua rede.

Para quem está pouco familiarizado com o assunto, essa é basicamente uma "porta de entrada" para o que de fato será o 5G daqui a alguns anos. A sigla DSS vem de Dynamic Spectrum Sharing, ou compartilhamento dinâmico de espectro, e quer dizer, em termos gerais, que as redes 5G NR poderão ser distribuídas no espectro utilizado atualmente para redes LTE, o que acaba diminuindo o custo inicial de investimento e tornando o processo mais rápido, já que não demanda infraestrutura exclusiva de imediato.

Snapdragon 865 é um processador da Qualcomm compatível com 5G. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Snapdragon 865 é um processador da Qualcomm compatível com 5G. (Imagem: Divulgação/Motorola)

É importante deixar claro de que essa é apenas uma experiência inicial com o 5G, e que o processo de implementação da quinta geração de redes móveis é bem mais complexo e deve demorar ainda alguns anos até que seja estabelecido por completo.

De acordo com a Claro, consumidores que adquirirem smartphones compatíveis com a tecnologia DSS (como o Motorola Edge), poderão experimentar conexões até 12 vezes mais velozes do que o 4G convencional. A operadora ainda não informou alterações em valores de planos para o 5G DSS e qual será área de cobertura inicial, mas sabe-se que a implementação será feita de forma gradativa no país nos próximos anos.

Motorola Edge Plus

Tela curva interativa de 6,7" com taxa de atualização de 90 Hz

Motorola Edge+ é um smartphone consideravelmente espesso. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Motorola Edge+ é um smartphone consideravelmente espesso. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Em termos de design, o Motorola Edge+ retoma algo altamente explorado pela concorrente Samsung desde 2015: as telas curvas. No caso do Edge+, a curvatura é de 90 graus, e parece transbordar nas mãos do usuário. Para ajudar na experiência imersiva, o smartphone praticamente não tem bordas inferiores e superiores, e a câmera frontal fica alojada em um pequeno furo na parte superior esquerda do display.

O mais interessante, por aqui, é que a tela curva não é apenas uma solução estética – ela também permite novas formas de interação: ao conectar o smartphone na tomada, por exemplo, a "borda infinita" mostra o nível de bateria (que fica vermelho, quando há pouca carga). Também é possível visualizar alertas luminosos de notificações, acessar uma bandeja de apps e até adicionar botões extras para jogos.

Tela do Motorola Edge+ tem borda infinita interativa. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Tela do Motorola Edge+ tem borda infinita interativa. (Imagem: Divulgação/Motorola)

A tecnologia é a pOLED e há suporte a HDR 10+, configurações que proporcionam imagens com cores vivas e contrastes intensos. O display tem 6,7 polegadas, resolução Full HD+ e a taxa de atualização de 90 Hz, que proporciona maior suavidade na transição gráfica, e é um prato cheio para os gamers de plantão. O recurso vem ativado por padrão, mas você pode reduzir para 60 Hz (convencional), caso queira poupar bateria.

O Motorola Edge+ está longe de ser um dos smartphones mais finos do mercado, mas o formato da tela é 21:9, mais estreito do que os celulares concorrentes, o que proporciona uma excelente pegada e facilita o uso com apenas uma das mãos.

Tela do Motorola Edge+ tem bordas curvas em 90º. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Tela do Motorola Edge+ tem bordas curvas em 90º. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Diferentemente dos concorrentes do mesmo segmento, o Motorola Edge não é à prova d'água, e conta apenas com o tradicional nanorrevestimento contra respingos.

Máximo desempenho com Snapdragon 865

O chip escolhido como "coração" do Motorola Edge+ é o Snapdragon 865, modelo top de linha da Qualcomm. Ele trabalha em conjunto com 12 GB memória RAM para oferecer desempenho avançado, o que podemos resumir em fluidez na transição de apps, velocidade na execução de tarefas e alta eficiência energética.

O armazenamento é de 256 GB – bastante espaço para armazenar suas fotos, vídeos e aplicativos sem dores de cabeça. Não há entrada para cartão microSD. O sistema operacional é o Android 10, com a interface quase pura, que já é marca da Motorola.

Motorola Edge Plus promete rodar games como PUBG Mobile sem engasgos. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Motorola Edge Plus promete rodar games como PUBG Mobile sem engasgos. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Em jogos, a experiência promete ser animadora com o Moto Gametime, um modo que evita distrações durante as partidas do seu game favorito e ainda permite a criação de um menu flutuante personalizado para acesso rápido a apps como Facebook e WhatsApp.

Bateria para dois dias longe das tomadas

Com 5.000 mAh de capacidade de carga, a Motorola estima que o Edge Plus resista a até dois dias longe das tomadas, com uso moderado (e isso já considerando a tela com taxa de atualização de 90 Hz).

O smartphone também conta com carregamento TurboPower de 18 W (com fios) e de 15 W (sem fios), que promete horas de uso com apenas alguns minutos de carga. Você também pode utilizar o celular como uma espécie de power bank e compartilhar bateria com outros dispositivos que também aceitem recarga wireless.

Câmera tripla, diversas possibilidades

Com três câmeras traseiras, o Motorola Edge Plus pretende entregar a mesma versatilidade de smartphones com câmera quádrupla ou quíntupla. Isso porque há um sensor híbrido de 16 megapixels que permite fazer fotos ultra-wide (ângulo ultra aberto) ou em modo macro (para focar detalhes bem próximos).

Câmera híbrida permite fotos macro. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Câmera híbrida permite fotos macro. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Foto noturna com lente ultra-wide tirada com Motorola Edge+. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Foto noturna com lente ultra-wide tirada com Motorola Edge+. (Imagem: Divulgação/Motorola)

O sensor principal tem 108 megapixels e conta com a tecnologia Quad Pixel para unir quatro pixels em um "super pixel", o que resulta em imagens de 27 MP com maior sensibilidade à luz. Também é possível usar todos os megapixels no modo "Ultra-Res", para fazer imagens grandes o suficiente para serem impressas, cortadas e editadas mantendo a alta qualidade. Esse sensor conta com estabilização óptica de imagem (OIS) para evitar trepidações indesejadas.

Foto tirada com Motorola Edge+. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Foto tirada com Motorola Edge+. (Imagem: Divulgação/Motorola)

A terceira lente é teleobjetiva que permite zoom óptico de até 3x. O sensor tem 8 MP e também tem OIS. Para mapeamento de profundidade, a Motorola investiu em um sensor ToF 3D. Desse modo, o Edge Plus+ é capaz de fazer fotos e vídeos com fundo desfocado (Modo Retrato) com alta precisão de recorte.

Motorola Edge Plus tem sensor ToF 3D para Modo Retrato. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Motorola Edge Plus tem sensor ToF 3D para Modo Retrato. (Imagem: Divulgação/Motorola)

A câmera frontal tem sensor de 25 megapixels e também contam com a tecnologia Quad Pixel para melhorar a sensibilidade à luz. É possível utilizar o modo Night Vision para fazer imagens mais nítidas quando há pouca iluminação.

A gravação de vídeos é feita em até 6K a 30 quadros por segundo, o que permite que você tire fotos de 20 MP enquanto filma com a câmera traseira. O Edge+ também grava vídeos com fundo desfocado. Na câmera frontal, as filmagens são feitas em até Full HD (1080p) a 30 ou 120 fps.

Áudio

A Motorola também investiu em alto-falantes estéreo para o seu novo smartphone top de linha. Em parceria com o Waves, a empresa promete experiência de som imersiva e profunda.

E para quem ainda é amante dos fones de ouvido com fios, a marca mantém a entrada P2 (3,5 mm), que está alocada na parte superior do aparelho.

Motorola Edge

Um aparelho avançado com corte de custos (mas ainda bem caro)

O Motorola Edge convencional pode ser visto como uma versão "Lite" do Edge+. Ele mantém a tela curva pOLED, com mesmo tamanho, resolução e taxa de atualização do modelo mais robusto, e também é compatível com 5G.

No entanto, o processador é o Qualcomm Snpadragon 765, inferior ao 865 do Edge+, e também há redução na memória RAM, que passa a 6 GB (conjunto esse que, provavelmente, não vai deixar a desejar, mesmo em tarefas exigentes).

Motorola Edge tem câmera principal de 64 megapixels. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Motorola Edge tem câmera principal de 64 megapixels. (Imagem: Divulgação/Motorola)

Outro pequeno downgrade acontece na bateria, que além de não contar com carregamento sem fio, tem capacidade de 4.500 mAh – ainda assim a Motorola promete dois dias longe das tomadas, com uso moderado.

Já o armazenamento passa de 256 GB para 128 GB, mas nesse modelo há a possibilidade de expansão via microSD de até 512 GB.

Motorola Edge na cor Solar Black. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Motorola Edge na cor Solar Black. (Imagem: Divulgação/Motorola)

Nas câmeras, o sensor principal passa de 108 MP para 64 MP, mas a câmera híbrida de 16 MP para fotos ultra-wide e macro se mantém. Há também a lente teleobjetiva, mas nesse caso o zoom óptico é de apenas 2x. O Motorola Edge não tem estabilização óptica de imagem (OIS) e os vídeos são feitos em até 4K a 30 quadros por segundo.

Preço no Brasil

Conheça os preços do Motorola Edge e Motorola Edge+ no Brasil

O Motorola Edge chega ao Brasil pelo preço sugerido de R$ 5.499, nas cores Solar Black e Midnight Red. Já o Motorola Edge+ custa R$ 7.999 e está disponível apenas na cor Thunder Grey.

A fase de encomendas dos novos celulares Motorola começa nesta quinta-feira (2) e vai até o dia 13 de julho. As vendas oficiais começam em 14 de julho.

Quem optar por comprar um dos smartphones durante a pré-venda da Motorola levará para casa o novo fone de ouvido Bluetooth da marca, VerveEbuds 100, lançado com exclusividade no Brasil.

Ficha técnica

Conheça as especificações completas do Motorola Edge+ e Motorola Edge

Motorola Edge+

  • Tela 21:9 OLED de 6,7 polegadas Full HD+ (taxa de atualização de 90 Hz), HDR10+
  • Processador Qualcomm Snapdragon 865
  • 12 GB de memória RAM
  • 256 GB de armazenamento (sem expansão via microSD)
  • Câmera frontal de 25 MP
  • Câmera traseira tripla: 108 MP (f/1.8) + 16 MP (ultra-wide com Macro Vision) (f/2.2) + 8 MP (telefoto) (f/2.4)
  • Vídeos em até 6K @ 30 fps
  • Bateria de 5.000 mAh (carregamento TurboPower de 18W)
  • Carregamento sem fio de 15W
  • Android 10
  • Cor: Thunder Grey
  • Preço de lançamento no Brasil: R$ 7.999

Motorola Edge

  • Tela 21:9 OLED de 6,7 polegadas Full HD+ (taxa de atualização de 90 Hz), HDR10
  • Processador Qualcomm Snapdragon 765
  • 6 GB de memória RAM
  • 128 GB de armazenamento (com expansão via microSD de até 512 GB)
  • Câmera frontal de 25 MP
  • Câmera traseira tripla: 64 MP (f/1.8) + 16 MP (ultra-wide com Macro Vision) (f/2.2) + 8 MP (telefoto) (f/2.4)
  • Vídeos em até 4K @ 30 fps
  • Bateria de 4.500 mAh (carregamento TurboPower de 18W)
  • Dual chip
  • Android 10
  • Cores: Solar Black e Midnight Red
  • Preço de lançamento no Brasil: R$ 5.499