LG anuncia que vai deixar o mercado de celulares em 2021

LG vai deixar o mercado de celulares para focar em outros segmentos até 31 de julho

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 2 min. de leitura.

Compartilhe:

A LG confirmou hoje, dia 5 de abril, na Coreia, que vai oficialmente abandonar o mercado de celulares. Até dia 31 de julho de 2021, a marca pretende desativar totalmente esse setor com a ideia de, segundo a fabricante, focar em outros segmentos como componentes para veículos elétricos, dispositivos conectados, casas inteligentes, robótica, inteligência artificial e plataformas e serviços B2B, para empresas.

Leia também: LG K52, LG K62 e LG K62+: o que muda entre os últimos lançamentos da marca?

A empresa, que já vem sofrendo prejuízo no seu setor de celulares desde 2015, pretende manter as atividades de suporte ao consumidor e atualizações de software por um período, a depender de cada região, e ainda explicou que todo o estoque atual de smartphones continuará disponível para compra. A definição desses períodos deve aparecer com o tempo, por enquanto ainda está em aberto.

A marca ainda não comunicou em oficial quais são os próximos passos, mas ela promete informar as etapas a seguir de forma aberta e transparente. Ou seja, novidades devem surgir nas próximas semanas. A pedido do Zoom, a LG emitiu um comunicado sobre a questão da fábrica de Taubaté da marca, em São Paulo. Confira abaixo!

LG anuncia que vai deixar o mercado de celulares em 2021! (Foto: Lukmanazis / Shutterstock.com)
LG anuncia que vai deixar o mercado de celulares em 2021! (Foto: Lukmanazis / Shutterstock.com)

Comunicado oficial da LG sobre a fábrica de Taubaté/SP:

"Ao longo dos anos, a LG ELECTRONICS DO BRASIL LTDA. tem feito vários esforços para garantir a continuidade dos negócios. No entanto, com a crescente competitividade global, bem como em razão dos prejuízos acumulados no segmento de smartphones de 23 trimestres consecutivos e perdas operacionais acumuladas, a empresa decidiu encerrar suas atividades de Celulares globalmente, o que resultará no encerramento desta produção na unidade de Taubaté/SP.

De toda forma, mantendo o compromisso com os seus clientes de smartphones, a empresa permanece com as políticas de garantia deste produto, nos termos de cada um dos países comercializados.

Para minimizar os efeitos deste encerramento junto aos seus empregados da unidade fabril de Taubaté, a empresa iniciou negociações com o Sindicato da Categoria para implementar compensação adicional aos direitos já vigentes, o que está em andamento. As negociações até o momento podem impactar os empregados dedicados à essa divisão, porém estão sendo avaliadas todas as possibilidades, tais como realocação, transferência ou rescisão.

Além disso, cumpriremos com nossas responsabilidades sociais para minimizar os impactos não apenas à nossa empresa, mas também aos nossos parceiros com os quais mantemos relações comerciais ao longo dos anos, sendo que a produção da operação em Taubaté se mantem até o encerramento total dos insumos locais devendo operar normalmente.

Apesar da decisão de encerramento desta produção na Unidade mencionada, a LG informa que manterá a comercialização e a produção de outras linhas de negócios no Brasil, gerando empregos e investimentos, além de novas oportunidades ao mercado brasileiro", afirmou o comunicado oficial.

A decisão da companhia tem grande impacto no mercado de celulares no Brasil, já que a LG mantinha a terceira posição entre os maiores fabricantes, ficando atrás apenas da Samsung e Motorola. Como últimos lançamentos, a LG colocou no mercado o LG K52, LG K62 e LG K62+. Para conhecer mais sobre o celular LG K52, confira o nosso review nesse artigo.

Conheça mais sobre esses últimos lançamentos da LG, nesse vídeo: