Em outubro de 2018, a Motorola lançou mais um smartphone de sua linha intermediária, o Motorola One, um celular com suporte à nova versão do sistema operacional da Google, o Android One. Além da versão pura do sistema, o telefone também se destacou pelo visual muito semelhante ao do iPhone X, com notch e tela de bordas finas.

Mas será que o Motorola One se sai tão bem no desempenho quanto em um primeiro olhar? Descubra na nossa análise de ficha técnica, a seguir.

Leia também: Os Melhores Celulares Motorola do Momento

Vantagens do Motorola One

1. Bastante espaço para arquivos

Com 64 GB internos e expansão para até 256 GB via microSD, você dificilmente terá problemas com memória lotada ao fazer o download de arquivos. Assim, você pode guardar todos os seus vídeos, fotos e apps sem problemas no smartphone, e tê-los na palma da mão em qualquer lugar.

2. Fluidez no dia a dia com memória RAM de 4 GB

Uma boa notícia para quem costuma trabalhar com vários arquivos abertos ao mesmo tempo é que o Motorola One traz 4 GB de memória RAM, o que deve proporcionar um uso bastante fluido, com poucos engasgos e fechamentos repentinos de aplicativos.

3. Tela imersiva e visual moderno

Traseira do Motorola One é revestida em vidro

A Motorola também aderiu ao display com notch – aquele entalhe que abriga a câmera e os sensores frontais para proporcionar uma tela maior sem sacrificar muito as dimensões totais do aparelho. Essa característica ganhou força após o lançamento do iPhone X e já pode ser vista em diversos telefones de faixas de preço variadas.

As bordas mínimas e o formato 19:9 também contribuem para uma sensação mais imersiva, melhorando a experiência de assistir vídeos no celular.

O revestimento em vidro confere um visual premium ao smartphone, como o encontrado em modelos mais caros. Na versão branca, seu design fica ainda mais arrojado, elegante e bem parecido com os iPhones.

4. Android One entrega atualizações mais rápidas

Como primeiro smartphone a trazer o Android One do Brasil, esse celular também saiu na frente na hora de receber o mais recente do sistema, o Android 9.0 Pie, em sua versão pura.

Com esse projeto, o Google promete aualizações mais frenquentes e rápidas – o que pode resolver uma das grandes desvantagens do Android em relação ao iOS atualmente.

Tela do Motorola One com notch

Desvantagens do Motorola One

1. A Tela HD+ não traz nitidez satisfatória

Em tempos de Full HD+, a opção da fabricante foi uma configuração mais simples. A tela tem proporção 19:9 (Max Vision) e resolução 1520 x 720 pixels, com tecnologia IPS. Ou seja, é uma tela grande, mas não satisfaz a necessidade de maior definição para vídeos e para jogos.

A combinação da proporção com as bordas mínimas poderiam fazer o modelo se destacar, mas a resolução acaba sendo um ponto negativo importante a se considerar.

2. Processador Snapdragon 625: antigo e não adequado para jogos

Jogando no Motorola One

Com lançamento em 2016, o Snapdragon 625 já foi sucedido por chipsets melhores. Mesmo com suas características principais, a eficiência energética e equilíbrio, o modelo acaba não compensando pelo preço do Motorola One.

Quando comparado com modelos mais novos, as limitações do Snapdragon 625 ficam evidentes, principalmente se o aparelho for utilizado para jogos. A performance do One fica totalmente comprometida por conta dessa opção mais antiga e menos robusta: de demandas maiores às mais simples do cotidiano, como transitar entre aplicativos.

Mesmo que a vantagem prometida pela Google para o novo sistema operacional fosse justamente a redução de consumo dos programas, o 625 ainda não compensa.

3. Motorola One não é à prova d'água

Uma dúvida comum entre os consumidores é a respeito do Motorola One ser resistente à água. Apesar de ter revestimento em vidro, como o Moto X4, o One fica devendo uma proteção contra mergulhos.

A falta desse diferencial pode desanimar aqueles que preferem ficar despreocupados ao manusear o celular em ambientes com piscina, por exemplo.

4. Câmeras deixam a desejar com pouca iluminação

O conjunto de câmeras traseiras é de 13MP + 2MP, enquanto a frontal é de 8 MP. Fotos noturnas sofrem com granulações e com uma definição não tão satisfatória, o que o usuário pode tentar contornar com o uso do flash. A câmera adicional serve apenas para adicionar efeito de desfoque do fundo em modo retrato, o chamado efeito bokeh, também popularizado pela Apple.

Já com uma boa iluminação externa, a qualidade é interessante, mas não é o ideal para o preço do produto, já que modelos mais baratos, como o Moto G6 Plus, tendem a ter uma melhor definição de cores.

Além disso, em ambientes pouco iluminados, a velocidade do obturador diminui para reduzir o ruído, o que faz com que o usuário tenha que segurar com mais firmeza para evitar que o resultado fique tremido.

Ficha técnica do Motorola One:

  • Tela IPS LCD de 5,9 polegadas
  • Resolução da tela: HD+ (1520 x 720 pixels)
  • Processador octa-core de até 2 GHz (Snapdragon 625)
  • Memória RAM de 4 GB
  • Armazenamento de 64 GB com expansão via microSD de até 256 GB
  • Câmera dupla traseira de 13 MP (f/2.0) + 2 MP (f/2.4)
  • Câmera frontal de 8 MP (f/2.0)
  • Bateria: 3.000 mAh;
  • Conectividade: 4G, 3G e Wi-Fi
  • Dimensões: 149,9 ×72,2 × 8 mm
  • Peso: 162 gramas
  • Sistema Operacional: Android One (Oreo)
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, giroscópio, bússola, impressões digitais

Veja as melhores ofertas do Motorola One no Zoom:

Smartphone Motorola MotorolaOne XT1941-3 64GB 4G

Leia também:

Mais sobre o /deumzoom: