Natal gamer: os melhores jogos e periféricos para presentear em 2020

Nossa lista reúne os melhores jogos, joysticks e headsets gamer para dar de presente no Natal

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 7 min. de leitura.

Compartilhe:

O Natal de 2020 está chegando e, com ele, a época de trocar presentes também. Já que ainda precisamos nos manter seguros dentro de casa, pode ser uma boa ideia presentear amigos e familiares com produtos que garantam a diversão tanto presencial quanto virtual, como videogames.

Com a chegada dos novos PlayStation 5 (PS5) e Xbox Series X/S, esse é o momento ideal para aproveitar os melhores games do final da geração passada (PlayStation 4 e Xbox One). Para não jogar sozinho, os controles e headsets gamer também podem fazer a alegria de muitos jogadores. Confira, a seguir, os melhores jogos e periféricos para presentear no Natal.

Leia também: 10 jogos com clima de verão para você se divertir nas férias

Veja os melhores jogos, joysticks e headsets gamer para presentear no Natal 2020. (Foto: Shutterstock/Taner Muhlis Karaguzel)
Veja os melhores jogos, joysticks e headsets gamer para presentear no Natal 2020. (Foto: Shutterstock/Taner Muhlis Karaguzel)

Jogos

Este foi um ano excepcional em matéria de jogos, como mostrado pelos indicados à premiação de "Melhor Jogo do Ano" do The Game Awards 2020, considerado o Oscar dos videogames.

O PlayStation 4 emplacou vários exclusivos, além de games multiplataforma que saíram também no Xbox One. O Nintendo Switch também se destacou com Animal Crossing: New Horizons.

No final do ano é comum que as lojas digitais, como PlayStation Store, Xbox Games Store e Nintendo eShop, realizem promoções com descontos nos preços dos principais games do ano. As lojas físicas também oferecem promoções exclusivas para aproveitar a época, então é fácil encontrar alguns desses títulos com bons descontos. A seguir, você confere os melhores jogos do ano para presentear no Natal.

The Last of Us Parte 2

Eleito o "Jogo do Ano", a sequência do aclamado game The Last of Us se passa alguns anos após os eventos do primeiro jogo. Uma cura para o fungo que transforma pessoas em uma espécie de zumbi não pode ser encontrada, mas a humanidade começa a se reestruturar em pequenas comunidades.

Dessa vez, o jogador controla Ellie, a menina que era protegida no primeiro game. Após ter crescido neste mundo, sua comunidade é atacada por um grupo violento e ela se lança em uma intensa jornada de vingança.

The Last of Us Parte 2 continua a história de Ellie em um mundo pós-apocalíptico (Divulgação: PlayStation)
The Last of Us Parte 2 continua a história de Ellie em um mundo pós-apocalíptico (Divulgação: PlayStation)

Leia também: Melhores jogos de PS4 em 2020: veja games de ação, RPG e FPS para se divertir

Animal Crossing: New Horizons

O novo capítulo da série Animal Crossing coloca jogadores em uma ilha deserta enquanto eles a tornam mais habitável para atrair cada vez mais moradores. Assim como em outros games da franquia, é preciso realizar tarefas como coletar itens, insetos e pescar para pagar suas contas.

A maior novidade neste capítulo é o sistema de bricolagem, em que o jogador pode criar seus próprios móveis e decorações para dar aquele toque pessoal na ilha inteira, não apenas dentro da sua casa.

Animal Crossing; New Horizons expand a série com criação de itens e decoração de sua ilha (Divulgação: Nintendo)
Animal Crossing; New Horizons expand a série com criação de itens e decoração de sua ilha (Divulgação: Nintendo)

Leia também: Melhores jogos de Nintendo Switch em 2020: 10 games para o console

Doom Eternal

O reboot de 2016 de Doom também recebeu uma sequência, a qual expande tudo do game original. O ressurgimento da clássica franquia de tiro estabeleceu um novo estilo de jogo frenético com hordas de inimigos na tela e muito tiroteio sem empecilhos.

Em Doom Eternal há também um modo multiplayer assimétrico, no qual dois participantes podem assumir o papel dos demônios e caçar outro jogador, que é o Doom Slayer.

Doom Eternal traz mais da ação frenética ressuscitada pelo reboot de 2016 (Divulgação: Bethesda)
Doom Eternal traz mais da ação frenética ressuscitada pelo reboot de 2016 (Divulgação: Bethesda)

Leia também: Melhores jogos de Xbox One em 2020: 10 games de ação, RPG, FPS e mais

Ghost of Tsushima

Uma das surpresas de 2020 foi Ghost of Tsushima, um novo jogo de samurais pelos desenvolvedores da franquia Infamous. O jogo conta a história de Jin Sakai, um guerreiro que deve defender a ilha de Tsushima contra uma invasão mongol. Após ser derrotado como samurai, Jin precisa escolher se continua no caminho da honra ou se adere a práticas sorrateiras para vencer, se transformando em um fantasma que ataca nas sombras.

Ghost of Tsushima surpreendeu ao trazer um jogo com belos visuais e dilemas profundos (Reprodução: PlayStation Blog)
Ghost of Tsushima surpreendeu ao trazer um jogo com belos visuais e dilemas profundos (Reprodução: PlayStation Blog)

Hades

O game independente Hades não só entrou na lista de indicados dos melhores do ano como era um forte concorrente para vencer. Este jogo "rogue" com temática de mitologia grega coloca os usuários no papel de Zagreus, filho do deus do submundo Hades, enquanto ele tenta escapar dos domínios de seu pai.

Como é comum em jogos do gênero "rogue", o jogador morre bastante, mas a cada morte pode se fortalecer mais e melhorar seu relacionamento com outros deuses para ir cada vez mais longe em sua jornada.

Hades é um game independente que conquistou seu espaço entre os grandes jogos (Divulgação: Supergiant Games)
Hades é um game independente que conquistou seu espaço entre os grandes jogos (Divulgação: Supergiant Games)

Leia também: Melhores jogos para PC em 2020: Doom Eternal, The Sims, Half-Life e mais

Final Fantasy VII Remake

O clássico Final Fantasy VII do PlayStation One ganhou um remake no PlayStation 4 que reimagina as horas iniciais da aventura, quando o grupo ainda está em Midgard. O jogo traz um novo sistema de batalha voltado para a ação, gráficos refeitos, missões extras que se aprofundam na história e algumas mudanças para surpreender antigos fãs.

Final Fantasy VII Remake traz uma versão reimaginada do clássico game do primeiro PlayStation (Divulgação: Square Enix)
Final Fantasy VII Remake traz uma versão reimaginada do clássico game do primeiro PlayStation (Divulgação: Square Enix)

Controles

Ao presentear com novos consoles ou jogos, pode ser uma boa ideia adquirir também um joystick extra para jogar em multiplayer. Todos os joysticks dos videogames atuais são também compatíveis com PC usando cabos USB.

DualShock 4

O controle básico do PlayStation 4 permite jogar os games do console e conta com uma pequeno painel de toque no centro especialmente útil para navegar por mapas e para realizar funções menos comuns nos jogos. O joystick tem também sensores de movimento, mas poucos games utilizam essa função atualmente.

O DualShock 4 oferece funções como painel de toque e controle de movimento (Divulgação: PlayStation)
O DualShock 4 oferece funções como painel de toque e controle de movimento (Divulgação: PlayStation)

Xbox One Controller

O joystick do Xbox One também oferece o básico para jogar os games do console em multiplayer, mas tem uma vantagem extra por ser também compatível com a próxima geração. A Microsoft oferece total compatibilidade entre acessórios do Xbox One com Xbox Series X/S, algo que não acontece entre o joystick do PS4 com o PS5.

O controle do Xbox One oferece uma experiência tradicional, além de ser compatível com o Xbox Series X/S (Divulgação: Microsoft)
O controle do Xbox One oferece uma experiência tradicional, além de ser compatível com o Xbox Series X/S (Divulgação: Microsoft)

DualSense

O PlayStation 5 foi o console que trouxe o joystick com maior evolução em relação à geração anterior. O DualSense conta com funções hápticas que simulam vários efeitos de vibração dentro do joystick, além de criar diferentes sensações de resistência nos gatilhos. Alguns exemplos são games de tiro, nos quais cada arma tem certos níveis de pressão, ou em FIFA 21, em que um jogador cansado faz o botão de corrida oferecer mais dificuldade para ser apertado.

O DualSense foi o joystick com maiores mudanças ao apresentar gatilhos hápticos que oferecem resistência (Divulgação: PlayStation)
O DualSense foi o joystick com maiores mudanças ao apresentar gatilhos hápticos que oferecem resistência (Divulgação: PlayStation)

Xbox Series Controller

No Xbox Series X/S o controle teve poucas mudanças em relação ao do Xbox One, mas recebeu algumas melhorias. Seu design é mais ergonômico, há um novo direcional digital mais confortável e o joystick conta com um botão "Share" para funções sociais, como capturar momentos do jogo em prints e vídeos.

O joystick do Xbox Series X/S mudou o direcional digital e adotou o botão "Share" para funções sociais (Divulgação: Microsoft)
O joystick do Xbox Series X/S mudou o direcional digital e adotou o botão "Share" para funções sociais (Divulgação: Microsoft)

Headsets gamer

Para jogar com amigos à distância em games online que exigem comunicação, um headset se torna essencial. Em jogos como Fortnite, Call of Duty e outros battle royale, eles podem ser usados para manter contato com todo o seu esquadrão e montar estratégias. Enquanto em games como Among Us eles dão uma nova dimensão de diversão.

Leia também: Melhor headset gamer: 12 modelos para comprar em 2020

HyperX Cloud Stinger

O modelo inicialmente mais acessível, o HyperX Cloud Stinger oferece toda a experiência que jogadores podem esperar de um headset com fio para múltiplas plataformas. Ele pode ser utilizado no PC, mas também em consoles como PlayStation 4 e Xbox One com a mesma qualidade de som. Quando não está em uso, os fones giram em 90 graus para posição de descanso.

O HyperX Cloud Stringer é uma ótima opção para usar seu headset em diversas plataformas (Divulgação: HyperX)
O HyperX Cloud Stringer é uma ótima opção para usar seu headset em diversas plataformas (Divulgação: HyperX)

Logitech G533

Dentre os modelos da lista, o Logitech G533 é o único sem fio, o qual oferece mais liberdade para jogadores no PC sem precisar ficar preso a cabos. Ele tem bateria de lítio com capacidade para até 15 horas de uso e conta com um alcance de 15 metros de distância, segundo a fabricante.

O Logitech G533 oferece uma experiência sem fio com autonomia de até 15 horas (Divulgação: Logitech)
O Logitech G533 oferece uma experiência sem fio com autonomia de até 15 horas (Divulgação: Logitech)

Logitech G Pro

O modelo com fio Logitech G Pro oferece foco na comunicação entre jogadores no PC com recursos como equalização de vozes. Ele conta ainda com uma placa de som externa USB para realizar o processamento do áudio. Apenas fique atento pois é preciso ter os sistemas operacionais Windows 7 ou superior e Mac OS 10.11 ou superior para utilizá-lo.

O Logitech G Pro conta com uma placa de som externa para trazer a melhor captação de voz (Divulgação: Logitech)
O Logitech G Pro conta com uma placa de som externa para trazer a melhor captação de voz (Divulgação: Logitech)

Leia também: