Zoom indica em Impressora e Multifuncional

Você conhece as impressoras 3D?

Impressora 3D já é uma realidade. E daí?

impressora 3D
por Ricardo Bergher - Especialista em Tecnologia.

Já pensou em produzir objetos que você desenvolveu, sem precisar de nenhuma empresa intermediária? Pois é exatamente isso que faz uma impressora 3D: ela cria, do zero, objetos desenhados em um computador.

Mas vamos por partes. O primeiro passo é usar um software de modelagem tridimensional para desenhar o que você quer produzir, e enviar para a impressora 3D. Alguns programas já vêm até com modelos prontos, que você pode ou não modificar.

Impressora 3D: como funciona

No lugar da tinta de uma impressora ou multifuncional, a impressora 3D costuma usar plástico, principalmente os modelos domésticos. Esse plástico é aquecido até ficar quase líquido, e então a impressora despeja esse material, camada a camada, até formar o objeto.

O que você pode fazer com uma impressora 3D? Bem, os modelos ainda são bem simples, mas dá para desenhar e produzir acessório de moda, como brincos e bijuterias, brinquedos, jogos, capinhas de celular, objetos de decoração... Também é uma ótima forma de produzir seus próprios moldes e protótipos, dependendo da sua área de trabalho.

Vantagens e desvantagens da impressora 3D

Como a impressora 3D é um produto relativamente novo, é normal que ela ainda precise de algumas melhoras.

Do lado positivo, é uma maneira de produção sem desperdício, pois a impressora só utiliza a quantidade de material necessária em cada objeto. E o uso também não é tão caro quanto o esperado: 1kg de filamento plástico pode custar entre R$150,00 e R$200,00, e produz cerca de 400 objetos do tamanho de peças de xadrez. Fora que você tem liberdade na criação e pode desenhar objetos totalmente customizados.

Porém, as impressoras 3D ainda pedem um investimento mais alto, e podem ter o manuseio um pouco complicado. Além disso, os objetos não têm o acabamento perfeito, podem ficar um pouco grosseiros e com frisos aparentes entre as camadas.

Já existem algumas impressoras 3D que trabalham com outros materiais, como pó de gesso, resinas ou cerâmica. Mas elas são muito caras, indicadas para uso profissional. Mas se esta for uma evolução, pode ser que represente uma melhora na questão do acabamento.

O que já foi feito com uma impressora 3D? E o que esperar do futuro?

Modelos de impressoras 3D desenvolvidos para trabalhar com materiais específicos já mostraram algumas possibilidades bem interessantes. Por exemplo, uma impressora que trabalhava com fibras sintéticas produziram roupas e biquínis. E já teve até um modelo que montou um instrumento musical e uma impressora 3D que usou para imprimir uma pizza!

Em outros testes, uma impressora 3D com quase 10m de altura imprimiu paredes para montar uma casa! E o melhor? Essas tentativas mostram que essas casas podem sair mais baratas do que com os métodos usados na construção civil atual.

E não fica por aí! Estudos buscam formas de usar essa tecnologia no desenvolvimento de ossos, próteses e outras aplicações médicas. Ou seja, aparentemente a impressora 3D pode vir a ser uma das principais ferramentas das mais diversas áreas.

 

Procura por outros produtos? No Zoom você encontra as novidades e o que mais você quiser! Pesquise e compare preços.

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em impressora e multifuncional