A acessibilidade é algo muito importante na vida das pessoas que têm alguma necessidade especial, pois é por meio dela que conseguem se inserir na sociedade de maneira independente e, assim, têm a oportunidade de fazer a diferença também. No caso das pessoas que não podem enxergar, os livros em braille as ajudam a conhecer um mundo muito diferente das suas perspectivas.

Nesse sentido, não podemos deixar de apresentar quatro dicas incríveis de livros para cegos que você precisa conhecer, tanto para o público infantil quanto adulto. Eles vão propiciar um novo olhar sobre o mundo àqueles que precisam usar a imaginação para ter essa sensação!

4. O livro infantil: Madrugada na casa do Bruxo, de Elizete Lisboa

Madrugada na Casa do Bruxo - Texto Também Em Braile - Lisboa, Elizete - 9788532907707

Um excelente livro infantile, essa obra conta a engraçada história de um bruxo, o qual acorda no meio da noite assustado e percebe que tem um fantasma em sua casa. Durante a leitura, você perceberá que o vento e os bichos farão uma grande confusão, pois o medo fez com que o bruxo veja coisas que não existem.

O livro é ricamente ilustrado com desenhos em alto-relevo para facilitar a leitura e compreensão com as mãos.

3. Jornalismo em Braille, de Alessandra Nascimento, é pesquisa científica

Jornalismo em Braille - Alessandra Lima Nascimento - 9788547100056

A escritora Alessandra de Lima Nascimento consegue passar em sua obra um conteúdo com teor científico. Durante o seu desenvolvimento, ela procurou identificar a aceitação e o interesse do público por um veículo de comunicação em braille.

Sua pesquisa foi realizada em um órgão público implantado há dois anos no município de Sinop — MT, o qual visa ajudar a melhorar o aprendizado de pessoas com deficiência visual. O nome do órgão é Instituto Criança.

2. O autor de Feche os Olhos para Ver Melhor também é deficiente visual e fala das suas experiências

O autor Sérgio Sá também é deficiente visual e, com o seu livro, ele quer passar para o leitor como é possível desenvolver seus sentidos e descobrir novos limites.

Além disso, ele relata suas experiências vividas, a fim de incentivar as pessoas a acreditarem em si mesmas e não desistir da sua jornada.

1. Era uma Vez uma Página em Branco, de Ana Carmen Nogueira, é muito criativo

Era uma Vez uma Página em Branco 1ª Edição 2009 - Nogueira, Ana Carmen Franco - 9788572722575

Esse livro muito criativo foi escrito por Ana Carmen Nogueira. Nele, a autora tenta explicar para as crianças que têm deficiência visual o que é uma página em branco. Mas como ela fez isso? De início, a criança tem a noção do que é a página em branco, passando a mão pela folha lisa.

Depois, ao inserir um ponto de verniz texturizado, ela consegue assimilar o que não é uma página vazia. A partir daí, Ana Carmen consegue apresentar conceitos fáceis de serem identificados pelo tato, como o lado direito, esquerdo, centro da página, etc.

Os livros em braille revolucionaram a vida das pessoas que sofrem com a deficiência visual. Além disso, eles são uma importante porta de acesso à educação e cultura, que dão um novo sentido à vida do indivíduo e são fundamentais para a vida em sociedade.

Quer saber onde encontrar mais livros incríveis? Dê um Zoom e confira os Livros Mais Vendidos do Momento!

Leia também: