Zoom indica em Livros

Os 20 Melhores Livros de Todos os Tempos

Veja os livros que marcaram época e continuam nas estantes de diversas gerações!

Livros
por Luiza Ramalho - Especialista em Livros e Música.

Você é uma dessas pessoas que adora sentar no sofá em um domingo preguiçoso, abrir um bom livro e mergulhar em sua história, esquecendo o mundo à sua volta? Então você chegou ao lugar certo!

Pois aqui, neste artigo, vamos te ajudar a escolher sua próxima leitura com uma lista de grandes clássicos da literatura mundial. São os mais variados gêneros, épocas e escolas. Confira!

A distopia 1984 é um poderoso estudo ficcional sobre as sociedades totalitárias

Lançado pouco antes da morte de Orwell, 1984 logo se transformou num clássico moderno e um dos romances mais influentes do século XX. O livro narra a vida de um homem dentro de uma sociedade futurista distópica completamente dominada por um Estado totalitário, simbolizado pelo Grande Irmão.

Este é um poder que está em todos os lugares, tudo vê e, assim controla a vida dos indivíduos, ao mesmo tempo em que reflete um vazio histórico e ideológico. Publicado em 1949, logo após a Guerra, o livro é uma alegoria dura dos regimes totalitários que marcaram para sempre a humanidade.

Clique aqui e leia sobre os 70 anos do Livro 1984

Título original Nineteen Eighty-Four
Autor George Orwell
Editora Companhia das Letras
Número de páginas 416
Ano de lançamento 1949

Cem Anos de Solidão levou o realismo fantástico de García Márquez ao mundo

A vasta e brilhante obra do jornalista e escritor colombiano Gabriel García Márquez ganhou um novo patamar com a publicação de Cem Anos de Solidão, o que pavimentou seu caminho ao Nobel de Literatura, que ganhou em 1982.

O livro nos mergulha na vida dos membros da família Buendía por várias gerações, no universo fantástico da fictícia Macondo, vilarejo onde vive a família e que se transforma ele próprio em personagem vivo da trama.

Clique aqui e leia mais sobre Cem Anos de Solidão virar série em uma produção original Netflix

Título original Cien Años de Soledad 
Autor Gabriel García Márquez 
Editora Record 
Número de páginas 448 
Ano de lançamento 1967 

Ficções reúne os textos mais célebres do genial escritor argentino Jorge Luis Borges

Ao lado de Cortázar, García Márquez e outros escritores, o argentino Jorge Luis Borges ajudou a colocar a literatura latino-americana do século XX entre as mais prestigiadas do mundo.

Ficções é um conjunto de contos em que o autor, por meio de sua linguagem narrativa quase anárquica, que se confunde com o próprio conteúdo, cria seus universos a partir de labirintos e espelhos que refletem sobre o tempo, o infinito e a eternidade. O livro reúne os mais célebres textos de Borges, cuja prosa transita entre a poesia e o ensaio filosófico.

Título original Ficciones 
Autor Jorge Luis Borges 
Editora Companhia das Letras 
Número de páginas 176 
Ano de lançamento 1944 

A Veias Abertas da América Latina é um clássico libertário do escritor uruguaio Eduardo Galeano

O livro de Eduardo Galeano é uma espécie de inventário deste continente marcado pela colonização e exploração constante de suas riquezas pelas grandes potências mundiais.

Escrito em 1971 e atualizado em 1977, surgiu numa época em que vários países latinos viviam sob o jugo de violentas ditaduras e buscavam, cada um à sua maneira, o caminho para a democracia e a liberdade - preceitos poucas vezes respeitados na história do continente, tão bem explicada pelo escritor uruguaio neste clássico libertário.

Título original Las Venas Abiertas de América Latina  
Autor Eduardo Galeano
Editora L&PM 
Número de páginas 400 
Ano de lançamento 1971

Crime e Castigo expõe os conflitos morais inerentes à condição humana

Escrito durante a romântica segunda metade do século XIX, o clássico da literatura universal de Dostoiévski foi uma das obras precursoras do realismo trágico na literatura moderna.

O escritor russo explora em Crime e Castigo as mais variadas facetas da psicologia humana ao colocar seu protagonista num profundo dilema moral após cometer um homicídio em busca de sua redenção espiritual.

Título original Prestuplênie i nakazánie 
Autor Fiódor Dostoiévski 
Editora Martin Claret 
Número de páginas 688 
Ano de lançamento 1866

Guerra e Paz, de Liev Tolstói, criou um novo gênero de ficção e elaborou uma teoria fatalista da História

“Não é um romance, muito menos uma epopeia, menos ainda uma crônica histórica”, assim (não) define Liev Tolstói a sua obra-prima e um dos mais importantes livros da literatura mundial. Guerra e Paz acompanha a vida de cinco famílias aristocráticas russas no período em que as tropas napoleônicas invadiram o país, entre 1805 e 1820.

O escritor narra o cotidiano das pessoas em meio a uma invasão e o impacto que a guerra pode causar no meio social e na psique dos personagens, tudo isso narrado de forma genial, com extrema riqueza de detalhes.

Título original Война и мир
Autor Liev Tolstói 
Editora Companhia das Letras
Número de páginas 1544
Ano de lançamento 1869 

O romance distópico Admirável Mundo Novo é um clássico da literatura de ficção científica

Ao lado de 1984, de Orwell, o romance distópico Admirável Mundo Novo é a grande obra literária que tematiza os regimes autoritários através de uma alegoria de uma sociedade avançada cientificamente, mas que perdeu qualquer vestígio de valor humanista.

Ambientado num futuro distópico em que uma sociedade é construída completamente sob os princípios da ciência, da técnica e das linhas de produção, que suprime qualquer traço de individualidade de seus indivíduos, o livro de Huxley é uma crítica mordaz ao capitalismo e à sociedade industrial.

Título original Brave New World 
Autor Aldous Huxley 
Editora Biblioteca Azul 
Número de páginas 312
Ano de lançamento 1932

Memórias Póstumas de Brás Cubas é um dos grandes clássicos da literatura nacional

Um dos livros mais importantes da obra de Machado de Assis, considerado por muitos o maior escritor brasileiro de todos os tempos, o romance é tido como o precursor do realismo na literatura do Brasil.

O narrador Brás Cubas, depois de morto, conversa com o leitor e conta sua vida através de um olhar sarcástico, em que critica em vários sentidos a sociedade e a época em que viveu. Um verdadeiro estudo filosófico e social da sociedade carioca do século XIX.

Título original Memórias Póstumas de Brás Cubas
Autor Machado de Assis 
Editora Panda Books
Número de páginas 356
Ano de lançamento 1881

Ensaio Sobre a Cegueira é o livro mais conhecido de José Saramago

O livro é um dos mais importantes da carreira do Nobel de Literatura de 1998, José Saramago. Uma epidemia de cegueira atinge uma população e os acometidos por esse estranho fenômeno são confinados em quarentena, quando se vêem reduzidos à essência humana.

A cegueira é utilizada pelo escritor português como uma metáfora dos tempos sombrios próximos à virada de milênio que se aproximava.

Título original Ensaio Sobre a Cegueira 
Autor José Saramago
Editora Companhia das Letras
Número de páginas 312 
Ano de lançamento 1995

João Guimarães Rosa dá ao sertão mineiro uma dimensão universal em Grande Sertão: Veredas

Guimarães Rosa é um dos grandes escritores da literatura lusófona e Grande Sertão: Veredas está entre seus principais romances de sua celebrada obra.

O livro revolucionou a literatura brasileira ao tratar de questões universais como o sofrimento, o amor, a violência, a força e a alegria através de uma viagem pelo sertão mineiro. O sertanejo serve como o corpo no qual Rosa insere o mais profundo mergulho na alma humana.

Título original Grande Sertão: Veredas 
Autor João Guimarães Rosa
Editora Companhia das Letras 
Número de páginas 552 
Ano de lançamento 1956 

A tragédia Romeu e Julieta é uma das mais conhecidas e interpretadas de William Shakespeare

A primeira das grandes tragédias de Shakespeare narra a história de amor proibido entre dois jovens de duas famílias que estão em guerra há muito tempo.

Romeu e Julieta entrou para sempre no imaginário popular e sua trama inspirou uma variedade enorme interpretações, adaptações e releituras. Sem dúvida, uma das histórias de amor mais célebres da história do teatro e da literatura.

Título original Romeo and Juliet 
Autor William Shakespeare 
Editora Penguin 
Número de páginas 248 
Ano de lançamento 1597

O Diário de Anne Frank é um relato aterrador dos horrores do Holocausto

Escrito entre 1942 e 1944, o livro é um relato diário da vida de uma menina de 15 anos que, junto com seus familiares judeus, ficou escondida e depois foi capturada pelas tropas nazistas durante a invasão dos Países Baixos na Segunda Guerra Mundial.

O relato de Anne mostra o sofrimento e a barbárie sofrida pelos judeus confinados nos campos de concentração. É um dos livros mais lidos no mundo e está entre as mais importantes obras sobre o Holocausto.

Título original The Diary of Anne Frank 
Autora Anne Frank 
Editora Record 
Número de páginas 352 
Ano de lançamento 1947

Dom Quixote é considerado por muitos como o expoente máximo da literatura espanhola

As aventuras de Dom Quixote, um fidalgo sonhador que imagina viver dentro de uma história dos populares romances de cavalaria da época, e seu fiel escudeiro Sancho Pança atravessa gerações e se renova a cada era.

Em 2002, a obra de Cervantes foi considerada por uma comissão formada por escritores de 54 países diferentes como o melhor livro de ficção de todos os tempos.

Título original Dom Quixote de la Mancha 
Autor Miguel de Cervantes 
Editora Nova Fronteira 
Número de páginas 1248 
Ano de lançamento 1605

O Corcunda de Notre Dame retrata uma Paris ainda gótica e sua transformação

O romance de Victor Hugo é um clássico da literatura francesa e mundial. A obra vai muito além da história de amor impossível entre a cigana Esmeralda e o corcunda sineiro Quasímodo: é um retrato verdadeiro e fiel da transição de Paris entre duas épocas.

O livro é quase um documento sobre a história da arquitetura gótica que vigorou até o início do século XIX.

Título original Notre-Dame de Paris  
Autor Victor Hugo 
Editora Zahar
Número de páginas 624 
Ano de lançamento 1831

On The Road é o manifesto de um dos principais movimentos da contracultura

O livro é a obra-prima de Jack Kerouac, um dos expoentes do movimento beatnick norte-americano, que serviu de extrema influência para a juventude dos anos 60 que buscava colocar uma mochila nas costas e sair viajando sem rumo definido.

O espírito libertador e a busca pelo autoconhecimento através da estrada encontram sua maior tradução em On The Road, que também revolucionou no aspecto narrativo.

Título original On The Road 
Autor Jack Kerouac 
Editora L&PM
Número de páginas 384
Ano de lançamento 1957

Mrs. Dalloway é a obra mais importante de uma das maiores escritoras do século XX

O relato de um dia na vida de uma socialite da Inglaterra pós-guerra enquanto ela prepara uma festa em seu apartamento se transforma num mosaico interior da narradora e dos demais personagens da trama.

O importante jornal britânico The Guardian colocou o romance em sua lista de 100 melhores livros de todos os tempos.

Título original Mrs. Dalloway
Autora Virginia Woolf 
Tradução Tomaz Tadeu
Editora Autêntica 
Número de páginas 272
Ano de lançamento 1925 

Divina Comédia: o poema épico de Dante é um dos pilares formadores da língua italiana

O poema - dividido em três partes - narra uma jornada épica para chegar da tormenta do inferno, ultrapassar a montanha do purgatório e chegar finalmente no paraíso.

A alegoria cristã de Dante é um dos maiores clássicos da literatura mundial e inseriu a imagem do Inferno no imaginário coletivo ocidental. É considerado um dos textos fundadores da língua italiana moderna.

Título original Divina Commedia 
Autor Dante Alighieri 
Editora Editora 34 
Número de páginas 696 
Ano de lançamento 1304 - 1321

A Metamorfose, de Kafka, é uma reflexão sobre a condição humana

Num dia qualquer, Gregor Samsa, acorda como um inseto grotesco. A partir do fato insólito e surreal, Franz Kafka elabora um dos grandes tratados filosóficos sobre a condição humana e a sua natureza trágica, através do estilo cru e realista de um dos grandes nomes da ficção universal.

Título original Die Verwandlung 
Autor Franz Kafka 
Editora Companhia das Letras 
Número de páginas 104 
Ano de lançamento 1915

Pantaleão e as Visitadorasé o romance mais célebre de Llosa, prêmio Nobel de Literatura de 2010

Mario Vargas Llosa é um dos principais nomes da literatura latino-americana moderna. Junto com autores como Gabriel García Márquez, Jorge Luis Borges e Julio Cortázar, o peruano foi um dos responsáveis pelo chamado “boom latino” dentro da literatura da segunda metade do século XX.

Pantaleão e as Visitadoras é um divertido romance em que acompanhamos a empreitada de um recém-promovido capitão do exército na missão de criar um serviço secreto de prostitutas dentro das Forças Armadas peruanas.

Título original Pantaleón y las Visitadoras 
Autor Mario Vargas Llosa
Editora Alfaguara
Número de páginas 248
Ano de lançamento 1974

Madame Bovary é considerado por muitos críticos como o “pai” dos romances realistas

O escritor francês Gustave Flaubert enfrentou um processo no qual era acusado de ofensa à moral e à religião pelo romance publicado pela primeira vez em 1856.

Ele foi absolvido pela corte, mas condenado pelos críticos puritanos da época, que não aceitaram as críticas ao modo de vida burguês e às elites contidas na obra, além da trama que chocou os costumes de então, ao tratar o adultério como forma de libertação da personagem Madame Bovary.

Título original Madame Bovary 
Autor Gustave Flaubert 
Editora Martin Claret 
Número de páginas 398 
Ano de lançamento 1856 

Leia também:

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em livros