Livros The Witcher: conheça a saga que originou o game e a série

Explicamos tudo que você precisa saber sobre os livros The Witcher, que originaram o jogo e a série.

Maria Paula BrunoEstagiária

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

Compartilhe:

O Continente, colonizado por elfos e posteriormente populado por gnomos e anões, sofre com um cataclisma, que traz para o local monstros e criaturas sobrenaturais. Parece confuso, mas esse é o cenário de The Witcher. A saga, que ficou famosa após a sequência de games, tem o bruxo Geralt de Rívia como personagem principal e sua função é proteger, de maneira não tão convencional assim, a população.

Apesar da fama dos jogos e, agora, da adaptação da história como série para a Netflix, tudo começou décadas atrás com os livros de The Witcher. Andrzej Sapkowski, escritor polônes, redigiu a primeira narrativa sobre o universo em 1986 para participar de um concurso literário de uma revista polonesa especializada em ficção e fantasia. A obra lhe rendeu o terceiro lugar na competição e um dos 6 contos de O Último Desejo, o exemplar que deu origem ao mundo fictício.

Arte com o lobo branco do medalhão de Geralt de Rívia. (Imagem:Reprodução/Shutterstock)
Arte com o lobo branco do medalhão de Geralt de Rívia. (Imagem:Reprodução/Shutterstock)

Livros de The Witcher

Livro de contos que iniciou a saga em versão capa dura. (Imagem:Divulgação/Editora WMF Martins Fontes)
Livro de contos que iniciou a saga em versão capa dura. (Imagem:Divulgação/Editora WMF Martins Fontes)

Como já dito, a obra que introduziu os bruxos foi O Último Desejo, um livro de contos publicado em 1993. O autor deu sequência ao trabalho com mais um exemplar de histórias curtas, mas foi só a partir da escrita dos romances, a consagrada Saga do Sangue dos Elfos, que ficou conhecido em seu país, a Polônia. Após alguns anos, os títulos receberam tradução para demais países da Europa.

Em 2007, a CD Projekt Red comprou o direito para realização dos games e lançou o primeiro jogo de The Witcher. A repercussão foi tanta que os escritos receberam tradução para outros países e, assim, foram alavancados para o mundo inteiro. No Brasil, apenas em 2011 estavam disponíveis em português.

Ordem dos livros The Witcher

Os livros de The Witcher são divididos em duas coletâneas: os contos e os romances mundialmente conhecido como A Saga do Sangue dos Elfos. A leitura funciona bem separadamente e nos apresenta aos personagens Geralt, Ciri, Yennefer e Triss. É possível consumi-los fora de ordem e entender quase tudo sobre o universo sem grandes problemas. Porém, para quem busca uma cronologia e ambientação maior:

  • O Último Desejo (1993): Contos
  • A Espada do Destino (1993): Contos
  • O Sangue dos Elfos (1994): Primeiro romance
  • Tempo do Desprezo (1995): Segundo romance
  • Batismo de Fogo (1996): Terceiro romance
  • A Torre da Andorinha (1997): Quarto romance
  • A Senhora do Lago (1999): Quinto romance

Em 2019 ganharam uma nova edição em capa dura e, atualmente, o primeiro da lista encontra-se disponível para leitura gratuita pelo Kindle Unlimited.

Ainda não é assinante da plataforma? A gente te ajuda a descobrir se vale a pena. Leia também: Kindle Unlimited vale a pena? Conheça o catálogo da Amazon

O jogo The Witcher

The Witcher 3: Wild Hunt. (Imagem:Divulgação/CD Projekt Red)
The Witcher 3: Wild Hunt. (Imagem:Divulgação/CD Projekt Red)

A franquia de jogos começou quando a CD Red Projekt, em 2007, lançou o primeiro game. Nele, o personagem principal, o bruxo Geralt, perde a memória e, com o decorrer do tempo, se redescobre e apresenta seu universo ao jogador. Seu sucesso impulsionou novamente os livros e suas respectivas traduções. Em 2015, The Witcher 2: Assassins of Kings chegou ao mercado e em 2015, com The Witcher 3: Wild Hunt (PS4/Xbox), conquistou o posto de um dos RPGs mais famosos do planeta com mais de 40 milhões de cópias vendidas.

O jogo trouxe gráficos muito bem feitos, uma história rica e cuidadosamente pensada e muitas possibilidades para explorar, o que lhe garantiu o prêmio de Jogo do Ano. Inclusive, a desenvolvedora afirmou que a franquia estará disponível para a nova geração dos consoles, o PS5 e Xbox Series X, com melhorias na jogabilidade. Nós já fizemos alguns artigos sobre ele, então, confira aqui nossa matéria sobre a adaptação para os novos videogames.

Em relação aos livros, os games não são baseados nas obras escritas. São considerados adaptações não-canônicas e funcionam como um “complemento” das aventuras vividas por Geralt na literatura.

A série The Witcher

Série adaptação dos livros The Witcher pela Netflix. (Imagem:Divulgação/Netflix)
Série adaptação dos livros The Witcher pela Netflix. (Imagem:Divulgação/Netflix)

Em 2019, a saga entrou para o catálogo da Netflix. A plataforma de streaming produziu a série, criada por Lauren Schmidt Hissrich, produtora e roteirista de televisão americana. Devido ao sucesso, no mesmo ano de lançamento, foi renovada para a segunda temporada, com previsão de estreia para o segundo semestre de 2021.

Diferente do jogo, aqui a narrativa tem base nos livros, especificamente os dois primeiros do autor - O Último Desejo e A Espada do Destino. Lauren afirmou em entrevista que pretende rodar 7 temporadas, portanto, espera-se que outros títulos da sequência também sejam contemplados. Por fim, nos papéis principais, Henry Cavill é Geralt, Anya Chalotra é Yennefer, Freya Allan interpreta Ciri, Anna Shaffer é a Triss e, finalmente, Joey Batey interpreta Jaskier, nome do personagem Dandelion na adaptação para tv.

E aí, gostou? Antes de pular para outro artigo, queremos te dar uma dica extra. Confira aqui nossa página de conteúdo exclusivo sobre livros! Lá você encontra listas com os melhores livros de suspense, resenhas e mais curiosidades como essa. Se preferir os jogos, temos uma só para games também. Dá uma olhada aqui!

Leia também: