Entenda antes de comprar em Mouse

Como escolher um mouse gamer? Confira dicas!

Encontrar um mouse gamer confortável é tão importante quanto a resolução!

como escolher um mouse gamer
por Felipe Brito - Especialista em Tecnologia.

Processador, memória RAM, placa de vídeo... Escolher um notebook ou PC para games envolve muitos detalhes. E não acaba aí! Quem quer aproveitar melhor os games mais complexos também tem que ficar bem atento aos periféricos. O mouse certo, por exemplo, pode fazer toda a diferença no seu desempenho em jogos.

Mas como escolher um mouse gamer? Bem, é importante prestar atenção em alguns detalhes em relação ao conforto e à eficiência, como resolução, formato e funções.

Para te ajudar, montamos um guia completo sobre como escolher o melhor mouse para jogos para você. Dá uma olhada!

Resolução é a sensibilidade do mouse

Se você já procurou um mouse gamer para comprar, percebeu que uma das informações em destaque é a resolução em DPIs (Dots per Inch, ou Pontos por Polegada), ou seja, quantos pontos o mouse identifica em cada polegada percorrida.

Um mouse "normal", daqueles usados para navegar na internet e outras tarefas básicas, têm algo próximos de 400 DPIs. Já os mouses gamers e profissionais, podem chegar a números absurdos, passando dos 10.000 DPIs, mas uma taxa com algo entre 2.000 DPIs e 4.000 DPIs atende bem na maior parte das situações.

Quanto maior o DPI, mais sensível aos seus movimentos será o mouse, ou seja, ele vai acompanhar cada mudança de posição, por mais sutil que seja. Assim, jogos que pedem mais agilidade, pedem DPI mais altos, enquanto jogos que requerem mais precisão podem se beneficiar com configuração de DPI mais baixo, especialmente se você mexe bastante o mouse.

Por causa dessas diferentes necessidades, muitos modelos de mouse gamer oferecem botões alternância rápida de DPI, para que você faça as mudanças necessárias em cada momento de um mesmo jogo, de forma mais simples e ágil.

No fim das contas, o importante é definir com qual sensibilidade, ou seja, DPI, você se sente mais confortável.

Formato e ergonomia do mouse de acordo com a sua pegada

Aliás, conforto é outro ponto muito importante na hora de escolher um mouse gamer. É aí que entra a ergonomia, ou seja, o formato e outros detalhes da estrutura do mouse.

Para começar, você pode escolher entre modelos para destros ou canhotos, caso você use o mouse com a mão direita ou esquerda, que vão ter os botões de acesso e a posição do cursor otimizados. Tem também os mouses ambidestros, característica muito comum em mouses para jogos, com posicionamento simétrico de seus botões e do cursor, com o mesmo efeito em qualquer uma das mãos.

Depois, vale observar o seu tipo de pegada. Mais uma vez, é legal lembrar que cada jogador vai se sentir mais confortável com cada uma delas, sem nenhuma regra fixa.

Na pegada palm, você deixa a palma das mãos totalmente repousada sobre o corpo do mouse, com os dedos em posição de descanso sobre os botões. Essa é a pegada mais confortável para games que levam mais tempo, já que a mão fica "relaxada", mas não exigem tanta velocidade.

A pegada do tipo claw é a mais popular nos games de ação, com a parte próxima aos pulsos e os dedos apoiados no mouse e a palma arqueada. Dessa forma, fica mais fácil combinar a precisão nos movimentos do cursos e a velocidade dos cliques.

Menos usada, indicados para jogos que pedem movimentos mais leves e rápidos, porém menos precisos, temos a pegada fingertip, quando apenas as pontas dos dedos são usadas para movimentar o cursor e pressionar os botões.

Alguns mouses para jogos investem em um design modular, para que você possa escolher diferentes ajustes de tamanho e deixar a pegada mais confortável de acordo com as preferências de cada um.

Da mesma maneira, muitos modelos têm pesos adicionais, e podem ficar mais leves, para quem quer mais velocidade, ou mais pesados, para quem prefere estabilidade.

Também vale observar o design geral do mouse gamer, como a presença de curvas laterais para deixar os dedos em repouso e revestimento emborrachado para evitar que os dedos escorreguem.

Botões do mouse: quantidade e possibilidade de configurações

Os mouses para jogos costumam ter mais do que os três botões básicos dos modelos simples. O objetivo é que você possa configurar cada botão com ações e comandos de acordo com os seus games.

Nesse ponto, é legal observar a quantidade de botões e as possibilidades de configurações, para que você possa personalizar o mouse de acordo com seu perfil de jogo geral ou até com cada um dos seus games, atribuindo uma ação a cada botão.

Dependendo de quais games você curte, pode valer a pena investir em mouses com botões remapeáveis para configuração de macros, que permitem fazer combos ou séries de ações específicas com apenas um clique.

É claro que a posição de cada botão vai variar nos modelos, inclusive de acordo com a quantidade. Então é legal ver se o posicionamento dos comandos fica confortável para você, o que, mais uma vez, é uma questão puramente pessoal.

Sensor Óptico x Sensor Laser

Outra diferença que você pode notar é entre os tipos de sensores: ópticos ou laser. Teoricamente, os mouses gamer com sensores laser seriam mais precisos, já que a "leitura" dos pontos é mais acurada.

Mas isso não é regra, já que muitos mouses gamer ópticos têm sensores bem desenvolvidos e precisos, diferentes dos modelos comuns, aqueles chamados "mouse de escritório". No fim das contas, você deve procurar por mouses com sensores desenvolvidos especialmente para games, seja do tipo óptico ou laser.

É legal saber que os mouses a laser costumam identificar melhor alguns tipos de superfícies, mas recomendamos que você sempre jogue com um mousepad.

Mouse com iluminação RGB para maior imersão

Só pela quantidade de botões, já dá para perceber que o mouse gamer vai ter um visual bem diferente dos modelos regulares. Mas muitos deles também investem em mais efeitos de iluminação.

E a questão vai além do visual. Além de ajudar na imersão dos games, o mouse com iluminação personalizável também te ajuda a identificar rapidamente qual o perfil com o qual você está lidando, como o ajuste de DPI, por exemplo.

Por isso é legal investir em modelos que permitam a definição de diferentes cores e efeitos, já que assim você vai ter mais informações visuais, sem recorrer às configurações do mouse e do game.

Mouse gamer com conexão USB ou Wireless?

Para fazer conexão com o seu PC ou notebook, os mouses gamers, assim como outros modelos mais simples, vão usar a conexão por cabo USB ou Wireless.

A principal vantagem do mouse sem fio é a liberdade de movimentos, já que você não se enrola com a posição dos cabos e pode até se afastar do computador sem interromper a jogatina. Há alguns anos, os modelos sem fio tinham um desempenho um pouco pior que os modelos tradicionais, mas esse não é mais o caso, especialmente em modelos top de linha como os mouses gamer Logitech sem fio, por exemplo.

Esses modelos costumam ter alimentação por pilhas ou bateria, e, para evitar que o mouse "morra" bem no meio do jogo, vale optar por modelos com indicador de bateria.

Os mouses gamers com cabo USB não têm esse problema, já que a alimentação de energia é constante.

Também tem casos em que esse tipo de conexão favorece o tempo de resposta aos seus movimentos, mas aí é só dar preferência aos modelos com taxa mais rápida, independente do tipo de conexão.

Alguns pontos que podem causar problemas nos jogos

Os mais detalhistas podem verificar alguns testes antes de escolher o mouse gamer, para observar a ocorrência de questões como o jitter, o angle snapping e a aceleração.

O teste de jitter mostra se o sensor do mouse apresenta algum tipo de distorção, ou seja, se ele segue exatamente os movimentos que você realiza ou se tem pontos "tremidos", que podem atrapalhar na precisão.

Também é nesse ponto que entra o angle snapping, quando o mouse assume que o seu objetivo é sempre traçar uma linha reta, corrigindo seus movimentos nessa direção. Em um mouse gamer, o ideal é que ele acompanhe seus movimentos com total fidelidade, independente de linhas retas ou não.

O terceiro dos principais problemas que você pode encontrar em um mouse gamer é a aceleração. Se a aceleração for muito alta, o cursor vai além do que você movimentou, o que pode fazer você perder um alvo, por exemplo. Já a aceleração negativa causa um atraso no ponto de retorno, ou seja, te impede de fazer mudanças bruscas de direção, que pode ser essencial em alguns momentos de games muito ágeis.

O ideal é evitar mouses que tenham recursos de angle snapping e otimização de aceleração, ou que permitam que você desabilite essas opções.

Como escolher o melhor mouse gamer para você, com bom custo/benefício?

Na hora de comprar um mouse gamer, mais do que os detalhes de configuração, o mais importante é escolher um modelo que seja confortável, principalmente se você costuma passar muitas horas jogando.

Cada pessoa vai se entender melhor com um tipo de pegada, de sensor, de conexão, um peso diferente, e até mesmo uma DPI muito alta pode atrapalhar quem prefere ter movimentos mais controlados e calmos, por exemplo. Considere isso tudo antes de apostar em um modelo, já que o indicado como melhor mouse para alguém nem sempre vai ser o melhor para você.

Uma coisa é certa: vale ficar atento à estrutura do mouse. Optar por modelos mais baratos pode parecer uma boa ideia no primeiro momento, mas também um novo gasto em menos tempo do que você gostaria ou em sensores pouco precisos que vão atrapalhar os seus games, aquele famoso "barato que sai caro".

Mas também não precisa ir direto para os modelos mais caros do mercado, já que uma enorme quantidade de mouses gamers mais simples e intermediários podem te atender muitíssimo bem.

Por exemplo, caso você queira um mouse gamer que funcione bem em MOBAs ou outros jogos que não exigem muita aceleração, o mouse Shark Force, da Sharkoon é uma alternativa mais barata e pouco mais simples, com três opções de DPI (até 1.600 DPI) e seis botões.

Já o Logitech G203 é um modelo que pode ser encontrado na faixa de R$150 e garante recursos suficiente para jogos de FPS, com boa taxa de DPI, seis botões configuráveis, pegada no tipo claw, retroiluminação RGB e movimentação leve e ágil.

Com uma faixa de preço um pouco mais alta, o mouse gamer MasterMousePro L se destaca pela sua versatilidade, já que é um modelo ambidestro com grips laterais e concha intercambiáveis e ajustes em busca do formado mais adequado para sua mão. O mouse tem oito botões programáveis, sendo que opções para programação de macros dos dois lados, de 200 a 12.000 DPIs e o eficiente sensor PMW3360.

Caso você tenha gostado de ideia de configurar vários botões e comandos para os seus games, e também busca um dos melhores sensores disponíveis, o mouse Logitech G502 com 11 botões, flexibilidade total de configuração, de 200 a 12.000 DPIs é uma ótima alternativa.

 

Você pode ver mais opções na nossa lista de Melhores Mouses Razer do momento!

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em mouse