Mouse Logitech G203 preto com detalhes azuis em cima de mesa

Mouse Logitech G203 é ótima opção básica para gamers; veja o review

Testamos o mouse Logitech G203, uma alternativa mais barata para quem quer jogar no PC ou em notebooks

Guilherme ToscanoEditor

Publicado e atualizado 9 min. de leitura.

Compartilhe:

Antes de começar, já sinalizo que o mouse Logitech G203 não me impactou tanto quanto um dos seus irmãos, o "transformer" G502 Lightspeed, que também tive a oportunidade de experimentar. Porém, isso é de se esperar. Afinal, enquanto o G203 é uma opção mais barata para gamers, com preços próximos de R$ 130, o G502 Lightspeed pode superar os R$ 1.000.

E, pelo seu preço, o Logitech G203 entrega muito, até mais do que o esperado. Tem um design simples, mas bonito, com seu LED colorido que, por padrão, muda de cor constantemente. É confortável, embora de um jeito mais "comum", como é a expectativa com um mouse mais barato. Sua resolução vai de 200 a 8.000 DPI, o que garante uma maior sensibilidade aos movimentos do que mouses tradicionais.

Portanto, vem comigo para saber como foi a minha experiência com o mouse Logitech G203! Antes de você continuar a leitura, vale explicar que categorizamos os mouses de forma diferente para sermos justos na avaliação. Afinal, como expliquei no início do texto, não faria nem sentido comparar o G203 com o G502 Lightspeed, por exemplo.

Você pode conferir como avaliamos mouses por aqui e já mantém em mente que defini o G203 como um mouse gamer básico, e a nota será dada em cima dos parâmetros para essa categoria. E vamos ao review!

Mouse Logitech G203: prós e contras

Prós

O design, apesar de simples, é bonito, com seu LED que muda de cor constantemente durante o uso. Na verdade, a configuração das luzes é totalmente personalizável pelo Logitech G Hub, software da marca que funciona para todos os produtos lançados mais recentemente, incluindo não só os mouses como os teclados também.

A possibilidade de escolher a resolução também é bacana, até porque ela varia bastante entre 200 e 8.000 DPI. Nas configurações mais baixas, você terá que movimentar muito mais o mouse para que o cursor se mexa na tela. Nas mais altas, qualquer mínimo movimento faz o cursor sair voando.

Você pode escolher o mais confortável para seu uso, e criar configurações para momentos diferentes. Por exemplo, para trabalho, talvez você prefira uma resolução mais intermediária, próxima de 3.000. Porém, para jogar, uma maior sensibilidade pode ser importante e você prefira mudar para 6.000 ou 8.000.

Com o Logitech G Hub instalado, é possível trocar a DPI automaticamente, apenas com um toque do botão que fica em cima do mouse. Você pode fazer isso sem nem precisar abrir o programa e mexer lá dentro, mas vou explicar mais sobre isso posteriormente.

O preço também é um grande pró. Saindo por cerca de R$ 130 no dia da redação deste artigo, o Logitech G203 tem um bom custo-benefício.

Contras

Bem, o primeiro ponto negativo é que esse mouse é com fio, e não tem a opção de você usá-lo via Bluetooth, por exemplo. É necessário conectá-lo ao PC ou notebook pela conexão USB. Para alguns usuários, essa questão pode ser essencial. Pelo menos o fio é bem grande e não prejudica a mobilidade do mouse gamer Logitech G203. Se esse aspecto for importante para você, pode conferir nosso artigo com os melhores mouses sem fio em 2021.

Um ponto que não é exatamente um contra, mas sim um ponto de atenção, é que a Logitech afirma que o mouse tem seis botões personalizáveis. Isso é verdade, porém dois deles são os botões de clique direito e esquerdo. Um usuário dificilmente vai querer mexer nesses dois, já que são os que nós mais usamos e que tem funções "consagradas". Portanto, na prática, são quatro botões personalizáveis - o que não está nada mal e você pode configurar via G Hub.

O que vem na caixa

O Logitech G203 é um mouse com fio e seu cabo tem 2m
O Logitech G203 é um mouse com fio e seu cabo tem 2m
  • Mouse Logitech G203
  • Manual de instruções
  • Adesivo com a logo da Logitech
  • Termo de garantia

Ficha técnica

Design e acabamento do G203

O mouse gamer Logitech G203 é simples, mas cumpre tudo o que promete com o design. Ele realmente é pensado para gamers, com o LED colorido que, por padrão, tem um ciclo de diferentes cores como vermelho, verde, aul, roxo, rosa, branco, amarelo... E, como citei anteriormente, essas luzes podem ser configuradas dentro do Logitech G Hub.

Se você tiver dificuldade de achar o programa para baixar, pode ir direto no site oficial, a gente te dá essa ajudinha!

O G203 tem uma linha colorida que o contorna e a logo da Logitech com led que muda de cor (Imagem: Guilherme Toscano)
O G203 tem uma linha colorida que o contorna e a logo da Logitech com led que muda de cor (Imagem: Guilherme Toscano)

Voltando ao mouse que testei, você pode até mesmo criar suas próprias animações e variações para as cores que vão brilhar no mouse. É bem intuitivo e fácil, na aba "Lightsync" do G Hub.

Por padrão, o G203 vem com o modo "ciclo" ligado, que é o que as cores vão trocando em alguns segundos, na mesma ordem; porém, você pode personalizar como preferir (Reprodução: Guilherme Toscano)
Por padrão, o G203 vem com o modo "ciclo" ligado, que é o que as cores vão trocando em alguns segundos, na mesma ordem; porém, você pode personalizar como preferir (Reprodução: Guilherme Toscano)

Quando você troca a configuração de cor no G Hub, o LED do mouse imediatamente responde. Então, é possível ver se ficou legal e é realmente o que você quer em tempo real e, se necessário, testar outra configuração. Bacana, né?

Eu, particularmente, gostei de duas. A "ciclo", padrão que vai trocando de cor, e a "respiração", em que o LED se apaga e se acende no ritmo de uma pessoa respirando. Esse ritmo é você que define dentro do próprio G Hub. Em um game especialmente tenso, por exemplo, pode ser um elemento bom para aumentar a imersão do jogador!

Todos os botões são fáceis de alcançar com o uso normal do mouse, pelo menos para um destro, como eu.

A pegada do G203 é bem confortável, embora mais tradicional e comum do que em modelos premium
A pegada do G203 é bem confortável, embora mais tradicional e comum do que em modelos premium

Como uma opção mais barata, o mouse Logitech G203 não tem aqueles pesinhos que você pode inserir no produto para regular seu peso de acordo com o que você considera mais confortável.

Os botões

O G203 tem seis botões no total. Os dois tradicionais de clique direito e esquerdo, o da barra de rolagem, um na parte superior do mouse e dois na lateral esquerda do produto.

Os seis botões do mouse Logitech G203 são personalizáveis via software (Reprodução: Guilherme Toscano)
Os seis botões do mouse Logitech G203 são personalizáveis via software (Reprodução: Guilherme Toscano)
Não tem botões "escondidos" ou secretos, é bem fácil achar todos eles no produto
Não tem botões "escondidos" ou secretos, é bem fácil achar todos eles no produto

Por padrão, os botões têm as funções descritas no print do G Hub que coloquei acima. Os três da frente seguem as características normais de qualquer mouse. Os da esquerda servem para avançar ou voltar, por exemplo, ao usar o navegador. Se você quiser retornar a uma página visitada anteriormente, bastaria clicar no botão que fica atrás. E o de cima, que fica atrás da barra de rolagem, é o que faz a troca automática da resolução em DPI que você configurou no programa.

Você pode pré-setar até 5 velocidades de DPI pelo G Hub e, ao clicar no botão que fica em cima do mouse, ele passa automaticamente de uma para a outra (Reprodução: Guilherme Toscano)
Você pode pré-setar até 5 velocidades de DPI pelo G Hub e, ao clicar no botão que fica em cima do mouse, ele passa automaticamente de uma para a outra (Reprodução: Guilherme Toscano)

Todos esses botões do mouse gamer Logitech G203 podem ser configurados para terem outras atribuições por meio do G Hub. Você pode criar diferentes "perfis", cada um para um tipo de uso, em que os botões têm funções diferentes.

No software da marca, é possível cadastrar diferentes perfis com funções diferentes para os botões (Reprodução: Guilherme Toscano)
No software da marca, é possível cadastrar diferentes perfis com funções diferentes para os botões (Reprodução: Guilherme Toscano)

No entanto, é aquilo que falei no início do texto. A Logitech afirma que o mouse G203 tem seis botões programáveis, e isso é verdade mesmo. Porém, meio difícil alguém configurar os cliques direito e esquerdo para fazerem algo diferente das suas funções originais. É aquilo, nunca diga nunca, né? Mas, pelo menos para mim, só quatro dos botões eram realmente personalizáveis. Eu jamais mexeria nos dois mais tradicionais sob risco de me enrolar todo e ter que fazer tudo pelo teclado.

Para finalizar, é importante saber que você pode criar macros para os botões, já que eles são personalizáveis. Macros são sequências que você salva para depois ativar com uma única tecla - ou clique. Então, vamos supor que você sempre usa o comando "Ctrl C" e "Ctrl V", ou copiar e colar. Você pode salvar um macro no botão lateral da frente para "Ctrl C" e um no botão lateral de trás para "Ctrl V". Isso significa que o simples clique já vai executar o comando, sem você precisar usar o teclado. Isso serve para games, programas, aplicativos...

Sensibilidade

A variação de resolução do DPI é muito grande, indo de 200 a 8.000. Quanto maior esse número, maior a sensibilidade do cursor a qualquer movimento que você fizer com o G203. Para mim, o mais confortável para trabalhar foi 3.300 DPI.

Como já expliquei ao falar dos botões, você pode pré-setar até cinco velocidades no software da Logitech para alternar automaticamente entre elas com um simples clique no botão superior do mouse G203 (por padrão - você pode trocar qual botão faz isso na personalização).

Ou você pode abrir o programa e escolher qual DPI quer no seu mouse manualmente, selecionando dentro da barra qualquer valor entre 200 e 8.000.

Os botões laterais são os que faz mais sentido personalizar
Os botões laterais são os que faz mais sentido personalizar

Um dos tops da marca, o G502 Lightspeed, varia entre 100 e 25.600 DPI, e essa diferença é normal, uma vez que o G203 é uma opção bem mais básica. Mesmo assim, 8.000 é uma sensibilidade altíssima e que deve ser mais que suficiente para você aproveitar seus games e ter uma vantagem competitiva ao jogar online. Mouses básicos como o Logitech M280 que avaliamos aqui tem sensibilidade máxima de 1.000 DPI. Se nunca usou um mouse gamer antes, você com certeza sentirá muita diferença com os 8.000 desse modelo.

No entanto, logicamente, se você precisar de uma variação maior, talvez seja melhor investir em um modelo mais potente - e, naturalmente, mais caro.

Custo-benefício

O mouse Logitech G203 pode ser encontrado por ofertas a partir de R$ 129,90 no dia da redação deste artigo, 09/07/2021. Diante das suas opções de personalização tanto dos botões quanto da animação do LED, a resolução de 200 a 8.000 DPI e o conforto na hora de usar, eu diria que é um preço mais do que justo.

Ele é um excelente mouse para gamers que querem uma experiência diferenciada sem gastar demais. Também atende perfeitamente bem a tarefas do dia a dia, como uso de programas de produtividade e navegação na internet. Com a possibilidade de personalizar quatro botões (Logitech diz seis, mas acho que você entendeu meu ponto), ele também é uma boa pedida para quem trabalha com edição de vídeo ou foto.

Portanto, o Logitech G203 é sim uma ótima opção de mouse gamer básico, e o custo-benefício é um dos seus pontos mais fortes.

Produtos similares

Na mesma faixa de preço do G203, o Mouse Profissional USB Cobra da Redragon também promete uma boa experiência, embora eu não o tenha testado pessoalmente. Ao conferir a ficha técnica, percebi que ele também tem faixas de DPI personalizáveis, só que nesse caso vão até 10.000 DPI, superando o G203. Ele também tem LED com opção de configurar a iluminação e um design bonito.

A segunda opção é da Logitech, e é um G502, mas uma versão diferente da top de linha. Sem a possibilidade de uso sem fio, o G502 Hero traz muitos dos benefícios do seu primo mais potente, mas é mais simples do que ele - e, portanto, bem mais barato também. São 11 botões personalizáveis, pesos para ajustar o mouse para seu melhor conforto e um design que encaixa perfeitamente na mão.

Conclusão: o mouse Logitech G203 vale a pena?

A resposta é que sim, com certeza. Eu juro que tentei ser bem rigoroso com esse produto, já que dei uma nota 10 para o outro mouse da Logitech que testei, o G502 Lightspeed. Porém, a verdade é que a marca está entregando boas experiências para o preço que cobra.

Portanto, não dá para ser injusto: por um preço razoável dentro das suas vantagens, o mouse Logitech G203 tem um excelente custo-benefício, é confortável, bonito e personalizável. Por causa disso, a marca consegue a segunda medalha de ouro nos meus reviews: mais uma nota 10. Com o perdão da referência aos Jogos que vêm aí em Tóquio. Afinal, não resisti a encerrar o texto com essa brincadeirinha. Até a próxima!

Aproveitando, se você curte as Olimpíadas, temos artigos sobre!