Placa de vídeo: preço altíssimo é explicado por febre de mineração

Descubra porque os preços de placa de vídeo estão tão altos

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 5 min. de leitura.

Compartilhe:

Quando o preço das placas de vídeo vai baixar? Essa é uma das dúvidas mais comuns nos últimos tempos. O que vemos no mercado brasileiro atualmente são placas de vídeo de preços muito altos.

Existem alguns motivos que justificam a alta dos valores desses componentes. Além das placas de vídeo, também podemos ver um aumento em todo o mercado de peças de computador. Dê um Zoom e entenda mais sobre o porque as placas de vídeo estão com preços elevados.

Veja os motivos pela placa de vídeo preço alto atualmente (Foto: Reprodução/Shutterstock)
Veja os motivos pela placa de vídeo preço alto atualmente (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Quer saber como comprar ou montar uma máquina potente? Estes artigos podem te ajudar:

Placa de vídeo: preço está muito alto

Existem alguns motivos para que a placa de vídeo esteja com preço alto (Foto: Reprodução/Shutterstock)
Existem alguns motivos para que a placa de vídeo esteja com preço alto (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Com jogos de última geração sendo lançados com frequência, é normal que os jogadores queiram fazer um upgrade em sua máquina para ter o melhor desempenho e imagens.

Mas, se você acompanha os valores das placas de vídeo e outros componentes nos últimos tempos, deve ter percebido uma alta nos valores.

Essa alta é justificada por alguns fatores que possuem ligação direta entre si e afetam principalmente nosso mercado nacional.

Placa de vídeo: preço sofre impacto da produção na pandemia

Desde 2020, o mundo inteiro sofre com a pandemia do coronavírus. E isso impacta diretamente na produção das peças que compõem as placas de vídeo e diversos outros periféricos.

Além disso, faltam insumos básicos para a produção dessas peças, além de grandes fábricas também suspenderem suas atividades, em respeito ao distanciamento social, para evitar a proliferação do vírus.

Esses fatores impactam toda a cadeia de produção das placas de vídeo, tornando esses componentes mais escassos no mercado. E, com menos produtos, os que estão disponíveis acabam sofrendo a alta de preços.

Placa de vídeo: preço é influenciado por alta do dólar

Tratando-se do Brasil, além de sofrermos com os fatores do mercado externo, também temos a disparada do valor do dólar em relação a nossa moeda.

Dessa forma, as placas de vídeo também sofrem com essa diferença. Não é raro vermos placas que antes eram vendidas a R$ 4 mil hoje serem vendidas já na casa dos R$ 10 mil.

A desvalorização do real em relação ao dólar também contribui para a disparada dos valores, visto que importamos as placas de vídeo do exterior.

Placa de vídeo: preço alto também tem a ver com mineração de criptomoedas

As criptomoedas são moedas digitais que possuem valores definidos pelo seu próprio mercado. Essas moedas digitais não são atreladas a nenhum país ou governo, já que sua emissão não depende de nenhum destes órgãos.

Mas como as criptomoedas são emitidas? Para responder a essa questão, é necessário entender o processo de validação destas moedas digitais.

Existe um registro unificado sobre todas as transações de criptomoedas no mundo conhecido como blockchain. O blockchain reúne as informações necessárias para atestar as operações e impedir possíveis fraudes com as criptomoedas.

Quando ocorre uma transação com criptomoeda, ela é atestada e registrada no blockchain. Essa validação de informação precisa de processamento para ser feita. E como é feito esse processamento? Através de placas de vídeo, basicamente.

Diversas pessoas cedem o processamento de seus equipamentos para auxiliar na validação destes dados no mundo. Em troca, recebem uma pequena quantia de criptomoeda. Esse processo é conhecido como mineração.

Existem mineradores que possuem diversas placas de vídeo para ganhar criptomoedas (Foto: Reprodução/Shutterstock)
Existem mineradores que possuem diversas placas de vídeo para ganhar criptomoedas (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Esse é o método para se ganhar criptomoedas, de uma forma bem simples e fácil de se entender. E, com isso, também entendemos o porquê do aumento dos preços das placas de vídeo. Com a maior demanda por esses itens de hardware e a menor oferta por causa da escassez dos produtos no mercado explicada anteriormente, o preço dispara.

É importante frisar que a criptomoeda não é um recurso infinito, ou seja, não há forma de minerar a moeda digital se ela já não existir.

Isso visa a não inflacionar a moeda e acabar com o seu valor no mundo digital. É uma lógica semelhante ao que acontece com o ouro, por exemplo. Ele é muito valioso e existe de forma limitada na natureza.

Outro ponto para evitar mineração excessiva é que a validação das informações no blockchain ficam cada vez mais difíceis conforme aumenta a oferta de placas de vídeo disponíveis para processamento.

Assim, quanto mais se tem placas de vídeo fazendo a mineração, mais pesados se tornam os cálculos de validação e mais placas de vídeo são necessárias para suprirem a demanda. É um efeito cascata que acaba inflacionando os preços reais das placas de vídeo.

Com muitas pessoas investindo em placas de vídeo para fazer a mineração de criptomoedas, o mercado começa a sentir uma demanda de placa maior do que a oferta do mercado.

Isso eleva os preços das placas existentes e prejudica as pessoas que querem comprar uma placa de vídeo para outros fins como, por exemplo, jogar.

Placa de vídeo com preço alto: como o mundo gamer está lidando com a situação?

Os gamers sofrem com a alta dos preços das placas de vídeo (Foto: Reprodução/Shutterstock)
Os gamers sofrem com a alta dos preços das placas de vídeo (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Quem procura uma placa de vídeo para jogar está encontrando cada vez mais dificuldade para encontrar preços baixos.

Com tantos fatores que estão aumentando os preços das placas, a comunidade gamer se encontra em dificuldade para fazer upgrades em suas máquinas.

E as notícias das fabricantes também não são favoráveis. Segundo o site chinês MyDrivers, os preços irão aumentar ainda mais.

Isso porque alguns componentes, como os módulos de memória GDDR6 e GDDR6X, vão subir de preço. Esses componentes estão presentes nas placas de vídeo da NVIDIA e placas de vídeo AMD.

Placa de vídeo: preço alto tem solução?

Empresas como a NVIDIA e MSI já pensam em soluções para a alta de preço (Foto: Shutterstock)
Empresas como a NVIDIA e MSI já pensam em soluções para a alta de preço (Foto: Shutterstock)

Com os preços altos, somente quem possui mais recursos irá conseguir ter acesso às novas placas de vídeo. Geralmente, o jogador casual não consegue comprar essas placas de vídeo.

Já pelo lado dos mineradores, há o problema dessa atividade exigir muito processamento para ser lucrativa. Para suprir isso, é comum mineradores terem diversas placas trabalhando em conjunto.

Para contornar essa situação e favorecer os dois segmentos, as maiores fabricantes de placa de vídeo já trabalham para solucionar e conseguir preços mais atrativos.

Uma das saídas propostas é a criação de duas linhas de placas de vídeo: as que são feitas para mineração de criptomoedas e as placas de vídeo para jogos.

A ideia é que as placas de vídeo para mineração não consigam trabalhar graficamente como as placas de vídeo para jogos, segmentando os preços para quem quiser investir em placas de mineração.

As placas de vídeo para jogos estariam em outro segmento para poder competir com preços menores. Não é uma solução definitiva, mas isso já iria ajudar muito os dois segmentos.

A NVIDIA e a MSI já se pronunciaram e trabalham para que os dois segmentos não disputem entre si o mercado de placa de vídeos.