Xiaomi Mi Band 4: tudo sobre funções, preço e ficha técnica da smartband

Analisamos as especificações da pulseira inteligente da Xiaomi. Descubra se vale a pena comprar no Brasil.

Xiaomi Mi Band 4: tudo sobre funções, preço e ficha técnica da smartband
Felipe BritoEditor(a)

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

A Xiaomi Mi Band 4 é uma smartband da fabricante chinesa que faz bastante sucesso no Brasil por seu preço baixo. Com funções voltadas para atividades físicas, a pulseira ganhou algumas melhorias em relação à geração passada, a Mi Band 3 – tela colorida e controle de músicas são os maiores destaques.

Se você pretende comprar a Mi Band 4 no Brasil, confira a nossa análise de especificações e descubra se essa é a smartband ideal para o seu dia a dia.

Leia também: Smartwatch fitness: 6 relógios inteligentes para quem pratica esportes

Tela AMOLED colorida

A Mi Band 4 é a primeira da linha a contar com display colorido, o que melhora bastante a experiência e o visual da smartband. O display é AMOLED, com 0,95 polegadas e resolução de 240 x 120 pixels. A melhora em relação a sua antecessora, é notável. A geração anterior apresentava uma tela de 0,78 polegadas e resolução de 128 x 80 pixels.

Foto: Mi Band 4 tem tela colorida AMOLED. Créditos: Kira Budaieva/Shutterstock

O brilho da tela é ajustável (até 400 nits) e o vidro temperado tem revestimento anti-impressão digital. O usuário também pode escolher entre diversas watch face customizadas, ou seja, a “cara” do display muda de acordo com a escolha do dono.

Outra função que agrada é o espelhamento de notificações do smartphone. Assim, o usuário pode checar suas mensagens sem precisar tirar o celular do bolso.

Visual de acordo com o gosto do usuário

A pulseira da Mi Band 4 é feita em material emborrachado, e há várias opções de cores para que o usuário escolha a que mais se encaixa em seu perfil. Se você quiser ser mais discreto pode escolher uma cinza ou preta, por exemplo, e se estiver em um dia mais alegre pode optar por um vermelho, azul ou qualquer outra opção mais chamativa.

Foto: Pulseira colorida da Xiaomi Mi Band 4. Créditos: drshahrinmdayob/Shutterstock

Outra curiosidade é que as pulseira vibram para acordar o usuário, que pode até aposentar aquele velho despertador barulhento.

Compatibilidade e conectividade garantidas

A Mi Band 4 é compatível com celulares que possuem Android 4.4 ou superior e também iOS 9.0 ou superior. Se o seu celular não for muito antigo não terá problemas com a integração. A conexão é garantida pelo Bluetooth 5.0.

Por meio da integração com o smartphone, é possível controlar a reprodução de música e receber notificações de redes sociais, mensageiros e outros apps.

Foto: Xiaomi Mi Band 4 permite ler notificações do smartphone. Créditos: VVVproduct/Shutterstock
Foto: Xiaomi Mi Band 4 permite ler notificações do smartphone. Créditos: VVVproduct/Shutterstock

Funções para melhorar o sono, a saúde e o desempenho esportivo

Quem investe em uma pulseira inteligente espera boas funções para o monitoramento da saúde e isso está presente na Mi Band 4, que conta com um recurso para acompanhamento contínuo de frequência cardíaca e alertas de inatividade.

O monitoramento do sono tem um aplicativo que oferece gráficos analíticos sobre a qualidade do sono do usuário.

Foto: Mi Band 4 tem monitoramento cardíaco. Créditos: Kira Budaieva/Shutterstock
Foto: Mi Band 4 tem monitoramento cardíaco. Créditos: Kira Budaieva/Shutterstock

Já na parte esportiva, são 6 modos de treino direto: esteira, exercício, corrida ao ar livre, ciclismo, caminhada e natação. A pulseira suporta até 5 ATM de profundidade, ou seja, 50 metros, e reconhece 5 tipos diferentes de nado, entregando 12 tipos de relatório.

Há ainda monitoramento de passos, distâncias e calorias queimadas e notificações de conclusão do treino.

Bateria para 20 dias de uso

Assim como a Mi Band 3, a nova Mi Band 4 promete uma autonomia de 20 dias sem a necessidade de novas recargas, contanto que o dispositivo esteja em modo de repouso. No entanto, houve uma melhora na capacidade da bateria, que passou de 110 mAh para 135 mAh.

Quando for necessário recarregar, o tempo para completar a bateria é de aproximadamente 2 horas.

Foto: Bateria da Mi Band 4 promete autonomia para 20 dias. Créditos: Vera Aksionava/Shutterstock
Foto: Bateria da Mi Band 4 promete autonomia para 20 dias. Créditos: Vera Aksionava/Shutterstock

Preço e disponibilidade

O preço da Mi Band 4 na versão comercializada em parceria com a DL Eletrônicos, a distribuidora oficial da Xiaomi no Brasil, é um pouco acima dos R$ 300. Você também encontra a pulseira em versões importadas, por pouco mais de R$ 100.

Ao comparar o preço da pulseira da Xiaomi com a Galaxy Fit da Samsung ou a Mormay Fit, você vai notar que a smartband chinesa pode ser um bom negócio para quem não precisa de funções muito avançadas, mas deseja um bom monitor de saúde e bem-estar que contribua para funções do dia a dia, como checagem de mensagens e controle de música.

Leia também: