Tintura e tonalizante: qual a diferença entre tintura e tonalizante?

Entenda as diferenças entre tintura e tonalizante e saiba como escolher o mais adequado para o seu cabelo

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 7 min. de leitura.

Compartilhe:

Tintura e tonalizante são os princiais produtos usados para colorir o cabelo. Quando bate a vontade de mudar o visual, você logo pensa na nova cor das madeixas, mas não em como vai tonalizar os fios? Então, preste atenção: escolher o se você vai utilizar tintura ou tonalizante na coloração é fundamental para não se decepcionar com o resultado.

Para ficar satisfeita com a transformação, é importante ter em mente quais são os seus objetivos. Cobrir os fios brancos? Realçar a cor natural? Mudar a cor radicalmente? Também é fundamental perceber a saúde do seu cabelo. Como estão as madeixas atualmente? Saudáveis e prontas para uma mudança? Ou danificadas e precisando de atenção?

Considerando todos esses pontos, preparamos um artigo com a colaboração da hair designer Anna Dorneles (@hair.adorneles) para explicar as diferenças entre tintura e tonalizante, as vantagens e desvantagens de cada um e o que você deve levar em consideração na hora de pintar o cabelo. Confira o que é, como usar, quais as diferenças e qual o melhor entre tintura e tonalizante.

Procurando por um tonalizante? Explore já as melhores opções do mercado!

Entenda a diferença entre tintura e tonalizante! (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Entenda a diferença entre tintura e tonalizante! (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

O que é tonalizante?

O tonalizante é uma coloração semipermanente com ação superficial, ou seja, que desbota ao longo das lavagens. Isso acontece porque o tonalizante não apresenta componentes agressivos que fazem o pigmento penetrar na fibra capilar.

O cosmético serve para mudar a cor do cabelo, reavivar a coloração ou a tonalidade natural e cobrir os primeiros fios brancos. Ele também pode ser usado por quem já passou por processos químicos no cabelo, justamente por não alterar a estrutura das madeixas.

Já entendeu um pouco sobre o que e para que serve o tonalizante? Veja tudo o que você precisa saber sobre:

  • Não contém amônia e possui pouca água oxigenada. Esses são os componentes que permitem que o pigmento penetre na fibra capilar, aumentando a duração da coloração. No entanto, eles agridem os fios. Por não conter amônia, o tonalizante pode ser usado por pessoas alérgicas e, muitas vezes, até por mulheres grávidas. Mas, atenção: o produto não deve ser utilizado no primeiro trimestre de gestação.
  • É mais suave para a saúde dos cabelos. Por ter menos componentes químicos agressivos, o tonalizante resseca menos os fios do que a tintura permanente. Muitos produtos, inclusive, fazem a função de colorir e hidratar. Ainda assim, não deixe de lado os tratamentos pós-coloração.
  • A coloração dura entre 20 e 30 lavagens. A partir desse número de lavagens, é possível notar o desbotamento da cor do tonalizante. Além disso, no período de 30 dias, a raiz do cabelo cresce e já pede um retoque da cor.
  • Cobre de 70 a 80% dos fios brancos. Por ter uma fórmula menos agressiva, o tonalizante oferece uma cobertura menor dos fios totalmente descoloridos.
  • Não clareia os cabelos. Por não conter amônia, o tonalizante não vai descolorir os seus fios, apenas depositar pigmento sobre a fibra capilar.
  • É ideal para realçar a cor natural ou escurecer os fios. O tonalizante intensifica as cores e, dependendo da fórmula, até dá brilho aos fios. Tudo isso sem causar danos ao cabelo.

Como usar o tonalizante?

Confira como usar o tonalizante (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Confira como usar o tonalizante (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

E qual a maneira correta de passar tonalizante no cabelo? Antes de aplicar qualquer produto químico no cabelo, é necessário fazer um teste de mecha para garantir que você não terá alergia aos componentes. Além disso, o teste de mecha é essencial para saber se os seus fios vão aguentar o tonalizante escolhido.

Para realizá-lo, separe uma mecha mais escondida do cabelo e aplique o produto conforme a recomendação do rótulo. Aguarde pelo menos 24h para garantir que não haverá reação alérgica.

Tudo dando certo após o teste de mecha, é a hora de aplicar o tonalizante. Confira o passo a passo de como passar o tonalizante no cabelo:

  • Antes de aplicar o tonalizante, use luvas e passe uma camada espessa de hidratante em áreas como as orelhas, a testa e perto da raiz dos cabelos. Essas recomendações são para evitar que a coloração manche a pele.
  • Não precisa lavar os cabelos antes de aplicar o tonalizante. A oleosidade natural do couro cabeludo ajuda a proteger os fios dos componentes químicos da coloração.
  • Logo depois, divida o cabelo em quatro sessões, a partir do centro da cabeça. Prenda três das sessões e divida a restante em mechas – isso facilita uma aplicação homogênea do produto. Comece pelas sessões de baixo do cabelo: aplique o produto a partir da nuca, em direção ao topo da cabeça.
  • Deixe o produto agir de acordo com as instruções do rótulo – não ultrapasse o tempo de permanência recomendado!
  • Após o tempo de ação do produto, enxágue os cabelos e aplique um creme de hidratação. Alguns tonalizantes já vêm com um creme de tratamento pós-química na embalagem.
  • Outra forma de usar o tonalizante é através do popular banho de brilho. A técnica consiste na aplicação de produto misturado a uma máscara de hidratação branca – são duas medidas de creme para uma de tonalizante. Realize esse tratamento uma vez ao mês ou sempre que sentir os fios opacos.

Como manter o tonalizante?

Mas quanto tempo o tonalizante dura no cabelo? Com o avanço na cosmetologia, o tonalizante já dura uma média de 28 dias. É possível reaplicar a coloração a cada 30 dias, principalmente por conta do crescimento da raiz do cabelo.

Para manter o tonalizante e diminuir o desbotamento, o ideal é utilizar produtos que mantêm a cor dos fios, como shampoo, condicionador e máscara tonalizante. Esses cosméticos costumam oferecer, além dos pigmentos, hidratação e nutrição para cuidar das madeixas.

Qual a diferença entre tintura e tonalizante?

Conheça a diferença entre tintura e tonalizante (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Conheça a diferença entre tintura e tonalizante (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

A principal diferença entre tintura e tonalizante é que a tintura é uma coloração permanente e mais potente. A amônia e a maior quantidade de água oxigenada na fórmula fazem com que o pigmento da tintura penetre na fibra capilar. Por isso, a coloração dura mais tempo e pode cobrir até 100% dos cabelos brancos.

Em compensação, a tintura agride mais as madeixas. Ela pode causar ressecamento e deixar os fios quebradiços. Antes de aplicar tintura, é preciso analisar se os seus cabelos estão fortes e saudáveis o suficiente, para que não haja queda ou outros danos capilares. E não se esqueça: a tintura só é eliminada com o crescimento do cabelo ou corte das pontas.

O tonalizante clareia de um a dois tons, enquanto a tintura cobre de três a quatro tons. Além disso, a tintura não é compatível com todos os tipos de químicas, diferentemente do tonalizante. Por fim, enquanto o tonalizante dura de 8 a 28 lavagens, a tintura depende do crescimento das madeixas.

Atenção!

Já ouviu falar que "coloração não colore coloração"? Essa é uma lição clássica dos cabeleireiros. Se o seu cabelo já for tingido, faça uma análise com um profissional antes de aplicar outra tintura por cima. As madeixas podem ficar manchadas ou danificadas dependendo da fórmula da tinta e da saúde atual dos fios.

O que é melhor: tintura ou tonalizante?

Não há um produto melhor do que o outro, a questão é escolher, entre tintura e tonalizante, qual o mais adequado para o seu objetivo. Entenda qual é o produto ideal para o seu cabelo:

  • Se o seu cabelo estiver danificado ou quebradiço, opte pelo tonalizante, que é menos agressivo.
  • Se você quiser colorir os fios brancos, a tintura permanente vai atender à sua necessidade. No entanto, avalie a saúde do seu cabelo primeiro.
  • Se o seu cabelo for natural e você quiser experimentar uma cor diferente, o tonalizante pode ser uma boa opção. Além de ter uma fórmula mais suave para os fios, a coloração semipermanente permite voltar ao visual original com o tempo.
  • Se você quiser realçar a cor natural do seu cabelo e ressaltar o brilho, o tonalizante é uma ótima opção.
  • Se você quiser retocar uma cor que desbotou ou reverter o amarelamento de fios loiros, o tonalizante também é recomendado.
  • Se você quiser uma mudança duradoura, a tintura permanente é o produto adequado.

É possível pintar o cabelo e, depois, passar tonalizante?

Veja o que é melhor: tintura ou tonalizante (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Veja o que é melhor: tintura ou tonalizante (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Para responder essa pergunta, nós chamamos a hair designer, que afirma que, sim, é possível, "e muito habitual para dar aquele famoso banho de brilho". Anna explica: "Mesmo a coloração sendo permanente, é natural que, com o tempo, ela perca o brilho e o tom vibrante nos fios. Com isso, o uso do tonalizante pode ser uma boa ideia para deixar a cor renovada, com mais brilho e fluidez".

Ela completa:

"Uma química é compatível com a outra. Por isso, dá para intercalar o uso tonalizante entre uma coloração e outra".

E não se esqueça: depois de qualquer processo químico, como a própria coloração, cuide do seu cabelo. Reconstrução, nutrição e hidratação são tratamentos necessários para manter a saúde dos fios em dia.

Veja mais sobre o universo de cabelos: