Review LG C9: vale a pena comprar esta smart TV OLED?

Modelo top de linha da marca promete entregar altíssima qualidade de imagem e performance.

Yulli DiasEditor(a)

Publicado e atualizado 9 min. de leitura.

Vale a pena comprar a LG C9? Ocupando o posto de modelo top de linha da marca até o momento, a C9 é uma smart TV OLED lançada em 2019, mas que ainda tem as mais avançadas tecnologias presentes hoje no mercado, como inteligência artificial, comando de voz, alta qualidade de imagem e muitos outros recursos.

A gigante sul-coreana está sempre correndo atrás das mais diversas inovações, com o intuito de entregar tecnologia de ponta para os consumidores, aliado à um bom custo-benefício. Dito isso, podemos adiantar que a C9 respondeu muito bem aos testes e que ainda é um ótimo modelo para adquirir este ano.

Antes de começarmos a análise completa, alguns pontos que devem ser levantados: testei a LG C9 de 55”, mas ela também pode ser encontrada com os tamanhos de 65 e 77 polegadas; e até a publicação deste review, a C9 continua sendo o modelo mais avançado do portfólio da marca, visto que ainda não foram lançados os aparelhos 2020.

Ficou curioso(a) para saber mais detalhes? Então continue com a gente e veja os destaques que ainda fazem com que esta smart TV LG seja uma ótima opção em 2020.

Design

Bordas finas e infinitas chamam atenção

Vamos começar nossa análise falando sobre a tela, que logo de cara já chama a atenção por ter bordas muito finas, até mesmo quando comparamos com a espessura de um celular. Com isso, logo quando você olha para a televisão, a impressão que passa é que realmente é tudo tela, pois a borda se junta com o display de uma maneira quase imperceptível.

Finura da tela da LG C9 impressiona. Design é premium, em metal e vidro. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)
Finura da tela da LG C9 impressiona. Design é premium, em metal e vidro. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)

O design deste modelo é sofisticado e premium, dando todo um toque de elegância no ambiente inserido. Ela vem com uma caixinha atrás para organização dos fios, acabamento em metal e vidro, e o suporte traseiro que a deixa um pouco inclinada para trás, com o intuito de facilitar a propagação do som pelo ambiente.

As dimensões da LG C9 55 polegadas, modelo utilizado para os testes, são 1228mm de largura, 251mm de profundidade e 738mm de altura. Só pelos números já dá para ter uma ideia do que estamos falando, certo?

LG C9 vem com suporte na parte de trás do display para esconder os fios soltos. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)
LG C9 vem com suporte na parte de trás do display para esconder os fios soltos. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)

O peso é de 23kg que, aliado ao tamanho, faz com que a movimentação do aparelho seja um pouco complicada, mas nada fora do normal, sendo fácil fazer a instalação, apesar de tudo.

Imagem

Preto “puro” e cores vivas e realistas impressionam

Um dos grandes diferenciais da LG C9 é a tela. Diferente das famosas telas LED e LCD, que precisam de retroiluminação na parte traseira para gerar as imagens, a OLED consegue fazer isso sem a ajuda deste painel, fazendo com os pixels liguem e desliguem sozinhos.

A OLED promete entregar cores mais vivas e realistas, painéis mais finos (ponto para ela!), alto contraste, além do preto mais puro, que não é reproduzido por TVs LED ou LCD. E, isso tudo, aliado à famosa resolução 4K, que não deixa a desejar e que hoje está presente na maioria das televisões no mercado.

Bom, e realmente isso tudo é realmente verdade. Para fazer os testes de tela e ter dimensão realmente do que a C9 é capaz de entregar, comparei com uma outra TV LG que tenho aqui, a UJ6565, e realmente o preto que vimos nela não é o mesmo reproduzido pela C9.

Tela OLED da LG C9 reproduz o preto "puro", como podemos perceber quando comparamos com a tela da UJ6565. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)
Tela OLED da LG C9 reproduz o preto "puro", como podemos perceber quando comparamos com a tela da UJ6565. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)

A cor que a UJ6565 reproduz conhecida como o "preto" na verdade pode se pode se assemelhar à um azul bem (bem) escuro, quase imperceptível quando não temos comparação. Mas, quando ligamos a OLED ao lado, é impressionante a diferença. O preto mais escuro dá uma sensação de maior profundidade, como se estivéssemos participando da cena.

A C9 tem suporte aos formatos HDR10, HLG e Dolby Vision que, aliados à toda tecnologia da tela OLED, conseguem reproduzir imagens com cores ainda mais vivas e realistas e com detalhes impressionantes, que podem ser vistos quando estamos consumindo algum conteúdo.

Detalhes da tela OLED surpreendem. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)
Detalhes da tela OLED surpreendem. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)

Outro ponto positivo é o ângulo de visão da C9. É possível assistir aos conteúdos reproduzidos, com todos os detalhes da cena, mesmo se não estiver sentado exatamente em frente ao aparelho.

Além disso, coloquei a televisão na minha sala, onde a luz do sol reflete bem na tela do aparelho ao longo do dia, e não tive nenhum problema com reflexo e nem imagem meio “borrada”. A impressão que tive é como se eu estivesse assistindo à televisão dentro de um ambiente todo escuro. Resumindo: a luminosidade não atrapalha a experiência com o aparelho, que é capaz de reproduzir ótimas imagens tanto em ambientes claros quanto escuros.

Desempenho

Inteligência artificial melhora, ainda mais, a experiência

Funcionando em conjunto com as tecnologias da tela, a C9 também vem com inteligência artificial, capaz de otimizar o desempenho do aparelho como um todo.

Começando pela imagem e som, ela vem com o processador de segunda geração a9, que consegue melhorar o conteúdo original, ajustando nitidez, detalhes e brilho, para deixar a imagem o mais próximo à realidade.

Além disso, o upscaling é mais inteligente, pois consegue transformar imagens com qualidades menores bem próximas ao 4K, sem ruídos. Ela ainda vem outros recursos de imagem, como o AI Brightness, em que a TV é capaz de detectar a luminosidade do ambiente e ajustar o nível de brilho do conteúdo, para uma experiência ainda melhor.

Podemos perceber cores mais realistas e mais detalhes na LG C9. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)
Podemos perceber cores mais realistas e mais detalhes na LG C9. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)

Vale ressaltar, também, que a C9 vem equipada com o sistema operacional webOS, famoso por estar presente na maioria das TVs LG e por ser intuitivo, clean e de fácil acesso.

Conexões

Magic Remote controla aparelhos conectados à TV e vem com comando de voz

A C9 vem com o famoso Magic Remote, que imagino que todo mundo que procure por TVs LG mais recentes, sabe do que estamos falando. Mas, para quem ainda não o conhece, vamos lá: o Magic Remote é o controle inteligente da marca, que consegue controlar todos os aparelhos conectados à TV através das portas HDMI e USB, como provedor de internet a cabo, soundbar, DVD player, entre outros; além de vir com comando de voz.

Magic Remote da C9 vem com botões específicos para a Netflix e Prime Video, além do microfone para comandos de voz. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)
Magic Remote da C9 vem com botões específicos para a Netflix e Prime Video, além do microfone para comandos de voz. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)

O controle remoto da marca é bem intuitivo e fácil de usar. Ele responde bem rápido aos comandos, e ainda vem com um cursor na tela, como se fosse a setinha do mouse que aparece no notebook, para facilitar a navegação, principalmente quando você precisa digitar alguma coisa no aparelho.

Com relação à inteligência artificial, a C9 vem com dois assistentes pessoais, a Google Assistente e a Alexa, da Amazon, ambas com suporte à língua portuguesa. As duas são bem intuitivas e respondem rápido apos comandos, mas tive a percepção que a Alexa entende melhor os comandos em português, mas não é capaz de comandar a televisão como um todo.

Com a Google Assistente, além de ser possível perguntar previsão do tempo, abrir aplicativos, contar uma piada…. ela é capaz de mexer na televisão sem que você tenha qualquer esforço. Ou seja, basta apertar e segurar o botão de microfone que tem no controle remoto e pedir para ela aumentar ou diminuir o volume, ajustar o brilho, mudar de canal, entre outros.

Google Assistente pode te ajudar com todos estes recursos da foto, e mais vários outros. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)
Google Assistente pode te ajudar com todos estes recursos da foto, e mais vários outros. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)

Já a Alexa não consegue mexer na televisão, mas é capaz de te ajudar com diversas outras coisas, como previsão do tempo, procurar coisas na internet, tempo do trânsito, entre outros.

Isso tudo é possível graças à plataforma inteligente da marca, ThinQ AI, presente inclusive em diversos aparelhos, como smartphones, por exemplo. Com esta plataforma, além de ter os assistentes pessoais, é possível manter uma casa conectada, ou seja, conectar todos os aparelhos inteligentes da marca e comandá-los através da televisão. Bem legal, né?

Além disso, é possível criar rotinas específicas. Por exemplo, você pode pedir para que, quando a TV for ligada à noite, ela já conecte à Netflix, apague as luzes da casa (se as tomadas forem inteligentes) e ligue a soundbar.

Por falar em conexões, ela vem com 4 HDMIs, 3 entradas USB, Bluetooth 5.0 (para você conectar diversos aparelhos, como notebooks, teclados e até mesmo fones de ouvido, por exemplo) e Wi-Fi.

Áudio

Som agrada, mas não responde com muita rapidez

O áudio também é bem importante quando procuramos um produto com o intuito de imersão total no conteúdo. Mas, como a perfeição é algo muito difícil de ser alcançada, temos aqui um ponto que deixou, um pouquinho, a desejar.

De acordo com a marca, o processador inteligente de 2ª geração também otimiza o som por tipo de conteúdo, identificando voz, efeito e frequência. Mas, na hora do vamos ver, senti uma leve demora na resposta do volume do áudio, principalmente quando comparei com a UJ6565, que em poucos cliques já temos um som agradável. Mas, em compensação, para quem gosta de ter total controle do áudio, isso tem o seu valor, pois você vai aumentar e diminuir aos poucos o volume do som, controlando exatamente a altura desejada.

Já no sentido de clareza de detalhes, realmente o áudio faz o seu trabalho direitinho. Com sistema de dois alto-falantes de 2.2 canais de 40W, o som, principalmente em filmes, séries e jogos, é reproduzido com bastante clareza, o que ajuda na imersão completa no conteúdo.

Recursos extras

Frequência de 120Hz e Modo Galeria para quem quer entretenimento

A alta frequência de 120Hz desta TV LG faz com que as imagens de filmes de ação e jogos, por exemplo, fiquem fluidas e sem borrões nas passagens de quadros. Testamos o streaming Twitch, que respondeu muito bem em cenas em movimento, com imagens com muitos detalhes. Só vale lembrar aqui que, caso o streaming fique travando ou com a qualidade ruim, isso é um problema da conexão Wi-Fi, e não da televisão.

Streaming de Twitch funciona bem na LG C9, desde que a Wi-Fi dê conta. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)
Streaming de Twitch funciona bem na LG C9, desde que a Wi-Fi dê conta. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)

Agora, se você quer mesmo uma TV multiuso, ou seja, que pode ajudar na decoração da casa, então a C9 também vai ser uma ótima aliada. Isso porque ela vem com o Modo Galeria, capaz de mostrar diversas fotografias do TripAdvisor, acompanhadas de músicas, para deixar rolando enquanto o aparelho não está sendo utilizado.

Modo Galeria deixa a TV LG C9 como se fosse um quadro, podendo servir quase como uma peça de decoração do ambiente. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)
Modo Galeria deixa a TV LG C9 como se fosse um quadro, podendo servir quase como uma peça de decoração do ambiente. (Imagem: Yulli Dias/Zoom)

Custo-benefício

Vale a pena comprar a LG C9 em 2020?

Bom, se você leu tudo até chegar aqui, já pode deduzir que sim, vale super a pena comprar a C9, certo?

Ela é uma ótima TV LG para quem quer os recursos mais avançados presentes no mercado hoje, aliados à qualidade de imagem impressionante. O investimento é um pouquinho alto, devido à tudo que ela pode oferecer, mas realmente você não vai se arrepender caso adquira este modelo.

Mas, vale lembrar que os modelos 2020 ainda não foram lançados, então pode ser que tenhamos ainda surpresas com relação às tecnologias que estão por vir. De acordo com a LG, o portfólio deste ano vai ser lançado agora, no 2ª semestre. Então, se não estiver com muita pressa para adquirir uma TV potente, vale a pena esperar para ver o que vai chegar ao mercado.

Ficha técnica da LG C9:

  • Processador: a9 de 2ª Geração com Inteligência Artificial - Deep Learning
  • Imagem AI / Som AI / Luminosidade AI
  • Som 2.2ch 40W Dolby Atmos
  • 4K Cinema HDR: Dolby Vision, Advanced HDR by technicolor, HDR10 Pro, HLG Pro
  • Tecnologia LG ThinQ AI (Inteligência Artificial) com Reconhecimento de Voz em Português
  • Controle remoto Smart Magic
  • Conexões: 4 HDMI, 3 USB, Bluetooth 5.0 e Wi-Fi
  • Saída de áudio: 40W
  • Tecnologia de áudio: Dolby Vision e Dolby Atmos

Confira os tamanhos da LG C9: