Entenda antes de comprar em Celular e Smartphone

Para que serve a câmera dupla do celular?

Vantagens da lente dupla vão muito além do Modo Retrato

Celular
por Ricardo Bergher - Especialista em Tecnologia.

Quem acompanha os lançamentos de smartphones deve ter reparado que já faz algum tempo que a câmera dupla ganhou destaque. Mas o que muita gente não sabe é que esse conjunto de duas lentes tem mais utilidades que o Modo Retrato, recurso que ficou mais evidente com o iPhone 7 Plus, de 2016, o primeiro smartphone Apple com sistema dual camera.

Mas a lente dupla já tinha aparecido antes. No Brasil, por exemplo, ela já estava presente desde 2011, com o smartphone LG Optimus 3D, de 2011. Só que não havia chamado tanta atenção.

Com o tempo, a construção das lentes duplas dos smartphones evoluiu, assim como as suas possibilidades, que variam de acordo com cada conjunto. Descubra, a seguir, quais os tipos de lente duplas no celular e o que elas podem fazer.

Para que serve a câmera dupla?

O objetivo da lente dupla é simular a visão humana, o que oferece aquele efeito de maior profundidade. As imagens capturadas são combinadas em uma única foto pelo software de processamento de imagens de cada celular.

A diferença fica por conta dos tipos de lentes usadas no conjunto, que vai definir quais os recursos e possibilidades da câmera dupla do celular, assim como a qualidade das fotos, junto com o processador.

Câmera Dupla

Câmera dupla com sensor de profundidade

É o tipo mais simples, e de menor custo, de câmera com lente dupla. Seu conjunto é formado pela lente regular, como de qualquer outro smartphone, e pela lente secundária, que tem como única função a captura da profundidade, ou seja, descobrir o que é o objeto da foto e o que faz parte do fundo. Esse tipo de câmera dupla que tem como seu principal objetivo a criação do efeito bokeh, ou Modo Retrato.

Embora esse seja um dos recursos mais lembrados quando falamos em lentes duplas, ele está longe de ser o maior benefício desses conjuntos. Por isso, essa alternativa de câmera não é tão usada pelos celulares premium, mas você ainda pode ver em alguns modelos de smartphones intermediários.

 

Câmera dupla com sensor monocromático

Aqui, o objetivo é garantir fotos mais nítidas. Para isso são usadas duas lentes que, normalmente, trabalham com a mesma resolução (MP) e abertura focal (f/), que indica a capacidade de captura de luz ambiente.

Mas a segunda lente não tem o filtro RGB, responsável pela captura de luz. Essa camada a menos permite melhor entrada de luz, o que resulta em melhor captura de luz e, consequentemente, fotos mais nítidas e ricas em detalhes.

Além da melhor qualidade de imagens, esse tipo de câmera dupla também pode fazer fotos em Modo Retrato.

Câmera dupla com lente grande angular

Sabe quando um grupo de pessoas precisa ficar bem juntinho para caber na foto? Ou quando você quer fazer uma foto de paisagem, mas a imagem não pega todo o espaço? Então, isso acontece porque o ângulo de enquadramento da foto não é amplo o suficiente.

Pelo nome, já deve ter dado para perceber qual o objetivo da lente grande angular: permitir enquadramentos maiores, principalmente de cenários e paisagens, mas também vale para as fotos da galera.

Os sensores mais simples podem apresentar algumas distorções nesse tipo de foto, principalmente nas bordas, mas cada vez mais as fabricantes trabalham para reduzir esse problema e a tendência é que ele deixe de aparecer.

 

Câmera dupla com teleobjetiva

Finalmente, chegamos às câmeras duplas presentes nos smartphones top de linha, que trabalham com a teleobjetiva. Dessa vez, ao contrário da grande angular, o mais importante é capturar os detalhes.

Esse é o conjunto mais versátil, já que garante possibilidades como zoom óptico, mais rico que o zoom digital e também otimiza os resultados do próprio Modo Retrato, deixando a profundidade para a lente principal.

É possível encontrar modelos que trabalham com uma lente grande grande angular e uma teleobjetiva, o que permite tanto fotos com maior enquadramento, quanto mais riqueza nos detalhes. É o caso do Moto X4, dos modelos mais recentes da linha Samsung Galaxy S e do Xiaomi Mi A1, por exemplo.

 

 

 

Câmera tripla: será que pega?

É possível que você já tenha visto alguns modelos que falam em câmera tripla. Nesses casos, as fabricantes apostam em combinações com mais tipos de lentes em uma mesma câmera.

Na Samsung, por exemplo, ela já aparece no Galaxy A7 2018, que tem uma lente grande angular, uma super grande angular (com enquadramento ainda mais amplo) e uma teleobjetiva.

Se mais marcas seguirem a tendência, que também está disponível no Huawei P20 Pro, pode ser que novas combinações apareçam.

 


Com informações: Quora e AndroidPIT

Leia também:

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em celular e smartphone