Celular com boa bateria: aparelhos intermediários para comprar em 2021

Veja quais são os melhores celulares intermediários com boas baterias para comprar no Brasil

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 6 min. de leitura.

Compartilhe:

Se você precisa de uma boa autonomia de bateria e não quer ficar o tempo todo perto de uma tomada, o mercado de smartphones já possui vários modelos intermediários com baterias excelentes. O Zoom preparou uma lista com alguns dos melhores celulares intermediários com boas baterias para comprar em 2021.

Nós selecionamos modelos que tenham pelo menos 5.000 mAh de capacidade, quantidade que deve se tornar o “comum” em 2021. Esses aparelhos chegam a oferecer até dois dias de autonomia em uso moderado, por isso são excelentes para aqueles usuários que prezam por uma boa bateria.

O Samsung Galaxy M51 tem incríveis 7.000 mAh de bateria (Foto: Lukmanazis / Shutterstock.com)
O Samsung Galaxy M51 tem incríveis 7.000 mAh de bateria (Foto: Lukmanazis / Shutterstock.com)

A Motorola e Samsung são as empresas que dominam o mercado de celulares intermediários com boas baterias, mas a Xiaomi também não fica para trás nessa “corrida” de boa autonomia. Veja a seguir as nossas indicações de smartphones intermediários com boa bateria. Se quiser, aproveite e dê uma olhada na lista do melhor celular custo-benefício em 2021. Clique aqui e confira!

Moto G9 Play

Até os consumidores que buscam celulares básicos podem encontrar opções com ótimas baterias! O Moto G9 Play é um smartphone com ficha técnica “simples”, porém tem bateria de 5.000 mAh que, de acordo com a fabricante, pode durar até dois dias em uso moderado. Ele também possui suporte ao carregamento turbo.

Com visual reformulado quando comparado a geração anterior, esse celular possui tela de 6,5 polegadas com resolução HD+ e proporção 20:9, que a deixa mais esticada e melhora a ergonomia na hora de segurar o aparelho. Esse aparelho da Samsung usa o Snapdragon 662, que tem um ótimo desempenho para uso no dia a dia.

A câmera principal tem 48 MP e recurso quad-pixel, que permite habilitar o “Night Vision”, modo para fotos noturnas com boa qualidade. Além dela, ele conta com outra de 2 MP que é usada como sensor de profundidade para o efeito retrato. A câmera frontal tem 8 MP e recurso de HDR, que melhora a cor das selfies.

Ficha técnica:

  • Tela: 6,5 polegadas com resolução HD+ e proporção 20:9
  • Processador: Snapdragon 662 octa-core
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento interno: 64 GB (expansível)
  • Câmeras traseiras: 48 MP + 2 MP (sensor de profundidade) + 2 MP (macro)
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Bateria: 5.000 mAh com carregamento turbo

Moto E7 Plus

Outro modelo “básico” da Motorola é o Moto E7 Plus. Assim como o Moto G9 Play, esse aparelho chega com bateria de 5.000 mAh, cuja autonomia pode aguentar até dois dias de uso, ou cerca de 15 horas seguidas para navegação na internet.

Seu processador é o Snapdragon 460, um chip básico, mas que consegue rodar tranquilamente apps como o WhatsApp, redes sociais, Youtube, entre outros que sejam leves. Ao todo, são 64 GB de armazenamento interno, com espaço para cartão de memória.

Sua câmera principal tem 48 MP e usa tecnologia quad-pixel, transformando quatro pixels em um e deixando o sensor mais sensível à luz, o que melhora as fotos em ambientes noturnos.

Ficha técnica:

  • Tela: 6,5 polegadas com resolução HD+
  • Processador: Snapdragon 460 octa-core
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento interno: 64 GB (expansível)
  • Câmeras traseiras: 48 MP + 2 MP (sensor de profundidade)
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Bateria: 5.000 mAH

Samsung Galaxy M21s

O Galaxy M21s é um forte candidato a ser um dos melhores custo-benefício de 2021, pois é um celular relativamente barato e com boa ficha técnica. Ele se destaca pela sua bateria “gigante” de 6.000 mAh, com autonomia que pode chegar a dois dias, de acordo com a Samsung. Ele também tem suporte ao carregamento turbo. Aliás, veja a lista que o Zoom montou dos melhores celulares-custo benefício de 2021.

Parte da boa autonomia vem do Exynos 9611, o processador do M21s. Sendo um chip de fabricação da própria Samsung, ele entrega um ótimo desempenho no uso cotidiano e até mesmo em jogos. O Galaxy M21s é vendido com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno.

Na parte traseira, ele possui três câmeras, sendo a principal de 64 MP, a secundária de 8 MP e lente ultra-wide e a terceira de 5 MP, que serve como sensor de profundidade. A câmera frontal não fica para trás e possui 32 MP, com HDR e possibilidade de gravação de vídeos em Full HD.

Ficha técnica:

  • Tela: 6,4 polegadas com resolução Full HD e tecnologia Super AMOLED
  • Processador: Exynos 9611 octa-core
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento interno: 64 GB expansível
  • Câmeras traseiras: 64 MP + 8 MP (ultra-wide) + 5 MP (sensor de profundidade)
  • Câmera frontal: 32 MP
  • Bateria: 6.000 mAh com carregamento turbo

Redmi Note 9

O Redmi Note 9, da chinesa Xiaomi, é outro modelo focado em custo-benefício e possui uma ficha técnica bem completa. Sua tela é de 6,53 polegadas, tem resolução Full HD e proteção Gorilla Glass, que evita aqueles pequenos arranhões do dia a dia.

A bateria é de 5.020 mAh, tem suporte ao carregamento rápido e carregamento reverso, tecnologia que “doa” bateria para dispositivos compatíveis. O seu processador é o Helio G85, modelo potente para rodar grande parte dos apps da Play Store. Ao todo, são 64 GB ou 128 GB de armazenamento interno.

O celular da Xiaomi possui quatro câmeras traseiras. A principal tem 48 MP; a secundária tem 8 MP e lente ultra-wide; a terceira tem 2 MP e lente macro; a quarta tem 2 MP e é usada como sensor de profundidade. Na parte frontal, o Redmi Note 9 possui um sensor de 13 MP com suporte a HDR, recurso que dá mais cor às selfies.

Ficha técnica:

  • Tela: 6,53 polegadas com resolução Full HD+ e proteção Gorilla Glass
  • Processador: MediaTek Helio G85
  • Memória RAM: 3 GB ou 4 GB
  • Armazenamento interno: 64 ou 128 GB (expansível)
  • Câmeras traseiras: 48 MP + 8 MP (ultra-wide) + 2 MP (macro) + 2 MP (sensor de profundidade)
  • Câmera frontal: 13 MP
  • Bateria: 5.020 mAh com carregamento turbo
  • Tem carregamento reverso

Galaxy M31

Apesar de já estarmos vendo vários celulares com 6.000 mAh de bateria, o Galaxy M31 foi o primeiro intermediário a ser lançado no Brasil com essa capacidade. A autonomia chega a até dois dias de uso, enquanto o carregamento rápido o ajuda a ficar menos tempo na tomada mesmo com essa bateria “gigante”.

Um dos responsáveis pela boa eficiência energética do aparelho é o Exynos 9611, processador que é bom o suficiente para rodar praticamente qualquer app ou jogo da Play Store. Os 6 GB de RAM fazem com que o celular não apresente travamentos, enquanto os 128 GB de armazenamento interno devem ser suficientes para boa parte dos usuários.

O M31 também impressiona na qualidade da sua tela, que tem 6,4 polegadas e resolução Full HD+. Com o conjunto quádruplo de câmeras, o usuário tem boa versatilidade na hora de tirar fotos, mesmo em ambientes pouco iluminados. O destaque fica para o sensor principal, com incríveis 64 MP.

Ficha técnica:

  • Tela: 6,4 polegadas com resolução Full HD+
  • Processador: Exynos 9611 Octa-core
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento interno: 128 GB (expansível)
  • Câmeras traseiras: 64 MP + 8 MP (ultra-wide) + 5 MP (macro) + 5 MP (sensor de profundidade)
  • Câmera frontal: 32 MP
  • Bateria: 6.000 mAh com carregamento turbo de 15W

Galaxy M51

Se para você 6.000 mAH ainda não é o suficiente, a Samsung subiu o nível ao apresentar o Galaxy M51, que tem nada mais nada menos que 7.000 mAh de bateria, então até mesmo os usuários “hardcore” terão mais de um dia de autonomia. A empresa ressalta a tecnologia de carregamento rápido com suporte a carregadores de até 25W.

O Galaxy M51 possui tela de 6,7 polegadas, com tecnologia Super AMOLED e resolução Full HD+, para agradar até os usuários mais exigentes com qualidade de imagem. Seu processador é o Snapdragon 730, um chip intermediário que entrega um ótimo desempenho no dia a dia. Ao todo são 128 GB de armazenamento interno.

Esse aparelho traz versatilidade no seu conjunto de câmeras. Além da principal de 64 MP, o Galaxy M51 também possui uma de 12 MP e lente ultra-wide, uma de 5 MP e lente macro, além de outra que também tem 5 MP e é usada como sensor de profundidade. A câmera frontal tem 32 MP.

Ficha técnica:

  • Tela: 6,7 polegadas com resolução Full HD+
  • Processador: Snapdragon 730 octa-core
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento interno: 128 GB expansível
  • Câmeras traseiras: 64 MP + 8 MP (ultra-wide) + 5 MP (macro) + 5 MP (sensor de profundidade)
  • Câmera frontal: 32 MP
  • Bateria: 7.000 mAh com carregamento turbo