Como usar o celular como webcam

Tutorial mostra como usar o seu celular como uma webcam e, assim, conectá-lo ao computador para fazer videochamadas.

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

Se você precisa fazer uma videochamada pelo computador, mas não tem uma webcam, uma saída é usar o celular como câmera integrada. Nestes casos, é possível pedir socorro para o DroidCam, aplicativo para Android que transforma o seu smartphone em uma webcam remota.

Com esse programa você consegue usar a câmera do seu celular, seja traseira ou frontal, em uma videoconferência que está rolando no computador – tudo através de um pareamento, que pode acontecer via Wi-Fi ou cabo. Veja, a seguir, o passo a passo de como usar esse aplicativo nos momentos de emergência.

Leia também: Trabalhando de casa? Veja 7 apps do Google para ficar conectado

Instalando o DroidCam no celular

Passo 1. Baixe o DroidCam na Google Play. Ele é uma aplicação pequena que roda em qualquer celular com Android 5.0 ou superior.

Baixe o DroidCam na Play Store. (Imagem: Reprodução/Bruno Rodrigues)
Baixe o DroidCam na Play Store. (Imagem: Reprodução/Bruno Rodrigues)

Passo 2. Depois de instalado, é hora de fazer o primeiro acesso. O próprio aplicativo já te dá um pequeno tutorial de uso, e você pode acessá-lo a qualquer momento no menu. O app irá pedir permissões para acessar alguns recursos do seu celular, como microfone e câmera, você deve aceitar.

Aceite as permissões solicitadas pelo app. (Imagem: Reprodução/Bruno Rodrigues)
Aceite as permissões solicitadas pelo app. (Imagem: Reprodução/Bruno Rodrigues)

Passo 3. Agora, a aplicação já está pronta para uso estará pronto para uso. Ela irá gerar um endereço IP e a porta a ser usada – esses que você deverá colocar no computador que deseja ter a “webcam” remota. É possível fazer isso direto no navegador ou baixar o aplicativo DroidCam para Desktop.

Você também pode realizar algumas configurações no aplicativo, como limitar a taxa de quadro por segundo (FPS) – e assim economizar a bateria (reduzindo a qualidade da imagem) –, definir qual porta o aplicativo vai usar, entre outras funções.

Configurações do DroidCam no celular. (Imagem: Reprodução/Bruno Rodrigues)
Configurações do DroidCam no celular. (Imagem: Reprodução/Bruno Rodrigues)

Acessando o DroidCam no PC

Passo 1. Com a webcam provisória pronta, é hora de fazer a conexão com o computador. Mas para que o aplicativo funcione, é necessário que os dois dispositivos estejam na mesma rede Wi-Fi. Você pode baixar o aplicativo para Desktop aqui e fazer sua instalação de forma rápida e fácil, ou se preferir, acessar diretamente do navegador.

Passo 2. Já com a aplicação aberta, agora você só precisa digitar o número de IP e porta que aparece no seu celular. Ao clicar em “Start”, a transmissão começará. Escolha se quer usar o vídeo e áudio do celular, ou apenas um dos dois recursos.

Configurando o DroidCam no PC. (Imagem: Reprodução/Bruno Rodrigues)
Configurando o DroidCam no PC. (Imagem: Reprodução/Bruno Rodrigues)

Passo 3. Como falamos anteriormente, também é possível usar o DroidCam diretamente no navegador, apenas digitando o endereço informado no app.

Aplicação rodando diretamente do navegador. (Imagem: Reprodução/Bruno Rodrigues)
Aplicação rodando diretamente do navegador. (Imagem: Reprodução/Bruno Rodrigues)

A interface do aplicativo é bem intuitiva, por isso é fácil de ser usada. Esta é a versão gratuita, então algumas funções estão bloqueadas, como dar zoom, mudar iluminação, gerar imagem, espelhar entre outras.

Você também pode usar essa aplicação com o celular conectado no computador, assim evita eventuais problemas de imagem que são causados caso sua conexão esteja instável.

DroidCam

O programa é compatível com vários aplicativos de vídeo chamadas. Para fazer a integração, basta ir nas configurações do app em questão, aba para selecionar qual webcam usar e selecionar o DroidCam.

Integrando o DroidCam com o Skype. (Imagem: Divulgação/DroidCam)
Integrando o DroidCam com o Skype. (Imagem: Divulgação/DroidCam)

O DroidCam é bom, mas é apenas um “quebra-galho”

Como falamos anteriormente, a aplicação é bem útil mas se torna mais um quebra-galho do que algo para realmente usar como “aplicativo fixo”. Ela pode ajudar bastante em momentos de emergência, mas se você precisa fazer videoconferências com frequência, pode optar por aplicativos que são executados diretamente no seu celular.

Temos várias opções no mercado, como o caso do Skype, Google Hangouts, Viber, ooVoo, Messenger do Facebook e até mesmo o WhatsApp. A vantagem é ter recursos otimizados para o smartphone e oferecer maior praticidade, não dependendo de nenhum computador para realizar a tarefa.

Veja uma lista com celulares que têm boa câmera frontal, para conseguir alta qualidade de imagem em suas videochamadas.

Leia também: