Entenda antes de comprar em Celular e Smartphone

Ultra-wide, macro, telefoto: conheça os tipos de lente de câmera do celular

Na era de câmera dupla, tripla e até quádrupla, entender para que serve cada tipo de lente é essencial antes de escolher

Ultra-wide
por Ricardo Bergher - Especialista em Tecnologia.

Os celulares com câmera dupla, tripla e até quádrupla já são realidade no mundo inteiro. E diante de smartphones com tantas lentes, é comum ficar confuso com nomenclaturas do tipo “ultra-wide”, “macro” e “teleobjetiva”. Nesse cenário, entender para que serve cada modelo de lente é importante definir as possibilidades de captura que você terá no dia a dia – já que nem sempre a quantidade de câmeras é o que define o que é melhor para você.

Para te ajudar a esclarecer as coisas na hora de fotografar com o celular, montamos este guia com as principais lentes disponíveis no mercado. Conheça o funcionamento de cada uma e saiba como aproveitar melhor o conjunto fotográfico do seu smartphone.


Leia também: Melhor Câmera de Celular: 10 smartphones bons de foto em 2019

Lente grande-angular: a mais popular

A lente grande-angular (ou wide) é uma das mais comuns, e tem se tornado o tipo que acompanha o sensor principal em diversos smartphones. Seu nome é esse porque, há alguns anos, ela proporcionava um campo de visão maior do que o encontrado nas lentes padrão presentes na maioria dos celulares.

Esse tipo de lente captura imagens em uma proporção semelhante ao olho humano. Afinal, se o campo de visão da lente for muito estreito, a selfie com amigos fica cortada, certo?

O Xiaomi Redmi Note 8 é um exemplo de celular com câmera principal wide de 48 megapixels.

Lente ultra-wide: para não cortar paisagens

Como o nome indica, a lente ultra-wide amplia ainda mais o campo de visão. As principais vantagens deste tipo de lente é que ela consegue mostrar mais do ambiente, melhorando a ação da foto e a facilidade de manter o foco. Na verdade, como há muita profundidade de campo, praticamente tudo na imagem fica focado.

Galaxy S10 Plus lente ultra-wideFoto: Palácio Universitário da UFRJ capturado com a lente ultra-wide do Galaxy S10 Plus. Créditos: Ana Marques/Zoom

 

No entanto, as bordas da imagem acabam sofrendo distorção e ficam fora de proporção. Se você tirar uma foto da galera reunida, evite deixar pessoas muito próximas aos cantos da imagem, ou elas podem aparecer bem esquisitas na foto da turma.

O Motorola One Action foi projetado para imagens de ação e conta com a lente ultra-wide para vídeos, com um sistema de estabilização para vídeos no estilo “GoPro”, por um preço bem camarada.

O iPhone 11 é o primeiro celular da Apple a contar com lente ultra-wide, que pode ser usada para fotos e vídeos.

Lente teleobjetiva: visão além do alcance

O software dos smartphones está sempre se desenvolvendo, mas a verdade é que o zoom digital ainda fere a qualidade das imagens quando estamos muito longe do objeto a ser fotografado. Isso se não houver uma lente teleobjetiva, que preserva bastante a foto neste tipo de situação.

Motorola One Zoom lente teleobjetivaFoto: Registro da arquibancada do La Bombonera, em Buenos Aires, com lente teleobjetiva do Motorola One Zoom. Créditos: Ana Marques/Zoom

 

Com a lente teleobjetiva, também chamada de telefoto, o celular pode capturar imagens ampliando o objeto, mas sem perder os detalhes até um alcance fixo.

O Galaxy S10 Plus, por exemplo, é capaz de realizar zoom de até 2 vezes em alta qualidade.

Lente periscópio, uma nova tecnologia para o zoom

A lente periscópio é posicionada de forma perpendicular ao sensor principal. Com as duas câmeras trabalhando em conjunto, é possível aumentar a imagem usando a refração de luz, sem que o celular ou a lente precisem ser maiores.

Este sistema já vem sendo usados por alguns modelos da Oppo e da Huawei, que implantaram as lentes periscópio em alguns de seus lançamentos mais recentes.

Huawei P30 Pro foto da luaFoto da Lua tirada com Huawei P30 Pro. Créditos: Honeybadger 888/Shutterstock

 

Sabe-se que a Xiaomi também está trabalhando neste mesmo sistema e logo deve ter novidades em seus smartphones. Rumores apontam que a tecnologia deve estar presente também no Galaxy S11, que deve ser lançado pela Samsung em 2020.

O Huawei P30 Pro possui um sistema fotográfico que conta com a lente periscópio. Com ela, o celular é capaz de oferecer zoom óptico de 5 vezes e digital de 50 vezes, possibilitando alta qualidade de imagens mesmo quando ela é captada em ampliação máxima.

Lente macro, ideal para captar os mínimos detalhes

A lente macro tem a capacidade de fazer fotos e vídeos de objetos próximos com detalhes altamente bem definidos. Ela é a ideal para captar as sutilezas da natureza ou do cenário urbano.

Com este tipo de lente é possível fotografar objetos a uma distância mínima, a aproximadamente cinco centímetros do celular, e captar todos os detalhes que o momento oferece.

Alguns celulares tem o “modo macro”, um recurso de software que permite este tipo de fotografia em que seja necessário um sensor especialmente desenvolvido para este fim.

A Motorola tem estado atento aos recursos fotográficos e recentemente lançou o MotorolaOne Macro no Brasil, que tem uma lente de 2 MP que promete fotografar detalhes até 5 vezes mais de perto.

Lente de profundidade (depth) garante boas fotos no estilo Bokeh

Sabe aquele efeito legal, onde um objeto ou uma pessoa aparecem na foto focados em primeiro plano e o fundo fica todo disperso? Ele é o efeito de Bokeh e pode ser conseguido graças a um sensor de profundidade.

Este tipo de lente é bem comum mesmo em celulares mais simples com apenas duas câmeras. No entanto, com a evolução de recursos de software, alguns aparelhos mais modernos estão abrindo mão deste tipo de lente, já que a inteligência artificial é capaz de reproduzir o efeito.

Outro uso da lente de profundidade é nos jogos e aplicativos que usam realidade aumentada, como no Pokemon Go ou naqueles apps que colocam uma espécie de máscara nas pessoas, por exemplo.

Um bom exemplo de celular com sensor de profundidade e que vai garantir boas fotos é o Galaxy A50, que tem câmera tripla – sendo um sensor de 5 MP acompanhado por uma lente de profundidade.

Sensor monocromático, para quem curte muito fotos no celular

Este é um sensor que não é tão comum nos celulares e a sua função é fazer fotos em preto e branco. Mas todo smartphone não tira fotos P&B. Sim e não!

Sim, o celular que está no seu bolso agora pode tirar uma foto colorida e transformá-la em preto e branco a partir de filtros especiais. Ou seja, ela não é realmente uma foto P&B, com todo o contraste que estilo de imagem possui.

Para atingir este nível, é preciso de um sensor monocromático, normalmente mais usado pelos fotógrafos profissionais. No entanto, se você quer fotos com alta qualidade, pode apostar em um smartphone com este recurso porque vale a pena!

A Huawei costuma a ter uma atenção especial aos conjuntos fotográficos de seus smartphones. O Huawei P20 Pro, por exemplo, tem um sensor monocromático de 20 MP, um sensor de 8 megapixels com lente telefoto e estabilização óptica de imagem, e um sensor principal de 40 megapixels.


Leia também:

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em celular e smartphone