Lente macro, ultra-wide, telefoto: entenda as câmeras de celular

Conheça os principais tipos de câmera presentes nos smartphones, como lente macro, ultra-wide, telefoto e cia.

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 6 min. de leitura.

Compartilhe:

Os celulares com câmera dupla, tripla e até quádrupla já são realidade no mundo inteiro, mas muitos usuários ficam confusos com a utilidade de tantas câmeras. Tem câmera ultra-wide, teleobjetiva, lente macro, entre outras que deixam o smartphone super versátil na hora de tirar fotos.

Para te ajudar a entender para que serve cada tipo de câmera, o Zoom preparou um guia completo falando de cada uma delas. Vamos te explicar a utilidade desses sensores e ainda indicar alguns dos melhores celulares que chegam equipados com eles. Abaixo, a influenciadora convidada Sabrina Rezende, do Mania de Roxo, também explicou tudo em um vídeo para nosso canal do Youtube. Confira!

Veja também: Melhores câmeras de celular em 2021

Câmera ultra-wide: mais campo de visão para a câmera

A câmera ultra-wide é excelente para tirar fotos de paisagens (Halfpoint / Shutterstock.com)
A câmera ultra-wide é excelente para tirar fotos de paisagens (Halfpoint / Shutterstock.com)

Como o nome indica, a câmera ultra-wide amplia ainda mais o campo de visão. A principal vantagem deste tipo de lente é que ela consegue mostrar mais do ambiente, melhorando a ação da foto e a facilidade de manter o foco. Na verdade, como há muita profundidade de campo, praticamente tudo na imagem fica focado.

No entanto, as bordas da imagem acabam sofrendo distorção e ficam fora de proporção. Se você fotografar a galera reunida, por exemplo, evite deixar pessoas muito próximas aos cantos da imagem, ou elas podem aparecer bem esquisitas na foto da turma.

Foto: Palácio Universitário da UFRJ capturado com a lente ultra-wide do Galaxy S10 Plus. Créditos: Ana Marques/Zoom
Palácio Universitário da UFRJ capturado com a lente ultra-wide do Galaxy S10 Plus (Foto: Ana Marques/Zoom)

Atualmente, as lentes ultra-wide estão bem populares entre os smartphones, e como boa parte dos modelos lançados possui mais de uma câmera, até mesmo os celulares mais básicos possuem uma lente dessa categoria.

Celulares que possuem ultra-wide

O Redmi Note 8 é um celular barato e que tem lente ultra-wide. Entenda mais sobre suas quatro câmeras e veja os melhores preços para ele logo abaixo.

Outro exemplo é o Galaxy Note 20 Ultra, que tem uma das melhores câmeras ultra-wide do mercado.

Câmera teleobjetiva: zoom com mais qualidade

O software dos smartphones está sempre se desenvolvendo, mas a verdade é que o zoom digital ainda fere a qualidade das imagens quando estamos muito longe do objeto a ser fotografado. Isso se não houver uma lente teleobjetiva, que preserva bastante a foto neste tipo de situação.

Com a lente teleobjetiva, também chamada de telefoto, o celular pode capturar imagens ampliando o objeto, mas sem perder os detalhes até um alcance fixo. Em celulares mais avançados, essas lentes estão equipadas com o zoom óptico, que entrega uma imagem aproximada praticamente sem perda de detalhes.

Foto: Registro da arquibancada do La Bombonera, em Buenos Aires, com lente teleobjetiva do Motorola One Zoom. Créditos: Ana Marques/Zoom
Registro da arquibancada do La Bombonera, em Buenos Aires, com lente teleobjetiva do Motorola One Zoom. (Foto: Ana Marques/Zoom)

Celulares intermediários ou inferiores costumam ter o zoom digital, que como o próprio nome diz, é uma aproximação feita por software, enquanto o óptico é feito através de um mecanismo de hardware. Saiba mais sobre a diferença entre os dois aqui.

Celulares com telefoto

O Galaxy S20 Plus tem uma câmera teleobjetiva com incríveis 64 MP (entenda o que é Megapixel aqui). Para mais detalhes sobre esse aparelho, leia o comparativo com o seu antecessor, o S10 Plus.

O Xiaomi Redmi Note 10 também possui uma telefoto e um bom valor. Saiba mais sobre ele na análise de ficha técnica completa.

Lente periscópio: mais zoom para o celular

O Space Zoom do Galaxy S20 Ultra tem aproximação de até 100 vezes. (Foto: Divulgação/FoneTech) 
O Space Zoom do Galaxy S20 Ultra tem aproximação de até 100 vezes. (Foto: Divulgação/FoneTech) 

A lente periscópio é posicionada de forma perpendicular ao sensor principal. Com as duas câmeras trabalhando em conjunto, é possível aumentar a imagem usando a refração de luz, sem que o celular ou a lente precisem ser maiores.

Com essa lente os celulares passaram a combinar os dois tipos de zoom, óptico e digital, para criar um zoom com mais aproximação e manter uma qualidade aceitável.

Foto da Lua tirada com Huawei P30 Pro. Créditos: Honeybadger 888/Shutterstock
Foto da Lua tirada com Huawei P30 Pro. Créditos: Honeybadger 888/Shutterstock

Celulares com lente periscópio

O Galaxy S20 Ultra, por exemplo, consegue um zoom de até 100 vezes graças a essa lente!

O Galaxy S21 Ultra tem lente periscópio com zoom óptico de 10 vezes, sendo um dos melhores da categoria.

Lente macro: perfeita para os mínimos detalhes

Exemplo de uma foto tirada com uma lente macro (Foto: Shutterstock)
Exemplo de uma foto tirada com uma lente macro (Foto: Shutterstock)

A lente macro consegue fazer fotos e vídeos de objetos próximos com detalhes altamente bem definidos. Com este tipo de lente, é possível fotografar objetos a uma distância mínima, a cerca de cinco centímetros do celular, e captar todos os detalhes que o momento oferece.

A lente macro é ideal para captar as sutilezas da natureza ou do cenário urbano. Alguns celulares têm o “modo macro”, um recurso de software que permite este tipo de fotografia em que seja necessário um sensor especialmente desenvolvido para este fim, mas o resultado não fica tão legal quanto o de aparelhos que possuem uma lente dedicada para isso.

Celulares com lente macro

O Motorola Macro é um modelo intermediário que tem a lente macro.

O Galaxy A51 tem uma lente macro de 5 MP e é um excelente custo-benefício.

Lente de profundidade: modo retrato ainda melhor

A lente de profundidade consegue deixar o objeto principal da foto em evidência e desfocar o fundo (Foto: Shutterstock)
A lente de profundidade consegue deixar o objeto principal da foto em evidência e desfocar o fundo (Foto: Shutterstock)

Sabe aquele efeito legal onde um objeto ou uma pessoa aparecem na foto focados em primeiro plano, e o fundo fica todo desfocado? Ele é o efeito de Bokeh, mais conhecido como Modo Retrato, e pode ser conseguido graças a um sensor de profundidade.

Esta lente é bem comum mesmo em celulares mais simples com apenas duas câmeras. No entanto, com a evolução de recursos de software, alguns aparelhos mais modernos estão abrindo mão desta lente, já que a inteligência artificial pode reproduzir o efeito.

Outro uso da lente de profundidade é nos jogos e aplicativos que usam realidade aumentada, como no Pokémon Go ou naqueles apps que colocam uma espécie de máscara nas pessoas, por exemplo.

Celulares com lente de profundidade

O Redmi Note 9S é um bom exemplo de celular intermediário com câmera de profundidade.

Celulares mais modernos estão usando o sensor ToF 3D (ou LIDAR) para as aplicações de profundidade, já que ele consegue um recorte mais preciso da foto na hora de aplicar o efeito de desfoque. Esses sensores também podem ser usados nas aplicações de realidade aumentada. Entenda mais sobre o LIDAR aqui.

O iPhone 12 Pro tem sensor LIDAR no seu conjunto de câmeras.

Devo me preocupar apenas com os tipos de câmera do celular?

Todos os tipos de câmeras, seja lente macro, ultra-wide, telefoto e cia., estão relacionados à versatilidade do aparelho em conseguir entregar fotos de diferentes estilos, mas não exatamente à qualidade das fotos. Muitos iPhones possuem apenas duas câmeras e consegue resultados melhores que celulares com quatro câmeras, por exemplo.

A qualidade dos celulares na hora de tirar foto também está relacionado a outros fatores como o tipo de sensor usado, à abertura de lente (entenda o que é aqui), ao trabalho de pós-processamento que o aparelho faz e até mesmo ao seu processador, pois quanto mais potente, melhor será o processamento das fotos.

Portanto, é importante pesquisar como ficam efetivamente as imagens tiradas do celular que você está buscando para ver se te agradam. Vale a pena olhar também se é possível fazer alterações na foto com o editor nativo do smartphone.

Alguns deles são muito completos e possuem filtros que melhoram muito sua qualidade: há desde ajustes automáticos, como outros manuais, de brilho, de nitidez, temperatura, luz etc. Algumas dicas, como procurar locais com boa iluminação, podem te ajudar a tirar bons cliques. Um tripé para celular e um ring light podem ser interessantes também, dependendo da sua necessidade.

Veja algumas sugestões de excelentes celulares para fotos de marcas diferentes caso esteja buscando um:

Confira também a nossa seleção dos melhores celulares de 2021, bem como os modelos top de linha vendidos no Brasil.

Agora que você entendeu para que serve a lente macro, ultra-wide, telefoto e cia., veja abaixo, no nosso canal do Youtube, como tirar fotos profissionais com seu celular:

Leia também: