Celular Redmi Note 8 com destaque para traseira em fundo cinza

Redmi Note 8: celular combina boas especificações e custo-benefício

Testamos o Xiaomi Redmi Note 8: smartphone traz poucos pontos negativos e se destaca pelo bom custo-benefício entre os intermediários.

Aline BatistaRedatora

Publicado e atualizado 15 min. de leitura.

Compartilhe:

O Redmi Note 8 é um celular intermediário da Xiaomi que chama atenção pelo bom custo-benefício. Apesar de ter sido lançado em 2019, o modelo ainda é sucesso de vendas no Brasil e constantemente aparece entre os smartphones mais vendidos aqui no Zoom.

Apesar de trazer poucas mudanças em relação ao Redmi Note 7, o aparelho se destaca pela câmera quádrupla, tela de 6,3 polegadas com resolução Full HD+ e bateria de 4.000 mAh. O Xiaomi Note 8 está disponível em versões com 64 GB ou 128 GB de armazenamento e custa a partir de R$ 1.999,99 na loja oficial da Xiaomi. No entanto, já é possível encontrá-lo por menos de R$ 1.300 em ofertas aqui no Zoom.

Mas será que ainda vale a pena comprar o Redmi Note 8 em 2021? Para te ajudar a decidir, nós testamos o celular da Xiaomi por alguns dias e compartilhamos nossas impressões no review a seguir. Nesta análise, consideramos os seguintes critérios: design, tela, câmera, bateria, desempenho e custo-benefício.

Antes de começar, vale ressaltar que estamos avaliando um celular intermediário, com foco em custo-benefício. Por isso, não podemos esperar um desempenho de ponta e recursos premium. Para saber mais detalhes do smartphone Xiaomi, vale conferir também a análise de ficha técnica do Xiaomi Redmi Note 8. Se quiser entender nossos critérios e notas para a avaliação de produtos, veja como avaliamos celulares.

Melhores ofertas para o Redmi Note 8

O Redmi Note 8 está disponível em duas versões no Brasil: uma com 64 GB de armazenamento e outra com 128 GB. No site oficial, os preços começam em R$ 1.699, mas já é possível encontrar valores bem abaixo. Veja as melhores ofertas para cada versão:

Prós e contras do Xiaomi Redmi Note 8

Prós do Xiaomi Note 8

O Redmi Note 8 é um smartphone que se destaca por oferecer um bom conjunto para a categoria de intermediários. O celular combina preço justo, bom desempenho, câmeras de qualidade, tela com resolução Full HD+ e design elegante, com acabamento premium. Por isso, é uma das melhores opções no quesito custo-benefício.

Contras do Xiaomi Note 8

Apesar de ser um ótimo aparelho intermediário, o Redmi Note 8 também tem alguns pontos negativos. É o caso do sistema Android 9, que já está um pouco desatualizado, considerando que o Android 11 é a versão mais recente, e os alto-falantes baixos. Além disso, o telefone decepciona nas selfies noturnas, que são pouco nítidas. Ainda assim, esses contras não chegam a ser um impeditivo para a compra do smartphone.

Review em vídeo do Redmi Note 8

Veja outros detalhes do Xiaomi Redmi Note 8 e descubra se o smartphone vale a pena:

O que vem na caixa do Xiaomi Note 8

Assim como outros smartphones da Xiaomi, o Redmi Note 8 não vem com fone de ouvido. O celular traz apenas cabo USB-C, o adaptador de tomada, chave para abrir a gaveta do chip e manual do usuário. Um ponto positivo é que o aparelho já vem com uma capa protetora de silicone, mas um ponto de atenção é o adaptador de tomada. O modelo testado pelo Zoom veio com o padrão americano, que exige adaptador para a tomada brasileira. Por isso, acabamos usando um carregador de outra marca. De qualquer forma, a caixa do Xiaomi Redmi Note 8 vem com:

  • Cabo USB-C;
  • Adaptador de tomada;
  • Chave para abrir a gaveta do chip;
  • Capa de silicone;
  • Manual do usuário
Acessórios que acompanham o Redmi Note 8 (Foto: Zoom)
Acessórios que acompanham o Redmi Note 8 (Foto: Zoom)

Ficha técnica do Redmi Note 8

Design do Redmi Note 8

Traseira de vidro deixa o Xiaomi Note 8 mais elegante

O visual do Redmi Note 8 chama bastante atenção. Ao contrário da maioria dos intermediários, que são de plástico, o celular da Xiaomi tem traseira de vidro, que dá um acabamento premium e mais elegante. O modelo testado pelo Zoom é branco, com um degradê azulado, mas o aparelho também está disponível nas cores preto e azul.

O conjunto de quatro câmeras traseiras está disposto na vertical e, na parte de trás, também fica o leitor de impressões digitais, em uma posição bastante intuitiva e fácil de acessar. Já na frente, o aparelho tem um notch em formato de gota e um pequeno "queixo", onde a marca Redmi está escrita. De acordo com a Xiaomi, o Redmi Note 8 tem um aproveitamento de 90% da parte frontal.

Redmi Note 8 tem aproveitamento frontal de 90% (Foto: Zoom)
Redmi Note 8 tem aproveitamento frontal de 90% (Foto: Zoom)

Na parte inferior, ficam a porta USB-C, a entrada para fone de ouvido no padrão P2 e os alto-falantes. Os botões de controle de volume e liga/desliga estão na lateral direita, enquanto na esquerda fica a gaveta do chip. Por falar nisso, vale ressaltar que o celular Xiaomi Note 8 é dual chip. Ele também aceita cartões de memória de até 256 GB e não tem slot híbrido. Isso significa que você não precisa escolher entre o segundo SIM e o cartão microSD, pois há espaço para ambos.

Um ponto negativo é que, por ser muito liso, o aparelho escorrega da mão com facilidade. Além disso, fica com marcas de dedo, sendo praticamente impossível manter o Redmi Note 8 limpo. A parte boa é que esses problemas podem ser facilmente resolvidos com o uso de uma capinha de silicone, que já vem na caixa e deixa a pegada bem mais confortável.

Por falar em acessórios, além da case, o smartphone vem com carregador, chave para abrir a gaveta de chip e guia do usuário. Assim como outros modelos da marca, o Xiaomi Note 8 não traz fone de ouvido na caixa, conforme falado anteriormente.

Proteção contra quedas e respingos d'água no Redmi Note 8

Um ponto positivo do Xiaomi Redmi Note 8 é que o smartphone tem proteção Corning Gorilla Glass 5, tanto na parte frontal como na traseira. Dessa forma, os usuários mais desastrados garantem que não vão ter problemas em casos de quedas eventuais. Além disso, apesar de não ter certificação IP, o smartphone conta com nano revestimento de proteção contra respingos d'água acidentais.

Detalhe dos botões laterais do Redmi Note 8 (Foto: Zoom)
Detalhe dos botões laterais do Redmi Note 8 (Foto: Zoom)

Tela do Xiaomi Note 8

O Redmi Note 8 mantém a tela com painel LCD IPS de 6,3 polegadas do seu antecessor, o Redmi Note 7. O display tem proporção de 19,5:9 e resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels), uma característica interessante, visto que muitos intermediários nessa faixa de preço têm qualidade apenas HD+.

A Xiaomi poderia ter investido em um painel AMOLED, que oferece maior qualidade. Ainda assim, a tela LCD não chega a oferecer uma experiência ruim. Na prática, é agradável assistir a filmes e até mesmo jogar no Redmi Note 8. As cores são bem definidas, com contraste e brilho eficientes. É possível, por exemplo, enxergar com facilidade até mesmo em ambientes abertos, sob a luz do sol. O brilho automático também é eficaz e se adapta bem a lugares abertos e fechados. O notch não chega a ser um problema, mas bordas incomodam um pouco, principalmente, a inferior, onde fica escrito "Redmi".

Redmi Note 8 tem tela LCD com resolução Full HD+ (Foto: Zoom)
Redmi Note 8 tem tela LCD com resolução Full HD+ (Foto: Zoom)

Como já citamos, o smartphone tem proteção Gorilla Glass 5, que ajuda a deixar a tela mais resistentes a quedas acidentais. Além disso, segundo a Xiaomi, o Note 8 também conta com um filtro de proteção para os olhos, que deixa o uso mais confortável. No entanto, não perceber nenhuma diferença na prática.

Câmera do Xiaomi Redmi Note 8

O Redmi Note 8 vem com um conjunto quádruplo de câmeras traseiras. O sensor principal tem 48 MP, com abertura de lente f/1.75, que permite mais entrada de luz, e tecnologia Super Pixel 4-em 1, que combina vários pixels em um para deixar as imagens mais nítidas.

Além disso, o celular tem uma câmera ultra grande-angular com sensor de 8 MP, ideal para produzir fotos com ângulos mais abertos, uma câmera macro de 2 MP, para fotografar detalhes próximos, e um sensor de profundidade de 2 MP, para fotos com modo retrato. Entenda a função de cada uma das lentes do smartphone.

Conjunto de câmeras traseiras do Redmi Note 8 (Foto: Zoom)
Conjunto de câmeras traseiras do Redmi Note 8 (Foto: Zoom)

Na prática, o celular produz fotos satisfatórias, principalmente, em boas condições de luminosidade. Obviamente, não podemos esperar a mesma qualidade fotográfica de um smartphone top de linha, mas ainda assim, o Note 8 não decepciona. De forma geral, as fotos são nítidas, com cores e contrastes bem definidos, e o celular oferece diversos recursos para melhoria das imagens. É possível, por exemplo, utilizar inteligência artificial, filtros nas imagens, fotografar com os 48 MP em sua totalidade ou usar um modo que combina quatro pixels em um só para gerar fotos de 12 MP.

Foto tirada de dia com o Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)
Foto tirada de dia com o Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)

A lente ultra grande-angular é ótima e permite capturar fotos com ângulos maiores, ideais para fotos de paisagens ou com grandes grupos de pessoas. Já imagens feitas com a câmera macro são um pouco menos nítidas, mas, como o uso dessa câmera geralmente acontece com menos frequência, não chega a ser um problema para os donos do Xiaomi Note 8. O efeito produzido pelo Modo Retrato, por sua vez, é eficiente, e os contornos ficam bem definidos.

Foto tirada com a lente ultra grande-angular do Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)
Foto tirada com a lente ultra grande-angular do Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)
Foto tirada com a lente macro do Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)
Foto tirada com a lente macro do Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)

Além disso, o Redmi Note 8 conta com um modo noturno que utiliza inteligência artificial para melhorar as fotos feitas à noite. O recurso é bastante eficaz e deixa as imagens mais nítidas. No entanto, os usuários mais exigentes podem perceber as fotos um pouco mais granuladas ou com um aspecto mais artificial.

Foto tirada à noite com o Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)
Foto tirada à noite com o Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)
Foto tirada à noite com o Modo Noturno Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)
Foto tirada à noite com o Modo Noturno Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)

Em relação à câmera frontal, o smartphone conta com um sensor de 13 MP, que está no mesmo nível de outros modelos intermediários. Durante o dia ou em locais bem iluminados, você vai conseguir selfies nítidas, com cores bem definidas e poucos ruídos. À noite, no entanto, a situação muda e as fotos ficam com aspecto granulado e meio tremido. Além disso, o modo noturno não funciona com a câmera frontal, então o Xiaomi Note 8 pode decepcionar um pouco os fãs de selfies.

Selfie feita com o Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)
Selfie feita com o Redmi Note 8 (Foto: Aline Batista/Zoom)

Por fim, o celular da Xiaomi grava vídeos em até 4K a 30 frames por segundo. A gravação vem no padrão 1080p a 30 fps, que garante vídeos bons e estáveis, mas é possível mudar por meio dos ajustes. O microfone também é eficiente na captação do áudio. Um recurso interessante para os vídeos é a câmera lenta a 120 fps, que permite fazer clipes divertidos para compartilhar nas redes sociais. Vale ressaltar que a gravação de vídeos na câmera frontal é de apenas 1080p a 30 fps.

Bateria do Redmi Note 8

O Redmi Note 8 tem bateria de 4.000 mAh, uma capacidade interessante para um celular intermediário. Durante o nosso período de testes, a bateria aguentou, em média, um dia e meio de uso moderado, alternando entre acesso a redes sociais, aplicativos de streaming e jogos leves com momentos de inatividade. Vale ressaltar que o tempo deve variar conforme o tipo de uso, mas a bateria do smartphone deve aguentar um dia com tranquilidade.

Carregador do Xiaomi Note 8 é inferior à capacidade do aparelho

Em relação ao tempo de recarga, o aparelho oferece carregamento rápido de 18 W. De acordo com a Xiaomi, o Redmi Note 8 atinge 100% de carga em menos de duas horas de carga. No entanto, o aparelho traz um carregador de apenas 10 W de capacidade. Por isso, é comum ver reclamações de usuários falando que ele leva mais do que duas horas para carregar.

Outro ponto que vale ressaltar é que a versão testada pelo Zoom veio com carregador no padrão americano, que exige o uso de um adaptador para funcionar nas tomadas brasileiras. Aliás, esse é um ponto em que vale ficar atento na hora da compra: tenha certeza de que o carregador vem no padrão brasileiro. No nosso caso, acabamos usando um carregador de 20W de outra marca que carregou o aparelho completamente em cerca de 1 hora e 50 minutos.

Redmi Note 8 testado pelo Zoom veio com carregador no padrão americano (Foto: Zoom)
Redmi Note 8 testado pelo Zoom veio com carregador no padrão americano (Foto: Zoom)

Em busca de um celular com bateria de longa duração? Veja os modelos com maior autonomia e os intermediários que se destacam pela boa bateria. Se for comprar um celular, leia os artigos abaixo:

Desempenho do Xiaomi Redmi Note 8

A ficha técnica do Redmi Note 8 inclui processador Snapdragon 665, um modelo octa-core da Qualcomm, com velocidade máxima de 2,0 GHz, e CPU Adreno 610. Esse não é um dos chipsets mais potentes, embora a Xiaomi prometa uma experiência extraordinária para jogos.

Ele teve um ganho em eficiência energética em relação ao Snapdragon 660, presente no Redmi Note 7. Ainda assim, esse é um processador intermediário, indicado para tarefas mais simples do dia a dia, como acesso a redes sociais e alguns jogos mais leves. Se quiser entender mais sobre a função dos chipsets nos celulares, confira esse artigo sobre processadores.

Além disso, o Xiaomi Redmi Note 8 tem diversas variantes, mas apenas duas versões estão à venda no Brasil: 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento ou 4 GB de RAM e 128 GB de memória interna. Essa quantidade de memória RAM trabalha bem com o chipset intermediário e é suficiente para realizar as tarefas do dia a dia com tranquilidade. O armazenamento também é um ponto positivo do smartphone, principalmente, a versão de 128 GB. O usuário não deve enfrentar problemas com falta de espaço para guardar aplicativos, fotos e outros arquivos, mas, se ainda assim precisar expandir, pode utilizar um cartão microSD de até 256 GB.

Detalhe da entrada para chip e cartão de memória do Redmi Note 8 (Foto: Zoom)
Detalhe da entrada para chip e cartão de memória do Redmi Note 8 (Foto: Zoom)

Durante nossos testes, o aparelho apresentou bom desempenho ao executar diversas tarefas, como navegação na internet, acesso a redes sociais e streaming de músicas e filmes. Além disso, o Redmi Note 8 também se saiu bem em jogos leves, como Candy Crush Soda e Farm Heroes Saga. O sistema rodou bem, sem apresentar lentidão ou travamento. Já em jogos mais pesados, como Asphalt 9 e PES 2021, ele demorou bastante para abrir os aplicativos, mas não apresentou engasgos durante as partidas.

De qualquer forma, vale ressaltar que as características do Note 8 são ideais para tarefas mais simples. Rodar jogos ou aplicativos mais pesados, que exigem muito do celular, pode provocar travamentos, visto que estamos falando de um telefone intermediário.

Apesar do sistema de alto-falantes ultra lineares 1217, o Redmi Note 8 decepciona um pouco em relação ao áudio. Além de ser mono, o que é comum em aparelhos dessa faixa de preço, o áudio é baixo, mesmo quando está no volume máximo, o que compromete a experiência de ouvir músicas e assistir a filmes ou séries. A parte boa é que ele mantém uma entrada P2, para fone de ouvido padrão, característica que tem sido perdida em muitos aparelhos recentes.

Sistema do Xiaomi Note 8 é mais antigo

Outro ponto que vale ressaltar é o sistema. Assim como outros modelos da Xiaomi, o Redmi Note 8 não roda Android puro. O celular vem com Android 9 e interface personalizada MIUI, na versão 11. Quem quer um smartphone com vários recursos de softwares e possibilidade de personalização, vai gostar do sistema. A Xiaomi oferece funções como Modo Noturno, Segundo Espaço e possibilidade de duplicar aplicativos.

Redmi Note 8 tem opções com 64 GB e 128 GB de memória (Foto: Zoom)
Redmi Note 8 tem opções com 64 GB e 128 GB de memória (Foto: Zoom)

Se você é do tipo que valoriza um sistema atualizado, o Redmi Note 8 não é a melhor opção, visto que Android 9 já está um pouco defasado, mas condiz com um aparelho que foi lançado em 2019. Isso não chega a ser um problema, porque não interfere no uso. De qualquer forma, vale ressaltar que o smartphone não recebeu update para o Android 10 e não deve receber para o Android 11, versão mais recente. Por isso, se você pensa em ficar uns bons anos sem trocar de celular, pode ser interessante escolher uma opção mais atualizada. Neste artigo, trazemos a lista dos melhores celulares Xiaomi em 2021.

Preço e custo-benefício do Redmi Note 8

Como já dissemos, o Redmi Note 8 é um celular lançado em 2019, mas que ainda chama atenção dos usuários e costuma aparecer entre os mais vendidos. O motivo desse sucesso é justamente seu custo-benefício. O modelo combina um bom conjunto intermediário, que inclui design elegante, tela Full HD+, câmera de qualidade, bateria duradoura e bom desempenho, por um preço justo. Além disso, os pontos negativos, como o sistema um pouco defasado, o áudio baixo e as selfies noturnas menos nítidas, não são suficientes para ofuscar os demais elementos.

Redmi Note 8 na cor branca tem detalhes em degradê (Foto: Zoom)
Redmi Note 8 na cor branca tem detalhes em degradê (Foto: Zoom)

Outra questão que deixa o smartphone ainda mais atraente é a queda de preço. O aparelho foi lançado no Brasil em novembro de 2019 e, atualmente, custa R$ 1.999,99 e R$ 2.199,99, para as versões de 64 GB e 128 GB, respectivamente. No entanto, já é possível comprá-lo bem mais barato no e-commerce, por cerca de R$ 1.300 e R$ 1.500, respectivamente. Essas ofertas tornam a compra ainda mais atraente. Vale ressaltar que os preços foram coletados no dia 18 de junho de 2021 e podem sofrer variações mediante a disponibilidade no mercado.

Acessórios disponíveis para o Redmi Note 8

Como já citamos, o Redmi Note 8 não traz fone de ouvido na caixa. Por isso, é bem possível que você tenha que investir em um acessório para usar com o celular. Antes de comprar, vale dar uma olhada nas nossas listas com os melhores fones para celulares e os melhores fones Bluetooth, para quem prefere um produto sem fio.

O Redmi AirDots 2, da própria Xiaomi, é um modelo totalmente sem fio que também tem bom custo-benefício. Confira o review completo do AirDots 2 para saber mais detalhes.

Além dele, outras boas opções são o JBL T110BT e Philips SHB2505. Se você é mais clássico e prefere um fone com fio tradicional, o JBL T205 e o Samsung EO-LG935B são modelos baratos e com boa qualidade de áudio. Já para quem prefere um headphone Bluetooth, a dica é o JBL Tune 500BT.

Capinha é opção para personalizar o Xiaomi Note 8

Além do fone de ouvido, outros acessórios que você pode comprar para o seu Redmi Note 8 são uma capinha personalizada, caso você não queira usar o modelo transparente que vem na caixa, e uma película, porque é sempre bom proteger o aparelho, mesmo com a proteção Gorilla Glass. Se o seu celular vier com a tomada no padrão americano, vale investir também em um adaptador de tomada no padrão brasileiro.

Produtos similares ao Redmi Note 8

Se você quiser conhecer outros modelos de celulares antes de comprar o Redmi Note 8, vale dar uma olhada nessa lista com os melhores intermediários de 2021. Para quem quer economizar, a dica é conferir os melhores smartphones por até R$ 1.200.

O Moto G9 Power, por exemplo, também tem memória RAM de 4 GB, mas conta com bateria de 6.000 mAh, que deve durar bem mais que a do Redmi Note 8. Em nossos testes do G9 Power, o telefone se destacou pela tela grande de 6,8 polegadas e bateria duradoura.

Outra opção é o Galaxy M21s, que tem tela Super AMOLED de 6,4 polegadas e câmera tripla com sensor principal de 64 MP. Na mesma faixa de preço, outro concorrente do Note 8 é o Galaxy A31, que tem 128 GB de armazenamento e câmera frontal de 20 MP.

Já para quem gosta dos celulares da Xiaomi, mas ainda tem dúvidas sobre o Redmi Note 8, a dica é conhecer os melhores modelos da marca e os smartphones da linha Redmi Note 9. Eles trouxeram algumas melhorias significativas, como bateria de 5.020 mAh no Redmi Note 9, processador Snapdragon 720G no Redmi Note 9S e memória RAM de 6 GB no Redmi Note 9 Pro.

Para quem não se importa em gastar um pouco mais, vale conferir os melhores smartphones de 2021 e os melhores aparelhos top de linha.

Conclusão

Em uma escala de 5 a 10 (onde 5 representa aparelhos medíocres, em que não vale a pena investir, e 10 significa um smartphone incrível, sem pontos negativos), a nota final do Zoom para o Redmi Note 8 é 9. Nessa gradação, encontram-se modelos excelentes, que têm poucos problemas. Dependendo das características que você procura em um smartphone e do quanto está disposto a pagar, consideramos que vale a pena investir no produto.

Vale ressaltar que estamos levando em consideração os celulares intermediários. Nesse caso, o Xiaomi Note 8 se destaca por combinar bons recursos e custo-benefício, sendo um dos melhores da categoria nesse sentido. Os poucos pontos negativos, como a baixa qualidade das selfies noturnas e o sistema mais antigo, não diminuem as qualidades do aparelho.

Quer economizar na compra do Redmi Note 8? Crie um alerta de preço que o Zoom te avisa quando ele estiver mais barato!

Aproveite e confira outros reviews de celulares que testamos: