PS5 vs Xbox Series X: comparativo de especificações, controle e jogos

Confira as diferenças entre os consoles da nova geração e saiba qual é o melhor para você comprar

Murilo TunholiEditor(a)

Publicado e atualizado 8 min. de leitura.

Compartilhe:

O PlayStation 5 (PS5) e o Xbox Series X são os consoles mais poderosos da nona geração de videogames. Enquanto a Microsoft aposta na potência bruta do videogame, a Sony busca aumentar a imersão do jogador com o novo controle DualSense e sistema de áudio em três dimensões.

Os dois aparelhos prometem rodar os jogos em resoluções de até 4K e exibir imagens mais fluidas a 120 quadros por segundo. As diferenças, contudo, ficam nos jogos exclusivos, acessórios, serviços online e em detalhes nas especificações de cada um. Confira, a seguir, o comparativo completo entre o PS5 e o Xbox Series X, e saiba qual console é o melhor para você.

Leia também: PS5 e Xbox Series: 8 jogos com upgrade grátis para os consoles

Vai comprar um PS5? Assista ao nosso vídeo com tudo o que você precisa saber:

Produto indisponível

Produto indisponível

Lançamento
19 de novembro de 2020
10 de novembro de 2020
Processador (CPU)
AMD Zen 2 customizado com 8 núcleos e 16 threads a até 3,5 GHz
AMD Zen 2 customizado com 8 núcleos e 16 threads a até 3,8 GHz
Placa de vídeo (GPU)
36 UCs a até 2.23 GHz (10.28 TFLOPS)
52 UCs a até 1,825 GHz (12 TFLOPS)
Arquitetura do chip gráfico
RDNA 2 customizada
RDNA 2 customizada
Interface de memória
16 GB GDDR6 (256-bit)
16 GB GDDR6 (256-bit)
Largura de memória
16 GB em 448 GB/s
10 GB em 560 GB/s, 6 GB em 336 GB/s
Armazenamento interno
825 GB de SSD NVMe 4.0
1 TB de SSD NVMe prioritário
Velocidade de transferência de arquivos
5.5 GB/s (raw), 8-9 GB/s (comprimido)
2,4 GB/s (raw), 4,8 GB/s (comprimido)
Armazenamento expansível
slot interno para SSD NVMe
slot externo para SSD prioritário de 1 TB
Armazenamento externo
suporte para HDD USB
suporte para HDD USB
Leitor óptico
Blu-ray UHD 4K
Blu-ray UHD 4K
Controle
DualSense
Xbox Series Controller
Performance esperada
4K a 60 fps, até 120 fps
4K a 60 fps, até 120 fps
Dimensões (largura x altura x profundidade)
39 cm x 10,4 cm x 26 cm / 39 cm x 9,2 cm x 26 cm (PS5 Digital)
15,1 x 30,1 x 15 cm
Peso
4,5 kg (PS5) / 3,9 kg (PS5 Digital)
4,45 kg
Ofertas
Produto indisponível
Produto indisponível

Conheça nossos artigos e fique por dentro dos melhores produtos, guias de compra, lançamentos e mais!

Especificações técnicas

Mesmo com números diferentes na ficha técnica, o PS5 e o Xbox Series X têm desempenho parecido

O PS5 e o Xbox Series X prometem rodar os jogos na mesma resolução e taxa de quadros: até 4K e 120 frames, mas a ficha técnica dos consoles não é idêntica. As diferenças na placa de vídeo, processador e no tipo de SSD podem ser fatores decisivos na hora de escolher o melhor videogame.

Xbox Series X. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Xbox Series X. (Foto: Divulgação/Microsoft)

O Xbox Series X sai na frente no quesito potência bruta. O processador é fabricado pela AMD em arquitetura Zen 2, tem oito núcleos e pode chegar a até 3,8 GHz de velocidade. Isso pode ser traduzido em um desempenho semelhante ao de um PC gamer poderoso de última geração.

A placa gráfica do Series X também é um show a parte. A GPU também é fabricada pela AMD, e usa arquitetura RDNA2, a tecnologia mais atual da fabricante, que também equipa as placas RX 6000. Com 52 unidades computacionais a 1,82 GHz e 12 TFLOPs, o console consegue reproduzir gráficos em até 4K e aproveitar as tecnologias de Ray Tracing para deixar sombras e raios de luz mais realistas.

PS5. (Foto: Divulgação/Sony)
PS5. (Foto: Divulgação/Sony)

O PS5 tem especificações mais modestas, mas não fica muito atrás na hora de rodar os jogos. Vale lembrar os números na ficha técnica não são os mais importantes na hora de saber qual console é o mais poderoso, mas sim a otimização do sistema em conjunto com o hardware.

No quesito processamento de dados, o videogame da Sony também é equipado com um chip da AMD: um Zen 2 customizado, mas que chega a "apenas" 3,5 GHz. O número é um pouco menor, mas o desempenho é bastante parecido com o visto no Series X, ou seja, ainda é um baita processador.

Em gráficos, o PS5 fica um pouquinho atrás nos números, mas isso não significa que a qualidade dos jogos é menor. A GPU também é uma RDNA2 customizada, mas conta com 36 unidades computacionais a 2,23 GHz e 10,28 TFLOPS. Em comparação ao Series X, a placa gráfica do PS5 tem menos TFLOPS, mas a frequência em cada núcleo é maior. Em termos práticos, o videogame da Sony também alcança os tão desejados 4K e 120 frames em certos jogos, além de ser capaz de usar o Ray Tracing.

SSD dos novos consoles diminui os tempos de carregamento nos jogos. (Foto: Divulgação/Microsoft)
SSD dos novos consoles diminui os tempos de carregamento nos jogos. (Foto: Divulgação/Microsoft)

A grande estrela que brilha nos dois consoles é o SSD interno, que agora se tornou o padrão na nona geração. O armazenamento é muito mais rápido que os HDDs usados no PlayStation 4 (PS4) e Xbox One tanto em leitura quanto em gravação. Isso significa que todos os tempos de carregamento, seja no sistema ou em jogos, diminuem e quase desaparecem em alguns casos.

O problema do SSD é na hora de expandir o armazenamento, que não sai nada barato. O Xbox Series X aceita apenas um SSD idêntico ao interno, que é fabricado pela própria Microsoft e pode custar mais de R$ 2.000. Já o PS5 aceita qualquer SSD no padrão NVMe 4.0, mas esses também são caros e raros de encontrar no Brasil.

Design e construção

Series X é minimalista e tem construção que ajuda no fluxo de ar

Um ponto que chamou a atenção dos gamers quando os consoles foram revelados foi o visual de cada um. Enquanto o Xbox Series X é minimalista e parece uma caixa de sapatos, o PS5 apostou em um design mais moderno com curvas e placas lateriais removíveis.

A construção nos dois videogames busca garantir a melhor circulação de ar possível entre os componentes. No caso do Series X, a Microsoft encaixou todo o mecanismo de ventilação na vertical, enquanto a Sony montou um sistema de ventoinhas nas laterais do aparelho.

Series X tem construção que favorece a circulação de ar. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Series X tem construção que favorece a circulação de ar. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Escolher o melhor design é uma decisão muito pessoal, mas é possível dizer que o Xbox Series X leva a melhor nesse quesito pela facilidade de combinar com outros aparelhos no rack da TV. O PS5 também é bonito e bem construído, mas a entrada de discos deixa o console assimétrico, além do tamanho grande que pode dificultar o posicionamento do videogame.

Jogos exclusivos

PS5 já tem jogos exclusivos de peso disponíveis, além de títulos grandes em produção

Na hora de escolher entre o PS5 ou o Xbox Series X, faz sentido levar os jogos disponíveis em consideração. Como os games multiplataforma, como Cyberpunk 2077, Assassin's Creed Valhalla e FIFA 21 estão presentes nos dois consoles, vamos focar nos exclusivos e nos serviços online que cada um oferece.

Marvel's Spider-Man: Miles Morales é um dos primeiros jogos exclusivos do PS5. (Foto: Divulgação/Marvel)
Marvel's Spider-Man: Miles Morales é um dos primeiros jogos exclusivos do PS5. (Foto: Divulgação/Marvel)

O PS5 já têm exclusivos de peso desde o lançamento do console com Marvel's Spider-Man: Miles Morales, o remake de Demon's Souls e Sackboy: A Big Adventure. A Sony também já divulgou outros títulos que estão produção, como God of War: Ragnarok, Final Fantasy XVI e Horizon Forbidden West. Além disso, o console é o único lugar onde você pode jogar franquias como The Last of Us, Ghost of Tsushima e Bloodborne.

No caso do Xbox Series X, a Microsoft havia preparado o Halo Infinite para chegar junto ao console, mas precisou adiar o lançamento por atrasos na produção. Os primeiros exclusivos do console ficaram para 2021 e anos seguintes. Games como Forza Motorsport, Senua's Saga: Hellblade II, Fable e Avowed serão lançados apenas na plataforma da Microsoft.

Halo Infinte seria lançado junto ao Series X, mas foi adiado para 2021. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Halo Infinte seria lançado junto ao Series X, mas foi adiado para 2021. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Mesmo sem exclusivos, o Series X tem a vantagem do Game Pass, a assinatura que disponibiliza centenas de títulos para baixar, como se fosse uma Netflix de jogos. Aqui no Brasil, onde os preços dos jogos e consoles são altos, um serviço com bom custo-benefício é muito bem-vindo. Já o PS5 tem o PS Now, que funciona de forma parecida ao Game Pass, mas ainda não está disponível em terras tupiniquins.

Leia também: Como assinar o Xbox Game Pass no PC?

Retrocompatibilidade

Series X consegue rodar todos os jogos do Xbox lançados até hoje

Series X é retrocompatível com todos os jogos da família Xbox.(Foto: Divulgação/Microsoft)
Series X é retrocompatível com todos os jogos da família Xbox.(Foto: Divulgação/Microsoft)

Tanto o PS5 quanto o Series X são retrocompatíveis com a geração anterior, mas com algumas diferenças. O console da Sony roda 99% dos jogos de PS4, sendo que alguns recebem melhorias em taxa de quadros por segundo ou resolução. God of War, Ghost of Tsushima e Days Gone, por exemplo, rodam a 60 fps no PS5.

O videogame da Microsoft, por sua vez, roda a biblioteca inteira de jogos de todas as gerações anteriores do Xbox. Ou seja, se você deixou de jogar algum título do primeiro Xbox 360, é só colocar o disco no console e aproveitar. Além disso, alguns games otimizados para o Series X ganham melhorias, como texturas em alta definição 4K e taxas de quadros maiores.

DualSense vs controle do Xbox Series

Controle do PS5 tem recursos que prometem uma experiência nova nos jogos

Os joysticks nunca foram tão importantes quanto nesta geração. A Microsoft manteve o mesmo design do Xbox One no controle, mas fez algumas melhorias e adições, como os novos botões de gatilho (RT e LT) e um botão inédito "Share", que permite compartilhar capturas de tela e gravações com amigos.

DualSense, controle do PS5, tem retorno tátil e gatilhos adaptáveis. (Foto: Divulgação/Sony)
DualSense, controle do PS5, tem retorno tátil e gatilhos adaptáveis. (Foto: Divulgação/Sony)

O controle do PS5 é uma experiência à parte. O antigo DualShock 4 deixou de ser usado para dar lugar ao novo DualSense, com design totalmente reformulado e recursos que prometem aumentar a imersão nos jogos. Um dos recursos novos é retorno tátil, que transmite sensações diferentes na mão do jogador por meio das vibrações do acessório dependendo do jogo.

Os gatilhos adaptáveis do DualSense são outra novidade bacana. A tecnologia permite que o controle trave os botões traseiros de acordo com a ação no game. Em jogos de tiro, por exemplo, cada arma terá uma distância de ativação diferente no R2.

Compare preços

Veja as melhores ofertas para o PlayStation 5 (PS5) e Xbox Series X

Considerações finais

O PS5 é o melhor console da nona geração, por enquanto

O PS5 é a melhor escolha no início da nona geração. (Foto: Divulgação/Sony)
O PS5 é a melhor escolha no início da nona geração. (Foto: Divulgação/Sony)

Escolher o melhor console entre o PlayStation 5 (PS5) e Xbox Series X não é fácil e depende muito do gosto pessoal do jogador. Por terem poder gráfico bastante parecido e alcançarem resoluções 4K a até 120 frames, o maior fator de desempate são os jogos exclusivos, já que você não vai poder jogar na plataforma concorrente.

O PS5 começou a vida útil com mais exclusivos à disposição do que o Series X. Além disso, também há títulos de peso já em produção para o console da Sony, como God of War: Ragnarok, Final Fantasy XVI e Horizon Forbidden West. Além disso, os novos recursos do controle DualSense garantem uma gamplay diferente do que foi visto até hoje. Por isso, o videogame japonês leva a melhor no quesito jogos exclusivos e experiência.

O Series X pode não ter exclusivos novos por enquanto, mas tem o Game Pass com mais de 100 jogos para baixar. O console da Microsoft também ganha pontos pela retrocompatibilidade com a biblioteca de todas as gerações anteriores do Xbox, o que pode ser uma vantagem para quem deixou games antigos passarem.

Em conclusão, o PlayStation 5 (PS5) deve agradar mais jogadores, pelo menos nos primeiros anos de geração. O Xbox Series X pode tomar o lugar quando receber jogos otimizados para usarem todo o potencial do console, mas, por enquanto, é melhor continuar com o Xbox One ou partir para o mais barato Series S.

Quer saber mais sobre games? Veja outros artigos aqui no Zoom!

Leia também: