Guia do Xbox Series X: especificações, jogos, preço e lançamento

Saiba tudo que já foi revelado sobre o Xbox Series X, o console mais poderoso da Microsoft

Murilo TunholiJornalista especializado em tecnologia e jogos. Formado pelo Centro Universitário IBMR. Atua nas editorias de Informática e Games.

Publicado e atualizado 7 min. de leitura.

Compartilhe:

O Xbox Series X é o console de videogame mais poderoso da Microsoft. Lançado em 10 de novembro de 2020 no Brasil, o aparelho faz parte da família Series, que também conta com o Xbox Series S. Com preço de R$ 4.599, a plataforma é voltada para gamers exigentes que buscam rodar os jogos em resoluções de até 4K com imagens fluidas a até 120 quadros por segundo.

Desde o anúncio em 2019, a Microsoft apresentou novidades e informações sobre o Xbox Series X, incluindo as especificações, jogos, controle, performance do SSD e mais. Nós do Zoom reunimos todos os anúncios neste artigo e mostramos tudo que você precisa saber sobre o console. Confira, nas linhas as seguir.

Leia também: Guia do PS5: preço, lançamento, jogos e especificações do videogame

Xbox Series X é o console mais poderoso da Microsoft na nona geração de videogames. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Xbox Series X é o console mais poderoso da Microsoft na nona geração de videogames. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Data de lançamento do Xbox Series X

  • Início da pré-venda: 29 de setembro
  • Lançamento no Brasil: 10 de novembro

O Xbox Series X foi revelado ao público no The Game Awards de 2019, que aconteceu em dezembro. Desde o anúncio inicial o console já tinha data de lançamento marcada para o final de 2020. Em agosto, a Microsoft confirmou que o videogame chegaria em novembro.

A promessa foi cumprida e o Xbox Series X foi lançado oficialmente no dia 10 de novembro de 2020 no mundo todo, incluindo o Brasil. Segundo a Microsoft, os consoles Series X e Series S bateram juntos o recorde de vendas na história da marca logo no primeiro dia em que ficaram disponíveis.

Leia também: PS5 vs Xbox Series X: qual é o melhor console da nova geração?

Preço do Xbox Series X

  • Preço no Brasil: R$ 4.599

Inicialmente, o Xbox Series X custaria o mesmo preço do rival PlayStation 5 (PS5) na versão com leitor de discos: R$ 4.999. Contudo, o custo diminuiu em R$ 400 após uma redução no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) decretada pelo governo brasileiro no final de outubro. Com isso, o preço sugerido do Xbox Series X passou a ser R$ 4.599.

O PS5 recebeu a mesma redução de impostos, mas o preço final ficou R$ 100 mais caro que o Xbox Series X. Ou seja, a edição do console da Sony com leitor de discos passou para R$ 4.699. O PS5 Digital é mais barato e sai por R$ 4.199.

Leia também: PS5 e Xbox Series na Black Friday 2020: vale a pena esperar?

Especificações técnicas do Xbox Series X

  • Processador (CPU): AMD Zen 2 customizado com 8 núcleos e 16 threads a até 3,8 GHz
  • Placa de vídeo (GPU): 52 UCs a até 1,825 GHz (12 TFLOPS)
  • Arquitetura do chip gráfico: RDNA 2 customizada
  • Interface de memória: 16 GB GDDR6 (256-bit)
  • Largura de memória: 10 GB em 560 GB/s, 6 GB em 336 GB/s
  • Armazenamento interno: 1 TB de SSD NVMe customizado
  • Velocidade de transferência de arquivos: 2,4 GB/s (raw), 4,8 GB/s (comprimido)
  • Armazenamento expansível: slot para SSD NVMe prioritário de 1 TB
  • Armazenamento externo: suporte para HDD USB
  • Leitor óptico: Blu-ray UHD 4K
  • Performance esperada: 4K a 60 fps, até 120 fps
  • Dimensões (largura x altura x profundidade): 15,1 x 30,1 x 15 cm
  • Peso: 4,45 kg

Entenda:

  1. O processador e a placa de vídeo do Xbox Series X funcionam com frequências variáveis;
  2. “UCs” significa “Unidades Computacionais”, termo da AMD que define o menor componente funcional em uma GPU.
Especificações técnicas do Xbox Series X são as mais poderosas entre os consoles da nona geração. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Especificações técnicas do Xbox Series X são as mais poderosas entre os consoles da nona geração. (Foto: Divulgação/Microsoft)

O Xbox Series X chamou atenção pelas especificações técnicas desde que foram reveladas. O console tem o maior poder de processamento gráfico da geração e busca rodar os jogos em resolução 4K e taxa de quadros por segundo que pode chegar a 120 fps. Isso significa que, além de terem imagens em alta qualidade, os games também ficam mais fluidos.

A placa de vídeo do console é um chip customizado fabricado pela AMD. Com arquitetura RDNA 2 de sete nanômetros, a placa do Xbox Series X dispõe das tecnologias mais avançadas na geração dos gráficos, como o Ray Tracing, que renderiza raios de luz e efeitos de sombra mais realistas.

O SSD presente no console também precisa ser citado, já que esse tipo de armazenamento reduz os carregamentos de jogos e aplicativos quase por completo. O recurso, no entanto, traz um ponto negativo: o preço alto para expandir o espaço disponível no console. Por ser um disco prioritário, só é possível adicionar outro SSD de 1 TB idêntico ao interno, e somente a Microsoft vende essa expansão por cerca de R$ 2.299.

SSD adicional do Xbox Series X é prioritário e pode custar mais de R$ 2.000 no Brasil. (Foto: Divulgação/Microsoft)
SSD adicional do Xbox Series X é prioritário e pode custar mais de R$ 2.000 no Brasil. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Vale mencionar que o Xbox Series X é o único console da Microsoft que conta com leitor de discos na geração atual. O irmão mais novo Series S é totalmente digital, além de ter armazenamento interno menor. Ou seja, se você tem uma biblioteca com jogos de Xbox One ou 360 em mídia física, precisará investir no Series X para aproveitar a retrocompatibilidade.

Design do Xbox Series X

Apelidado carinhosamente de geladeira gamer, o Xbox Series X tem um visual que parece uma torre. O aparelho tem formato retangular e pode ser colocado tanto em pé quanto deitado na mesa. Na face de cima (ou da lateral, dependendo do ponto de vista), existe uma grelha por onde uma ventoinha remove o ar quente de dentro do console.

Face superior do Xbox Series X tem a grelha por onde sai o ar quente. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Face superior do Xbox Series X tem a grelha por onde sai o ar quente. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Na parte da frente, o Xbox Series X é minimalista e conta apenas com o leitor de mídias, uma porta USB tipo A para conectar o controle e os botões para parear acessórios sem fio e ejetar discos. A logo do Xbox na parte de cima serve para ligar o console.

Atrás do videogame é possível encontrar a porta HDMI 2.1, um conector RJ-45 para cabo de Internet, duas entradas USB tipo A e o slot para colocar o cartão de expansão de memória (aquele SSD que custa R$ 2.200 citado anteriormente).

Xbox Series X tem visual minimalista. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Xbox Series X tem visual minimalista. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Um ponto que não agradou muito os usuários do Xbox Series foi a interface, que não recebeu muitas novidades em relação aos menus do Xbox One.

Xbox Series X vs Series S

O Xbox Series X é o console mais poderoso, enquanto o Series S é uma versão mais modesta, mas que ainda é considerada um videogame de nova geração. Enquanto o Series X mira em alta performance com gráficos em 4K até 120 fps, o Series S promete bom desempenho em resoluções até QHD (Quad HD), que chega a 2560 x 1440 pixels. Para efeito de comparação, o Xbox One S reproduzia imagens "apenas" em Full HD (1920 x 1080 pixels).

Xbox Series X, à esquerda, e Xbox Series X, à direita. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Xbox Series X, à esquerda, e Xbox Series X, à direita. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Além da diferença na performance, o Series X é o único console da família com leitor de discos. O Series S é totalmente digital, e só roda jogos comprados na Microsoft Store ou os games disponíveis no Game Pass. Isso significa que, se você tiver muitos discos de Xbox One ou 360 em casa, mas ainda pretende pegar um Series S, pode fazer um bom dinheiro vendendo os jogos.

O Xbox Series S fica em uma situação ainda mais complicada por ter um SSD menor em comparação ao irmão mais poderoso. O console tem 512 GB de espaço livre para guardar jogos, mas o armazenamento também pode ser expandido com o cartão prioritário da Microsoft.

Por ser menos potente e totalmente digital, o Series S também é mais barato. Ele custa R$ 2.799 em vez dos R$ 4.599 cobrados no Series X. O console pode ser uma boa porta de entrada para a nova geração, mas é preciso analisar e ver se vale a pena abrir mão das mídias físicas e dos gráficos em 4K.

Leia também: Xbox Series X vs Series S: diferenças entre os consoles da Microsoft

Jogos do lançamento

Xbox Game Pass pode ser uma boa alternativa para jogar no Xbox Series X. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Xbox Game Pass pode ser uma boa alternativa para jogar no Xbox Series X. (Foto: Divulgação/Microsoft)

A biblioteca de jogos do Xbox Series X ainda não recebeu nenhum exclusivo. Halo Infinite seria o primeiro game a usar todo o potencial do console, mas foi adiado para 2021, ainda sem data de lançamento específica. Por enquanto, os jogadores têm à disposição games multiplataforma, como Assassin's Creed Vahalla, Watch Dogs: Legion e Cyberpunk 2077, além da retrocompatibilidade e todo o catálogo do Game Pass.

Entre os jogos exclusivos em desenvolvimento para o Series X estão State of Decay 3, Fable, Forza Motorsport, The Medium, Stalker 2, Senua's Saga: Hellblade II, entre outros.

Leia também: PS5 e Xbox Series: 8 jogos com upgrade grátis para os consoles

Controle do Xbox Series X

Controle do Xbox Series X não recebeu mudanças grandes no design, mas ganhou botão novo "Compartilhar". (Foto: Divulgação/Microsoft)
Controle do Xbox Series X não recebeu mudanças grandes no design, mas ganhou botão novo "Compartilhar". (Foto: Divulgação/Microsoft)

O controle do Series X recebeu melhorias em relação ao acessório do Xbox One, mas manteve o design que já é conhecido entre os jogadores. Os gatilhos ficaram mais anatômicos e ganharam uma textura que garante mais firmeza na pegada, evitando escorregões.

O direcional digital (D-Pad) também mudou. O conjunto de botões deixou o formato em cruz para trás e adotou uma construção em círculos, que promete facilitar movimentos nas diagonais.

Por último, o controle recebeu um botão novo chamado "Compartilhar" (ou Share, em inglês). O recurso é usado para criar capturas de tela e vídeos das jogatinas para publicar nas redes sociais e no perfil do próprio usuário. Vale lembrar que os controles do Xbox One ainda podem ser usados no Series X sem problemas.

Leia também: